Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

domingo, 29 de junho de 2014

PSB, Eduardo Campos e Marina Silva: as configurações da convenção

A configuração astrológica no lançamento do nome de Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva

A convenção do PSB e Eduardo Campos, se deu numa configuração muito ruim. Isso não quer dizer que nos mapas do partido, do candidato e de sua aliada Marina Silva, não estivesse benéfico, afinal não analisarei, pois não tenho os dados deles disponíveis agora. Mas, as configurações para o momento da convenção não era das melhores. Apenas Mercúrio e Saturno. Sendo que este ulitimo estava bem com a Lua. Isso quer dizer que o elemento feminino foi boa escolha. Ou seja, Marina realmente vai somar. Por outro lado, com Júpiter solitário, apesar de forte, mesmo sendo o regente do ano e se exaltando no signo atual Câncer, não fazia contatos. Enquanto esse Saturno no fundo do Céu (setor canceriano), estava bem e dentro do signo das transformações (Escorpião). O que isso quer dizer? Quer dizer que o socialismo não é tão benéfico. Assim a Marina Silva por exemplo, tem que transformar ou adaptar suas ideologias, ser menos radical em alguns sentidos. E estamos numa fase onde o tradicionalismo, a Direita e o centro estão mais fortes. Assim, como Mercúrio favorecia Eduardo em sua convenção, significa que ele deve adaptar, corrigir ou redirecionar seu marketing pra crescer e ser aceito por parcelas dominantes e importantes da sociedade.

Quadraturas e quadrado maléficos, dominam no céu nesse período, o que de certa forma ataca os poderes vigentes, desfavorece o governo atual e favorece os inimigos desses governos. Então as alianças e as escolhas de Eduardo, serão importante pra mostrar seu crescimento ou não. Mas, essas mesmas quadraturas, mostram barreiras fortíssimas a serem superadas por Eduardo e o PSB. Inclusive o PT e o governo, devem jogar pesado contra essa chapa oposicionista.

Netuno mostra que a parte espiritual dos candidatos da chapa do PSB, é importante, também o apoio de parte de religiosos, movimentos sociais e aliados que poderão somar muito. Mas, as configurações dessa convenção, são bem desanimadora como demonstração de mudança. Assim será muito difícil tirar votos com Eduardo da parte do PT e de Marian da parte do PSDB, a não ser que saibam bem moldar um novo discurso mais convincente e flexível, como um marketing bem acertado. Esse é o recado de Mercúrio.

A convenção, tem do lado positivo, a força de Oxalá, Obá, Oxum, Oxóssi, Ossaím e Nanã. E o desfavorecimento de Exu, Iansã, Ogum, Oxumaré e Xangô. Favorecimento das crianças, Caboclos e desfavorecimentos de Pais ou Pretos Velhos. Marina Silva, é evangélica, não crê nas forças ancestrais de sua própria linhagem, mas, não importa, pois a religião, não pode apagar as marcas da ancestralidade. Em  termos cabalísticos, a convenção tem a proteção do Arcanjo Rafael.

Atualização 17/08/2014 - Pois é galera, hoje foi enterrado em Recife no Pernambuco o corpo do Ex-governador Eduardo Campos. Só ao ver esta postagem entrar em meio as mais acessadas é que recordei que tinha feito uma avaliação sobre a convenção de Eduardo e do PSB. Porém muito longe de imaginar essa tragédia toda, mesmo vendo as configurações pesadas do dia da convenção e que me chamaram tanta atenção e que por isso escrevi as análises. Mas, jamais pensei em morte, ou se passou algum insight na minha cabeça eu ignorei, pois falar de morte é difícil e nossa mente vai sempre bloquear por ser um tema tão pesado. No entanto, revendo textos e textos, que inclusive entraram entre os mais acessados do blogue, justamente por citar o candidato morto tragicamente, que percebi que haviam sim indícios de no mínimo um ano muito difícil para o candidato. Como já neste post, citei configurações bastante desafiadoras e um desfavorecimento ferrenho de vibrações agressivas quando negativas, no caso citado acima: Exu, Iansã, Ogum, Oxumaré e Xangô... Enfim, uma convenção super fria e pautada a desafios imensos. 

E assim como citei há pouco, juntando outras peças de interpretação, como deste outro texto - http://portalesdoceu.blogspot.com.br/2014/01/a-acao-dos-astros-sobre-as-eleicoes.html   temos mais elementos pra conseguir imaginar um cenário ainda mais ruim e que eu não fui orientado pelos guias a captar de forma clara naquele momento, pois tudo Deus é quem determina e só ele nos revela, se preciso for. Enfim, nesse outro texto, sobre Eduardo eu cito suas dificuldades, após analisar seus adversários e até mesmo sua companheira Marina Silva. Mas, o que mais me chama atenção no texto e que só percebi após aumentarem os acessos ao post foi o trecho que coloquei no ultimo paragrafo que diz: "Ainda voltando aos assuntos gerais da política, teremos ainda nesse ano, algumas grandes empresas passando sérias dificuldades e forte chance de alguma personalidade ligada ao poder político vir a falecer no ultimo trimestre do ano. Eduardo Campos, dependendo do que acorde com Marina e seus aliados, poderá crescer bem mais do que tem demonstrado até agora, ...". O seja, eu percebi nas analises para a ano 2014 um forte indício da morte de uma personalidade ligada ao poder político. Porém como já expliquei nesse mesmo texto, não posso afirmar se é referente a morte de Eduardo, pois citei o ultimo trimestre. Então não sei se a inspiração na hora em que interpretava os aspectos, foi um erro do periodo ou da personalidade. Ou seja, não sei se errei no tempo do acontecido ou se outra morte ainda ocorrerá antes das eleições.

Mas, voltando a Eduardo Campos, nessa análise que fazia naquele momento dos candidatos eu citei o seguinte: "Marina Silva, não sabemos bem qual será seu papel nessas eleições. Porém ela faz bem em não concorrer como candidata a presidência, pois ela tem bons aspectos, mas, também aspectos desafiadores que complicariam sua caminhada rumo a Brasília. Quanto a um cargo como vice, é realmente mais favorável a ela. O que podemos dizer é que o mapa dela combina com o do governador Eduardo Campos, sendo que juntos são fortificados." Assim, vemos que as configurações astrológicas, se mostravam naquele momento muito desfavorável a candidata como protagonista da chapa. No entanto, levando em conta os acontecimentos, será que poderia Marina tirar proveito da comoção, da tragédia e crescer muito com tudo isso? Bem, política é um jogo, lidando com milhões de mentes, que são os eleitores que mudam a todo momento. Portanto é difícil garantir que sim ou que não. Porém, relendo o seguinte trecho que previ naquele momento que diz o seguinte: "Não dá pra falar muito do horóscopo de Eduardo Campos sem saber em que horário ele nasceu, mas, podemos sentir que dependendo de sua postura, alianças e discurso, poderá ter um bom crescimento no segundo semestre. Até porque é um leonino, que receberá toda energia de Júpiter..." Podemos então, supor que a tendência é que Marina Silva, cresça sim, e que Eduardo Campos, possa enviar através desse Júpiter que citei no trecho, talvez envie muito mais vigor a candidatura do PSB, com a comoção de sua morte. Sabemos que Júpiter é ligado ao outro mundo, como senhor do Olimpo, do paraíso e que milita o mundo espiritual. No entanto, o horóscopo de Marina Silva, mesmo com os acontecimentos, continua vedado em alguns setores, que não mudarão com a morte de seu companheiro de chapa. E como as análises que fiz revelam, ela seria um bom apoio como vice e não como protagonista. Ou seja, Campos seria mais carismático que ela, mais envolvente e mais bom de discurso, também mais apaziguador. Mas, ela tende sim a crescer, pois comoção no Brasil dá votos sim.

Como eu já afirmei, a astrologia não é advinhação. Ela lida com a analise dos simbolos, dos aspectos interplanetários, os signos e claro uma boa dose de intuitividade e no caso de grande parte dos astrólogos, também uma boa dose de força espiritual e auxílio dos guias de luz ou Anjo da Guarda e Orixás. E analisando as vibrações de Marina agora o que podemos dizer é que além de signos estáticos, a astrológica lida com prognósticos interpretativos, de símbolos e evolução de signos. Assim como gêmeos nascidos juntos, no mesmo dia e local, como também hora, apresentam diferenças entre si, energética e comportamental, da mesma forma, quando se altera a posição de uma pessoa no mundo, também a simbologia cósmica e ancestral, atua de forma diferente. Ou seja as possibilidades de Marina como vice eram de uma forma, agora como postulante ao palácio do planalto são outras. 

Enfim, é curioso analisar o signo de Marina, como a sua casa de poder político está bem energizada por dois planetas de sucesso e brilho que são Vênus e Júpiter. Inclusive, Vênus é pra Marina o astro da transformação e da morte. Assim tudo se transformou em sua vida de repente, por causa da morte de seu parceiro de chapa, até porque esses dois astros citados, passei na casa 11 que além de ser uma casa de política é também dos amigos. Na verdade, eles estão adentrando a casa e pressionam agora a cúspide da casa, ou melhor a parede da casa astrológica, mas, em outubro Júpiter já estará bem dentro dessa casa.  Outra coisa interessante é que sua casa de amigos e política é regida por Leão, o signo de Eduardo Campos e por isso eu disse que ela seria uma boa aliança pra ele, e vice versa. Outro fator importante é que estes dois astros citados, pressionam não só a parede da casa 11, mas, passam por cima do Urano Natal da candidata, e quem conhece astrologia, sabe bem que Urano representa mudanças imediatas, surpresas e mudanças na política.  

E ainda focando Urano, vemos que este astro por trânsito, passeiam na casa 7 da candidata, uma casa de aliados, conchavos e apoios. Só que, no momento ele faz movimento retrógrado, ou seja, anda pra trás. Já Vênus como citei anteriormente rege também no signo de Marina a sua imagem, assim por ter tanta força de Oxóssi, ela se diz tão ligada a Natureza e defesa do Meio Ambiente. No entanto, os entraves astrais que citei anteriormente no outro texto, se referem as depurações que vem ocorrendo em seu signo, como por exemplo, Plutão que vem fazendo uma grande faxina na sua casa 4, sendo assim ela precisa mudar paradigmas, libertar-se de estigmas, mudar posturas e se portar de forma mais aberta e libera, senão terá dificuldade até pra angariar fundos e conseguir grandes apoios.

Além de Plutão, Marina também tem um Urano Natal em meio a forte configuração que gera antipatia em grande parcela do eleitorado brasileiro. Assim, vemos que se ela souber aproveitar os bons ventos dados por Vênus e Júpiter ela poderá crescer muito, porém se continuar com ideias retrógradas e teimosia, poderá não ir muito longe.

De qualquer forma, ela será uma grande pedra no sapato dos adversários, pois no dia das eleições, ela terá Vênus e Sol sobre o Ascendente, iluminando sua imagem, além de Lua, junta a Netuno, lhe dando poder político e espiritual, conseguindo assim forte apoio do eleitorado feminino. Além disso,  Júpiter bem luminoso, bem aspectado e favorecendo sua vida política, o que quer dizer que poderá roubar algum apoio importante de seus adversários, especialmente de Dilma, que ao que parece sofrerá muitas traições.  

Além disso, Marina estará com Marte bem aspectado na casa da comunicação, o que quer dizer que seus marqueteiros tendem a acertar o passo e o discurso. Seus pontos negativos no entanto, vem de 3 astros negativos e lentos que são Urano, Plutão e Saturno. Saturno por ataque direto, bloqueia o Sol Natal da candidata, Urano Retrógrado, desafia o Ascendente da Candidata e tira parte de seu brilho, além de deixar seus erros mais evidentes e Plutão por sua vez, faz o mesmo papel, fazendo com que grande parte do eleitorado consiga enxergar suas ideias mais radicais. Assim, não creio que ela possa chegar a ser a vencedora, mas, terá um papel importante pra que ocorra o segundo turno. Imagino que a disputa deva ser entre Aécio e Dilma no segundo turno. Mas, lembrando que política é um jogo, lida com estratégias, mas, também com o acaso. Assim dependerá muito de como cada um vai aproveitar sua campanha e como se portarão. E fiquem todos ligados nela, pois ela tende a dar muito trabalho tanto aos tucanos, quanto aos petistas... De qualquer forma, esta será a eleição mais disputada da história e qualquer resultado vindo das urnas não será uma mera surpresa. Assim se passarem dois candidatos inesperados ao segundo turno, não duvidem nada que novos rumos a política brasileiras estão vindo sob as ordens da Nova Era de Aquário...

Axé a todos! Ate mais...

Lembrando ainda que as progressões de Marina Silva estão muito boas e que certos aspectos ruins formados por trânsitos, se dissipam após o primeiro turno, o que quer dizer que não creio (e isso é um palpite pessoal) que Marina passe para o segundo turno, no entanto se ela conseguir passar, será imbatível pra qualquer um dos outros adversários. Então, é bom que fiquem de orelha em pé e se esforcem pra barrá-la, não deixando passar para o segundo, pois poderá ser uma enorme surpresa a todos!


Carlinhos Lima 

Astrofísica: Planeta descoberto em estrela próxima do Sol pode ter água líquida

Segundo cientistas, a descoberta é uma evidência de que planetas potencialmente habitáveis em nossa galáxia são "tão comuns quanto grãos de areia na praia"

 

Cientistas acreditam que a estrela Kapteyn (ponto vermelho à esquerda) foi ejetada de uma galáxia anã que se integrou à Via Láctea (Victor Robles, James Bullock, and Miguel Rocha at University of California Irvine and Joel Primack at University of California Santa Cruz)
Uma equipe internacional de astrônomos descobriu dois novos planetas orbitando uma estrela muito antiga e próxima do Sistema Solar. Um deles, denominado Kapteyn b, está uma distância da estrela que permite a existência de água líquida em sua superfície – um ingrediente essencial para a formação da vida. A pesquisa que descreve as descobertas foi publicada nesta terça-feira no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.
CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Two planets around Kapteyn's star: a cold and a temperate super-Earth orbiting the nearest halo red-dwarf

Onde foi divulgada: periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society

Quem fez: Anglada-Escude, Guillem; Arriagada, Pamela; Tuomi, Mikko; Zechmeister, Mathias; Jenkins, James; Ofir, Aviv e outros

Instituição: Instituto Carnegie, nos Estados Unidos, e outras

Resultado: Os pesquisadores descobriram dois novos planetas orbitando uma estrela muito antiga e próxima do Sol. Um deles, denominado Kapteyn b, está uma distância da estrela que permite a existência de água líquida em sua superfície
A estrela ao redor da qual os novos exoplanetas orbitam é denominada Kapteyn, em homenagem ao astrônomo alemão Jacobus Kapteyn, que a descobriu no fim do século XIX. Ela tem um terço na massa do Sol e se localiza nos limites da Via Láctea. 
O planeta Kapteyn b, candidato a ter água líquida, possui cinco vezes a massa da Terra e dá uma volta completa ao redor de sua estrela a cada 48 dias. O segundo planeta, Kapteyn c, é mais massivo, com um ano correspondente a 121 dias terrestres e, provavelmente, frio demais para ter água líquida.

Instrumentos que estão sendo desenvolvidos atualmente poderão, em breve, analisar a atmosfera desses planetas e verificar a presença de água, acreditam cientistas. "Essa é mais uma evidência de que quase todas as estrelas possuem planetas, e que planetas potencialmente habitáveis em nossa galáxia são tão comuns quanto grãos de areia na praia", afirma Pamela Arriagada, pesquisadora dos Observatórios Carnegie, nos Estados Unidos.
Os planetas foram descobertos a partir de instrumentos do Observatório La Silla, no Chile, parte do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês); do Obervatório Las Campanas, também no Chile, operado pelo Instituto Científico Carnegie (CIS, na sigla em inglês), e do Observatório W. M. Keck, no Havaí, da Associação de Pesquisa em Astronomia da Califórnia.

Proximidade — A estrela Kapteyn é a 25.ª mais próxima do Sol, a 'apenas' 13 anos-luz da Terra. Os cientistas acreditam que ela tenha se originado em uma galáxia anã que se desfez e foi absorvida pela Via Láctea. Esse 'canibalismo galáctico' mudou a estrela de direção, fazendo com que ela acabasse nas proximidades da Via Láctea.
Estima-se que essa estrela e seus planetas tenham cerca de 11,5 bilhões de anos, 2,5 vezes mais do que a Terra e apenas dois bilhões de anos a menos do que a formação do Universo. "Isso faz com que a gente se pergunte que tipo de vida pode ter evoluído nesses planetas em um período tão longo de tempo", diz Guillem Anglada-Escude, pesquisador da Queen Mary University of London e um dos autores do estudo.
Kepler-186f
A 500 anos-luz da nossa galáxia (cada ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros) e orbitando a zona habitável de uma estrela anã, esse é o único planeta a ter o mesmo tamanho da Terra. Com isso, os cientistas estimam que ele seja composto de rochas, ferro, água e gelo e tenha uma atmosfera parecida com a do mundo onde vivemos. Além disso, ele tem um movimento de rotação semelhante ao nosso, o que garante uma temperatura bem distribuída em todas as suas faces. Essa soma de características indica que ele pode ter água na forma líquida, um dos fatores fundamentais para a existência de vida sobre sua crosta.

Kepler-62e
Descoberto em abril de 2013, está na zona habitável da estrela Kepler 62, um pouco menor e mais fria que o Sol. Estar na zona habitável significa a presença provável de água. Ele fica a 1.200 anos-luz da Terra e tem tamanho 60% superior ao do nosso planeta. Sua órbita é de 122 dias e os cientistas estimam que ele pode ser rochoso, como Marte, ou formado de oceanos.
Esse foi o primeiro planeta fora do Sistema Solar encontrado em uma zona habitável, em setembro de 2010. Está a 20 anos-luz de distância, orbitando uma estrela anã na constelação de Libra. Sua massa é três vezes maior que a da Terra e ele tem um período de translação (tempo que o planeta leva para dar uma volta completa ao redor de sua estrela) de 37 dias. Ele possui apenas uma das faces voltadas para a estrela, o que significa que um de seus lados recebe luz constantemente, enquanto o outro permanece na escuridão. O lugar mais confortável para morar, com temperaturas entre -31 graus Celsius e -12 graus Celsius, seria na linha intermediária entre a sombra e a luz. E a gravidade é semelhante à da Terra, o que significa que poderíamos andar por lá sem dificuldades.
Descoberto em 2012 e confirmado em 2013, o planeta é uma super-Terra: tem 4,5 vezes a massa do nosso planeta. Fica a 22 anos-luz de distância, na constelação de Escorpião e orbita uma estrela anã, que tem um terço da massa solar e faz parte de um sistema estelar triplo (onde três estrelas orbitam uma em torno da outra). Está na zona habitável, o que indica a presença provável de água na forma líquida, e temperaturas nem muito quentes nem muito frias.
Localizado a 600 anos-luz da Terra, tem 2,4 vezes o raio do nosso planeta e está bem no meio da zona habitável de uma estrela muito parecida com o Sol. Foi encontrado em 2011 e demora 290 dias para dar a volta ao redor de sua estrela, o que faz com que, possivelmente, tenha as mesmas condições do nosso mundo.
Trata-se do planeta na zona habitável da estrela Tau Ceti, que fica na constelação da Baleia, a 12 anos-luz do nosso Sol, e é muito semelhante a ele. Tem cerca de cinco vezes a massa da Terra e os cientistas ainda não sabem se sua composição é rochosa ou gasosa, como os planetas gigantes.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

O Grande Arcano dos Senhores do Destino na Umbanda Astrológica - o homem se aplicando ao conhecimento


O Grande Arcano dos Senhores do Destino na Umbanda Astrológica - o homem se aplicando ao conhecimento
Senhores do Destino na Umbanda Astrológica - o homem se aplicando ao conhecimento

 Acessar o arcano dos orixás e cumprir o destino, por meio da busca pessoal

OLORUN abrange todo espaço e detém três poderes que regulam e mantém ativos a existência e o Uníverso: IWÁ, que permite a Uníverso genérica o ar, a respiração; AXÉ, que permite a exístência advir dinâmica; ABÁ, que outorga propósito e dá direção. Ou como diz o poeta Moraes Moreíra em "Pensamento Iorubá." 

Quando OLORUN começou a respirar, uma parte do ar transformou-se em massa de água, originando ORIXALÁ - o grande ORIXÄ FUNFUN do branco. O ar e as águas moveram-se conjuntamente e uma parte deles transformou-se em bolha ou monticulo uma matéria dotada de forma - um rochedo avermelhado e lamacento. OLORUN soprou vida sobre ele e com seu hálito deu a vida a EXU, o primeiro nascido, o procriado, o primogénito do Universo.

A existência transcorre em dois planos: o AIYE (mundo, habitação do homem) e o ORUN (além, habitação dos ORIXÁS, mundo paralelo ao mundo real, que coexiste com todos os conteúdos deste). Cada indivíduo, árvore, animal, cidade, etc, possui um duplo espiritual e abstrato no ORUN. Os mitos revelam que em épocas remotas, o AIYÉ e o ORUN esta vam ligados, e os homens podiam ir e vir livremente de um local a outro. Houve, porém, a violação de uma interdição e a consequente separação e o desdobramento da existência. Um mito da criação nos conta que nos primórdíos, nada existia a lám do ar.

O AXÉ como força pode diminuir ou aumentar dependendo da prática iItúrgica e rigorosa observância dos deveres e obrigações. A força do AXÉ é contida e transmítída através de elementos representativos do reino vegetal, animal e mineral (oferendas) e podem ser agrupados em três categorias: (a) sangue vermelho do reino animal (sangue), vegetal (azeite de dendâ) e mineral (cobre); (,b) sangue branco do reino animal (sêmem, a saliva), vegetal (seiva), mineral (giz); (c) sangue preto do reino animal (cinzas de animais), vegetal (sumo escuro de certos vegetais) e mineral (carvão, ferro). Estes trás tipos de sangue, por onde veicula o AXÉ, com sua coloração, vai determinar a fundamental importância da cor no culto. Resumindo: o AXÉ é, portanto, um poder que se recebe, partílha-se e distribuí-se através da prática ritual, da experiência mística e iníciátIca, conceitos e elementos simbólicos servindo de veículo. É a força do AXÉ que permite que o ORIXÁ venha e realize-se.

O chefe supremo do terreiro é o BABALORIXIÁ ou IYALORIXÁ (pai ou mãe que possuem o ORIXÁ). Eles são detentores de um poder sobrenatural - o AXÉ, a força propulsora de todo Universo. O AXÉ impulsiona a prática sagrada que, por sua vez, realimenta o AXÉ, pondo todo sistema em movimento. 0 AXÉ sendo principio e força é neutro. Transmite-se, aplíca-se e combina-se aos elementos naturais, que contám e expressam o AXÉ do terreiro, que pode ser: (a) o AXÉ de cada ORIXÁ, realimentado através das oferendas e da açio ritual; (b) o AXÉ de cada membro do terreiro, somado ao do seu ORIXÁ, recebido na iniciação, mais o AXÉ do seu destino individual (ODU) e o herdado dos próprios ancestrais; (c) o AXÉ dos antepassados ilustres.

O CANDOMBLÉ e a UMBANDA expressa-se nos terreiros ou roças, onde se cultuam os ORIXÁS e os ancestrais ilustres. O terreiro contém dois espaços, com características e funções diferentes: (a) um espaço urbano, construido, onde se dá a dança; (b) um espaço virgem (árvores e uma fonte, equivalentes à floresta africana), que é considerado sagrado. Na UMBANDA ASTROLÓGICA, porém, não se desfaz das tradições, não se ignora ou se diminui o caráter ritualístico, mas, entende que o homem pode cultuar seus ancestrais, seu orixá e cumprir seu destino, autonomamente, viajando, estudando e fazendo suas tarefas sagradas, como faziam os antigos magos. Nem sempre o homem tem que tá inserido numa comunidade, num grupo, numa hierarquia e essa é a principal diferença da Umbanda voltada a astrologia, da Umbanda tradicional. Ou seja, o homem é livre dos dogmas comuns da religião e passa ser senhor de seu carma, cumprindo os deveres e ordens dos Senhores do Destino, mas, como único buscador e senhor de suas decisões. Sem se voltar muito como fazem a maioria que tenta colocar seu destino e decisões, nas mãos dos sacerdotes e mestres. Claro que a importância sagrada do sacerdote continuará e terá sempre que ser respeitada, mas, no caso do adepto de Umbanda Astrológica, ele só busca em conformidade aos seus ciclos vitais, ancestrais e cósmicos, mas, não tem compromisso permanente com nenhum pai de santo ou casa de culto. Ele é mais pleno pra usar seu livre-arbítrio, sem tá interrogando o tempo todo e colocando a decisão nas mãos de outros.

A substâncla de origem divina (IPORI) torna manifesta a filiação a um deus especifico - o ELEDÁ, por Isso chamado o dono da cabeça. Conhecer seu ELEDÁ possibilita ao homem ser artifíce de seu próprio destino, cumprindo as obrigações ou In terdições que seu ORIXÁ determina. Saber manipular tais influências equivale ao conhecimento do horóscopo natal com as melhoras de vida, que se pode obter sabendo ouvir os astros. 0 "dono da cabeça" (ELEDÁ) determina o tipo psicológico de seu filho e responde, também, por suas características físicas e seu destino. Tradicionalmente, sabe-se qual o ORIXÁ da cabeça, pela leitura de búzios -forma divinatória na qual se lê o ODU. Para isso, usa-se búzio africano (CAURI ) previamente preparado para esse fim. Voltaremos, após uma visão geral da estrutura do CANDOMBLË aos ORIXÄS e tipos psicolögicos.

Os ORIXÁS - não são vistos aqui apenas como os deuses IORUBÁS da África e no Novo Mundo, como por tradição, segue o Candomblé. Na verdade, temos sim o saber desses orixás, eles são a base da Umbanda e da mesma forma a Umbanda Astrológica, também cultua e estuda o orixá ancestral vinda do Iorubá, mas, também vemos o orixá como signos, como casas celestes e como vibração, não apenas como representantes da Natureza, mas, dos signos zodiacais - em partes seriam ancestrais míticos encantados e metamorfoseados nas forças da natureza, mas, também signos, vibrações cósmicas e arcanos de saber e da existência humana, grafadas no inconsciente humano, particular e coletivo. Cada Indivíduo tem um ORIXÁ principal que é o "dono da cabeça", e outros que exigem cultuacão e que também oferecem proteção. A tradição afirma que cada ser humano, no momento em que é criado, escolhe livremente sua cabeça (ORI) e seu destino (ODU). Cada pessoa tem uma origem divina, que a liga a uma divindade específica. Esta parte divina à situada dentro da cabeça.

Em se tratando dessa parte da "escolha" a qual seria feita antes de reencarnarmos, não vejo como uma escolha ampla onde a alma escolheria qualquer coisa que quizesse, mas, apenas decidiria, dentro daquilo que sua missão e carma comportam. Ou seja, os Senhores do Destino, apenas apresenta-nos opções dentro de nossos merecimentos, pra escolhermos, a partir de um projeto elaborado pelo Criador e não que escolheremos da forma que achar melhor, criando odus e destinos do nada!

Os orixás são, eterno Movimento, que se manifesta nas danças, nas cores, nos elementos sacramentais, mas, também nos signos cósmicos e portais zodiacais, os quais revelam a força, luz e encantos do arcano ancestral do homem. Ritual comunitário de cantos, danças e alimentos sagrados na sua forma pública, o Candomblé e a Umbanda são sacramentado pelo Pai ou Mãe de Santo, pelos Filhos de Santo, pélos tocadores de atabaque (OGAN), que entoam os cantos sagra dos possibilitando a vinda do ORIXÁ, com a participação da comunidade dos mais velhos às criancinhas. Todos cantam e saúdam os ORIXÁS, executam a dança sagrada, num hino à Alegria, Amor e Partilha. E na Umbanda Astrológica, persiste o mesmo respeito e observações, mas, de forma mais individual, onde o mago o iniciado e médium, se sente a vontade de buscar sua força ancestral e axé, sem ter que ter intermediários o tempo todo, mas, torna-se um magísta autônomo e um buscador contemplador da luz cósmica.

EXU, o Mensageiro ou o Mercúrio africano, o intermediário necessário entre o homem e o sobrenatural, o intérprete da linguagem dos mortais e dos ORIXÁS. É pois o encarregado de levar aos deuses da África o chamado de seus filhos éstrangeiros. E nestas notas introdutörias, ele e chamado a levar aos filhos estrangeiros amostragem das infinitas possibilidades este rico Panteão, que se mantém vivo na África, no Brasil e em outros países do Novo Mundo. E ao contrário de muitos seguimentos e terreiros, aqui Exu não é visto como uma força neutra, mas, extremamente sábia e que também cumpre a Lei Maior com sabedoria.

Carlinhos Lima

Astrônomos descobrem uma mega-Terra que pode abrigar vida

Uma equipe de astrônomos anunciou nesta segunda-feira (02) a descoberta de um novo tipo de planeta. De composição rochosa, ele tem uma massa 17 vezes maior do que a da Terra.
Este planeta é muito maior do que todas as super-Terras descobertas até hoje. Por isso, os astrônomos dizem que esse planeta é uma mega-Terra. "Ele é o Godzilla das Terras", disse o astrônomo Dimitar Sasselov. "Mas ao contrário do filme de monstro, Kepler-10c tem implicações positivas para a vida."

Kepler-10c orbita uma estrela como o Sol uma vez a cada 45 dias. Ele está a cerca de 560 anos-luz da Terra, na constelação de Dragão. Essa distância indica que ele está mais longe do que "Kepler-186f", o primeiro planeta descoberto fora do sistema solar com um tamanho comparável ao da Terra e em que pode existir água em estado líquido.
O nome Kepler-10c é uma homenagem ao nome do satélite que o detectou pela primeira vez, o Kepler. Mas foi com ajuda de um instrumento do Telescópio Nazionale Galileo (TNG), nas Ilhas Canárias, que os cientistas mediram a massa desse planeta.
Foi durante essa análise que os astrônomos descobriram que o planeta pesava 17 vezes mais do que a Terra. Isso mostrou que Kepler-10c deve ter uma composição densa de pedras e outros sólidos.
Os astrônomos estimam que a idade do planeta é de 11 bilhões de anos. Ou seja, Kepler-10c nasceu três bilhões de anos depois do Big Bang, a grande explosão que deu origem ao universo.
Essa é uma prova de que planetas do tipo terrestre também se formaram muito cedo na história do universo. Essa descoberta faz os cientistas saírem em busca de planetas potencialmente habitáveis em regiões antes ignoradas, como nas estrelas mais antigas do cosmos.

Astrofísica: Astrônomos descobrem 3 gigantescos buracos negros a 4 bilhões de anos-luz

Um grupo internacional de astrônomos descobriu três enormes buracos negros, cujo tamanho supera em bilhões a massa do Sol, a uma distância de aproximadamente 4 bilhões de anos luz da Terra, informou o cientista Ian Heywood, um dos coordenadores do estudo.
"Os sistemas de múltiplos buracos negros supermaciços são raros", disse Heywood, astrônomo da Organização de Pesquisa da Comunidade Científica e Industrial (CSIRO), em entrevista à rede australiana "ABC".

A equipe liderada por Roger Deane, da Universidade de Cape Town, na África do Sul, descobriu o novo sistema de três buracos negros a partir de quatro observatórios internacionais interligados para operar como um poderoso telescópio.
Os pesquisadores se concentraram na distante galáxia SDSS J1502+1115, onde descobriram que dois dos três buracos negros supermaciços estavam separados apenas por uma distância de 456 anos luz, e que orbitavam entre si.
A velocidade da órbita desses dois corpos que formam uma espécie de sistema estelar binário supera em 300 vezes a velocidade do som na Terra, segundo o astrônomo.
A descoberta, que representa o sistema mais estreito que se conhece até o momento, ajudará a entender como esses corpos se fundem e influem na evolução das galáxias, afirmou Heywood.
Os sistemas de órbita estreita como o descoberto pela equipe de Dean são uma das fontes primárias das ondas gravitacionais, segundo a teoria da relatividade geral de Albert Einstein.
Além disso, os estudos sugerem que as grandes galáxias têm um buraco negro em massa no centro, embora somente se descobriram algumas poucas delas, por isso essa descoberta publicada no último número da revista "Nature" sugere que são mais comuns do que se acredita.
Heywood explicou que seria muito estranho que os três buracos negros se fundissem entre si e o mais provável é "que um dos buracos negros seja expulso do sistema para que os outros dois se assentem em uma órbita mais estável e eventualmente se unam".

Astrofísica: Cientistas desvendam 'ilha mágica' em lua de Saturno

A "ilha mágica" que apareceu em uma imagem da lua Titã, de Saturno (Reprodução)

O objeto foi identificado pela primeira vez em uma imagem de Titã feita pela sonda Cassini, mas voltou a desaparecer poucos dias depois

 Cientistas identificaram quatro possíveis causas para o surgimento de uma misteriosa “ilha mágica” na superfície de Titã, maior lua de Saturno. Ela recebeu esse apelido de astrônomos aparecer e desaparecer em imagens do satélite feitas pela sonda Cassini. A pesquisa foi publicada no domingo, no periódico Nature Geoscience.

 A “ilha” apareceu como uma mancha brilhante em uma imagem feita no dia 10 de julho de 2013 pela sonda Cassini. Com 19 quilômetros de comprimento e cerca de 9,5 de largura, o misterioso objeto não estava presente em fotografias anteriores e voltou a desaparecer em uma imagem capturada no dia 26 do mesmo mês.

Titã é relativamente parecida com a Terra. Ela também apresenta atmosfera e estações bem marcadas. Ventos e chuvas criam mares e dunas em sua superfície, mas com a significativa diferença de que as dunas são feitas de gelo, em vez de pedras e areia, e os mares contêm metano e etano. Esses hidrocarbonetos são gases na Terra, mas em Titã, por causa da temperatura de – 180ºC, existem no estado líquido. A “ilha mágica” foi descoberta no Ligeia Mare, segundo maior lago de Titã, localizado no seu hemisfério Norte.

Explicações — No novo estudo, os cientistas limitaram as possíveis causas da mancha vista na foto a quatro: um ou mais icebergs; material em suspensão logo abaixo da superfície do lago; gases vindos das profundezas do oceano que teriam formado bolhas ao atingir a superfície; ou a primeira evidência de ondas no lago.
Estudos anteriores haviam levado à conclusão de que o Ligeia Mare seria tão estável quanto uma superfície de vidro, sem nenhuma perturbação acima de 1 milímetro. Mas os ventos fracos podem estar mudando: cada uma das estações em Titã dura o equivalente a sete anos terrestres, e o Hemisfério Norte está se aquecendo com a aproximação do verão, previsto para 2017. Temperaturas elevadas trazem ventos mais fortes, que provocam ondas.
Os pesquisadores ainda não sabem dizer, no entanto, se os ventos serão fortes o suficiente para dar origem a grandes ondas, ou apenas breves perturbações. Um acompanhamento por imagens nos próximos meses deve ajudar a resolver definitivamente o mistério. "Diversos processos, como vento e chuvas, podem afetar os lagos de metano e etano em Titã. Nós queremos observar as similaridades e diferenças com os processos geológicos que ocorrem na Terra", afirma Jason Hofgartner, estudante da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, e principal autor do estudo. Para ele, esse conhecimento pode ajudar a aumentar a compreensão sobre os ambientes aquáticos da Terra.

 

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Som e vida no espaço: Astrônomos detectam sinal misterioso no universo

 Astrônomos detectam sinal misterioso no universo
Chandra: NASA/CXC/SAO/E.Bulbul, et al.; XMM: ESA
Um grupo de astrônomos detectou um sinal misterioso a 240 milhões de anos-luz de distância da Terra no aglomerado Perseus, um dos objetos de maior massa no Universo. Se a teoria dos cientistas for confirmada, esta pode ser a primeira detecção de matéria escura. Os cientistas ainda não sabem qual é a origem do sinal de raios-X. Mas uma das teorias levanta a hipótese de que ele tenha surgido por causa de uma partícula subatômica chamada neutrino estéril, que pode estar relacionado com a matéria escura.

Esse tipo de matéria é invisível, não emite nem absorve a luz. No entanto, pode ser detectado por meio de sua influência gravitacional sobre os movimentos e aparência de outros objetos, como estrelas ou galáxias. Por causa dessas evidências, os astrônomos acreditam que ela é o tipo dominante de matéria no universo. Aglomerados como Perseus são os maiores conjuntos de matéria cósmica. Eles contêm galáxias e uma grande quantidade de gás quente preenchendo o espaço entre elas. Todo esse material é unido pela gravidade. Mas a influência gravitacional desses agregados mostra que as galáxias e o gás representam apenas um quinto da massa total. O resto é, provavelmente, matéria escura. O gás encontrado nesses aglomerados é, principalmente, hidrogênio. Em mais de 10 milhões de graus Celsius, ele é quente o suficiente para emitir raios-X. Mas as observações feitas por telescópios espaciais detectaram um comprimento de onda diferente. Os cientistas envolvidos com as observações imaginam que o evento foi causado por neutrinos estéreis, que são pensados ​​para interagir com a matéria comum pela gravidade. Esta, portanto, pode ser a primeira detecção de matéria escura. Agora, os cientistas vão trabalhar em busca de confirmação desta teoria. Se for aprovada, será um grande avanço na ciência, pois até agora ninguém foi capaz de detectar diretamente a matéria escura, apesar de ela constituir 85% de toda a matéria no Universo.
(Crédito da foto: NASA/CXC/SAO/E.Bulbul, et al.)

Riqueza no espaço: Descoberta estrela que pode ser diamante do tamanho da Terra

estrela de diamante do tamanho da Terra
B. Saxton (NRAO/AUI/NSF)

Mistérios do Universo

Os astrônomos estão empolgados com a descoberta de uma estrela de diamante do tamanho da Terra. Um artigo sobre a descoberta foi publicado na revista Astrophysical Journal. A estrela em questão é a anã branca mais fria e com o brilho mais fraco já identificada. Esse tipo de estrela costuma ter o tamanho da Terra e está em seu estágio final. Perto da morte, elas esfriam e desaparecem, em um processo que pode demorar bilhões de anos.

Como é extremamente fria e é formada de carbono e oxigênio, os astrônomos acreditam que o carbono foi cristalizado, formando um diamante gigante. Essa estrela está no sistema binário PSR J2222-0137 composto por ela e por um pulsar, ou seja, uma estrela de nêutrons extremamente densa que gira em altíssima velocidade. Os astrônomos descobriram esse diamante gigante a partir de observações feitas em instrumentos do Observatório Nacional de Radioastronomia (NRAO) e em outros observatórios. Primeiro, eles identificaram um pulsar. Ele girava 30 vezes por segundo e estava gravitacionalmente ligado a um segundo corpo celeste, a anã branca. Cálculos determinaram a distância do sistema em relação ao planeta Terra, que é de 900 anos-luz. Os cálculos dos cientistas também indicam que o pulsar tem uma massa 1,2 vez maior que a do Sol. Já a estrela de diamante tem uma massa 1,05 vez maior do que a do Sol, condensada em um diâmetro parecido com o da Terra. Segundo os pesquisadores, outras estrelas desse tipo já foram identificadas no universo. Mas sua detecção é extremamente rara, pois elas têm um brilho muito fraco. Por serem comuns, resta a esperança de que uma dessas estrelas seja encontrada mais perto da Terra para que seja possível precisar se realmente são feitas de diamante.

Lei de Pemba: Magia não pode ser acessada por qualquer um


A pemba é um elemento muito poderoso, por isso, devemos ter muito cuidado com ela. Em primeiro lugar, tem que ter axé, outorga e conhecimento. Segundo, tem que ter finalidades, respeito e está dentro da Lei Maior - a Sagrada Lei de Pemba. Além de ter a liberação do orixá dono desse importante elemento. Muita gente vai a uma casa de Umbanda, achando que chegando lá, poderá comprar tudo, fazer o uso de tudo e sair por ai fazendo mal as pessoas, dominando ou tendo poder! É um engano. Tudo depende de uma ordem maior. Da mesma forma que pra muita gente os elementos mágicos são inúteis, os feitiços também, mesmo pagando pra algum sacerdote, mago ou pai de santo. Porque não depende de quem lhe vende a magia, mas, dos Senhores do Destino. Não cabe a magos ou bruxos, liberar a magia. Eles podem até acessar, mas, sem os enquadramentos, alinhamentos e vibrações astrológicas ideais, nada vai funcionar.

A maior parte dos pais de santo, magos e bruxos, ignoram a importância dos ciclos, dos elementos e dos astros, por isso, mais de 90% de seus rituais são inuteis. Perceba que mesmo o povo judeu, prestava plenamente atenção as luas. Entre os judeus, cada lua nova marcava a ocasião para o toque de trombetas e a oferta de sacrifícios segundo o pacto da Lei. (Núm 10:10; 2Cr 2:4; Sal 81:3; compare isso com Is 1:13, 14.) As ofertas prescritas, na realidade, eram ainda maiores do que as normalmente oferecidas nos sábados regulares. (Núm 28:9-15) Embora não se declare especificamente que a lua nova assinalasse um dia de descanso, o texto em Amós 8:5 indica a cessação de trabalho. Pelo visto, era uma ocasião de banquete (1Sa 20:5), bem como uma oportunidade de se obter instrução na lei de Deus. — Ez 46:1-3; 2Rs 4:22, 23; Is 66:23.

Postavam-se vigias em pontos elevados em torno de Jerusalém, e depois de observar a lua nova, eles levavam imediatamente a notícia à corte judaica. Após ter recebido testemunho suficiente, a corte anunciava: ‘É consagrado’, marcando oficialmente o início dum novo mês. Quando o céu nublado ou neblina causavam pouca visibilidade, então o mês precedente era declarado ter tido 30 dias, e o novo mês começava no dia depois da reunião da corte. Diz-se também que se fazia um anúncio adicional pelo sinal de um fogo no monte das Oliveiras, fogo que então era repetido em outros pontos elevados, em todo o país.

Visto que a lunação média, de lua nova a lua nova, é de cerca de 29 dias, 12 horas, 44 minutos, os antigos meses lunares tinham ou 29 ou 30 dias. Originalmente, isto talvez tivesse sido determinado pela simples observância do aparecimento do crescente da lua nova; mas, no tempo de Davi, encontramos evidência de cálculo antecipado. (1Sa 20:5, 18, 24-29) Não obstante, em tempos pós-exílicos, a Míxena (Rosh Ha-Shanah 1:3-2:7) declara que o Sinédrio judaico se reunia de manhã cedo no dia 30 de cada um de sete meses no ano para determinar a lua nova.

Visto que o mês lunar sempre começava com o aparecimento da lua nova (hebr.: hhó·dhesh), o termo “lua nova” passou a significar também “mês”. (Gên 7:11; Êx 12:2; Is 66:23) A palavra grega se·lé·ne é traduzida “lua”, ao passo que a palavra grega men contém a idéia de período lunar. — Lu 1:24; Gál 4:10; também Col 2:16, onde ocorre ne·o·me·ní·a (lua nova). “O luzeiro menor para dominar a noite”, providenciado por Deus como meio de marcar “tempos designados”. (Gên 1:16; Sal 104:19; Je 31:35; 1Co 15:41) A palavra hebraica para “lua” (ya·ré·ahh) é intimamente aparentada com a palavra hebraica yé·rahh, que significa “mês lunar”. A palavra leva·náh, que significa “branco”, ocorre três vezes no texto hebraico, descrevendo poeticamente o brilho branco da lua cheia, especialmente evidente em terras bíblicas. (Cân 6:10; Is 24:23; 30:26) A palavra ké·seʼ (ou ké·seh), que significa “lua cheia”, também ocorre duas vezes. — Sal 81:3; Pr 7:20, ALA.

Os israelitas, embora orientados pela lua como indicador do tempo para determinar seus meses e suas épocas festivas, deviam permanecer afastados da prática da adoração da lua prevalecente nas nações ao redor deles. O deus-lua Sin era o deus da cidade de Ur, capital da Suméria, lugar de onde Abraão e sua família partiram para a Terra da Promessa. Embora os habitantes de Ur fossem politeístas, o deus-lua Sin, deidade masculina, era o deus supremo, a quem devotavam primariamente seu templo e seus altares. Abraão e seu grupo viajaram de Ur para Harã, que era outro grande centro da adoração da lua.

No Egito, onde tanto Abraão como o povo de Israel moravam mais tarde, praticava-se com destaque a adoração da lua em honra do deus-lua Tot, o deus egípcio das medidas. Em toda lua cheia, os egípcios lhe sacrificavam um porco. Ele passou a ser adorado na Grécia sob o título de Hermes Trismegisto (Hermes Três Vezes Grande). Na realidade, a adoração da lua se estendeu até o Hemisfério Ocidental, onde se encontraram, no México e na América Central, antigos templos zigurates dedicados à lua. Em inglês, a segunda-feira ainda deriva seu nome a adoração anglo-saxônica da lua, pois o nome deste dia, “Monday”, originalmente significava “moon-day”, ou dia da lua.

Jó também viveu no meio de adoradores da lua, mas e ele fielmente rejeitou a prática deles, de beijar a mão visando a lua. (Jó 31:26-28) Os midianitas vizinhos usavam ornamentos em forma de lua, pondo-os até mesmo em seus camelos. (Jz 8:21, 26) O pai de Abraão, Tera, que faleceu em Harã, parece ter praticado tal adoração idólatra. (Gên 11:31, 32) De qualquer modo, estas circunstâncias dão mais peso ao significado do aviso de Josué a Israel, antes da sua entrada na Terra da Promessa, conforme registrada em Josué 24:2, 14: “Assim disse Jeová, o Deus de Israel: ‘Foi no outro lado do Rio [Eufrates] que os vossos antepassados moravam há muito tempo, Tera, pai de Abraão e pai de Naor, e eles costumavam servir a outros deuses.’ E agora, temei a Jeová e servi-o sem defeito e em verdade, e removei os deuses a que vossos antepassados serviram do outro lado do Rio e no Egito, e servi a Jeová.”

As esposas estrangeiras do Rei Salomão introduziram em Judá a contaminação da adoração da lua. Sacerdotes de deuses estrangeiros mandavam o povo de Judá e de Jerusalém fazer fumaça sacrificial ao sol, à lua e às estrelas, prática que continuou até o tempo do Rei Josias. (1Rs 11:3-5, 33; 2Rs 23:5, 13, 14) Quando Jezabel, filha do rei pagão Etbaal, que governava os sidônios, se casou com o Rei Acabe, de Israel, ela também trouxe consigo a adoração de Baal, e, aparentemente, da deusa-lua Astorete. (1Rs 16:31) Os israelitas encontraram novamente a adoração da lua durante seu exílio em Babilônia, onde as ocasiões da lua nova eram consideradas propícias pelos astrólogos babilônios para prognosticar o futuro. — Is 47:12, 13.

Em Canaã, onde os israelitas finalmente se estabeleceram, a adoração da lua era realizada pelas tribos cananéias com o acompanhamento de ritos e cerimônias imorais. Às vezes adorava-se ali a lua sob o símbolo da deusa Astorete (Astarte, Astartéia). Astorete era supostamente a consorte do deus Baal, e a adoração destes dois freqüentemente enlaçava os israelitas durante o período dos juízes. (Jz 2:13; 10:6) Os adoradores da lua atribuíam poderes de fertilidade à lua e esperavam que ela fizesse suas plantações e até seus animais crescer.

Enfim, os magos, sacerdotes e espiritualistas de todos os povos, sempre captaram que a magia e os astros estão amplamente ligados. Por isso a astrologia e os oráculos, foram colocados junto com a magia nas descrições adulteradas de trechos bíblicos, certamente colocadas nas escrituras por monges copistas, instruídos pelos reformadores da Igreja. E por isso temos hoje, falsos profetas, usando uma Bíblia que tem com raiz todo um caráter iniciático, mágico e cheio de mitos, milagres, magia e mediunismo, pra atacar esses mesmos princípios, sem autoridade nenhuma e com tamanha demagogia! O pensamento mágico e a mediunidade são as principais vertentes de todas as religiões existentes na Terra. Até mesmo o Islamismo, segundo os próprios livros e o Alcorão nos contam, surgiu de um contato de Maomé com o Arcanjo Gabriel! E como se daria o contato de um mortal com um anjo sem a mediunidade?

Pessoas hoje em dia e ao longo de todas as perseguições, ignorando ou passando por cima de toda ritualística contidas no Templo do Senhor, citado na Bíblia, tentam atacar a magia, sem nenhuma autoridade! Alguém já tentou entender o por quê dos chifres com incenso no altar e toda a estrutura magística usada por Aarão e Moisés? Todos os meses hebraicos tem seu "mazal" (constelação ou signo do Zodíaco). A constelação é chamada "mazal" em hebraico (ligada à palavra "nazal"que significa "fluir") porque através dela D’us faz fluir de Si uma corrente constante de vida para a Terra, dando existência para tudo que Ele criou. Em outras palavras, não é o signo que influencia a todos, mas o Verbo de D’us, que age por meio deste signo. Quando D’us criou o Sol, a Lua, as estrelas e os planetas, Ele os arrumou em suas órbitas e constelações num total de doze. Assim, o povo judeu observa doze luas novas, cada uma ligada ao começo de um novo mês, base do calendário judaico.

Portanto, o "mazal" de cada mês está associado a acontecimentos da História Judaica. Por exemplo, o do mês de Nissan (Áries), relaciona-se com o cordeiro pascal ofertado na época de Pêssach; o de Sivan (Gêmeos) relaciona-se com as duas Tábuas dos Dez Mandamentos, outorgadas no Sinai, em Shavuot; o de Tishrei (Balança) representa o Dia do Julgamento (Rosh Hashaná); e assim todos os outros meses. O mês de Kislêv, tem o mazal "kêshet" (Sagitário), pois durante o domínio do rei Antioco, sírios e gregos apontaram seus arcos e flechas contra o povo judeu (e muitos outros povos fizeram o mesmo ao longo da História). Os Macabeus lutaram e milagrosamente venceram o inimigo, em número superior, libertaram Jerusalém e reconsagraram o Templo Sagrado em 25 de Kislêv, quando comemora-se Chanucá.

Mas, não é apenas o povo judeu quem observa os astros, através de sua história, nem somente quem é cabalista e sim quem sabe que a magia faz parte deste mundo, da vida, do universo e da própria alma. A magia está presente em tudo e não devemos alterá-la sem um propósito sábio, sem permissão dos Senhores do Destino e do Tempo. Tem que ter outorga, conhecimento e axé. Tem que ter um propósito onde a intenção seja corrigir, ajudar ou criar energias produtivas e benéficas. Pois a partir do momento que a magia é acessada pra destruir, os efeitos dessas causas, serão catastroficas.

 Os magos Claviciularius praticam a Goécia, a arte de conjurar demônios a partir dos próprios impulsos pecaminosos e falhas morais. A maioria dos artífices da vontade condena esta arte sinistra e perigosa. Mas, a magia é tentadora e a sede por poder, cega muitos. E nesse mundo onde o ter passou a ser visto como sendo mais importante que o ser, as pessoas se jogam sem ter medo dos perigos. E além desses, muitas outras pessoas, que se identificam e praticam as artes das trevas, não apenas em jogos ou grupinhos de amigos, mas, tem os que realmente buscam as práticas negras de magia, sem saber em que terreno estão se metendo.

E no meio dos cultos afrobrasileiros, tá cheio de idiotas, pessoas que conjuram demônios tentando acessar poderes, que jamais terão ou serão capazes de dominar. E utilizam o nome dos orixás e exus, que maculam de toda sorte o nome dos ancestrais e das correntes espirituais. São idiotas que serão no momento oportuno punidos pelos Senhores do Destino, com o rigor das Sagrada Lei de Pemba. Porém essa insanidade, não é apenas dos dias de hoje não, muito pelo contrário, a verdade é que ambiciosos sempre buscaram as trevas, na tentativa de realizar seus intentos nefastos. E não só aqui no Brasil, mas, entre os ancestrais africanos, orientais, astecas, maias, hindus, egipcios e todo povo que mexeu com magia ao longo da história. Como também os hebreus. Vimos que a Bíblia tá recheada de citações do uso de magia para fins obscuros.

Os orixás são deuses africanos que correspondem a pontos de força da Natureza e os seus arquétipos estão relacionados às manifestações dessas forças. As características de cada Orixá os aproximam dos seres humanos, pois eles se manifestam através de emoções como nós. Sentem raiva, ciúmes, amam em excesso, são passionais. Esses são na verdade os orixás ancestrais. Mas, como signos os orixás atuam por vibração cósmica, tem o tom mais elevado, não incorporam e agem com a mesma força dos signos zodiacais, aliás, o sagrado Ifá é a coroa astrológica de Orumilá. Ele tá ligado a lendas, mitos e mistérios, mas, não só a personificações humanas, mas, ao Cosmo como um todo. Cada odu está ligado a uma grafia sagrada, tanto do alfabeto adâmico, quanto a todos os alfabetos sagrados de povos antigos. Da mesma forma que estão ligados ao Zodíaco. O primeiro Odu por exemplo, está relacionado ao primeiro signo, que na ordem natural zodiacal é Áries, mas, numa carta natal, pode ser o primeiro signo ascendente.

E a Pemba, como elemento e importante ferramenta ritualística de magia, para evocação, invocação e representação de cada uma dessas forças, que somente magos bem iniciados e com outorga poderá ou saberá usar! Lembre-se, que só pode usar a “pemba”, quem têm àse (axé) e, conhecimento para usa-la. A “pemba” é uma espada de dois gumes, - tanto pode cortar para “ o “Bem”como para o “Mal”. O mago é "livre", pois têm o livre arbítrio!!! Mas, veja bem, assim como um cidadão livre precisa cumprir as normas e regras ou leis de um Estado, um mago ou alma, precisa cumprir as leis do Astral Superior, de Deus e da Sabedoria. Assim quem comete erros, abuso e crimes, serão penalizados de acordo com a lei. Dessa forma saiba que o livre-arbítrio é pra decidir sobre aquilo que nos é dado e não da forma que queremos desenhar a nossa realidade.

A força que recebeu no àse (axé) é sua, mas, não pra ser usada desordenadamente. O axé se extingue! Como disse Jesus, "...até o pouco lhe será tirado", ou seja, se for usado de forma improdutiva os dons e graças. Assim o Orixá (Ori), o Anjo Tutor (Anjo de Guarda), os Ancestrais e os Senhores do Destino, tiram poderes e dons daqueles que tentam ir contras Leis de Pemba - que é na verdade a Leia da Vida, do Amor, da Sabedoria e de Deus. Por isso muitos pais e mães de santo, com o passar do tempo, perdem a força, a vidência e ficam desnorteados, pois são punidos pelo Astral, ai começam a trabalhar com charlatanismo, enganando e mentindo o tempo todo. 

Faça, conscientemente, o uso que melhor lhe aprouver!!! E sabendo sempre que será cobrado por todas as ações, tanto agraciado com poderes ou punido com dores. “Não semeie ventos para não colher tempestade”. “Que a força de Tupã, esteja contigo, Irmão de luz e buscador de sabedoria” !!! Como dono da pemba temos como Orixá Regente o Okê – Senhor dos montes -, e como Orixá Coadjuvante a Oxum – Senhora do rio e do lago. A Entidade Egum protetora, denomina-se “Mepemba”, a própria lenda nos dá esse conhecimento. 

Toda lenda encerra uma verdade esotérica, portanto, habitue-se a ler, não com olhos da carne, e sim, com os do espírito e, descobrirá verdades profundas, que são veladas ao profano, então procure por si, desvendar os Olhos de Ísis. Axé a todos!

Carlinhos Lima

terça-feira, 24 de junho de 2014

A importância e poder da Pemba

 A Lei de Pemba

A Pemba, como já escrevi em outros textos, é um elemento sagrado, importantíssimo, que quem estuda magia, Umbanda e diversos cultos afrobrasileiros, sabem como ela surgiu, o que é, de onde vem e pra que serve. Mas, ela não é usada apenas ritualisticamente pra evocação ou invocação, na verdade, tribos africanas, da região onde ela foi inventada ou é fabricada, também pintam o corpo em danças, festividades e como forma de embelezamento, tanto homens, quanto mulheres. Na verdade, povos africanos, gostam muito de pintar o corpo.

E a Pemba, gera muita confusão, especialmente em nosso país, desde os que se deixam levar pelos estigmas, quanto pelos que se deixam levar pelo poder das superstições. Ou seja, há os que acham que a Pemba é um pó que é basicamente usado para o mal, pra magia negra e pra obter poderes. Enquanto outros, tem a sensação de que poderão usá-la pra conseguir o que querem. Tudo é fruto na verdade da desinformação. O certo mesmo é que ela deve ser usada por quem sabe, por quem tem a outorga e só se for necessária e quando for necessária.

E como eu disse, ela não só deve ser usada pra invocação ou evocação dos orixás e da magia, mas, também como proteção. Pessoas que pintam símbolos no corpo e que tem força e defesa contra espíritos ruins. Ao passo em que se pintarem símbolos ruins podem atrair coisas ruins pra perto de si. Da mesma forma com as tatuagens, há quem pinte coisas boas, simbolos sagrados e quem pinta evocações a demônios. Ai vai da consciência de cada um!

Uma coisa importante é que devemos lembrar sobre Sagrada Lei de Pemba, que não quer dizer propriamente um conteúdo ligado a Pemba, propriamente o giz ou o pó, mas, a Lei Divina, as normas ancestrais, aos códigos de ética dos magos e as tradições cósmicas. E que o uso desse elemento magístico, deve se ater as leis sagradas da Lei Maior. 

Com a pemba tudo se pode fazer em Umbanda, bem como, em todos os Rituais Africanistas e, no entanto, é o objeto sagrado mais profanado. Mas, entenda, esse "pode-se fazer", como eu mencionei, se atém a Lei Maior, ou seja, tem que ter outorga, tem que ter poder e tem que ter acima de tudo necessidade. A grafia sagrada dos orixás, que não é apenas o conhecimento da Raiz de Guiné, mas, muitas ou todas as outras raizes, e o simbolismo do Oponifá é uma delas, assim como o Alfabeto Adâmico, também carrega chaves importantes, na verdade, não basta conhecer e sim ter permissão.

Muitos magos caem em desgraça, por que ao conseguirem certo conhecimento pensam que podem abusar da sorte e da vida. Não é bem assim, quanto mais ganha-se poder, mas, terá responsabilidades e deveres permanentes, entre eles o de respeitar a magia, os mais fracos e os que não tem defesa. Tenho observado, que qualquer pessoa usa sem saber, e sem o preparo devido, para o que está fazendo . Mas isso, não é o pior ! Há Entidades Espirituais que a empregam sem o conhecimento de causa, o que se pode verificar com facilidade. Pois como eu já afirmei aqui, não são todas as entidades que tem o poder ou conhecimento da magia, mas, as vezes usam. Assim também como sabemos que tem entidades iniciantes, que muitas vezes até instigadas por seus médiuns se metem a fazer o que não poderiam tentar.

Também tem muitos pais e mães de santo que abusam muito de seus guias, colocando-os em "saias justissimas", por isso prudência é algo que todos deveriam ter! Quando incorporam em um médium, solicitam a pemba e saem riscando por aí a fora . Estas Entidades são iguais aos Umbandistas inexperientes, que tudo quer resolver, sem nada saber. Conceda a pemba às Entidades, com parcimônia, observando o que estão fazendo. Na maioria das vezes, não estão fazendo nada mesmo e são como crianças que imitam os adultos. E, outras vezes, são iguais aquelas pessoas que sabem escrever em línguas estrangeiras que não conhecemos, e se divertem a escrever barbaridades, pois estão conscientes de que não entendemos o que estão fazendo. E, assim, temos vários Terreiros de Umbandas, com falsas Entidades. Por isso, quando entregar a pemba para as Entidades desconhecidas, ou para a que não tenha confiança, use outra pemba e vá desmanchando aquilo que a Entidade, de má fé, está atraindo para o ambiente de seu trabalho.

O uso da pemba é abusivo e, na quase totalidade dos Terreiros de Umbanda. Muitas pessoas pensam que só porque é um espírito que lhe fala que pode confiar em tudo ou que ele não erra, por isso muitos tem danos irreversíveis. Também vemos que as pessoas costumam adotar viver no mundo do extasi do inconsciente. Não fiquem colocando suas responsabilidades nas entidades! Tem pessoas que vão corriqueiramente aos pés das entidades pedirem que elas tomem decisões que na verdade seria do próprio indivíduo. Algumas chegam e falam: "posso ou devo me separar?" ou dezenas de outros tipos de interrogação, que não cabe a entidade decidir por você. Ele pode apenas aconselhar e tentar esclarecer pra que a própria pessoa chegue a uma decisão, mas, querer colocar sua vida nas mãos de qualquer guia espiritual é um erro e covardia. Assim como fazem os cristãos da moda, que acham que por comprar uma Bíblia e pagar dízimo que tudo na vida passa a ser gerido por Deus e que assim tudo dará certo. Isso é até uma ofensa ao Senhor, pois colocar tudo na conta de Deus é abdicar do seu livre-arbítrio e querer dar o "migué" no Criador. Ele até nos ajuda, nos ilumina e nos direciona, mas, a decisão será sempre nossa. Mas, muitos se consideram santos e salvos, justamente por isso, ao afirmar que "coloquei minha vida nas mãos de Deus" e assim claro, fica fácil achar que dai em diante, nem peca, nem erra e nem tem mais dissabores - o que é um mero engano.

É engraçado como religiosos quando se fanatisam, passam a pensar imprudentemente, confundindo sectarismo com fé! E acham que só porque se acham "convertidos" que dai em diante tudo cairá do céu. Não lembram que grandes escolhidos, como Moisés, Davi e outros, que eram iniciados e de espírito elevado, tinham que continuar tomando suas decisões, inclusive eram punidos por seus erros, pois Deus, escolhe, mas, não escravida. As decisões continuam conosco. Prova disso, foi que muitos patriarcas, foram punidos por seus erros. E por falar em erros, muitos também pensam que só porque compraram uma Bíblia e pagam dízimos, ou rezam aos sábados, que o pastor tem o poder de perdoar seus pecados, sem cumprir sua missão e carma - engano total. Percebam que Moisés morreu sem poder entrar na terra prometida, porque pegou contra o Senhor ao duvidar de suas promessas. Então não fique no salto alto, só porque marcha pra Jesus ou porque paga dízimos, que mesmo assim terá que prestar conta de todos seus pecados. Não basta se dizer convertido, tem que cumprir seu destino!

Carlinhos Lima.

O poder e mistério dos anjos: Abaddon aka Apollyon ("Destroyer")


O Anjo da Morte

É um anjo da morte e destruição, que é muitas vezes equiparado a Satanás e Samael . No entanto, no livro do Apocalipse, ele é o anjo (como Apollyon), ou estrela, do abismo sem fundo que cadeias de Satanás lá por 1000 anos. Acredita-se que São João foi a primeira pessoa a nome Abaddon como um anjo e, em A Grande Chave de Salomão, ele é dito ser o anjo invocado por Moisés para enviar as chuvas devastadoras para o Egito. Não só é o alinhamento de Abaddon (demônio ou anjo) incerta, outras fontes dizem que ele é, de fato, um lugar e não uma entidade em tudo.

Afirma a crença de que Abaddon é um ser de origem do mal pode ser encontrada nos escritos, como os Atos de Tomé, que não estejam em conformidade com a lei da Igreja. Lá ele é apresentado como um demônio. Esse demônio é descrito como o anjo negro da morte, um demônio do abismo, e um dos príncipes da hierarquia infernal, muitas vezes visto como o próprio Satanás (como ele é rotulado de "O Peregrino Bunyan"). Em O Messias de Klopstock, Abaddon é novamente chamado "anjo da morte está escuro", uma referência ao poema de Francis Thompson aos mártires Ingleses na qual ele atribui Abaddon um par de "asas viciado." Uma Antologia Ilustrada de Bruxaria, Magia e Alquimia chamadas Abaddon de "Destruir Anjo do Apocalipse e de Barrett The Magus há uma foto colorida dele como um dos" demônios do mal. "Também está escrito que o seu é o nome que os judeus deram ao deus grego Apoliom . E, como o argumento final para ele ser uma entidade do mal, seu nome é dito para ser usado em conjurando feitiços para a intenção maliciosa. É apenas nas fontes mencionadas no primeiro parágrafo, que Abaddon é dito ser um anjo. 

Na verdade, essa é mais uma confusão e grande mistério. Certamente uma pegadinha que confundiu magos e cabalistas.  Acredito sim que ele seja um anjo, ligado a morte e por isso muito temido. Vemos nos escritos sagrados, que profetas também chamavam anjos e querubins de "terror" e ao que tudo indica, a visita ou encontro com um anjo, nem sempre é suave como se pensa! Especialmente se este for muito poderoso como um Arcanjo. Vimos que Jacó teve uma luta dura com um anjo pelo deserto. Enfim, por isso é delicado julgar e taxar algo como maligno ou bendito. As vezes, ao ver um ser de 4 cabeças, diversas asas e aparência assustadora, fanáticos intolerantes, vão logo dizendo que é um demônio, e  na verdade como vemos nos livros proféticos, quase sempre é um anjo do Senhor. Então nem tudo que reluz é ouro, assim como nem tudo que parecer ser ruim é de fato algo do mal. Por isso a magia, a espiritualidade e os mistérios, devem ser estudados com cuidado e nunca atacados preciptadamente.

Vemos que este anjo está ligado a morte, sendo ele responsável por este assunto, tão desagradável aos seres vivos e tão amedrontador. Assim está ligado ao arcanjo Samuel e Azrael como, astrológicamente está ligado a Escorpião e Plutão. E no mapa natal, a Oitava Casa e seu regente. E no meio da Umbanda, está ligado a Omulú/Obaluaê e Nanã.

Carlinhos Lima.

Amor, saúde, riqueza e sucesso: como atuam os Senhores do Destino na nossa vida

Amor, saúde, riqueza e sucesso: como atuam os Senhores do Destino na nossa vida
Amor, saúde, riqueza e sucesso: como atuam os Senhores do Destino na nossa vida

 Os Senhores do Destino e sua ação na vida do homem

Quando eu falo em "SENHORES DO DESTINO", como coloquei em meu primeiro livro de UMBANDA ASTROLÓGICA, ao tratar da busca do homem por si mesmo, por todos os mistérios que envolvem a vida e que estão ao seu redor, eu quis na verdade, colocar em discussão o que já existe desde sempre no meio filosófico, espiritualista, esotérico e religioso, que é o debate sobre até que ponto o homem é livre ou comandado por forças superiores.

E nesse debate, as religiões se debruçaram séculos em busca de uma conclusão. O aplicado Santo Agostinho, foi um dos grandes homens a se inclinar aos estudos dessas questões, como por exemplo, sobre a Astrologia, se os astros influenciavam ou não nossa vida. No entanto, sabemos bem, que a maioria das pessoas, que se prestaram a estudar tanto os prós, quanto os contras, sabemos bem a que na maior parte, tinha uma agenda oculta por trás deles, ou seja, no caso de Santo Agostinho, por exemplo, sabemos que ele tinha a pressão da Igreja, da sua fé e dos medos, desenvolvidos como estudante da teologia cristã. Dai se cria limites, preconceitos e nem sempre se vai a fundo nas questões, pois esbarra-se nos limites da religião. E geralmente isso ocorre em todas as vertentes, da mesma forma como temos livros do meio esotérico, que sabemos que as crenças dos autores, acabam influenciando. Por isso tentei o máximo ficar longe dos cultos, das religiões e desenvolver minha tese, o mais inspirado possível em meus próprios conhecimentos.

Estudos forjados com material de diversas vertentes, até mesmo as não religiosas, as materialistas e mesmo as da ciência. Mas, sabemos que quem escreve sobre conceitos como estes, não escreve pra cientistas, ateus ou materialistas, e sim pra quem se identifica com o assunto e busca o algo mais naquilo que lhe é latente na alma. Portanto escrevi pra espiritualistas, estudantes de magia, de Wicca, de Umbanda, de astrologia, de Candomblé, de Ifá, de Espiritismo e de um modo geral, de quem tenta entender sua ancestralidade. Porém, deixo, claro, meus conceitos a disposição de qualquer um que quiser debater, como por exemplo, sobre a tese de três forças atuantes sobre a vida, quando em nossa era por exemplo, há quem aceite apenas duas ou apenas uma. 

As forças que estou falando são o destino, o livre-arbítrio e o acaso. Que são as três forças que aceito como atuantes na vida dos seres vivos, gerenciadas por Deus e seus ministros. Porém tá cheio de filosofias, publicações e defensores de apenas duas, o destino e o livre-arbítrio. Como tem também os que acreditam apenas numa dessas duas, ou seja, tem os que acreditam no destino e os que acreditam apenas no poder da vontade ou do livre-arbítrio. 

Na filosofia de Umbanda Astrológica, após anos de estudos, a minha conclusão é que as 3 forças operam, ora juntas, ora contrapostas e ora uma dá espaço pra outra. Ou seja, há diversas ocasiões na existência e assim em certos momentos o livre-arbítrio prospera ou comanda, da mesma forma que em outros, o destino comanda, já em outros o acaso entra pra corrigir as coisas. Assim sabemos que tem partes da nossa existência que o destino impera, que não podem ser mudadas e que temos que simplesmente vivê-las e aceitá-las. Não escolhemos por exemplo, onde nascer, como nascer, qual será nosso DNA e mesmo ao longo da vida, não podemos decidir sobre o que acontece com o nosso organismo, apenas cuidar dele pra que certas coisas não aconteça com excesso.

Da mesma forma em muitos momentos o destino deixa que possamos decidir, ele sai pra que a nossa vontade apareça. E quando nem o destino impera e nem a nossa vontade foi capaz de cumprir o projeto, ai entra o acaso pra corrigir ou reformular as questões. Porém muitas pessoas, costumam escolher acreditar em apenas um ou outro. Nas redes sociais por exemplo, tá cheio de frases do tipo que diz "você consegue tudo o que quiser, basta querer..." e assim por diante. O que é um incentivo ao otimismo da pessoa, mas, ao mesmo tempo não condiz com a realidade. Na verdade cria ilusões. Tem pessoas que teimam a vida toda buscando um objetivo que tá na cara, mesmo pra quem não é místico, que jamais ela conseguirá, mas, com essa ilusão que todo mundo "consegue qualquer coisa", ela perde anos e anos da vida sem se mancar! Nós não nascemos pra ser tudo, pra ter tudo e com força pra conquistar tudo. 

Não é todo mundo que pode por exemplo, ser um campeão de MMA, mesmo que ela tome bomba, treine a vida toda, busque todo tipo de arte marcial. E assim em todo seguimento. Porém tem pessoas que por ver outra fazendo algo ela se ilude achando que poderá fazer o mesmo! E não é bem assim. E por isso temos profissionais ruins em todos os seguimentos, porque tá cheio de gente que tenta aquilo que é incapaz de desempenhar direito. Ou seja, as pessoas não se dão conta que há vocação e dom. Tem muita gente que se mente em ser algo e fazer algo, por vocação, mas, nem sempre isso basta. Da mesma forma que tem pessoas que tem dons e ignora-os, abdicando-se deles. Os profissionais de sucesso ou pessoas que tem uma vida de sucesso, são aquelas que fazem com vocação aliada aos dons. 

No entanto, acontece que muitos tem dons e teima em ignorá-los, gente que por exemplo, tem dom musical, artístico ou pra fazer coisas importantes, mas, que renega, busca fazer algo diferente, por preguiça ou por que não quer pagar o preço. Pois tudo tem um preço. E é por isso que tá cheio de pessoas insatisfeitas na vida, fazendo coisas que não gosta. Ao ponto que tá cheio de outras que acha que tá fazendo o que gosta, mas, também tá insatisfeita, porque não tem o dom pra desempenhar bem! As pessoas tem como maior problema a falta de semancol ou seja, seguem mais os instintos e não a consciência. Tem pessoas que até percebem que não tem futuro promissor numa area, mas, por teimosia, bate de frente e continua dando "murro em ponta de faca".

E isso acontece também no amor. Tá cheio de gente que passa a vida toda, lutando por um suposto amor, que não existe, em casamentos ou relacionamentos horóscopos que só trazem lágrimas, vergonha e dor, mas, ficam repetindo pra si mesmos "não vivo sem ele...". Ou seja, a falta de autoestima, de força e a grande teimosia, faz com que muitas pessoas passem a vida insistindo na espera de uma mudança que jamais acontecerá. E não acontecerá por dois motivos: primeiro porque ela escolheu errado, tá ali e com aquela pessoa, pelo mau uso do livre-arbítrio e contra o destino; E segundo, porque ela não tenta recomeçar.

Tem também as pessoas que caem em armadilhas, se deixam usar e se envolver por pessoas manipuladoras, são usadas e se acostumam por isso. Tá cheio por exemplo, de cunhadas, que ficam anos, transando com o cunhado, servindo de objeto sexual, mesmo sabendo que nunca vai dar em nada. Existem amantes que ficam uma vida inteira, esperando que a outra pessoa largue seu conjugue e venha em definitivo, o que quase sempre acontece o ontrário. Tem ainda os que colocam como meta conquistar alguém que não é pra ser seu e por essa cruzada pessoal insana, perdem uma vida inteira.

E assim sabemos que é a falta de ouvir seu Eu Interior, seus ancestrais, buscar entender seu destino e de que forma deve usar seu livre-arbítrio. Mas, isso é impossível não? Não, justamente por isso surgiram os magos, os mestres, os monges e tudo ligado a busca espiritual. Que muitos confundem com busca de poder, de manipulação de riqueza. Mas, que a principal busca é compreender a si mesmo, entender sua missão e achar seu caminho neste mundo. Se e quantos conseguem? Isso é difícil determinar, apenas digo que este é o caminho. A busca começa por ai, por tentar primeiro entender quem somos e depois pra onde devemos seguir. É uma busca longa e não como todos pensam que pagam por um mapa astrológico e vão ter a receita de sua vida. Tem gente que vai a uma consultoria achando que pagando cem reais, terão todo passado presente e futuro nas mãos, pra depois virar as costas e não voltar jamais! É um grave engano. As pessoas precisam de iniciação, de vigília constante e de focar a luz, usando a fé, a ritualística e o compromisso o tempo todo.

Quando falo em "Senhores do Destino", me refiro as forças Supremas que controlam o sistema, o Cosmos, partido da maior delas, que considero o Criador da vida e de tudo - Deus! E seus ministros, anjos, orixás, guias de luz e toda força ancestral de nosso planeta. E como eu disse, eles servem de juizes, avaliando a partir do livro da vida de cada um, da soma do consciente e inconsciente, pra ver onde atuam, se precisam atuar e de que forma o carma se desenrola.

A visão da Umbanda Astrológica é diferente em alguns aspectos da Umbanda Tradicional e do Candomblé. Por exemplo, os orixás não vistos como na maioria dos seguimentos afrobrasileiros, como simples espíritos, ancestrais ou forças que representam elementos e a natureza. Na Umbanda Astrológica, os orixás, também são vistos como forças de egrégoras e signos. Assim como os odús do Ifá. Ao mesmo tempo em que signos astrológicos ou do Ifá, não vistos apenas como casas e símbolos, mas, como tendo senhores responsáveis por aqueles portais e casas. Ou seja, há um mistério muito mais complexo do que as formas simplistas que muitos divulgam e confundem. Só que o ser humano tende a ter dois comportamentos radicais: ou são tradicionalistas e creem apenas naquilo que está pré-estabelicido por tradições que ele conhece e que por isso teima em não mudá-las ou contestá-las, e/ou, é anarquista, tentando mudar tudo radicalmente e descartar o que já está em vigência. Quando na verdade, temos que aceitar, acatar ou buscar reformular, com prudência, apenas aparando arestas, tentando entender e corrigir sem uma agressiva reformulação insensata.

Mas, os cultos afrobrasileiros causam tantos debates e  estigmas, pelo fato que ele é divulgado. Muita gente não pisa os pés num terreiro por exemplo, nem vai num jogo de Tarô ou de búzios, achando que indo lá tá indo falar com mortos, tá indo na macumba ou tá indo a um pacto! O que não tem nada a ver. Nem sempre ao falarmos de orixás, estaremos falando de espíritos, mas, de signo. Dizer por exemplo que uma pessoa é de Oxóssi, não quer dizer que ela vai incorporar um índio ou que tem caboclos na sua cola o tempo todo. Apenas quer dizer que ela tem a força dessa vibração que tem o signo ligado a terra, as florestas, a vida no meio ambiente e que é uma pessoa com características desse orixá. Temos que compreender que orixá, nem sempre é espírito ou entidade literal, mas, símbolo, signo e força ancestral.

Da mesma forma que, signos, não podem ser vistos apenas como símbolos pra serem lidos. Na visão de Umbanda Astrológica, e por isso a fusão empregada, vemos a força atuante de senhores de cada portal zodiacal, representantes dessa força e por isso a comparação ou cruzamento com os orixás. Assim como cruzamos cabalísticamente com anjos ou qualquer outras forças espirituais. Então quando falamos de Senhores do Destino, falamos por exemplo de Orumila, a Testemunha da Criação, que através dos signos de Ifá, a sua Coroa Astrológica, revela os segredos divinos ao homem. Pois o homem ao se ver em dúvida e sozinho, busca sempre o sagrado em busca de respostas.

Axé a todos e Shalom!

Leiam meu livro:

Compre o seu aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores