Total de visualizações de página

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Os Conceitos de Magia



Enquanto suas práticas iniciáticas são decididamente shamânicas do lado do Iniciando ou Iniciado (ao menos durante seu período como Iaô), as mesmas práticas, isto é, as práticas complementares àquelas, mas realizadas pelo Iniciador, são claramente do nível da feitiçaria.

Na Geomancia, rica e elaborada, com um panteão próprio (uma vez que todos os Odus tem suas representações antropomórficas), o método de praticála é sempre simplificado, utiliza-se de instrumentos primitivos sem nenhum significado oculto, ignora-se as fusões das figuras, que portanto são 256 ao invés de apenas 16; essas, por sua vez, variam quanto a natureza da energia
a todo momento, ora significando benesses, ora o oposto - e isto a mesma figura! Por exemplo, tomemos a melhor figura geomântica, no domínio energético e sutil, "Laetitia", 1222; no Camdomblé, é o melhor Odu, "Obará", 1222. No Camdomblé, Obará prenuncia riquezas (atribuição de Fortuna Major, 2211), promete que seus filhos nascem pobres mas morrem ricos. Obará só tem um aspecto nefasto: seus filhos são os mais sujeitos a feitiços, inveja, olho-grande e coisas afins. Laetitia significa "alegria", simbolizada por uma barraca, que provê a proteção do céu. Ou a bobagem foi pura burrice, ou é coisa de painhos querendo faturar... A Geomancia Afro é mais uma forma de Astrologia Horária; como todas essas, não possui um "evolutivo". Somente a nossa "Nova Geomancia" a Geomancia Racional, possuí o "evolutivo", obtido através da rotação das casas, resultado do resto na operação de divisão do total de traços obtidos por doze.

Outras figuras de manifesta ambiguidade são o Odu Oxé e a figura Amissio (perda), 1212; como Odu, significa riqueza, mas como figura geomântica significa empobrecimento e, até mesmo, a morte. O Odu Oyekú, o Odu da morte (Oyá-Ikú), em nada corresponde a Populus, embora ambas tenham a mesma figura numérica, 2222. O Odu Odí é tido como o pior dos Odus, enquanto que a figura de Carcer é uma figura de entraves, tendo seu aspecto bom na casa 12 (entrava os acidentes, obstáculos e doenças), e algumas vezes bom na casa 8 (entrava as mudanças, mas também a morte). Isso só para começar. Mas basta de Geomancia.

O Camdomblé possuí um dos mais belos e ricos panteãos de Deuses jamais conhecidos, embora muitos aspectos de relevância tenham se perdido ao longo do tempo. E com a ausência desses elementos fica muito complicado encontrar as corretas atribuições com Deuses de outros panteãos, bem como com a Árvore da Vida. Aspectos relativos a sexualidade, tão patentes entre os Deuses da Índia, são praticamente ausentes entre os Deuses Afro, ou, quando presentes, seus dados são por demais perfunctórios, tornando sua utilização mágica muito arriscada. Creio que o resgate do "elo perdido" é necessitado com urgência.

Como se não bastasse o que relatei acima, temos, no Camdomblé, práticas mágicas do nível da feitiçaria, com alguns poucos toques de shamanismo. Curioso é que muitos praticantes do Camdomblé creem que, para que a Magia funcione, é necessário ter-se o auxílio de um "parceiro astral", um Exu ou um Egum, devidamente assentado, com todos os Ossé (tratamentos e obrigações) em dia (portanto, potencializado). Quer dizer, o Exu (ou o Egum) deve existir tanto no plano físico, através do assentamento (ver Evocação ao nível da Feitiçaria), como nos planos sutis, pela manutenção da imagem mental da entidade (ver Evocação ao nível do Shamanismo).

E, para encerrar com "Chave-de-Ouro" o assunto, uma verdadeira barbaridade, prova cabal da profunda ignorância daqueles que se dizem detentores dos Fundamentos do Culto: definem os Orixás como sendo Elementais! Seria bom que essas pessoas estudassem um pouco de Mitologia,
Arquétipos, Egrégoras e Elementais, para saírem do poço de ignorância que está destruindo o último Culto Vivo aos Deuses Internos do Homem, o Camdomblé! Trocando em miúdos, na Umbanda e na Quimbanda, se pratica e Invocação Mágica (a qual se chama de Incorporação), e a Evocação Mágica - quando se busca, pelas oferendas compostas de velas coloridas, bebidas, charutos e outras coisas, criar uma atmosfera propícia à manifestação da Entidade - , quando então se pede à Entidade o que se deseja.

Já as oferendas no Candomblé - Ebós - tem dois aspectos distintos, o primeiro sendo a criação de uma atmosfera propícia à manifestação da Entidade, e o segundo a criação de Elementares, para a execução de operações mágicas. Nada, aliás, que não se consiga repetir por outras dezenas de métodos mais simples, práticos e baratos - o que, porém, não invalida a tradição. Praticar o Camdomblé com artigos importados da África ou da Nigéria é tão absurdo quanto importar gêlo das geleiras dos polos ou neve da América do Norte ou Europa para realizar rituais da Wicca adequados ao inverno... É lamentável constatar que o Candomblé, religião Thelêmica, Sistema de
Magia antes de tudo Pragmático, foi transformado num culto vazio, pobre, custoso e dominado por pessoas ignorantes, inescrupulosas e mercantilistas.

Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguir por Email

Seguidores

Marcadores

orixás (257) magia (253) espiritualidade (180) astrologia (163) (152) Umbanda (113) amor (113) umbanda astrológica (103) sexo (97) CONCEITOS (96) Umbanda-Astrologica (93) signos (91) religião (78) mulher (76) previsões (70) exu (64) conceito (58) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (56) carma (51) comportamento (51) pombagira (51) signo (51) destino (50) astral (49) candomblé (48) mediunidade (47) Cabala (44) rituais (43) UMBANDA ASTROLOGICA (40) Astrofísica (38) poder (35) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) ancestrais (30) arcanos (30) Livro (29) sucesso (29) espaço (28) fé religião (27) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) odus (25) sorte (25) estudos (24) magia sexual (24) oxum (24) Ogum (23) deus (23) vida (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) pombagiras (22) sexualidade (22) ifá (21) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) energia (19) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) magos (18) oxalá (18) Iansã (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) brasil (16) sagrado (16) Comportamento na vida (15) ano (15) atriz (15) axé (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) Xangô (14) carma sexual (14) dinheiro (14) oráculos (14) terra (14) magia negra (13) odús (13) paixão (13) vibrações (13) Guias (12) Júpiter (12) Yorimá (12) linhas (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) mapa astrológico (11) nova era (11) Estudo (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) ciclos (10) conhecimento (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) planeta (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) OS SENHORES DO DESTINO (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciência (8) cães (8) homem (8) luz (8) mestres (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) missão (7) obsessão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)