Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Seja bem vindo a mundo da Umbanda Astrológica - A fusão.

 Sempre pintaram reformadores das religiões espiritualistas e a Umbanda não ficou de fora. E, desde o início, a abertura universal era o estigma da Umbanda, as características mais marcantes deste culto eram a simplicidade, objetividade e ser aberta a todos os segmentos sociais, econômicos, religiosos ou étnicos. As religiões com seu intuito de religar o homem a Deus nosso Criador, tem o dever de evoluir acompanhando as evoluções ciclicas das eras. Religião que não progride, fica defasada, a espiritualidade evolui, e os adeptos de qualquer filosofia quer sempre mais. Porque precisa de mais! No seculo passado surgiu a Umbanda Esoterica, que ja foi um grande avanço, um salto pra explicar muitas coisas que estavam econbertas e veladas. Após muito estudo e sem muita pretenção, venho trazendo um novo olhar sobre essa fantastica Umbanda Brasileira. E trago a Umbanda-Astrologica, com um foco sobre o prisma da Astrologia.
Essa é uma fusão entre os cultos Ancestrais com a cultura Astrologica. Que visa explicar melhor as vibrações, sem exclusão, preconceito, ou divisão. O intuito é simplificar tornando mais acessivel, a todos e não somente a um circulo de buscadores de templos, mas, que sejam formas e normas mais compreensiveis. Chega de poucos pensando que são donos do conhecimento. Na verdade, tudo que foi revelado até hoje é de suma importancia, e nada precisa ser descartado, mas, o que precisa é ser assimilado e melhor explicado a todos.
Esse culto de Umbanda Esoterica, que seria “ a manifestação do espírito para a caridade” e de certas normas para a seqüência dos trabalhos, roupagem branca simples, sem atabaques e palmas ritmadas, os cântigos seriam baixos e harmoniosos, e não seria mais utilizado qualquer tipo de sacrifícios de animais, nem para homenagear entidades, nem para desmanchar trabalhos de magia. Já na Umbanda-Astrologica, não descarto os ritos do Candomblé pois com som tambem se faz magia mantrica muito importante. E tambem não temos só que vestir branco, como os umbandistas tradicionais querem imprimir, influenciados pelo Islamismo que cultuam Alá. Na verdade, o Sol é amarelo o astro do Grande Oxalá. E o Arcores tem 7 Cores como 7 são os Raios. Portanto não precisamos só usara branco como via de regra.


ORIXÁS E LINHAS
Orixá ( Purusha - forma original ) quer dizer “ Luz do Senhor “ ou “ Mensageiro do Senhor ”. São as Emanações de Luz procedentes do Pai Bram, através do Filho, os construtores do Universo físico. Cada qual ordena uma série menor de construtores e tem correspondência com um chacra, um dia da semana, um metal, um planeta, uma figura geométrica, um dos elementos e várias classes de elementais e elementares. São em número de sete e cada qual preside uma das sete Linhas em que se divide a Umbanda: Oxalá, Ogum, Oxossi, Xangô, Yemanjá, Yori e Yorimá. Os nomes dos Orixás em seus significados originais são trancedentais e profundamente metafísicos contando a história da própria criação e seus construtores.
OXALÁ é a linha do Cristo Solar, vem de Purushalha que significa a “ imanência de Deus” presente na manifestação através da hierarquia de seres celestes; é a própria manifestaçõa do Logos Solar. Nesta linha este Orixá tem correspondência com o chacra coronário, sua cor fluídica é o branco, seu metal correspondente é o ouro, seu dia da semana é o domingo, seu planeta regente é o Sol e atua nos sete elementos, bem como nos cinco sólidos perfeitos.

OGUM vem da corruptela de Aum e Agni (fogo sagrado) significando “ o fogo da salvação e da glória”, assim sendo ajuda o homem a vencer a batalha entre a personalidade e os instintos bestiais, contra o eu superior e aquilo de divino que existe em cada ser. Tem correspondência com o chacra umbilical, sua cor fluídica é o alaranjado vivo, seu metal correspondente é o ferro, seu dia da semana é terça-feira, seu planeta regente é Marte, e atua nos elementos ar, água, terra e fogo.
OXÓSSI significa ação envolvente ou, esotericamente, o “ caçador de almas”. Tem correspondência com o chacra esplênico, sua cor fluídica é o azul, seu metal correspondente é o cobre, seu dia da semana é sexta-feira, seu planeta regente é Vênus, e atua no elemento terra.
XANGÔ vem de Camnaga que significa ” Dragão da Sabedoria”, é o Orixá da balança cármica, o comandadnte das almas. Atua no chacra cardíaco, sua cor fluídica é o verde brilhante, seu metal é o estanho, seu dia da semanaé quinta-feira, seu planeta regente é Júpiter, e prepondera sobre as quatro classes de espíritos da natureza principalmente os gnomos e as ondinas. Tem um grande poder de penetração no subsolo do planeta, nas montanhas e pedreiras ( mundo mineral ).
IEMANJÁ vem de Anamaya e Aemmaya e representa o eterno feminino da natureza, “a mãe do mundo”. Este Orixá está sempre presente na vida manifestada, pois ele é seu intermediário entre um plano e outro, é o portador da vida. Yemanjá por ser a doadora da vida está associado ao mar, pois do mar saiu o primeiro ser vivo e a água sempre foi o símbolo da maternidade. Atua no chacra frontal, ua cor fluídica é o amarelo pálido, seu metal correspondente é a prata, seu dia da semana é segunda-feira, seu planeta regente é a Lua, seu elemento é a água e suas figuras geométricas são a linha e o círculo.
Ibejís mantém a vibração original e significa “ relação com a Lei Divina” no sentido de religare, unir. É a linha da pureza associada às Crianças, ou melhor aos espíritos que assumem roupagens fluídicas infantis. Seu chacra respectivo é o laríngeo, sua cor fluídica é o vermelho, seu metal é o mercúrio, seu dia da semana é quarta-feira, seu planeta regente é Mercúrio e seu elemento é o ar.
Obaluaê/Omulú também é de vibração original - Yori e Má que juntos significam “a essência divina em ação”. É a linha dos Pretos-Velhos. Atua no chacra básico, sua cor fluídica é o violeta, seu metal correspondente é o chumbo, seu dia da semana é sábado, seu planeta é Saturno, o elemento que manipula é o fogo e também atua nos cinco sólidos perfeitos.
Linha, Legião e Falange - São agrupamentos de entidades dentro das suas características vibratória e na faixa de atuação dos 7 Orixás.
• Numerologia é sagrada entre Orixás, Chefes de Legiões (Orixás Menores), Guias e Protetores e o n. se reduz a dez, pois 10 é um número perfeito, simboliza Deus.
• Cada Orixá tem 7 Orixás menores (chefes de Legiões) - total 49
• 49 Chefes de Legiões 7 guias - falanges - total - 343 guias
• 343 Guias 7 (protetores) 2.401 protetores.
Chefes de Legião - são coordenados pelos Orixás, não incorporantes, característicos. Próprias, vibrações fluídicas ligadas a um som ou nota musical, a um determinado planeta.
Guias - são subordinados aos chefes de Legiões (atuam no plano astral, formam o corpo de ilusão (Nirmanakayas ajudam os encarnados por opção, esquecendo às vezes de subirem a planos superiores --Nirvana----)
• Possuem 3 formas de manifestação dos Guias e Protetores. Caboclo - simplicidade Preto Velho - humildade Criança - Pureza • Vibrações e Manifestações:
1) Vib. Anciões (Preto Velho) chacra base coluna , irradicavam. a mesma obrigando-se a curvar. Kundalini avivado provocava no aparelho uma mudança que exteriorizava na voz, parecida com a de um velho.
2) Vib. Instrutores (caboclo) plexo solar - provocava posição ereta, de baixo para cima, tipo guerreiro, fortalecendo idéia de um caboclo.
3) Vibração dos puros - chacra laringeo, voz tomava-se fina, pura, aparência de um criança, (aquele que renascia).
Orixás - Para cada Orixá exístem 7 Orixás menores.
PLANOS DE MANIFESTAÇÃO
1) Orixá - médiuns saindo mecanismo mediunico, terminando o seu carma, recebem a influência do plano mental inferior para atingir o grau do discípulo do caminho.
2) Guia - é comum embora raro, mediunismo refinado, porém de causa e efeito.
3) Protetor - é mais comum, rama ativo, incorporação psicofonia, intuição, tendo algumas encarnações a cumprir.
CARACTERISTICAS MEDIUNICAS DOS ORIXÁS (incorporação)
Oxalá - Incorporação suave, vibrada pelas costas e nuca, vibra aqui o chacra coronário, falam pouco, linguajar per feito e correto e não gostam de dar consultas somente para doutrinar, antes 9 da noite.
Oxossi - vibração do chacra esplênico, vibrações perna de baixo p/cima e no tronco aparelho, movimento de rotação rudes, gostam de das consultas, mestres cura através das ervas, falam pouco, caminham e assoviam, estalam os dedos,
Xango - modo brusco de incorporar, chacra cardíaco, raramente falam ou dão consultas, porem deslocam as mais sutis vibrações, e são humildes.
Iemanjá - povo do mar, vibrações e sensações de frio e arrepio pelos braços, tronco, costas, nuca e cabelos e pelo girar rápido(em função da perda de gravidade, chacra frontal, ativa as glândulas lacrimais, choram copiosamente, produzindo mantras de beleza) dá consultas e quando falam a voz é nuance profunda e indiscritiva, clara e cristalina.
Ibejís - crianças, sentam no chão, vibram o chacra laríngeo, vibração suave, gostam de doce.
Obaluaê/Omulú - Pretos Velhos - assoviam para eles é corno um rnantra, vibração triste, sons cansados. Caboclos: ritmo vivo, produzem instrumentos de percursão.
* Nota: Aumbram - Magos Brancos / Nigromancia - Magos Negros. 



FINALIDADE DA UMBANDA:
1) Pemba - Era um giz que sevia para 1 rito, grafáva sinais cabalísticos(usados na magia), era a grafia do Orixá, obedeciam a sete sinais positivos que o identificavam; tipo de entidade, linha, falange, planeta, cor fluídica, elementos que manipulava, entidade que comandava.
2) Cores Orixás para a pemba: Oxalá - dourada, Oxossi - azul celeste, Ogum - escarlate, Xangô - anil, Yemanjá - branca prateada, Yori - alaranjada, Yorimá - verde clara. DEVANAGAR - Língua dos Deuses, som vibratório específico, originou-se de uma raiz sânscrita, partindo daí o livro sagrado dos Vedas, hinos mágicos, que nada são mais que os mantras. (sons místicos víbratórios que produzem afinidade entre a matéria e o espírito. Nota: quando uma entidade incorpora ele emite sons para poder manter a vibração constante do aparelho com a entidade.

DEFUMADORES É a queima de certas ervas especiais, com finalidades e fins, sempre aroma agradável usados em cerimônias, O Objetivo é descarregar o ambiente, queimar as larvas, cascões e escórias astrais, As ervas são específicas de cada orixá. Os comercializados não tem o mesmo valor do que os colhidos.
AS GUIAS É um tipo de amuleto que serve de proteção e defesa, é também um talismã mágico onde se imanta certos fluídos, vibrações para a magia positiva. O verdadeiro GUIA a é feito de elementos naturais encontrados nos mares, rios, matos, cachoeiras. São favas, sementes, raizes e devem, ser colhidas na hora planetária do oríxá, em dias apropriados e em fases da lua, depois são imantadas. Os guias coloridos nada tem a ver coma cor fluídica da entidade. O medium o usará apenas como talismã para um efeito psicológico. • O QUE É FAZER , A CABEÇA Esta expressão antiga é a abertura dos chacras. O mestre ensinava a abrir os mesmo e o último aberto seria o da consciência(coronário). Primitivamente fazia-se a tonsura no alto da cabeças(sacerdotes). Atualmente se faz a cabeça simbolicamente atuando apenas na parte etérica(lavam a cabeça com ervas apropriadas). Somente lá pelo sexto ou sétimo grau é feito a atuação dos 7 chacras com a finalidade de dar ao médium as qualidades fundamentais, visão, audição ou clarividência e clariaudiência.
O QUE É SARAVÁ E QUAL A SUA ORIGEM Saravá quer dizer Salve, irmão. E Oríginou-se nos tempos dos primeiros sacerdotes da Aumbram e era composto de 2 palavras: laô e Ava.(Adão e Eva). Não é só uma fórmula de cumprimento dos adeptos, mas um sentido altamente filosófico e oculto através vés do Supremo Pai. Na grande verdade, foi substuido
• O QUE É UM GONGÁ? Primitivamente era o lugar sagrado das cerimônias, o local da moradia dos orixás, onde os magos brancos praticavam os seus rituais. Atualmente tomou-se um simples altar das orações cheios de imagens e ídolos. (fugiu muito da verdadeira realidade da Urnbanda).Existiam. 10 mandamentos que deviam ser seguidos, tipo: violar as mulheres, ferir o próximo, roubar, mentir, dissimular, injuriar, desejar mal ao próximo, desejar bens alheios, não se compadecer das misérias do próximo, adorar ídolos. O Gongá tem 2 finalidades específicas: ponto de fixação para os consulentes e ponto de fixação e eliminação as operações de magia.
O QUE É UM CAMBONO? Primitivamente era proveniente das antigas raças que praticavam o culto puro arcaico. Origina-se da junção das palavras Cam ou Cham: Om Mani Padme Hum, que significava: eu estou em ti e tu estás em mim. O mago auxiliar nas cerimônias, o homem perfeito.Era uma peça importante no culto, linguagem simbólica, ritos arcaicos, liturgia.Deveria t er grandes conhecimentos., tipo numerologia, som vibratório, ou magia sonora quimmancia, ete.. enfim conhecimento completo da Lei da Aumbram para poder atuar eficientemente nos trabalhos dentro da falange, subfalanges e legião exata. UM AUXILIAR ENTRE OS ORIXÁS, GUIAS E PROTETORES E OS FILHOS DE FÉ, QUE CONDUTA ILIBADA.
PARA QUE SÃO USADOS TAMBORES E PALMAS? São usadas em oportunidades adequadas no culto, para provocar vibrações mais acentuadas ou desarmônicas as vezes necessárias . Eram instrumentos sagrados usados na magia para deslocar camadas vibratórias. As mãos tem a mesma finalidade, são órgãos de ação por onde circulam correntes as mais variadas, provocando uma precipitação, deslocando fluidos desarmonicos.
O QUE MÁGIA? É um movimento capaz de produzir modificação, originando um desiquilibrio chamado dualidade, transitório ou permanente. Atua sempre na base do plano mental para penetrar em outros planos. Bons e maus pensamentos(pensamento é a base de tudo=faixa vibratória em que nos encontramos) A importância de manter-nos com o pensamento elevado é a base para que nada de mal funcione contra nós. Os apetrechos ou objetos concretos servem apenas como identificadores.O que realmente representa é a força do pensamento.
EXU - DEFINIÇÃO E ORIGENS A história primitiva do Exu refere-se ao filho mais moço do imperador que rebelou-se contra os magos brancos e difundiu uma doutrina contrária aos princípios dos magos brancos. Simbolizava o mal, o maldito, a magia, banido entre os bons, representação de negação, o demônio dos cristãos. Hoje em dia na Umbanda nascente, os agentes mágicos universais, o verdadeiro EXU nada mais tem com a Quimbanda ou com a magia negra. Trabalham todos eles na Umbanda branca como poderosos auxiliares dos Orixás, Guias e Protetores.
O QUE SÃO TATTWAS? São as figuras geométricas correspondentes a cada Exu, a cada uma das sete vibrações, bem como o elemento. Os Exus precisam destes Tattwas o que é para nós a água, o ar para sobrevivermos, o Tattwa é vital para a suas existências.  
O QUE É EXU GUARDIÃO ?- É o responsável pelo plano terra do médium, bem como pelos Exus e compadres que eles trabalham.
O QUE É TRONQUEIRA ? ? É o assentamento do Exu que deve ser firmado nos terreiros, fora do gongá, com faixa de proteção dos médiuns e da própria tenda. É o protetor do plano oposto, dificilmente trabalha com o médium diretamente.
 
O QUE É HORA GRANDE? É a meia noite, o meio dia e as seis da tarde. É o momento em que são liberados todas as potências negativas do planeta. As seis horas pode ser positiva ou negativa, por isso é considerada neutra.


Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores