Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 30 de agosto de 2014

Quiromancia: a mão como carta natal ancestral - oráculo sagrado

Sexo, dinheiro e amor - saúde
Leitura das linhas das mãos -  amor, fortuna e sorte

 Quiromancia e revelações de amor, fortuna e sorte

A mão, assim como diversas outras marcas em nosso corpo, revelam nossas características ocultas. Da mesma forma que o mapa natal astrológico de uma pessoa, revela uma fotografia do cosmos no momento do nascimento e revela as características do indivíduo, as linhas da mão também revelam os traços dessa pessoa. E assim como o horóscopo serve pra interpretar o trajeto da vida, por meio de progressões e trânsitos, entre outras técnicas, a mão também vai mudando. Ela pode inclusive revelar sobre carma e espiritualidade. Mostram traços de como a pessoa ama, o que ela espera da vida, o que pode encontrar, o que ela vai buscar, os desejos, o sexo, a saúde e muito mais. No entanto, da mesma forma que a astrologia, Ifá e outros oráculos são complexos e difíceis de interpretar a mão também é. Por isso não basta conhecer as linhas, tem que ter o dom pra interpretar tantas conexões.

Vemos nas ruas, muitas pessoas que podem ser ou não ciganos, oferecendo leituras de mão. Quase sempre são charlatões, até porque a leituras de qualquer oráculo não deve ser oferecido. A busca não pode sequer partir da pessoa que quer consulta, por simples curiosidade e sim por um chamado do destino. Enfim, coerência e prudência sempre!
 A palavra Quiromancia origina-se do grego "Kheiromanteia" e significa : "Kheir" Quiro = mão e "Manteia" Mancia = adivinhação, isto é adivinhação dos segredos através da interpretação das linhas das mãos, que podem revelar o destino das pessoas, pois os antigos sábios acreditavam que nosso Passado, Presente e Futuro, já estavam registrados no formato e linhas de nossas mãos, determinando nosso comportamento e personalidade, sendo Passado, Presente e Futuro apenas diferentes estados de consciência.
A função do Quiromante consiste apenas em mostrar o caminho do pensamento positivo, nunca dizer "faça isso ou aquilo", para não interferir no livre-arbítrio de cada um, em caso de dúvidas, deve-se aconselhar o consulente a seguir a sua consciência e a sua intuição, para que este tome suas próprias decisões. O Quiromante deve ser transcendental e objetivo, deve compreender que cada ser humano é individual e único. Considerando-se que as pessoas são diferentes, não poderá aconselha-las todas de uma única maneira, o que é remédio para um, pode ser veneno para outro. Para tornar-se um bom Quiromante, alem de estudar muito, deve-se desenvolver a sensibilidade e procurar aconselhar as pessoas com responsabilidade.

A Quiromancia foi exaustivamente estudada na Europa da Idade Média, e muitas vezes associada à Astrologia. Enquanto a Astrologia nos informa da influência dos astros em nossas vidas, a Quiromancia procura explicar a influência da mente, manifestada na palma de nossas mãos. Ambas atuando em perfeita harmonia e sincronização. Essas influências ocorreriam no plano do inconsciente, portanto é comum que não as aceitemos imediatamente, porém, a medida em que os segredos nos são revelados, e o inconsciente torna-se consciente, nos convencemos da realidade dos fatos e de determinadas "coincidências". Passamos, então a compreender como essas influências atuam em nossas vidas e que podemos evitá-las ou potencializá-las, se assim o desejarmos. O propósito prático da Quiromancia é ajudar as pessoas em suas vidas a identificar suas potencialidades, suas deficiências e principalmente, fazer a coisa certa no momento certo.

Conta uma antiga lenda que existe no Himalaia uma caverna onde vive um Yogue de mais de 400 anos de idade, que se encontra em estado de meditação (samadhi) e que é portador de um antigo livro, feito com peles das palmas de mãos humanas mumificadas onde pode-se observar perfeitamente suas linhas. Segundo a lenda, este antigo livro tem sido utilizado por monges estudantes da "antiga arte", durante milhares de anos. Atualmente atribui-se aos Ciganos a arte da leitura das mãos. Sabe-se que os Ciganos originam-se do norte da Índia e que emigraram para a região de Tiblisi, no sul da Rússia, dali para a Romênia, de onde se expandiram para o resto do mundo. Desde criança os Ciganos aprendem a ler as mãos. Esse é seu trabalho mais rendoso, pois da previsão do destino nas mãos nascem os feitiços e magias para o amor e os trabalhos para melhorar a vida. Os Ciganos a praticam até hoje em suas Ofisas (Templo Cigano), praças, feiras, etc. A Quiromancia é uma ciência muito antiga, foi muito utilizada no antigo Egito e encontram-se registros desta arte divinatória nos manuscritos Assírios, Egípcios, Chineses e Indianos há mais de 4 mil anos. Teria se originado na Índia, oriunda de uma ciência milenar de caráter racional e lógico chamada de "Palmistry" traduzida como "Quiromancia Védica" e era praticada pelos yogues.

O Conceito de karma é diferente, é uma palavra sânscrita, sua raiz "kri" refere-se ao verbo fazer e significa : "ação, movimento, atividade", portanto nosso futuro será estabelecido pelas nossas atividades atuais e pode ser mudado se mudarmos nossa maneira de atuar em nossas vidas, geralmente conhecido como "lei de causa e efeito". "Guna" significa "natureza" e se refere tanto à natureza macrocósmica universal quanto à natureza individual. Na Guna estão impressos o caráter, a personalidade e o temperamento de cada ser humano, que indicam as tendências particulares de cada indivíduo. A Mão é uma estrutura completa onde se manifestam "Guna" e "Karma", por isso recomenda-se fazer uma análise completa das mãos antes de emitir qualquer opinião.

Cada dedo da mão representa particularmente uma sugestão. O Anular, também chamado de Apolo, significa arte. O dedo Mínimo, ou dedo de Mercúrio, representa ciência. O Indicador, ou dedo de Júpiter, são as honras. O Polegar é o dedo de Vênus e indica a vontade e o amor. O conjunto dos dedos representa os impulsos que se apresentam ao indivíduo. Se a mão não tiver pelos mostra que a pessoa é pouco inclinada a prazeres sexuais. Mão peluda indica que a pessoa tem pouco discernimento, é inconstante mas muito forte.

Se a mão for mediana e fina o espírito é sutil. A mão média, gorda e seca mostra que a pessoa tem dificuldade de aprender. Mão de tamanho médio, gorda e úmida mostra que a pessoa é boa, afável e sensual. As mãos grossas e gordas representam uma pessoa estúpida e robusta. Já se a mão for pequena, caracteriza uma pessoa orgulhosa. Mão pequena e delgada mostra soberba, luxúria e melancolia. Mão pequena, delgada e úmida, mostra que a pessoa é engenhosa e não pré-disposição para más influências. Mão pequena, delgada e seca indica que a pessoa não é honesta, mas é astuta, desconfiada e sonhadora. Alguns aspectos devem ser observados antes de começar a leitura. O primeiro deles é o tamanho da mão. A mão grande é sinal de uma pessoa cordial e amável. Se a mão for grande e fina designa uma pessoa engenhosa e auto-avaliadora. A mão grande e gorda representa uma pessoa que gosta pouco de si mesma, mas também é inclinada à caridade e à liberdade. Se a mão for grande, espessa e rude, a pessoa é melancólica.

Alguns aspectos devem ser observados antes de começar a leitura. O primeiro deles é o tamanho da mão. A mão grande é sinal de uma pessoa cordial e amável. Se a mão for grande e fina designa uma pessoa engenhosa e auto-avaliadora. A mão grande e gorda representa uma pessoa que gosta pouco de si mesma, mas também é inclinada à caridade e à liberdade. Se a mão for grande, espessa e rude, a pessoa é melancólica. Essa técnica surgiu na Índia no ano 4 mil a.C e foi praticada na China, Tibet, Pérsia, Mesopotâmia e Egito. Os antigos sábios acreditavam que o passado, presente e futuro estavam registrados no formato e nas linhas das mãos. A partir dessa leitura, determinava-se o comportamento e personalidade de uma pessoa e o passado, presente e futuro dela. O filósofo grego Aristóteles também fazia a essa leitura e dizia que a mão é o principal órgão do corpo humano e ensinou essa técnica a grandes imperadores antigos, como Alexandre, o Grande. O Imperador Júlio César acreditava ter tanta habilidade para decifrar essas adivinhações que julgava seus homens pela aparência de suas mãos.

A análise do tamanho quirológico mãos, moldar o Monte de Vênus (base do seu polegar) e perfil de qualquer um dos dedos, pode ser muito útil para conhecer o nível de nossa energia sexual e como traduzi-lo em uma paixão, empenho e capacidade de amar, além de ensinar os bloqueios mentais e emocionais que nos impedem de chegar a empatia com os outros e ter relacionamentos satisfatórios.

Diz na Quirología, se o monte d e Vênus é altamente desenvolvido é uma indicação clara de paixão e, por outro lado, se pequena e macia indica uma falta de vitalidade e capacidade sexual, a pessoa pode ter fortes sentimentos de amor e paixão, mas não expressa através do sexo e contato físico. Se você está bem arredondada indica vitalidade, calor, energia e vontade de amar e ser amado.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores