Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

A mulher e carma sexual - na visão da Umbanda Astrológica e religiões

Muita gente tem a vida sentimental e sexual desorientada, por causa dos dogmatismos religiosos, distorções e engôdos forjados por supostos espiritualistas. Tem muita gente que tem uma essência altamente sexualizada e apenas se prende dos preconceitos, passando a ter assim distúrbios psicossomáticos e transtornos espirituais. E é nessas pessoas que não vivenciam sua sexualidade com liberdade e harmonia bioenergética, que a pomba-gira mais tem que atuar. Só que quase sempre não consegue, pois essas pessoas se fecham demais, travam os chacras e ficam se ter ajuda. Ai passam a ter até certas imposições cármicas e jugos pesadas. Por isso sinta sua essência original e não fique se autobloqueando...

Karma Familiar: A cada ser humano lhe corresponde um pai, uma mãe, uns irmãos, um marido/esposa e uns filhos. Com todos eles temos uma ligação através da Lei do Karma. Alguma coisa lhes devemos, e eles nos devem algo, de acordo como nos tenhamos comportado com eles em vidas passadas. Por isso as vezes nos toca filhos, pais ou irmãos loucos, monstros, siameses, leprosos, tuberculosos, toxicodependentes, alcoólicos ou epilépticos. Também podemos merecer uns pais e/ou filhos que nos maltratam e abandonam. Um marido que atraiçoa e maltrata a sua esposa e vice-versa. Karma Colectivo: É cobrado a várias pessoas que tem Karmas individuais semelhantes. São reunidos e sofrem um acidente, uma inundação, uma seca, uma peste, epidemias, etc. 

Karma Nacional: É o castigo que sofre toda uma nação, por exemplo; um terramoto, uma guerra civil, etc. Karma Mundial: É o castigo que recebe toda a humanidade como consequência das suas más obras. Exemplo; as guerras mundiais. Karma-Duro: É o Karma devido às más acções cometidas em vidas passadas. Ao não realizar suficientes boas obras na vida, o karma se desenvolve e temos de pagá-lo com muita dor e sofrimento. O Karma-duro não é negociável. Exemplo: a sida, o cancro, a epilepsia, etc. Karma-Saya: É a união kármica que se verifica de cada vez que um homem tem relações sexuais ou fornica com uma mulher. Devido a essa união as duas pessoas compartem entre si Karmas e defeitos. No Karma-saya, o casal fica unido no livro do Karma. É uma ligação astral, sexual e Kármica. Karma Individual: É o castigo ou consequência que recebe cada ser humano pelas suas más obras cometidas nesta ou em vidas passadas. Por causa deste Karma individual, uns nascem cegos, outros órfãos, outros tuberculosos, com cancro, lepra, epilepsia, com corpos monstruosos ou com deformações, siameses, etc. O Sábio Salomão já o referiu nos seus Provérbios: “O que o homem semear, isso colherá”. 

Reencarnação significa normalmente vem para consertar as coisas com base em quão longe você foi com o seu egoísmo. Diga que você não poderia resistir seu desejo de receber para si mesmo sozinho, você não poderia resistir a seu egoísmo. Então, infelizmente, na próxima vida você teria que ser reencarnado em algo que não tem desejo, a fim de aprender a experimentar cumprimento sem ele. Você vai ter que lidar com os problemas. Karma é muito semelhante à palavra hebraica tikun. Nossa tikun é composta de comportamentos negativos transitados de vidas anteriores, o que significa que nós estamos aqui para realizar algo que não poderia realizar na última vida. É por isso que é muito bom conselho dos cabalistas para se dar bem com as pessoas que têm dificuldade em se relacionar com. Se você não fizer isso, você pode acabar sendo a esposa, marido, filho ou pai dessa pessoa, porque você tem que terminar o seu karma ou tikun com eles. 

Você pode ter grandes desejos, mas você deve controlá-los. Por exemplo, se há algo que você quer, provavelmente você deve tê-lo. Mas se você quiser e você não pode resistir, isso significa que ele está controlando você. Você não está controlando-o. A ideia é dominar o seu desejo, seja ele comercial, sexo, drogas, amizade, reconhecimento ou aprovação. Dependência significa que você não pode lidar com o desejo. Há quatro níveis em que uma alma pode residir: humano, animal, vegetal ou mineral. Se você tem vontade egoísta nesta vida, na próxima vida você vai ter que lidar com o ser capturado em uma pedra (mineral), vegetal ou animal. Não é uma punição. É porque você não sabia o que fazer com o desejo de receber como um ser humano. Então, você tem uma forma (como, mineral, vegetal ou animal), em que o seu desejo de receber é menor do que um ser humano. 

As quatro categorias que eu mencionei são, basicamente, as quatro categorias de desejo. Os seres humanos têm os desejos mais fortes. Os animais têm menos, e vegetais, menos ainda. Minerais não têm quase nenhum desejo. Por exemplo, alguém que tenha matado alguém tem que ser reencarnado em uma pedra, em um mineral. Rabbi Isaac Luria explica seu livro, Portões da Reencarnação. Ele diz, por exemplo, uma vaca que come um vegetal também leva em minerais do solo. Então, o assassino está vindo através do vegetal para o estômago da vaca. Diga a vaca é abatido de forma kosher, eo bife está agora em sua mesa. Quando você come o bife com a meditação correta você é capaz de elevar a alma da vaca, a alma do vegetal, ea alma do mineral. Em seguida, a alma tem a chance de se tornar um ser humano na próxima vida. 

Embora ainda seja importante para uma mulher estar contente com seu marido, filhos e netos, bem como com sua vida profissional, isto não é mais suficiente para ela. Seu ego é tão desenvolvido que ultrapassa os limites da família, do trabalho e até da nação. Ele quer espiritualidade. Hoje, as mulheres estão nos mesmos círculos sociais e têm o mesmo poder que os homens e, em muitos casos, até mais. Como resultado, o sentimento de vazio e as tentativas de encontrar satisfação e felicidade não estão mais relacionadas com a família ou mesmo com a vida profissional da mulher. 

Os dias atuais nos fazem recordar a época de Abraão, que formou o primeiro grupo de cabalistas na Babilônia antiga. Naquela época as mulheres que atingiam a espiritualidade estavam do lado dos homens. Elas estavam em um nível espiritual igual ao dos homens. As grandes profetas, como Dvorah, Hulda e outras, alcançaram níveis espirituais ainda superiores que os dos homens. As pessoas viviam na percepção de Deus, e as crianças eram ensinadas estas verdades desde cedo. Mas após o declínio da humanidade, nós raramente vemos mulheres cabalistas. Havia algumas que atingiram a espiritualidade, desde a época da destruição do Segundo Templo ate nossa geração, mas elas eram em número limitado. 

Entendendo e cumprindo sua função espiritual no mundo, assim como elas entendem a sua função na família. Em outras palavras, a queda espiritual da humanidade que levou à desvalorização do status espiritual da mulher tem de ser remediado em nossos dias. Assim, hoje nós temos que responder à demanda que vem de tantas mulheres. Não se trata apenas de uma demanda, mas de uma real necessidade. As mulheres naturalmente sabem como organizar a família, como fazê-la funcionar, como cuidar dos filhos, do marido e da cozinha. Elas deveriam entender igualmente bem que elas têm uma habilidade interna para saber como o mundo tem que ser organizado de acordo com sua raiz espiritual. Elas também deveriam saber que elas têm o poder de fazer os homens executarem seus desejos. 

Era sempre muito comum para os homens. Ao longo da história, muitos homens embarcaram na busca espiritual. Já as mulheres, apenas recentemente. E essa busca é definitivamente muito mais que procurar por satisfação psicológica na família ou vida social. Assim, uma mulher pode certamente estudar a sabedoria da Cabala, mesmo que tenha sido diferente no passado. Não tem nada a ver com este mundo. E um desejo do “ponto no coração”, como os cabalistas o chamam. Significa que por cima de todos os desejos físicos e humanos, como comida, sexo, família, dinheiro, poder e conhecimento, de repente um novo desejo aparece em uma pessoa. Este desejo está além do nosso mundo, e aparece em homens e mulheres. Uma mulher que está buscando a espiritualidade sente que sua satisfação vem de algo maior que esta vida. Ela tem um tipo diferente de desejo. Ela pode ter marido e filhos, uma família e um lar. Tudo isso pode dar a ela conforto, mas sua busca por espiritualidade é em um nível totalmente diferente. 

Na realidade moderna, as mulheres têm que se preocupar em cuidar de coisas que nunca haviam se preocupado antes: como trabalhar e cuidar da educação das crianças, como evitar guerras e problemas econômicos, e assim por diante. Lutando para encontrar um equilíbrio entre todos estes desafios sociais e pessoais, sem sentir um forte apoio do homem, as mulheres estão se tornando mais independentes e adotando mais papéis tradicionalmente atribuídos aos homens. Às vezes elas até se esquecem de que são mulheres. Na verdade, elas são a força motriz que inspira e impulsiona os homens a praticar atos heróicos e nobres. Não é à toa que há um ditado que diz, "Deus quer o que a mulher quer". 

Nosso mundo é regido pelas leis da natureza, como sempre, e se observarmos atentamente, vemos que em todos os níveis de existência, nenhuma espécie de vida pode existir, ou melhor, viver ou sobreviver por si só. A existência só é possível através da complementaridade com a "outra metade". Em outras palavras, cada elemento na natureza é sempre um elemento complementar ao seu oposto, e somente juntos podem ser completos e perfeitos. Mesmo no nível vegetativo, a divisão, em partes masculina e feminina, é claramente evidente. Esta especialização é enraizada em todas as coisas na natureza, e dita que o equilíbrio pode ser alcançado somente se as duas partes, masculina e feminina, interagir corretamente uma com a outra. No entanto, todo o mundo é e sempre foi dirigido pelos desejos das mulheres, porque as mulheres são destinadas pela natureza para inspirar e dar significado às vidas das pessoas que lhes são especiais. Elas estabelecem objetivos, definem as direções, elas conduzem todos os pensamentos, e fazendo isso, desenham nosso futuro em comum. No entanto, elas têm perdido a consciência do seu papel e destino e tentam fazer tudo sozinhas. 

Agora, vemos o núcleo da existência humana, a família, em desordem, como evidenciado pela alta incidência de divórcios, uso de drogas e depressão, que exacerba os sentimentos de vazio nas mulheres. As mulheres com seus desejos intrinsecamente guiando o mundo são a força motriz invisível e fundamental para conduzir todos nós para a realização completa e perfeita realização espiritual. O desejo das mulheres para a realização espiritual abastecerá as mudanças, que são desesperadamente necessárias para que os homens, naturalmente, cumpram a sua parte que é a de trazer o nosso mundo conturbado para a forma correta. Este elevado e crescente vazio, que também nós estamos encontrando, já não pode ser preenchido pelas “coisas” materiais normais que costumávamos comprar ou fazer. A humanidade está começando a perceber que a única coisa que vai preencher o vazio é a realização espiritual eterna. O vazio que mulheres sentem é também a ferramenta que podemos usar para sair deste estado de vazio atual. Então nossas partes "a feminina" e "a masculina", em perfeito complemento, irão trabalhar em completa unidade que irá transcender a todos nós para essa nova e bonita realidade! E a lei primordial vem operando em toda a realidade desde o início dos tempos, construindo o nosso mundo em uma ordem estritamente definida, garantindo que a parte "feminina" da realidade defina a direção para onde tudo está indo. 

Netzach é a esfera do amor e da atração. É também a esfera de nossas emoções. É a parte de nossa consciência que atrai os outros nos com as bênçãos que nos chegam através de outras pessoas. É o nível do sentimento de consciência que nos dá a compreensão em todos os relacionamentos Tocando este nível de consciência desperta-nos ao Amor, idealismo e Sexualidade. Ela nos ajuda a superar impureza em todos os níveis. Devemos aprender a fluir com a natureza. Durante o tempo em que estamos a trabalhar a este nível temos de persuadir e convidar as pessoas e as coisas que nós amamos em nossas vidas. Devemos usar técnicas especiais simples que se abrem os níveis de consciência para evocar e persuadir o que desejamos em qualquer lugar do universo. 

O amor está lá para nós, mas temos de perceber e aceitar isso. Quando trabalhamos no nível de Netzach (Neht Sach) estamos abrindo nossa consciência Love. Netzach é associada com o planeta Vénus. Temos de aprender a evocar e persuadir com nossos olhos. Este olhar olho é algo que parecem ter nascido com o conhecimento de. Se você já teve alguém flertar com você, que você não estava interessado, você vai entender o que estou dizendo sobre os olhos. A primeira coisa que fazemos, consciente ou inconscientemente é evitar os nossos olhos para longe do pretendente indesejado para não levá-los em ou dar-lhes a idéia errada. 

As mulheres se casam por vários motivos, amor e atração, a necessidade de ser desejado (Algumas mulheres sentem mais valioso quando um homem quer mantê-la. Segurança, este pode ou não ser por dinheiro. Uma mulher pode sentir que a vida é mais seguro, em muitos aspectos, se ela está em um relacionamento sério. E é claro que ela pode se casar por dinheiro e / ou fama sozinho. Muitas vezes, depois que uma mulher se casa com ela torna-se desiludido. As pessoas, homens e mulheres podem ter uma ilusão de que o casamento será o estado perfeito de ser apenas para encontrar seus sonhos / ilusões destruídas. Normalmente o amor é cego. No entanto, há muitos sinais do conto conto que, muitas vezes, evitar. Mulheres arranjar desculpas para o comportamento de um homem por uma série de razões. Em primeiro lugar, a mulher é protetora, mas outra razão é que ela espera que seu amor vai mudar um homem. Ela pode querer que o relacionamento tanto que ela fecha os olhos que ela vê. 

As pessoas são influenciadas pela televisão, mídia, cultura pop e entretenimento e toda sorte de coisas que pode mexer com um estado de espírito. As pessoas muitas vezes trazem influências externas em seus valores de relacionamento que podem ter um efeito. Se as pessoas são sugadas para a realidade bate-papo mostra que muitas vezes enviam vibrações negativas de problemas de outras pessoas, como cometer adultério, abuso e outros problemas de casa de demolição que, em seguida, colocá-lo em sua cabeça que alguns destes problemas estão efetuando-los em suas relações, por exemplo, . Então, as pessoas vêem problemas virtuais que acontecem em novelas na televisão e eles estão constantemente a ser bombardeados por entrada negativa que terá um efeito adverso em suas próprias realidades e pensamento. Ele é projetado para ser assim para criar uma distração de sentir amor emoção. A perseguição por coisas materiais, dinheiro, sucesso, poder e fama, que são processos de pensamento egoísta rompe e separa a unidade ea escravidão de amor entre os casais. Qualquer forma de negatividade trazidos para o relacionamento, especialmente por meio do pensamento e do desejo trará sérias implicações e restrições ao relacionamento. 

A Kabbalah ensina que homens e mulheres são iguais, mas têm sido divididos entre si e dentro de si. O sexo é considerado um santo sacramento, que pode trazer a dividida de volta juntos. Uma metáfora cabalística diz que os vasos que Deus usou durante a criação foram quebrados e do nosso trabalho na vida é para reparar esses vasos. Sexo realizado em um contexto amoroso é um método poderoso para tal reparação. 

E o que o budismo tem a dizer sobre a situação social das mulheres? Escusado será dizer que não há uma resposta simples. Fiel à sua própria ênfase sobre a impermanência, o budismo tornou-se bastante diferente em diferentes culturas. Se o budismo não é tanto o que o Buda ensinou que o que ele começou, somos apresentados a um conjunto complicado de ensinamentos, práticas e tradições históricas, que nem sempre são coerentes entre si. Este ensaio centra-se na Tailândia, um dos mais devotadamente budista nações do mundo. 1 Tailândia também tem o que é provavelmente o maior e mais organizado comércio do sexo no mundo: até um milhão de trabalhadores do sexo (de uma população total de cerca de 70 milhões de pessoas), superando facilmente a diminuição do número de monges budistas (menos de 300.000 bhikkhu). As religiões têm uma função dupla na sociedade: eles ajudam a moldar os nossos valores mais importantes, atitudes e comportamentos, mas também absorvem e refletem os valores pré-existentes, atitudes e comportamentos. Então, qual o papel que o budismo atualmente joga no encorajamento ou a racionalização do negócio do sexo Thai? Qual o papel que poderia desempenhar em desencorajar a prostituição, e capacitar as mulheres em geral? Os textos budistas mais antigos revelam uma curiosa ambivalência sobre as mulheres, o que nos faz lembrar de colocar mensagem transformadora do Buda em seu contexto social original. Embora reverenciado como as palavras originais do Buda Sakyamuni, estes ensinamentos foram preservados por via oral durante cerca de 400 anos antes de ser escrito, oferecendo muitas oportunidades para algumas passagens para ser intencionalmente ou não 'corrigida' por monges menos esclarecidos do que o Buda. Tão importante quanto isso, no entanto, é preciso lembrar que o Buda histórico foi criado em uma cultura muito patriarcal. Seus ensinamentos como eles chegaram até nós, talvez, revelar uma luta contra esse condicionamento machista.

Religiosamente, uma grande parte do problema é que as mulheres são acreditados para ser poluído e poluente. Isto refere-se não só à sua associação com o sangue (o 'confusão' da menstruação e no parto), mas especialmente para o seu papel como mulher sedutora e sedutor, uma ameaça incontrolável para a castidade de homens ascéticos tentando seguir um caminho espiritual. As mulheres foram castigados por seu desejo sexual mais forte, o que hoje parece ser um exemplo clássico de projeção psicológica: ascetas culpando seus próprios problemas com o celibato sobre as mulheres, os objetos de sua cobiça. Budismo No início não escapou completamente este misoginia, pois existem muitas dessas passagens no Pali Canon, alguns deles atribuído ao Buda, que alertou seus monges sobre a impureza da sexualidade em geral, e as armadilhas das mulheres em particular. Um símbolo disto é as três filhas de Mara, o símbolo budista do mal (embora um símbolo bastante branda em comparação com o malévolo Satanás do Cristianismo), que lhe tentado pouco antes de sua iluminação final: embora o próprio Mara é do sexo masculino, a sua prole Raga luxúria, Arati má vontade e Thana desejo são sempre retratados como feminino. 

Mas e quanto ao potencial espiritual das mulheres? Essa é a prova de fogo para o patriarcado religioso, e que o Buda passou - mas evidentemente ele levou um tempo. Mais uma vez, os textos sugerem alguma ambivalência. Não era até cinco ou seis anos após sua iluminação que ele concordou em se encontrar com uma delegação de mulheres, liderado por sua tia e mãe adotiva Mahapajapati Gotami. Eles pediram uma ordem de freiras bhikkhuni a ser estabelecidos, para se juntar a Sangha masculino de monges bhikkhu. Várias vezes o Buda se recusou, mas quando seu assistente Ananda perguntou-lhe se as mulheres eram iguais em sua capacidade de iluminação, ele admitiu que eles eram tão capazes de seguir a vida contemplativa. Ele, então, cedeu a seu pedido repetido - mas com condições especiais, oito regras adicionais de conduta, que fizeram freiras sempre subordinar aos monges 3 . Sem surpresa, a evidência textual interna sugere fortemente que essas regras foram adicionados à passagem posterior. O texto passa então a ter o confidências Buda em Ananda que, se não as mulheres foram admitidas como monges, seus ensinamentos teriam sobrevivido mais de mil anos, mas, devido à admissão de mulheres, seria só últimos quinhentos anos 4 . Seja ou não essa previsão realmente foi feito pelo próprio Buda, que acabou por ser errado: os ensinamentos budistas continuam a existir, e de certa forma eles estão prosperando mais do que nunca. 

Em outras palavras, quando se trata do caminho espiritual, discriminando acordo com o gênero é uma ilusão. Tão longe, tão bom ... por um tempo. Mas uma vez que o Buda não estava mais por perto para manter um olho em coisas, o patriarcado começou a reafirmar-se, e as circunstâncias de mulheres budistas começaram a deteriorar-se, para ambas as freiras e leigas. Nos países Theravada a ordem bhikkhuni encolheu e desapareceu - na Tailândia, apenas cerca de 300 anos depois de ter sido estabelecida 6 . Alguns sutras Mahayana alegou que as mulheres devem primeiro renascer (ou transformado magicamente) em homens antes que eles pudessem se tornar totalmente iluminado Budas, e esta crença tornou-se comum no budismo asiático. Outras escrituras Mahayana, no entanto, continuou a apresentar imagens mais positivas das mulheres que são mais consistentes com o conceito central Mahayana de shunyata "vazio": se os homens e mulheres são igualmente shunya - ambos sem qualquer auto-essência -, então não há motivo para qualquer discriminação de gênero. No Chan / filho / Zen Budismo da China, Coréia e Japão, por exemplo, a mente iluminada não é nem homem nem mulher, e há exemplos notáveis ​​de adeptos do zen do sexo feminino. Mas tais sutilezas espirituais não servem para verificar a revalidação da superioridade masculina em culturas budistas. Com a exceção parcial de Taiwan, onde a ordem bhikkhuni Mahayana está prosperando hoje, as mulheres são vistas como inferiores aos homens nas sociedades asiáticas budistas. E há uma explicação budista para isso: os infelizes o suficiente para nascer como as mulheres estão colhendo os frutos de seu karma inferior. 

Nas sociedades budistas onde as mulheres não têm permissão para ser totalmente ordenado como monges, as mulheres são muitas vezes dito por monges que ter nascido uma mulher é o resultado de um mau karma. A fim de tornar este problema, a única coisa que as mulheres podem fazer é acumular muito mérito nesta vida, para que em sua próxima vida que vai nascer um homem, e, em seguida, eles podem se tornar um monge, se optar por. Esta maneira de pensar faz com que as mulheres se sentem inferiores e que eles são os culpados pelo resultado de suas vidas. Torna-os mais dispostos a aceitar a violência baseada no género seja lá o que eles experimentam, uma vez que é visto como um resultado direto de seu destino infeliz em ter nascido mulher. 

Já no contexto e conceito da Umbanda Astrológica, nascer mulher não é uma maldição, mas, uma bênção. A força feminina é poder de transformação de criação e de sentimento. O que há de carmico por trás das reencarnações da mulher não é diretamente um carma criado por elas mesmas, mas, pela imposição dos outros. Muitas vezes a mulher se prostitui e tem práticas ruins, forçada por homens manipuladores, ditadores e demoníacos. Na verdade eu creio que muitas mulheres hoje vivem carmas, gerados por imposição de terceiros e até hoje o que mais faz a mulher sofrer é que ela não usa a força que tem pra dizer não e se esquivar, e assim como há milênios no Paraíso, ainda tem o mesmo costume de ir pelos palpites e tentações lançadas pelos outros, como fez Lúcifer em frente a árvore do conhecimento.

Anjo Guardião e as energias da vida

"Então, ele expulsou o homem:. E pôs ao oriente do jardim do Éden querubins e uma espada flamejante que se revolvia, para guardar o caminho da Árvore da Vida" Gênesis 3:24

Muita gente, a meu ver, cegas, não acreditam em anjos! Cegas! Como assim, quem vê eles? Não estou falando em ver os anjos propriamente, mas, em crer, sentir, ter noção de que forças auxiliadoras atuam sob e por nós. Eu acredito desde a infância e já tive prova real de seus auxílios em minha vida. E acredito tanto em anjo que não creio apenas nos seres espirituais que agem pelas falanges e hierarquias celestes. Creio que Deus envia-nos mensageiros, seres importantes que nos acompanhavam no paraíso e que retornaram pra no mínimo nos fazer companhia! Cães, gatos ou outros bichinhos iluminados, cheios de energia positiva, pode ser a representação de nosso anjo guardião, pra nos ver e nos proteger dia e noite...

Espírito que se incumbe da tarefa de amparar um outro espírito na etapa encarnatória - todas as pessoas possuem um. Geralmente, são designados os espíritos afins_e_simpáticos para estabelecerem tal relação. Um guia espiritual é, via de regra, um espírito mais evoluído que o seu protegido. Não raro, se vêem mães guiando filhos ou maridos guiando esposas, e assim por diante. Um guia acompanha o seu protegido oferecendo apoio num momento de sofrimento, esclarecimento numa hora de dúvida, ajuda num instante de perigo, etc. As pessoas, mesmo sem perceber, estão submetidas à influência benévola desse guia constantemente e, ao mínimo pensamento feito a ele, o bondoso espírito se faz presente e exerce sua tarefa caridosa e despretensiosa.  Anjos da Guarda são enviados por Deus para nos proteger. Uma vez que aprendemos a reconhecer a sua presença e os sinais que eles enviam o nosso caminho, percebemos como estamos apoiados. Nós não estamos sozinhos.

Um guia está profundamente ligado a seu protegido por motivos de afinidade_espiritual e sempre executa sua missão com um sentimento espontâneo de ajuda, porquanto essa ajuda também significa o seu próprio_desenvolvimento_e_evolução. Essa terminologia de "anjo da guarda", utilizada seriamente por outras religiões, pode ser tomada "emprestada" pelo Espiritismo, pois se enquadra perfeitamente para esse espírito missionário: consiste no amigo constante e amoroso que Deus proporciona a todos os encarnados na difícil etapa carnal - é comumente também chamado de "protetor espiritual" ou de "mentor espiritual". 

Para beneficiar da presença do nosso anjo, nós temos que ser aberto. Rav Ashlag diz-nos que não ignorando as mensagens de nosso Anjo é como andar com os olhos vendados em uma sala cheia de obstáculos. O Zohar é o guia que nos leva através da pista de obstáculos da vida, é o nosso anjo da última e mais verdadeiro. Há coisas que podemos fazer, como a digitalização e estudando o Zohar e recitar a meditação Ana Becoach, para nos ajudar a conectar com nossos guias angélicos para que possamos receber suas mensagens com clareza. 

A mente divina de Deus, o Absoluto, ou em hebraico o Ain Soph Aur (Limitless Light), através de uma série de expansões e contrações estabelece os limites da Criação. O primeiro mundo é o mais sutil, e mais próximo do estado original de não-existência, e é Atzilooth. Isso é chamado o mundo do fogo, por causa da natureza animada, indefinida e quase incontrolável de fogo. Em seguida é Briah, ou o Mundo dos Arquétipos e formas como a nossa mente humana pode compreendê-las. É simbolizado como a World de Ar, e é o resultado de um mundo barreira que é formada pela criação do próximo Mundial, Yetzirá, ou água. Este é o mundo altamente psíquico e emocionalmente carregado imediatamente atrás do véu da existência material, ou Assiah. Também conhecido como o Mundial da Terra, por causa da natureza sólida e concreta da vida material. 

Para o alquimista, em algum lugar entre o terceiro e o quarto nível, ou esfera de criação, a energia assume a característica que permitirá a formação da matéria em algum estado futuro, ou nível dez. Essa energia é chamada Prima Materia, Caos na Bíblia, Spiritus Mundi (Espírito da Terra), e outros. Aqui, a dualidade se completa, e existe a polaridade genuíno, ao invés de simplesmente o potencial, ou a ideia, de polaridade que existia anteriormente. Energia é dividido em modos ativo e passivo, com a energia ativa constituindo as energias da vida, e o passivo a energia da matéria. Em "A Corrente Dourada de Homero", a energia ativa é chamado Niter ea energia passiva é chamado de sal.

Se a energia sobe para o topo da cabeça, em seguida, torna-se possível trabalhar diretamente na Energia Vital dentro do corpo, e usá-lo, como um meio de melhorar a experiência psíquica e despertar espiritual. E como resultado da supressão da Energia Vital do corpo físico, pode criar uma condição que se manifesta de várias formas: -Alguns percebem a luz brilhante como um anjo, seu Eu Superior, ou "Santo Anjo da Guarda", outros como um mestre espiritual. Projeção astral pode resultar, juntamente com a percepção das imediações.

"O coração cingido com uma serpente é o meu nome!" - Oráculos Caldeus

 O sal é um símbolo da sabedoria e da aprendizagem. Saturno, é associado com Ouroboros , a Grande Serpente que morde a sua cauda, ​​simbólica da limitação. Como tal, está intimamente ligada com a terra, mas também toda a criação material, e as coisas que fazem fronteira com o não-ser, ou Eternidade. Em um manuscrito do século 15, a serpente é feita de duas cores, vermelho e verde. Red está fora e verde está dentro. Verde, a cor da Natureza e de Vênus, é o início do trabalho. Vermelho, a cor da pedra, e Marte, é o fim da Obra. "Sapiens dominabitur Astris." Os sábios exercerão domínio sobre as estrelas. À medida que corrigir os desequilíbrios astrológicos (ou seja, centros psíquicos ou chakras) dentro de nós mesmos, as condições astrológicas fora têm menos de um efeito negativo sobre nós. Ganhamos o domínio sobre as forças 'estelares' e pode "fazer o sol brilhar em nosso oratório quando vamos assim."

O aluno do século XVII de Jakob Boehme, Gichtel colocado a espiral cósmica, ou "Roda da Natureza" dentro do corpo humano. Do JG Gichtel Theosophica Practica de 1898. Saturno é a coroa, Júpiter as sobrancelhas, Marte a garganta, Sol com uma serpente em torno dele, o coração, Vênus o fígado, o baço Mercúrio, Lua e os órgãos sexuais, em linha reta teosófica decente para baixo da árvore. É o coração com uma serpente que atrai nossa atenção. Aqui ele também coloca o elemento do fogo. Iniciados egípcios também eram chamados de escaravelhos porque eles empurravam o ovo de sua regeneração.

 Mysteria Magica, vol 3 A Filosofia Mágica: A sobrancelha incluídos no Pilar do Meio (chamado: Clavis Rei [1 ª Fórmula] O Rousing das Cidadelas) ea escala de cores varia de acordo com cada centro. Um uso adicional dos crescentes serpentes gêmeas do caduceu estão incluídas no final. A sobrancelha é atribuída a Saturno, e é dito para equilibrar o centro de Yesod, bem como adicionar o poder aos centros remanescentes no Pilar do Meio como a Golden Dawn e Aurem Solis apresentá-lo. Alquimicamente, Salt é derivado da união de Elemental da Terra e da Água Elemental (ou Assiah e Yetzirah), o Fogo Secreto está 'escondido' no Sal (corpo material) e representa as forças instintivas, inconscientes que buscam libertação. Às vezes é chamado de "Hellfire", em que, se não controlada, ou mal lançado, ele pode cheirar estragos no corpo e psique do aluno, por meio de seus efeitos purificadores. Isso é ilustrado pela 31 ª Path, ou Caminho do Fogo, por vezes confundido com "Purgatório" ou "Inferno" pela não-regenerados que passam por este caminho após a morte. Este caminho também está sob a direção de Mercúrio e Shin, os símbolos de orientação espiritual e evolução.

Para os interessados ​​em Notarikon , Shin compartilha o mesmo valor numérico, 300, como a frase em hebraico: "O Espírito do Deus vivo." "Eu vos batizo com água, para arrependimento, mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar; Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo." Mateus 3:11

A letra Shin é frequentemente usado em meditação como um símbolo da luz divina, a vida, o amor, ou a presença.Imagina-se acima da cabeça, apenas tocando a coroa, então dentro da própria cabeça (como é associada com a inteligência ea energia do sistema nervoso no Sepher Yetzirah ), descendo para o coração, e, finalmente, a expansão de lá para engolir o praticante em um mar de fogo. Porque ele é composto por três chamas Yods , ou línguas, às vezes é associado com as línguas de fogo de Pentecostes, e uma variedade de conceitos trinitários.

O termo Espírito Santo (Ruach Elohim) é derivado do Zend Avesta, ea frase, Spenta Mainyu, ou "Santo (Creative) Spirit". O poder criativo está implícito e não declarado no original, e parece estar perdido em traduções subseqüentes nas línguas modernas através de tradições judaicas e cristãs. Este Spenta Maiynu é uma purificação e regeneração de energia e inteligência com uma série cósmica de seis ou sete inteligência de sob seu comando.

Mathrem ou Mathra , literalmente, a palavra sagrada do poder ", que é a base para o desenvolvimento da prática de mantra na Índia e" Palavras de Poder "no Oriente Médio e no Egito. Manthrem ou Mathra é em si mesmo considerado o mantra supremo do qual todos os outros são derivados, da mesma forma como YHVH é a origem de todos os nomes hebraicos Divinas. Isso é mencionado porque na Pérsia e Babilônia, a convergência do que viria a se transformar em práticas esotéricas orientais e ocidentais semi-independentes é completa. Em um aspecto, pode-se dizer que a casa original do yoga, cabala, alquimia, magia e como nós os conhecemos. Arte e arquitetura do período mostra criaturas aladas familiares com a tradição judaica e egípcia, diagramas planetários, uma primeira versão da Árvore da Vida, e diversas variações do motivo da serpente entrelaçada.

Saturno está relacionado com Mercúrio em texto alquímico, e é dada a mesma sexualidade ambígua, ou androginia, e nomeou-o "Mercurius senex '. Em Tiphareth, o símbolo geométrico é os triângulos entrelaçados de água e fogo, ou a estrela de David. Quando expandido para conectar o Sephiroth planetário da Árvore (com Saturno sendo atribuído a Daath), o Triângulo da Água conecta as esferas de Marte, Júpiter e Luna. O Triângulo de Fogo conecta Saturno, Vênus e Mercúrio. Assim como Ouroboros é a energia cósmica (a serpente) limitando-se (Saturno), Vênus é a força criativa cósmica multiplicando-se na vida (sua natureza vegetativa) como um prisma divide a luz do sol. Mercúrio, como Saturno, em muitos aspectos, é andrógino, e controla o fogo da criação, direcionando-o na criação de Pedra Filosofal. Mercury detém os Caduceus, ou bastão alado com duas serpentes entrelaçadas em torno dele. As asas representam sublimação, as serpentes as forças básicas da criação. Não está atravessando os centros psíquicos, muitas vezes dadas como em número de sete, aqui representando as cores do espectro, além de branco (Vênus). Central para o diagrama é Sol, que é a força criativa cósmica que unificam, animar, e harmonizar a criação, e que podemos esperar para entrar em contato. É central, e dirige e controla todos os outros planetas, centros psíquicos, ou aspectos da energia cósmica. Ao entrar em contato o fogo do Sol, podemos abrir o fogo dos outros centros psíquicos (via Vênus), e direcionar mais facilmente a energia restritiva e iluminadora de Saturno, através dos poderes da mente, ou Mercúrio. Para compreender estes aspectos multifacetados dos planetas, especialmente Vênus e Mercúrio, é importante ter feito os Pathworkings até Tiphareth. Embora isso não seja necessário para a realização das técnicas mais tarde nesta monografia, que é uma ajuda para uma compreensão da parte teórica.

Vênus é a regeneração, força de vida sensual, ativo em sua forma vegetativa e inconsciente. Ele responde ao calor, luz e emoção. No Caminho do decente, Vênus divide os raios singulares do Sol em muitas facetas do espectro de cores, e como tal, pode nos levar a uma melhor compreensão da relação entre multiplicidade e unidade, os centros psíquicos e os planetas, e suas naturezas únicas. No Caminho da Subida, Vênus re-une as energias divergentes, tanto planetárias e pessoais (centros psíquicos) e harmoniza-la em uma força singular, embora ainda multi-colorido, até que ele retorne para o Sol como luz pura.

Mercúrio dá forma e significado às diversas energias feitas pelas ações de divisão de Vênus, e re-une forças como fundamentais, simbolizadas pelo Caduceus. Mercúrio é Psychopomp , ou Guia da Alma, e dirige as energias que Vênus representa. Uma vez que tanto Vênus e Mercúrio sentar na base dos pilares da Cabala, eles acessar o material, astral, e reinos mentais, e pode influenciar todos os três em algum grau. Na Descida, Mercúrio cria forma e estrutura, para o corpo, a mente, ou da alma, e na subida, Mercúrio ajuda a nos libertar das limitações da forma, sem esquecer as suas lições. A serpente é a força primordial ou energia, fogo e água sendo os dois princípio da criação, com o ar ea terra a segui-los. Porque ele derramou da pele, ele é visto como um símbolo da regeneração e renovação. Também é perigoso e mortal, pode ser encontrada frequentemente em papéis de "guardião" perto de nascentes ou água, bem como desertos. Quando controlado ou dominado, ele é visto como dominar uma poderosa e mortal, mas regeneração força, fundamental para a criação, ou, eventualmente, a partir do qual a criação veio.

Poder sexual, ligado ao nosso impulso inato para experiências místicas, também está ligada à evolução humana, e algum tipo de ponto ou estado predeterminado para o qual estão sendo direcionados. Este é um ponto importante, em que quase todas as sociedades ocidentais modernas doenças psicológicas estão focados em torno da repressão sexual e obsessão.

O abuso de drogas, álcool, e os extremos sexuais só piorar a condição em que eles inadvertidamente liberar o Fogo Secreto ao enfraquecer o corpo físico e sua ligação com o astral, prejudicando, assim, a subestrutura etérica e criar blocos de energia no final, em vez de diminuí-los , quando o corpo ea mente tentativa de fazer reparos. Um sistema nervoso danificado por abuso de substâncias torna um veículo complicado para a expressão clara, limpa e poderosa do Fogo Secreto. É através do nosso sistema nervoso (sob o domínio de Yesod-Luna) que nos envolvemos tanto no mundo físico, assim como fora o mundo interior. Ela liga o corpo (Malkuth) com a Mente-Intelecto (Hod), bem como os impulsos instintivos, criativos e sensuais (Netzach). Se ele estiver danificado, a nossa capacidade de relacionar-se totalmente, de forma criativa e produtiva a essas partes psyhco-físico-espiritual do nosso ser torna-se ameaçada de extinção. Se ele estiver danificado, então o nosso elo mais direto e importante para o nosso Santo Anjo da Guarda, e os meios de liberar o Fogo Secreto com segurança (via Tiphareth) está ameaçada nesta encarnação.

Yesod - ligação entre os Eus - Yesod senta-se montado a porta de entrada para o invisível, e é o repositório de tudo o que sobe e desce à manifestação. Ele representa vários elementos-chave de nosso ser, incluindo nosso sistema nervoso e do cérebro; centros psíquicos; anseios e desejos inconscientes, e locus de memória. Através de suas águas escuras e por vezes preocupantes, mas sempre poderosas, podemos entrar em contato direto com nosso Anjo da Guarda Santo em Tiphareth. Ao imaginar Yesod como um portal que reflete-se, bem como para baixo, podemos aprender a direcionar nossas energias psíquicas em qualquer direção. Dessa forma, Yesod é mais do que apenas uma porta que bater e espero que algo é jogado para fora a nós, mas ao contrário, é um portal que pode mover-se através e existir conscientemente. Embora grande parte desta expansão inicial terá lugar em estados de sonho, como sonho lúcido e projeção astral espontânea, eventualmente, um maior grau de controle vão surgir, em que a consciência é projetada intencionalmente e retorna com a memória cheia de suas experiências.

É através de dirigir e de purificação, até certo ponto os elementos, que podemos começar a voltar nossa atenção para dentro e ter a visão de nosso Eu Superior, ou Sagrado Anjo Guardião, que existe em Kether, comunicou-se com a Tiphareth, e reflete a nós em o subconsciente de Yesod. O ego, ou a imagem auto-criado de si em relação ao mundo material é completamente dominada por esses rituais e, através deles, podemos ajustar o nosso senso de si, para que possamos direcionar nossas energias para Auto. Quando isso é feito, não só pode conversar com o nosso Santo Guardião Anjo, mas perceber que nós e são uma ea mesma coisa.

Um ritual Vênus vai estimular os rins, os impulsos sexuais, e aumentar os senso de beleza, harmonia e expressão artística. Ele também irá adicionar poder de todos os centros psíquicos como resultado de Vênus 'efeito de prisma' em energia psíquica se dirigido corretamente, e aumentar o fluxo de amor para o coração. Assim, cada planeta tem seus efeitos específicos e gerais, bem como manifestações nos planos mentais, emocionais e materiais.À medida que aumentamos em consciência, e contatar mais conscientemente as várias esferas planetárias dentro de nós , eles vão aparecer para assumir uma existência quase objetiva. Nestes estados semi-objetivos, podemos contatar outros de uma vibração semelhante, ou se comunicar com os vários "seres" do mundo invisível. Estes mundos também têm graus de densidade, por conseguinte, o uso de atributos elementar no modo vertical de expressão.

Em algumas das declarações feitas sobre as experiências da kundalini em yoga, assim como as experiências místicas de outros esoteristas. Em kundalini, ou Fogo Secreto experiências, o aspirante muitas vezes fala de ser "um com a criação", ou ter a capacidade de olhar para dentro da natureza das coisas. Isto indicaria que os impulsos energéticos sendo liberados estão expandindo a consciência ao nível de Briah. Quando o nível final é alcançado, Atzilooth, tornamo-nos como o Enoch bíblico "que andou com Deus e não era mais".

Lembre-se, Saturno muitas vezes é dado como sinal para a matéria, e Vênus invertida como o signo para Antimônio, ou a Terra. Continue essa meditação por várias semanas, ou uma vez por semana, durante vários meses. Quinze a vinte minutos é tudo o que é necessário. Em um gráfico de acompanhamento, a ordem dos planetas é dada a partir de Saturno na base, a Luna no Crown, de forma cabalística reta, com uma escala de cores um pouco diferente do habitual: Amarelo e (Saturno) branco-prateada, azul pálido ( Júpiter), vermelho (Marte), verde (Sol), azul escuro / índigo (Vênus), laranja-amarelo (Mercúrio), violeta, opalescente prateado (Lua). Cada centro também está associado a um signo zodiacal, um selo sobre o grande livro, e um dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse. Os restantes cinco signos do zodíaco são atribuídos aos elementos e Espírito.

O problema apresentado pelo Livro das Revelações , é que, se ele representa um padrão de iniciação interior progressiva ligada à experiência última do Fogo Secreto, está escrito em um formato altamente simbólico. Muitas das chaves para estes símbolos podem ser muito local e período específico em sua origem, o que requer uma extensa pesquisa sobre uma rua era gnóstico do século, Christian, Merkavah e práticas iniciáticas greco-romanas. Cada esfera tem sua própria Tiphareth, ou seja Grande Estrela, unindo as esferas menores "dentro de uma esfera" na Árvore daquele nível particular. Assim, quando nos dirigimos a nossa atenção para a influência da harmonização de Tiphareth que afetam todos os planetas que toca. Quando dirigimos nossa atenção para o Triângulo de Fogo de Tiphereth, afetamos o aspecto Fogo de todas as Esferas ligadas a Tiphareth; no entanto, Saturno, Mercúrio e Vênus, pode ter uma resposta maior. Isto, obviamente, significa, karma (Saturno), energia criativa (Vênus), e condutas intelecto / energia (Mercúrio). O sal é propenso a impulsos lunares. O mercúrio é propenso a impulsos solares. O enxofre é propenso a impulsos zodiacais e cósmica.

E como podemos ver, na arvore da vida, signos, planetas e anjos atuam por meio de elementos, vibrações e poderes criadores. Os quais podemos evocar, caso tenhamos o devido conhecimento, merecimento e sincronia ancestral.Todos nós temos nosso anjo guardião, ligado ao poder de uma das sephirots da arvore da vida. E dentro de cada caminho, cada um de nós reencarna com uma função nessa vida. Alguns nascem pra ser salva-vidas, como por exemplo, médico, bombeiro ou protetor animal, polícial etc... Enquanto outros que tem um carma negro, vem a vida para fazer ações destrutivas, descontrolar a sociedade e fazer coisas que ofendam a si mesmo e ao próximo.

Ecossistemas e a riqueza do planeta - sob o comando de Xangô 7 Pedreiras em 2014

Apesar de ignorarmos o mar, ele está lá! Os oceanos e rios, todo ecossistema é importante, mas, sem sombra de duvida, a água é o liquido precioso pra nossa existência. E se você for observar, verá que as divindades sempre tiveram uma ligação com ele, com varias mitologias, que até exageram colocando monstros e ilhas perdidas no contexto, mas, que no fundo sabemos que nossa ligação com o mundo aquático e mais profundo do que sabemos na verdade. O que me incomoda é ver como tratamos os rios, mares e toda água do planeta. Se continuar nesse ritmo teremos problemas e graves problemas não muito distante...

Com Netuno passeando no signo de Peixes e agora com Júpiter no signo de Câncer, como também Saturno no signo de Escorpião, os assuntos referentes a água, líquidos preciosos como o petróleo tem foco dos astros. Também no ano 2014 a fauna, a flora e todo ecossistema terreno e marinho, terão foco dos astros. Muitas pessoas tendem a se esforçar mais pra defender esses preciosos sistemas.  Mas, lembrando que Urano está no signo de Áries e Plutão em Capricórnio, vemos que a busca desenfreada e gananciosa por poder e dinheiro, podem causar oscilações nesses sistemas. 

No Ano de Xangô, o portentoso Caboclo 7 Pedreiras, vai atuar na fiscalização e no apoio a vida do planeta, em especial a vida marinha. E todos que tiverem atacando o planeta poderão arcar com as consequências...

Pomba-gira e ciganos: A verdade sobre Pomba-gira Cigana e as linhas de ciganos

Há tanta confusão na Umbanda, que confundem cigana com pomba-gira e esta com cigana! E bom seria se fosse apenas estes os enganos pregados por falsos mestres na Umbanda. Tem sim pomba-gira cigana, mas, não que toda cigana seja pomba-gira ou que toda pomba-gira tenha cigana. Não é de hoje que muita gente me fala, "tenho uma cigana que é do balacobaco", claro referindo-se a entidade como uma pomba-gira. Sem saber que poucas ciganas na verdade tem vínculos com a pomba-gira. Isso acontece por causa de tanto livro ficção que ta na moda no mercado hoje em dia. Em termos de Exu por exemplo, tem um autor famoso da atualidade que diz que Exu é um "Guardião", eu pergunto de que? Ele diz que é dos "mistérios velados". Amigo Exu não guarda nada, ele revela. Ele não produz o segredo, ele traz a luz, puxa-os das sombras, por isso é chamado de Elegbará. Quem guarda os segredos são os orixás criadores e claro Orunmilá, o único que conhece o destino e os códigos existenciais!

O povo ciganos tem suas cerimônias próprias e os que trabalham na Umbanda adaptam seus rituais coletivos aos rituais da Umbanda e as suas sessões é uma linha espiritual em franca expansão, que tem até linhas de esquerda “ciganas”, tais como os exús. Estes espíritos trabalham na irradiação dos orixás, mas louvam Santa Sarah Kali que é a padroeira deste povo. É um povo nômade por natureza e por instinto de sobrevivência, ainda que não esteja muito bem definido sob qual das 7 irradiações atuam pode-se dizer que os ciganos estão associados ao “tempo”, então os associamos as linhas espirituais regidas pelos Orixás temporais tais como: Oyá, Iansã e Oxalá. É um povo de grandes mistérios, em sua maioria não revelados. 

Em se tratando de cigano é impossível separar a imaginação da realidade, de acordo com Miriam Stanescon - Rorarni Princesa Cigana Kalderash – conta à lenda que o povo cigano saiu do fundo da terra e foram escravizados pelos egípcios, foram tantas as humilhações e maus tratos a que foram submetidos que na época criou-se um dialeto próprio o Romanês para que se comunicassem sem que os seus perseguidores compreendessem o que falavam... Outras lendas dizem que este é “povo da Estrelas”, assim, a quem creia que este povo especial tenham vindo de alguma galáxia distante. Alguns historiadores dizem que são originários da Índia outros que são descendentes de Caim ou do Continente Asiático ou ainda que os ciganos sejam a 13ª Tribo de Israel. 

As mulheres ciganas, muito ligadas a magia, trazem sua força associada a Grande Deusa, muito de seus ritos, remota a antiga magia Wicca, (por terem uma figura feminina como referência de fé, muitas ciganas reconhece a existência da Deusa. Há sérias controvérsias em relação à origem exata dos ciganos, entretanto há estudos recentes que afirmam que os ciganos precedem do atual estado Rajestão (Índia), de onde foram expulsos pelo conquistador muçulmano-mongol Timur Lenk, no século XII. A caminho da Europa, alguns passaram pelo Egito, de onde aborveram costumes e conhecimentos, talvez o Tarô, mas não são descendentes dos antigos egípcios. No entanto, origem não é o mais importante a se saber deste povo, e sim o que esses espíritos realizam como corrente espiritual. 

O povocigano tem suas cerimönias proprias e seus rituais coletivos e fundamentos adaptados à Umbanda, pois os ciganos remontam a um passado multimilenar e seus fundamentos e ritos estão ligados ao próprio povo cigano. suas sessões são muito concorridas e apreciadas, talvez devido a alegria e carinho com que estas entidades fazem seu trabalho.As entidades ciganas atuam nas irradiações de diversos orixas incluindo a vibração dos guardiões, exemplo disto são as pombas giras e exus cigano. 

Dentro da hierarquia das Guardiãs Pombas Gira, estão divididas em níveis diversas outras Pombas Gira, da mesma forma que as demais legiões. É claro que em alguns casos podem ocorrer que uma delas em alguma encarnação tivesse passado pela experiência dolorosa de ser uma prostituta, mas, isso não significa que as Guardiãs Pombas Gira tenham sido todas prostitutas e que assim agem. As que foram, hoje estão integradas na Umbanda, a fim de realizarem a grande reforma íntima através da caridade e do Mediunismo redentor. As Guardiãs Pombas Gira não são a representação da sexualidade e nem da sensualidade, mas sim frenam os desvios sexuais dos seres humanos e direcionam essas energias para a construção da espiritualização, evitando a destruição espiritual e material de cada ser. A sensualidade desenfreada destrói o homem: a volúpia. Este vício moral é alimentado pelos encarnados e desencarnados pela invigilância das Leis de Deus, criando um ciclo ininterrupto, caso as Pombas Gira não atuem neste campo emocional, frenando-o e redirecionando-o. As Guardiãs Pombas Gira são grandes magas e conhecedoras das fraquezas humanas. São executoras da Lei. Cabem as Guardiãs Pombas Gira esgotar os vícios ligados ao sexo, equilibrando o ser humano.

As Guardiãs Pombas Gira de Trabalho são tão maravilhosas quanto os Guardiões Exus. Elas realizam curas até mesmo de enfermidades dadas como incuráveis, desmancham trabalhos de magia negra, resolvem problemas, nos dão conselhos preciosos de como bem dirigir nossas vidas, enfim, fazem tudo pelas pessoas bem intencionadas que as procuram para a prática da caridade. È uma pena que ainda existam pessoas que as procuram somente para desmanchar relacionamentos amorosos ou conquistar alguém. Ser Guardiã Pomba Gira é viver mil vezes em apenas uma vida, é lutar por causas perdidas e sempre sair vencedora, é estar antes do ontem e depois do amanhã, é desconhecer a palavra recompensa apesar dos seus atos. Ser Guardiã Pomba Gira é caminhar na dúvida cheia de certezas, é correr atrás das nuvens num dia de sol e alcançar o sol num dia de chuva. Ser Guardiã Guardiã Pomba Gira é chorar de alegria e muitas vezes sorrir com tristeza, é cancelar sonhos em prol de terceiros, é acreditar quando ninguém mais acredita, é esperar quando ninguém mais espera. Ser Guardiã Pomba Gira é identificar um sorriso triste e uma lágrima falsa, é ser enganada e sempre dar mais uma chance, é cair no fundo do poço e emergir sem ajuda. Ser Guardiã Pomba Gira é estar em mil lugares de uma só vez, é fazer mil papéis ao mesmo tempo, é ser forte e fingir que é frágil pra ter um carinho. Ser Guardiã Pomba Gira é se perder em palavras e depois perceber que se encontrou nelas, é distribuir emoções que nem sempre são captadas. Ser Guardiã Pomba Gira é comprar, emprestar, alugar, vender sentimentos, mas jamais dever, é construir castelos na areia, vê-los desmoronados pelas águas e ainda assim amá-las. 

Nas descargas para neutralizar correntes de elementares/elementais vampirizantes, bem conhecidos como súcubus e íncubos, que atuam negativamente, por meio do sexo, fazendo de suas vitimas verdadeiros escravos das distorções sensuais. Cortando trabalhos de magia sexual negativa e as ditas “amarrações”, pois ninguém deve se ligar a ninguém a força. Isto é considerado pelos tribunais do astral como desvio de carma e as sanções para aqueles que realizam tais trabalhos são as mais sérias possíveis. Cortando trabalhos de magia negra, pois não é permitido pela Lei Divina que as pessoas ou espíritos possam fazer o que bem entenderem, ainda mais ferindo o Livre Arbítrio alheio. Neutralizando correntes e trabalhos feitos para desmanchar casamentos. Trabalham incansavelmente no combate as hostes infernais, quando estas procuram atingir injustamente quem não merece. Trabalham no combate das viciações que escravizam os Médiuns, protegendo-os das investidas do baixo astral, quando se fazem merecedores. 

As entidades ciganas costumam ter muitas experiências encarnatorias como ciganas, com tradição e conhecimento de seu povo. Enquanto que as pombas Giras Ciganas podem ter sido ciganas, que optaram pelo trabalho de pombas Giras ou Pombas Giras que tiveram acesso ao conhecimento e à magia própria dos ciganos sem contudo terem ligação de raiz com o povo cigano, sem ter nascidos do povo real cigano. A linha dos ciganos é uma linha independente que não trabalha apenas na Umbanda. Tem uma vibração muito próxima à Linha do Oriente, podendo trabalhar como uma Falange dessa linha. ou como uma Linha independente, com suas próprias falanges, dependendo da raiz (origem) dos espíritos. 

As Pombos Giras Ciganas são entidades que realizam um trabalho mais denso, pesado, que podem e tem preparo para tal trabalho e por isso mesmo, tem a vibração mais forte que das Ciganas em si. Efetivamente são Pombas Giras, com algumas características Ciganas, trabalham mais com Magias Puras, oráculos, revelações, encantamentos de amor e tudo no geral da vida terrena, etc. Suas roupas podem ser de diversas cores e costumam ser bastante enfeitadas com brilhos, rendas e adereços deixando suas filhas ou filhos ainda mais lindos e faceiros. Raramente uma entidade Cigana mostra-se densa, autoritária ou de mal humor. Os ciganos também costumam se apresentar bem mais alegres, calorosos, amorosos e sedutores que os Exus, mas isso em nada diminui seu fascínio poder de fogo como Exus Ciganos ou Pombo Giras Ciganas, são conhecedores da alta magia e principalmente da alma humana, e seus trabalhos são muito eficientes em um todo e de rápido resultado, mesmo o consulente não tendo fé. Entre as diferenças das duas entidades, destaca-se a sensualidade: Pombas Giras Ciganas apresentam-se em geral mais sensuais que as Ciganas e as Pombos Giras Guardiãs. Essas entidades são especialistas nas artes do amor, exemplo disso é a famosa Pomba Gira Cigana seja nome que for. Existem evidentes diferenças nas incorporações, comportamento, elementos de trabalho, tipo de consulta e aconselhamento, roupas, danças ente outros, entre as Ciganas e as Pombas Giras Ciganas.

Os Ciganos se manifestam nos terreiros de Umbanda, justamente por Ela ser uma religião aberta e dar liberdade para qualquer linha de trabalho que venha fazer Caridade. Muito se ouve falar que a linha de Cigano faz parte da Linha de Exu, que os Ciganos são entidades ainda em evolução tentando ingressar na Linha de Exu, que Pombo Gira Cigana ou Ciganinha foram as únicas Entidades Ciganas que evoluíram e ingressaram na Linha de Exu. Essa falta de entendimento que é na realidade uma simples dedução, faz com que muitos terreiros não deixem os médiuns trabalharem com essa linha. Chegam a dizer que são entidades sem luz. 

Os Ciganos não trabalham a serviço de um Orixá específico por isso não são guardiões de um terreiro. Essa linha trabalha em paralelo e conjugada com as demais, onde o seu compromisso primeiro é com a caridade e não com nenhuma outra linha específica. Os Ciganos são protetores e não guardiões. Podem trabalhar dentro da linha de Exu porém sem função de chefia e de guarda. Já os Exus Ciganos e Pombo Giras Ciganas são exus e pombo giras como outros quaisquer exercendo todas as funções que qualquer exu e pombo gira exercem. Em resumo: cigano é uma coisa, exu cigano é outra. Eles têm funções diferentes, embora a mesma origem cigana. Eles distinguem cada pedra e têm o conhecimento sobre elas, e assim manipulam o elemento terra. Cada pedra tem um porque de ser usada e uma necessidade. Quando é pedido para que passem a pedra em alguma parte do seu corpo ou para que a segurem, vocês estão se descarregando ou até mesmo se energizando, depende do trabalho que está sendo realizado. É na terra que se encontra firmeza para enfrentar a vida, resgatar karma e continuar o caminhar. Por serem muito alegres, os médiuns começaram a se fascinar, e ter excesso de culto por essa Linha. Aí começaram as vaidades, as roupas enfeitadas, bebidas, fumos, danças, firmezas, assentamentos, jogos em casa ou até mesmo no terreiro, e assim, infelizmente, muitos espíritos que ainda estavam em "desenvolvimento" para ingressar nessa Linha se perderam junto com os médiuns, e hoje podemos ver os absurdos que são feitos usando o nome de entidades de luz. 

A Linha do Oriente é parte da he­rança da Umbanda brasileira. Ela é com­posta por inúmeras entidades, classi­ficadas em sete falanges e maiorita­ riamente de origem oriental. Apesar dis­­so, muitos espíritos desta Linha po­dem apre­sentar-se como caboclos ou pretos velhos. Mas nem todos os espíritos são ori­entais no sentido comum da palavra. Es­ta Linha procurou abri­gar as mais di­ver­sas entidades, que a princípio não se encaixavam na matriz formadora do bra­sileiro (índio, português e afri­cano). Lugares preferidos para ofe­rendas: As entidades gostam de co­linas descampadas, praias desertas, jar­dins reservados (mas também rece­bem oferendas nas matas e santuários ou congás domésticos). 

A linha de ciganos é uma das linhas mais antigas que trabalham dentro da Umbanda. Trabalham na "direita"(Povo do Oriente), mas também existe as linhas de ciganos na "esquerda" como guardiões da luz nas trevas a exemplo dos exus e pomba giras. Nesta linha a gente pode citar a Pomba Gira Cigana e outros. Ajudam muito na parte material quanto na parte espiritual a serviço da justiça divina, claro que respeitando a lei de causa e efeito e a lei do karma que não podem obviamente ser transpostas. POMBOGIRAS CIGANAS, são ciganas que se identificaram com a linha de exu e trabalham nessa vibração, tanto quanto o nosso querido Mestre de Catimbó, Sr. Zé Pilintra que tambem não é exú mais se enquadra muito bem nessa vibração de trabalho. 

Os Ciganos são Entidades "livres". Não se faz "firmezas" ou "assentamentos" para Ciganos dentro da "casa de Exu" ou em qualquer lugar do terreiro. Quem diz que tem seu Cigano "preso" no Terreiro não passa de um mentiroso, ele tem é obsessor "preso." Muito se ouve falar que a linha de Cigano faz parte da Linha de Exu, que os Ciganos são entidades ainda em evolução tentando ingressar na Linha de Exu, que Pombo Gira Cigana ou Ciganinha foram as únicas Entidades Ciganas que evoluíram e ingressaram na Linha de Exu. Essa falta de entendimento que é na realidade uma simples dedução, faz com que muitos terreiros não deixem os médiuns trabalharem com essa linha. Chegam a dizer que são entidades sem luz. Vim tentar explicar um pouco como trabalha e como é a Linha de Ciganos. 

Na Umbanda, a presença de ciganos tem sido cada vez mais constante, e em muitos terreiros, eles próprios já pedem para que seus médiuns trabalhem com a roupa branca, e ou outras cores claras, evitando sempre o preto que representa para eles a tristeza, e tenham apenas os seus elementos magísticos, como lenços, baralhos, espelhos, adagas, anéis, colares e outros. Os ciganos são poeticamente denominados “Filhos do Vento”, por sua liberdade, fluida mobilidade e errância, sempre ao sabor do vento, percorrendo os quatro cantos do mundo em sua mágica trajetória. Profundos conhecedores dos caminhos, em sua saga milenar vêm recolhendo conhecimentos iniciáticos de todas as culturas e tradições. Uma característica marcante do povo cigano é a liberdade, em relação às nacionalidades, aos padrões sociais e aos preconceitos que escravizam. Outra característica marcante é o seu conhecimento magístico e curandeiro, principalmente nos campos da saúde e do amor. É lendária a vidência de seus magos e sacerdotisas, que utilizam o elemento espelho, para refletir o Tempo, a memória ancestral, os conhecimentos, a arte da cura e dom da vidência. Por meio das cartas ou outros suportes materiais como bolas de cristal, estrelas do mar e simples copos de água, o futuro, o presente e o passado desdobram-se no vórtex temporal de suas visões. 

Na Linha dos Ciganos encontramos espíritos que tiveram encarnações como ciganos e também espíritos que foram atraídos para essa linha por afinidade com a magia cigana. Por isso, os ciganos na Umbanda não têm obrigatoriamente que falar espanhol ou romanês, ler cartas ou fazer advinhações. Há os espíritos ciganos que fazem isso porque já o faziam quando encarnados e outros não. É uma linha espiritual especial, cujas entidades trabalham na irradiação dos diversos orixás, mas louvam sua padroeira, Santa Sara Kali-yê. Seus trabalhos também podem ser sustentados por Pai Ogum, ordenador dos caminhos – e por Pai Xangô (que rege a linha do Oriente) – o fogo, pois os ciganos sempre estão ao redor de suas fogueiras. O “povo cigano" tem suas cerimônias próprias e tem seus rituais coletivos adaptados à Umbanda e suas sessões são muito apreciadas e muito concorridas, pois seus trabalhos estão voltados para as necessidades mais terrenas dos consulentes. É uma linha espiritual especial, cujas entidades trabalham na irradiação dos diversos orixás, mas louvam sua padroeira, Santa Sara Kali-yê. Seus trabalhos também podem ser sustentados por Pai Ogum, ordenador dos caminhos – e por Pai Xangô (que rege a linha do Oriente) – o fogo, pois os ciganos sempre estão ao redor de suas fogueiras. 

A Padroeira do Povo Cigano é Santa Sara Kali Este povo milenar teve origem na Índia antiga, havendo diversas lendas a respeito da verdadeira razão que os levou a serem andarilhos. Foram obrigados a aprender o ofício da quiromancia (leitura das mãos), astrologia e outras sabedorias esotéricas, bem como firmarem uma nova língua, o romanês, para se protegerem das perseguições da época. Este povo nos limpa os chácras (centros energéticos) e revigora nosso corpo físico, usando a energia dos cristais e elementos da natureza (água, fogo, terra, flora, etc), bem como de artifícios mais palpáveis como as cartas ciganas. Portanto temos também espíritos Ciganos trabalhando na Linha Oriental, pois a energia de trabalho é a mesma – o que muda é a forma de manipular os fluídos – os ciganos usam uma relação material, enquanto o Povo do Oriente usam de energias espirituais. Felizmente, pouco a pouco os maravilhosos trabalhos com os Ciganos foram ganhando força dentro do ritual de Umbanda, surgindo então a linha de Ciganos na Umbanda. Sempre se faz necessário deixar claro que Magia do Povo Cigano é um fator, e Entidades de Umbanda, como Cigano Pablo, Cigana Sâmara, Exu Cigano, Pombagira Cigana, é outro fator bem diferente. Existe uma pequena semelhança somente no poder da Magia, mas suas atuações são bem diferentes, pois as Entidades de Umbanda trabalham sob domínio da Lei e dos Orixás, conhecem Magia como ninguém e principalmente, não vendem soluções ou adivinhações. 

Na linha de ciganos e ciganas da Umbanda existe ainda muito tabu a ser desmistificado, pois no mês de maio muitos terreiros comemoram nos dias 24/05 e 25/05 o dia de Santa Sara que é padroeira do povo cigano. Esta linha muitas vezes ainda está ligada somente ao lado místico e esotérico; mas tenho certeza que é uma linha religiosa, e tem suas características próprias, assim como qualquer linha de trabalho, seja caboclo, baiano, boiadeiro, etc. Talvez pelo fato de estar associada à leitura de cartas de mão e a magia com os elementos da natureza muitos vêem esta linha de trabalho somente voltada ao lado material. 

São um povo alegre, festeiro e quando incorporam buscam salientar o amor, o bem estar interior, a paciência e a simplicidade de viver. A música, o som e a melodia são sua expressão de liberdade e através de suas danças movimentam energia equilibradora. Através da fogueira (a purificação e energização), através do ar (a ordem e o movimento) e através do campo aberto (a liberdade, ação e reação) os ciganos atuam e trabalham em benefício do seu semelhante. O bater das palmas e dos pés são como mantras, descarregando as energias desde o chacra coronário (entrada) até os chacras dos pés (saída). 

Pomba gira é vista como um Exu feminino, um mensageiro entre este mundo e o mundo espiritual, um espírito, ( que nas religiões Abraamicas do deserto seria certamente visto como um anjo), de forte e vincada personalidade. Pomba gira é um espírito feminino também de luxúria, sendo que todos os prazeres e coisas deste mundo lhe são agradáveis. Há quem afirme que Pomba Gira é uma entidade espiritual que assiste apenas a trabalhos Kimbanda, ( o que nas versões européias da bruxaria, corresponde á magia negra), ao passo que muitos afirmam que Pomba Gira assiste tanto á linha Umbanda , ( que no esoterismo europeu corresponde á Magia branca), como Kimbanda. Outros ainda, defendem que Pomba Gira é uma entidade espiritual chamada essencialmente a trabalhos esotéricos daquilo a que na magia ocidental se chama de magia vermelha. Seja como for, Pomba Gira é simplesmente uma entidade espiritual ligada ao mundo terreno, ao passo que outros afirmam que pomba gira é um Exu.

Deus Todo Poderoso e Criador - o Alfa e o Omega

Deus é o primeiro, o ultimo e o único! Mas, ele não tem apenas duas formas de atuação, na verdade Deus se derrama em graças e de muitas formas. E quando se fala de forma genérica Deus, como faziam os antigos ao se referir a Zeus, parece que temos que aceitar essa forma em todas as religiões, na verdade, o Deus dos Hebreus, tem uma ligação ancestral não podemos garantir que seja o mesmo dos celtas, dos essênios, dos incas ou de qualquer outro povo! Quando se fala "o Deus da Bíblia", mas, quem é esse Deus? Nem o bibliólatra mais fanático ou teólogo mais aplicado pode garantir quem é ele! E é o unico Deus dos hebreus, a Trindade dos católicos? O que quer dizer quando é chamado de Eloin? Deus dos Anjos! Isso sabemos, mas, é a mesma manifestação em todas as épocas da historia humana? Ai é onde os sabichões e manipuladores da fé, perdem o rumo e não compreendem o porque de na Umbanda termos tantos orixás fluindo e convergindo poder de uma unica fonte, mas, com ramificações e ações diversas! Assim o Oxalá de um individuo pode ter uma ação bem diferente de um outro ou o carma de um pode ter um sentido totalmente diferente de uma outra pessoa. Não basta apenas os princípios de fé, amor, caridade e expiações, como querem muitos espiritualistas. Porque ser generoso, bom, justo, misericordioso e buscar evoluir já é um dever de todos nós encarnados, mas, saber a forma peculiar e particular, isso teremos que descobrir. E não há um padrão plastificado pra desenvolver isso!

ALFA E ÔMEGA


Alfa. A primeira letra do alfabeto grego e a primeira letra da palavra arche = princípio; simboliza na Bíblia e na iconografia e literatura cristã os primórdios. 

Alfa e Ômega. Letras inicial e final do alfabeto grego, que "contém" todas as outras letras; por essa razão, simbolizam o abrangente, a totalidade, Deus e, sobretudo, Cristo como o primeiro e o último (motivo secundário frequente no monograma de Cristo). Teilhard de Chardin utilizou essas duas letras como ilustrações de sua teoria da evolução. 

Ômega. É a última letra do alfabeto grego; sobretudo no cristianismo, simboliza o fim e a plenitude do mundo. Teilhard chama de "ponto ômega" o objetivo último ambicionado pela evolução da humanidade.

O Tetragrama Para que compreendamos o que significa o Tetragrammaton é necessário, antes de tudo, definir acrônimo. A palavra acrônimo tem origem no grego (akron = extremidade + onymo = nome) e significa o conjunto de letras, pronunciado como uma palavra, formado a partir das letras iniciais (ou de sílabas) de palavras sucessivas que constituem uma denominação. Por exemplo, a sigla NASA (National Aeronautics and Space Administration) é um acrônimo. Dessa forma, a palavra Tetragrama tem origem no grego (tetra = quatro + gramma = letra) e significa a expressão escrita, constituída de quatro letras ou sinais gráficos, destinada a representar uma palavra, acrônimo, abreviatura, sigla ou a pauta musical de quatro linhas do canto-chão. Acredita-se que o Tetragrama hebraico designa o nome pessoal do "Deus de Israel", como foi originalmente escrito e encontrado na Torah, o primeiro livro do Pentateuco. Este tetragrama varia como YHWH, JHVH, JHWH e YHVH. Em algumas obras, especialmente no Antigo Testamento escrito em sua maioria em hebraico com partes em aramaico, o Tetragrama surge mais de 6 mil vezes (de forma isolada ou em conjunção com outro nome divino). 

O impronunciável nome de Deus A tradição esotérica dos judeus, a cabala, considera o nome de Deus sagrado e impronunciável. Possivelmente, a origem deste conceito está no terceiro Mandamento: "Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão; porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão". (Êxodo - Capítulo XX - Versículo VII). Assim, um grupo de sábios judeus, conhecidos como Massoretas, incorporou "acentos" que funcionavam como vogais e viabilizavam a pronúncia do tetragrama, resultando na palavra Adonai (Senhor), que passou a ser utilizada para pronunciá-lo. Os nomes Jeová, Iehovah, Javé, Iavé, ou ainda Yahweh, são adaptações para a língua portuguesa da palavra Adonai, e não do tetragrama original. Porém, há ainda uma crença entre os judeus do início do período cristão, que a própria palavra Torah seria parte do nome divino. Há outra relação interessante encontrada nos nomes originais de Adão e Eva, Yod e Chawah, respectivamente. Uma combinação entre estes dois nomes resulta numa das variações do tetragrama, YHWH, fato que sugere uma relação entre Criador e criatura. Com o decorrer do tempo, foram adotados outros termos para se referir ao Tetragrama: "O Nome", "O Bendito" ou "O Céu". O místico cristão, Jacob Boehme, utilizando-se de uma cabala gráfica (conhecida como Árvore da Vida), encontrou os 72 Nomes de Deus (publicado em 1652, no livro Oedipus Aegypticus). Sendo que todos são formados por apenas quatro letras, o que caracteriza mais uma vez o tetragrama. Seguindo este raciocínio, encontramos também Tupã (divindade dos índios brasileiros), Yang (em chinês, possui vários significados, entre eles, Deus do bem), Bara (o equivalente à Deus na seita islâmica Beahismo) e Xiva (divindade Hindu). 

Cabala retrata Deus como estando acima de toda a existência, através de uma série de dez emanações do mundo, foi criado o sistema é um pouco panteísta uma vez que tudo o que existe tem o seu lugar em Deus.. Através de boas obras um judeu piedoso supostamente afeta as emanações diferentes, afectando em última análise Deus em favor da humanidade. Cabala inclui reencarnação. A alma pura, uma vez que o corpo morre, vai estar presente entre as emanações que controlam o mundo. Uma alma impura deve renascer em outro corpo, eo processo continua até que tenha sido feito puro. O mal é apenas a negação do bem, e no mal configuração judaica é superado pelos três grandes ênfases, juntamente com a estrita observância da lei. O que é mais marcante é o princípio hermenêutico de encontrar significados ocultos nos textos das Escrituras. Linguagem humana na Escritura é examinado não apenas alegoricamente e analogicamente, mas também através da interpretação de palavras e letras de acordo com os seus equivalentes numéricos, e trocando equivalentes numéricos novas letras e palavras poderiam ser criados, permitindo assim novas interpretações. Cabala judaica influenciou movimentos messiânicos, principalmente Hasidism, que desenvolveu uma expressão alegre religiosa que evitou o legalismo estéril. 

Considerado em si mesmo, o Ser Supremo é o En-Sof (Infinito, Infinito) e, em certo sentido, o En (inexistente), pois não existe é de concepção humana uma limitação que, como tal, não deve ser baseada Dele. Podemos conceber e falar de Deus só na medida em que ele se manifesta e, por assim dizer, atualiza a Si mesmo em ou através do Sephiroth. Sua primeira manifestação foi por meio de concentração em um ponto chamado a primeira Sephira - "Coroa", como é chamado - o que dificilmente distinguível do En-Sof de quem emana, e que se expressa na Bíblia por o Ehieyeh (I am). Desde a primeira Sephira procedeu uma potência masculina ou ativo chamado de sabedoria, representada na Bíblia por Yah, e um oposto, ou seja, uma potência feminina ou passiva, chamado de inteligência, e representado pelo Senhor. Estas duas potências opostas são acopladas pela "Coroa", e, portanto, produz a primeira trindade da Sephiroth. A partir da junção das tendências anteriores opostos emanou a potência masculina chamada amor, o quarto Sephira, representada pelo El bíblica, e da justiça feminino, o quinto Sephira, representada pela Elohah nome Divino. -Los novamente emanou a potência de união, a beleza, a Sephira sexta representado na Bíblia por Elohim. E assim se constituiu a segunda trindade da Sephiroth. Por sua vez, a beleza radiante diante da sétima Sephira, a potência masculina, firmeza, correspondente ao Senhor dos exércitos, e este novamente produzido o esplendor potência feminina, representada por elohe Sabaoth. Do esplendor emanou o nono Sephira, fundação, que responde o nome Divino El-Hai e fecha a terceira trindade da Sephiroth. Por fim, o esplendor envia reino, a décima Sephira, que circunda todos os outros e é representado por Adonai. Estes dez Sephiroth são emanações do En-Soph, formando entre si e com ele uma unidade rígida, da mesma forma que os raios que procedem à luz são simplesmente manifestações de uma e a mesma luz. Eles são infinitos e perfeito quando o En-Soph dá a Sua plenitude para eles, e finito e imperfeito quando essa plenitude é retirado deles (Ginsburg). Em sua totalidade, eles representam e são chamados de o homem arquétipo, sem os quais a produção de mundos permanentes era impossível. Na verdade, eles constituem o primeiro mundo, ou o mundo das emanações, que é perfeito e imutável por causa de sua procissão direto da Divindade.

O Poderoso Arcanjo Miguel

Não tenha medo, seu seus inimigos são fortes e maléficos, eles não são mais fortes que seus guardiões. São Miguel que sempre cortou todos os males do caminho dos escolhidos, ira sempre nos guiar e proteger, em nome de Deus, dos santos e da Santíssima Trindade...

O nome Miguel significa "Quem é como Deus ?" e foi o grito de Guerra dos anjos bons na luta travada nos céus contra satanás e seus seguidores . Por causa da vitória , São Miguel é venerado na tradição católica e litúrgica como o protetor da Igreja , como outrora foi considerado o protetor dos Israelitas . Na Igreja do Oriente , São Miguel é colocado sobre todos os anjos, como o príncipe dos Serafins .

São Miguel é geralmente representado com uma espada . Esta espada é de dois gumes : a verdade e a justiça . Como o Arcanjo da batalha é o defensor do Céu , Miguel é considerado o santo padroeiro dos policiais . Na Bíblia Cristã , Miguel é dito como o anjo que disse a Virgem que sua morte se aproximava . São Miguel , que está entre os sete arcanjos , é também um dos três anjos mencionados pelo nome nas Escrituras , sendo os outros São Rafael e São Gabriel . Ele é o primeiro defensor de Jesus Cristo na sua Sagrada Humanidade e da Virgem Maria no Mistério da Encarnação . São Miguel é falado duas vezes no Antigo Testamento e duas vezes no Novo .

São Miguel Arcanjo , defendei-nos no combate. Seja nosso defensor contra as maldades e ciladas do demônio . Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos. E vós , príncipe da milícia celeste, pelo poder de Deus precipitai no inferno , satanás e todos os espíritos malignos que rondam o mundo para a perdição das almas .
Amém .

O terço de São Miguel é uma ótima maneira de homenagear este grande Arcanjo juntamente com os nove Coros de Anjos .O que nos significa Coros ? Parece que Deus criou várias ordens de Anjos . A Sagrada Escritura distingue nove grupos como :
Serafins , Querubins , Tronos , Dominações , Potestades , Virtudes , Principados , Arcanjos e Anjos (Isaias 6:2 ; Gênesis 3:24; Col.
1:16; Ef. 1:21; Rom. 8:38). Pode haver mais grupos , mas estes são os únicos que nos tem sido revelados . O Serafim considerado o maior Coro, o mais intimamente unido a Deus enquanto o Coro Angélico é o mais baixo .

A história deste Terço remonta a uma Serva de Deus ,
Antonia d'Astonac, que teve uma visão de São Miguel . Ele disse para Antonio honrá-lo por nove saudações aos nove Coros dos Anjos . São Miguel prometeu que quem praticasse esta devoção em sua honra teria , quando aproximasse a Sagrada Comunhão , uma escolta de nove anjos escolhidos por cada um dos nove Coros . Além disso , para aqueles que rezassem o terço diariamente , ele prometeu a sua contínua assistência e a de todos os santos durante a vida .

Ó príncipe glorioso São Miguel , chefe e comandante das hostes celestiais , o guardião das almas , vencedor dos espíritos rebeldes , servo na casa do Rei Divino e nosso admirável condutor , você que brilha com excelência e força livrai-nos de todos os males que se voltam para nós, permita-nos pela sua graciosa proteção de servir a Deus mais e mais fielmente a cada dia .
Rogai por nós ,Ó glorioso São Miguel , príncipe da Igreja de Jesus Cristo , para que sejamos dignos de suas promessas.
Ó Deus eterno e todo poderoso, que por um prodígio de bondade e misericórdia, para a salvação dos homens, escolhestes o glorioso São Miguel Arcanjo, para príncipe de sua igreja, tornai-nos dignos de sermos preservados de todos os nossos inimigos, a fim de que na hora de nossa morte nenhum deles possa nos inquietar, mas que nós sejamos conduzidos por ele até a Vossa Presença . Isto vos pedimos através dos méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo .
Amém.

O Monte Gargano

Um pastor de gado apascentava uma manada de vacas no alto do monte Gargano, na Itália, um novilho entrou em uma caverna e este desferiu lá dentro uma flecha, a qual retrocedeu com a mesma velocidade vindo ferir quem a lançara.
O fato espalhou-se rapidamente e chegou aos ouvidos do bispo de Siponto, cidade que ficava aos pés do monte Gargano.
O Sr. Bispo convocou a diocese a rezar e jejuar por três dias, pedindo a Deus um sinal. Assim sendo, Deus, ouvindo as preces de seus filhos, envia Miguel ao Prelado pedindo que naquele local da caverna fosse construída uma Igreja em sua honra, para reavivar a fé e a devoção dos fiéis no seu amor e proteção, como Anjo custódio da Igreja Católica.
O Bispo comunica a visão ao povo, e dentro da caverna coloca um altar-mor para as celebrações eucarísticas. O Monte Gargano fica perto do convento de Nossa Senhora das Graça, onde viveu e morreu o Santo Padre Pio de Pietreleina, e este lá esteve inúmeras vezes.
Desde o último dia 15 de Agosto, Festa da Assunção da Virgem Maria, estamos rezando a Quaresma de São Miguel Arcanjo que termina na véspera de sua festa.
Os judeus invocam São Miguel como seu protetor e defensor das Sinagogas. Nas festas da Expiação concluem suas orações dizendo: “Miguel, Príncipe da Misericórdia, ora por Israel”. Daniel – “Contra esses adversários não há ninguém que me defenda a não ser São Miguel, vosso chefe (Dn 10, 22)”.
Diante de tão surpreendentes testemunhos, não devemos esmorecer e sim confiarmos também na valorosa intercessão do Grande Príncipe da Milícia Celeste São Miguel Arcanjo.

Deus exalta os humildes e resiste aos soberbos

Quando Lúcifer, arrogante e presunçoso se levanta contra Deus, Deus cria o inferno e nele são precipitados por Miguel, Lúcifer e todos os Anjos rebeldes.
Dizem as Santas Escrituras, quer no Antigo Testamento, quer no Novo Testamento, que o Arcanjo São Miguel foi sempre muito amado e venerado pelo povo de Deus. O Senhor o constituiu guarda e protetor da nação israelita, como se lê no Profeta Daniel: “Surgirá Miguel, o Grande Príncipe, que guardará o teu povo (Daniel 12, 1)”.
São Miguel Arcanjo é honrado e invocado como guarda e protetor da Igreja e como guardião dos agonizantes pois é ele quem leva as almas dos que deixam este mundo, junto do Trono de Deus para o julgamento. A Igreja invoca-o como advogado de defesa na vida e na hora da morte.

“Houve uma grande batalha: Miguel e seus anjos lutaram contra o Dragão. O Dragão também lutou, junto com seus anjos, mas foram derrotados, e não houve mais lugar para eles no céu (Apocalipse, 12, 7-8)”.
Quem como Deus = Miguel

“Deus criou as coisas materiais e espirituais. O diabo e os outros espíritos malignos foram criados bons por Deus, porém tornaram-se maus por si mesmos (IV Concílio Ecumênico de Latrão – 1.215)”.
Antes de ter criado o homem, Deus criou os Santos Espíritos, os Espíritos Puros, isto é, não compostos de matéria, embora por vontade divina, possam às vezes apresentar-se aos homens sob formas corporais: “Deus, desde o princípio do tempo, criou do nada duas espécies de seres: os Espirituais e os Corporais, isto é, os Anjos e o Mundo; e, depois, criou o Homem, sendo constituído de corpo e espírito, que é comum a ambos os seres (IV – Concílio Latrão – 1215)”.
As Sagradas Escrituras falam-nos de anjos agrupados em 9 coros, a saber: Serafins, Querubins, Tronos, Dominações, Potestades, Virtudes, Principados, Arcanjos e os Anjos, que por sua vez, constituem três hierarquias. A primeira hierarquia, os Serafins, Querubins e Tronos, têm por missão o serviço principal perante o Trono de Deus; a segunda hierarquia: Dominações, Potestades e Virtudes que têm por missão o serviço no espaço da Criação; e a terceira hierarquia: Principados, Arcanjos e Anjos, que têm por missão o serviço junto à humanidade na terra.

As Aparições de São Miguel Arcanjo
São João Evangelista, quando chegou à região de Colossos, fui muito bem recebido em sua pregação e vários abraçaram a fé. Nas suas exortações. São João falou sobre os anjos e anunciou-lhes que o Príncipe das Milícias Angélicas, o grande São Miguel, os tomaria debaixo de sua proteção e que, às portas da cidade. brotaria uma fonte, onde os doentes, com o sinal da cruz e a invocação do Arcanjo São Miguel, encontrariam a cura de todos os males do corpo e da alma. A fonte apareceu e espalhou-se esse acontecimento por toda a região.
São Miguel apareceu a um rico cidadão da região da Frigia, que tinha uma única filha, que era muda, e disse-lhe em sonho: “Conduze a tua filha à fonte dos cristãos e crê na onipotência do seu Deus, que tua fé será recompensada”. Cheio de esperança, pai e filha foram à fonte e lá perguntaram aos cristãos o que deveriam fazer. Eles disseram: “É em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e pela intercessão de São Miguel que nós usamos desta água”. Assim fizeram e, no mesmo instante a menina começou a falar, despertando em ambos um crescer da fé. Pediram o Batismo e em gratidão o homem mandou construir junto à fonte uma igreja.
Os sacerdotes dos ídolos, obstinados nos seus erros, resolveram destruir o santuário. Junto deste, passavam dois rios que eram contidos por diques. Numa noite ouviu-se um forte barulho das águas. Os pagãos tinham destruído os diques e brevemente o santuário ficaria submerso. O eremita, guardião do santuário, ao ver o que se passava, gritou: “Senhor, a Vossa Onipotência clamamos”. Enquanto ele rezava, ouviu-se uma voz vinda do céu. Era São Miguel que descia para desarmar o furor de satanás. Disse ele ao guardião do santuário: “Não temais, o inferno não pode nada contra nós”.Assim, as águas foram controladas, a terra tremeu e engoliu o grande turbilhão das águas.
As liturgias da Igreja Oriental comemoraram este acontecimento com missões e ofícios próprios no dia 6 de setembro.

A iconografia (do grego "Eikon", imagem, e "graphia", descrição, escrita ) é uma forma de linguagem visual que utiliza imagens para representar determinado tema. A iconografia estuda a origem e a formação das imagens.(SMA) Existem três iconografias distintas de São Miguel Arcanjo, a primeira e mais popular, é o Arcanjo Guerreiro, General dos exércitos do Senhor, o defensor do povo de Deus, vencedor do espírito maligno, como mostra o texto acima. 

São Miguel Arcanjo é o único santo que abre as portas do purgatório e resgata as almas já purificadas. Todos os outros Santos intercedem por seus fiéis a fim de que estes alcancem o Paraíso.Antes da alma entrar no Paraíso, (vinda da Terra ou do Purgatório) ela deve passar pela pesagem. Algumas imagens apresentam o diabo oposto a São Miguel Arcanjo, cumprindo seu papel de acusador dos pecados e revelando sua natureza traiçoeira e enganadora, com uma das mãos tenta levantar o prato da balança com o pequeno demônio, outras vezes, tenta baixar o prato com a alma do morto. Caso a alma seja mais leve que o pequeno demônio, esta será recebida no Paraíso por São Pedro, caso a alma seja mais pesada, esta será lançada no inferno, onde será eternamente torturada e mutilada pelos demônios. São Miguel Arcanjo não disputa as almas com o diabo, sendo justo, sua decisão sempre prevalece. 

Latim: Quis ut Deus ? (latim) Quem como Deus ? Hebraico: מִיכָאֵל, Micha'el ou Mîkhā'ēl Grego: Μιχαήλ, Mikhaíl Árabe: میکائیل, Mikā'īl Arcanjo: do grego - αρχάγγελος, transl. arkhángelos (arc = chefe + anjo = chefe dos anjos) São Miguel Arcanjo, como revela o Arcanjo Gabriel a Daniel (Dn.10,21), desde o inicio da história da Salvação é apresentado como o defensor do povo de Deus – no Antigo Testamento, o Povo Judeu e no Novo Testamento a Igreja de Cristo – manifestando-se nos momentos decisivos de sua história. 

A segunda nos apresenta o Pescador de Almas, aquele que faz a psicostasia (pesar das almas) e a psicagogia (guiar as almas pelo melhor caminho) ou seja, faz a passagem das almas da Terra, ou do Purgatório para o Paraíso, este traja uma túnica, sempre muito adornada e com grande riqueza de detalhes, capa, cinto, ou faixas que cruzam o corpo, pode também utilizar vestes de sacerdote; tem em uma das mãos (geralmente a direita) uma lança que perfura a boca do diabo e na outra (geralmente a esquerda) uma balança; no prato mais alto, a alma do morto, no prato mais baixo um pequeno demônio, que representa as más ações da alma humana. 

Este é sempre representado com vestes militares, trajando armadura, elmo, espada, lança, escudo, ou estandarte, vestindo sandálias e raramente usando botas ou descalço, geralmente com as asas abertas, numa postura vitoriosa, tendo o diabo derrotado sob seus pés; ocasionalmente trás também uma balança na mão esquerda e raramente na mão direita. Como combate sempre em nome de Cristo, e por Seu poder, jamais é derrotado, sempre alcança a vitória sobre o mal, submetendo-o aos seu grandioso poder, ao qual este lhe fica submetido. 

São Miguel Arcanjo todas as interferências na história do Povo Escolhido. Na Epístola de São Judas, quando São Miguel Arcanjo, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda. São Miguel Arcanjo, por ordem de Deus, queria que o sepulcro de Moisés permanecesse oculto; o diabo, por sua vez, procurava torná-lo conhecido, a fim de despertar no Povo Judeu a idolatria, por influência dos povos pagãos vizinhos. 

São Miguel Arcanjo todas as interferências na história do Povo Escolhido. Na Epístola de São Judas, quando São Miguel Arcanjo, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda. São Miguel Arcanjo, por ordem de Deus, queria que o sepulcro de Moisés permanecesse oculto; o diabo, por sua vez, procurava torná-lo conhecido, a fim de despertar no Povo Judeu a idolatria, por influência dos povos pagãos vizinhos. “Houve uma grande batalha no céu: Miguel e os seus anjos guerreavam contra o dragão. E o dragão e os seus anjos guerreavam contra Miguel, porém, estes não prevaleceram, e nunca mais se encontrou o lugar deles no céu. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele.Então, ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e o poder, e o reino do nosso Deus, e a autoridade do seu Cristo; porque já foi lançado fora o acusador de nossos irmãos, o qual diante do nosso Deus os acusava dia e noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até a morte. Pelo que alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Mas ai da terra e do mar! porque o Diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta.” (Ap. 12,7-12) 

No livro de Enoque Miguel é designado como o príncipe de Israel. No livro dos Jubileus, ele é retratado como o anjo que instruiu Moisés na Torá. Nos Manuscritos do Mar Morto é retratado lutando contra Beliel. [editar] Definição da Igreja Católica e do Protestantismo A vitória de São Miguel sobre o demónio, escultura por Sir Jacob Epstein perto da entrada da Catedral de Coventry, no Reino Unido. Miguel, o Arcanjo, é considerado o chefe dos exércitos celestiais e o padroeiro da Igreja Católica. É o anjo do arrependimento e da justiça. 

É comemorado pela Igreja Católica sob o nome de São Miguel Arcanjo em 29 de setembro. O Catolicismo mantém uma considerável devoção por São Miguel Arcanjo, especialmente demonstrada nas situações em que são efectuados pedidos de livramento dos seus fiéis contra ciladas do demônio e dos espíritos maléficos. Acredita ainda que, durante as orações, e quando o nome do arcanjo é invocado, este defenderá os crentes, com o grande poder que Deus lhe concedeu, protegendo-os contra os perigos, as forças do mal e os inimigos. A escassa referência das Escrituras à pessoa de Miguel é considerada por alguns como uma demonstração de discrição ou importância relativa que envolve a sua figura. 

Nas menções efectuadas no livro de Daniel, os teólogos dividem-se acerca da interpretação dessas passagens. Alguns crêem ver neste Miguel aquele que mais tarde Judas designa por "Arcanjo". A maioria, porém, acredita que nestes versículos, Miguel é apenas uma figura que, de acordo com a crítica bíblica, é proveniente da mitologia Persa, com a qual o povo Hebreu contactou aquando do seu Exílio na Babilónia e não identificável com o Anjo com o mesmo nome. 

Na referência de Judas, alguns entendem que não é atribuída a Miguel a faculdade de juiz escatológico, reservada a Deus e ao seu Messias, na medida em que ele entrega o Diabo ao juízo de Deus. Nem para os católicos nem para os protestantes é aceite a interpretação, feita por algumas denominações religiosas que se afirmam cristãs, de que neste texto se trataria do Filho de Deus antes de lhe ser dada autoridade régia visto que, segundo algumas teses destas denominações, esta passagem relembraria um acontecimento muito anterior à época em que Jesus veio à Terra e foi posteriormente ressuscitado. 

Na realidade, católicos e protestantes, a respeito desta última hipótese, contrapõem "que este combate relatado neste livro, que de acordo com a sintática rigorosa do texto (nomeadamente o uso da construção οτε ("ote") mais dativo seguido de περι ("peri") mais genitivo neutro) não é situável num tempo passado e que, assim, ainda não ocorreu em seu sentido pleno. [...] O resgate ("recovery") do corpo "soma", e não do cadáver, de Moisés referido no texto não é senão aquele que ocorrerá no futuro escatológico" (Geerhardus Vos, "Biblical Theology", p. 121-123). 

De igual modo, acrescenta este autor, "a referência a verbos em tempos passados - "διακρινομενος" ("diakrinomenos": "contendia"), "διελeγeτο" ("dielegeto": "disputava") e "ουκ etoλμησeν eπeνeγκeιν" ("ouk etolmesen epevegkein": "não ousou pronunciar") - provém do facto de este versículo ser a citação de um texto apócrifo de natureza apocaliptico-visonária onde o autor (como todos os autores deste género literário), imaginando-se como tendo sido transportado até ao fim dos tempos, olha para trás ("backwards") para acontecimentos supra-temporais (isto é, posteriores ao fim dos tempos) "anteriores" à consumação final" (Geerhardus Vos, "Biblical Theology", p. 122). 

Em 2014 o Arcanjo Miguel estará ajudando o Arcanjo Saquiel a reger o ano, como colaborador atuando sobre a supervisão das finanças. Assim quem quer melhorar financeiramente e sair das dividas, apegue-se ao Arcanjo Miguel...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores