Total de visualizações de página

A pombagira

sábado, 12 de abril de 2014

Seja confiante e modesto, mas, nunca em excesso - busque o equilibrio em seu ser

A única coisa que me parece que faz bem em excesso é o dinheiro, mas, ainda tenho dúvidas quanto a isso! Mas, no que refere ao comportamento, o equilíbrio, a prudência, harmonia e sabedoria devem sempre dosar nossos instintos. É a partir disso que teremos ou não um bom instinto e não um instinto ruim. Assim excesso de autoestima pode parecer bom, mas, nem sempre será sequer mal aproveitada. A autoestima exagerada pode virar arrogância, orgulho desenfreado e vaidade. Da mesma forma que a baixo-estima, também é profundamente prejudicial. Talvez a fé amplificada fosse melhor, mas, mesmo assim se é uma fé que tem as asas da razão ela só será na medida certa e não uma fé cega ou sem noção. Dessa forma continuo com a opinião que devemos sim evitar o excesso de autoestima.

Porém é evidente que o Brasil tem um estigma horroroso quando ao sucesso e a fama ou riqueza. As pessoas tem um vitimismo que chega a ser nojento e abusivo. Parece que ninguém pode ganhar dinheiro e fazer sucesso neste país, sem ser criticado e bombardeado. Mesmo que seja fruto de um trabalho duro e honesto. Até nas redes sociais, as pessoas parecem que devem se sentir proibídas de se mostrarem felizes que os outros se incomodam! Chato isso.

Algumas pessoas com orixás que estimulam excentricidades e vaidades podem ser excessivamente autoconfiante o que em muitos casos não é bom, pois tendem sempre a se achar melhor que os outros e até arranjar inimizades por causa disso. Da mesma forma que pessoas de orixás e signos frios, quietos demais e muito modestos, podem perder oportunidades na vida, também pelo excesso de modéstia. O bom é a pessoa tá se autoanalisando e não permitir excessos. E sim usar o que pode, sabe e tem que fazer na hora certa, sem provocar perdas e contendas.

Pensamento, correntes positivas, fé e energia a distãncia

Da mesma forma que há um debate intenso no meio religioso sobre imagens, amuletos, magia, superstições e orações, se funcionam ou não, também há uma dúvida no coração de muitas pessoas sobre energias enviadas a distância. E isso envolve as correntes de pensamento positivo, de oração, novenas, trezenas, não sei quantas zenas e a assim por diante... não sei a quantas andam as pesquisas científicas, sobre o assunto, apenas vejo aqueles pastores subindo um monte com um galão de água no ombro e dizendo que a agua cura até chifre. Bem, o que posso fazer é dar meu testemunho que como místico já experimentei e comprovei em minha vida. Ou seja, eu creio sim nas correntes, nas energias enviadas, afinal de contas somos energias e enviamos energias. 

Pragas enviadas e bênçãos lançadas, feitiços evocados e poderes invocados, realmente funcionam a distância. No entanto, como disse o Mestre "que se faça a tua e não a minha vontade", ou seja, não é qualquer idiota que vai vender agua de Israel ou benzer uma coisa e ela vai automaticamente funcionar! As correntes serão sempre feitas e pensamentos somados e enviados, como tentativa de uma validação do Astral Superior, que dependendo do objetivo, da graça merecida ou não, o efeito comprovará se necessário for, conforme a vontade de Deus. Assim não é porque você vai ficar secando um time adversário, um partido ospositor ou uma empresa concorrente que sua vontade se concretiza a seu bel prazer. Mas, magias bem direcionadas, respeitando épocas, outorgas e alinhamentos astrais que revelam a abertura, como faziam os antigos magos, efeitos grandiosos podem vir a  tona sim!

Ritualística nas Sagradas Escrituras não são raras. Um bom exemplo que envolve, magia, sacrifício, fé e corrente foi o acontecimento do Egito em que o Anjo do Senhor pediu pra passar sangue na soleira da porta. Outro sinal de fé, que se fizermos hoje, vai aparecer um idiota pra dizer que estamos louco ou altamente supersticiosos foi o da vara listrada de Jacó que fazia com que burreguinhos nascessem pintados e assim ele enriqueceu. Por tanto não duvide da fé, não duvide da inspiração, pois você muitas vezes tem ideia e insigts sem sequer saber de onde eles vem. Pode ser seu anjo da guarda, seu orixá ou o próprio Deus te dando uma revelação.

Axé a todos

Carlinhos Lima

Umbanda Astrológica e a coroa astrológica de Orumilá - uma nova forma de acessar o seu orixá

 Há muita confusão no meio dos cultos afro-brasileiros, não só na Umbanda, mas, no Candomblé, Encantaria, Culto da Jurema e muito mais vertentes. Especialmente, porque as pessoas vão aos centros e templos buscarem respostas e quase sempre ficam mais confusas do que antes. Isso porque grande parte das pessoas que não tem outorga pra fundar um terreiro ou sequer dar atendimento movidos por algum tipo de ilusão o fazem, sem preparo, sem estudo e sem noção.

As pessoas tem que perceber que são os Senhores da Luz que escolhem e nós apenas optamos apenas de como vamos e por onde vamos desempenhar. Outra coisa enfraquecedora dos cultos afro no nosso país é que as pessoas costumam observar os conhecimentos ritualísticos como se eles fossem um grande poder a serem acessados para seu deleite. Muitos se acham o "Mestre dos Magos" por que recebe algumas entidades que fuma o tempo todo e bebe como se no astral fosse um eterno baile de máscaras.

O Pai de Santo ou Mãe de Santo tem que entender em primeiro lugar que ser líder espiritual, ser mestre e ser um sacerdote ou médium é uma missão de humildade, requer prudência e equilíbrio constante. Outro agravante é que muitas pessoas são induzidas ao erro por outros que deveriam orientá-las. Muitos falsos mestres, com a gana de formar uma comunidade subserviente, prega demagogicamente e de forma tresloucada, onde acham que podem tudo e que os orixás são seus serviçais. As pessoas tem que compreender que o "Santo não é de Barro" e que tem inteligência suprema por trás das entidades elevadas! Agora, certas entidades de origem duvidosa que atendem em muitos terreiros ai são outra coisa.

Uma coisa grave é quando a pessoa que descobre que é médium e fica toda atordoada, procura lugares onde a patacoada é a regra. Não se sabe se o orixá mestre da casa é de Aruanda ou Kardec!? Ai fica aquela mistura entre Umbanda e Espiritismo, que podam todos os preceitos da Umbanda e divulga-se todos os dogmatismos, preconceitos e ensinos limitadores do kardecismo, deixando a pessoa cada dia mais desanimada, sem firmeza e cheia de preceitos distorcidos. E a maior das dificuldades é se posicionar de quais orixás trabalham por ela e com ela. Qual seus orixás de cabeça, quais as vibrações atuantes e como se livrar de preconceitos esvaziadores. Como por exemplo, sincretismos e as tais alegações se é de "mesa branca" ou sei lá que tipo de mesa!

Em primeiro lugar não existem essas coisas criadas pra ludibriar, a Umbanda é Umbanda - pronto acabou! Essa história de "Umbanda de Mesa Branca" é mais coisa pra ludibriar, que até pessoas de boa fé, entram nessa, por serem induzidas a isso. São aquelas falsas pregações de pessoas espertalhonas que se acham no direito de dizer que "peneirou a Umbanda", no seu falso moralismo e só pratica a "fina-flor" da Umbanda. Ou seja, não quer dizer que seja uma Umbanda de gente branca, excluindo os negros, mas, quer dizer que é Umbanda Branca, ou seja, que só age buscando magia branca, passes e a parte que elas acham 'bizarras' ficou de fora!

Lorota, marmotagem e demagogia. Terreiro algum no mundo resistirá sem ter firmeza de Exu, sem trabalhar com a parte carmica da Umbanda que é justamente a Esquerda. É ela quem mais entende os problemas, mazelas e desafios das pessoas. São exus e pombagiras os psicólogos do povão. Sem eles, não teremos pais de santos com preparo suficiente pra resolver os problemas. Podem até, receitar bons banhos, dar passes, fazer algum jogo de cartas e só falar em amor sem sequer tocar na parte mais desafiadora da Umbanda. Mas, viverá na falsa Umbanda, uma Umbanda sem firmeza, sem noção e com guias fracos trabalhando ao seu lado.

E só pra esclarecer, a maior parte dos guias estão também em evolução, transição de ciclos e não são os donos da verdade não! Por isso até Exu e orixás consagrados e supremos utilizam-se dos oráculos, pois tem parte dos segredos cósmicos que as divindades não podem acessar e por isso recorrem ao Ifá a "Bíblia" de quem quer conhecer sobre os orixás e sobre si mesmo.

Mas, sempre vemos pessoas que acham que porque exu fulano ou caboclo sicrano lhe disse alguma coisa que ele tem sempre razão. Nem sempre cara pálida! Aliás, quase sempre, sequer sabem direito das coisas. Tem pais e mães de santo que são em si um oráculo ambulante, representantes diretos de Orumilá na Terra, mas, a maioria tem outros graus e precisam sim de ajuda dos oráculos na mesa. Além do mais não existe isso de mesa branca ou amarela e sei lá de qual cor querem colocar. Só existe o culto aos orixás e pronto! Mas, tem gente que prefere viver se enganando, envolto no sufocamento que o kardecismo faz na Umbanda e fazendo leituras que sequer deveriam ser feitas.

A Umbanda tem origens distantes, pertence a Lei Maior de Pemba e não se curva as regras que Kardec chutou ouvindo algumas médiuns, e entrelaçando tudo ao preconceito da Bíblia. A Lei de Pemba, não se encerra no Alfabeto Adâmico, divulgado por Sant Yves e Da Matta, realmente o Rivas Neto está certo. Mas, se revela nesses canais. Assim como se revela na Pemba e no Oponifá. Além de muitas outras vertentes magísticas. A Lei de Pemba é na verdade a lei da magia e do movimento da vida em evolução. Ela encerra todos os códigos existenciais, leis do Carma e da Espiritualidade. E não tem dono, não é de Guiné e nem herança dada a Da Matta. Na verdade ele apenas captou uma pequena fração desses segredos. Na verdade a magia que se encerra na Lei de Pemba é imensa e só os grandes magos ainda vão desvendá-la por inteiro, ainda mais na frente quando a Era de Aquário estiver bem mais avançada.

Mas, voltando as dificuldades que desanimam os buscadores, vemos que uma grande angústia é saber qual é nosso orixá de cabeça e entidades atuantes. Muitos apressadinhos e pra não dispensar a consulta são taxativos em dizer as pessoas que elas são filhas de orixá fulano. Muitos usando apenas o Tarô, os búzios ou até apenas ouvindo guias. Ai mora um grande perigo. Primeiro que nem todas as pessoas precisam ou devem saber qual é seu orixá ou orixás de cabeça. Não há necessidade. Pois, muitas acham que sabendo essas coisas, vão ganhar um grande poder, ter um alvo pra ficar buzinando no ouvindo com orações, lançando pontos e fazendo oferendas e que com isso teria uma vantagem. Quando na verdade não funciona bem assim! Segundo que muitos mesmo sabendo seus orixás, não tem nenhum grau de sacerdocio ou magia. Ou seja eles não estão presente para direcionar a missões e soluções. Apenas são signos que revelam caminhos e só. Além disso, até mesmo entre os médiuns mesmo que tenham alguma missão, grande parte, não está disponível saber quais são seus orixás, pois os oráculos, nem mesmo no ifá, pode acessar. Por dois motivos: primeiro porque precisa de iniciação, e ai os oráculos devem ser acessados pra saber quais ritos devem ser feitos pra que o orixá fale e se revele. Segundo, a pessoa tem um carma onde tem que fazer alguma expiação, esperar uma época e ciclo determinado.

E é nessa segunda parte que tá o perigo. Pois muitas médiuns por exemplo, que tem a missão de receber um sacerdócio com uma certa idade, chegando a essa fase de vida ainda pura, com sua virgindade intacta, grande parte já perdeu, se iniciando sexualmente com caras que melam sua energia. Ai os orixás mudam, há uma mudança hierárquica e o que era planejado pra ela é modificado, melando muita coisa. Diminuindo ainda seus dons, seus poderes e trocando alguns de seus guias que a iniciariam casta.

Pior ainda, quando alguém traz uma mediunidade onde terá que despertar um sacerdócio ou missão e antes de chegar a fase, ela adentra o mundo da prostituição, das drogas e do abuso do corpo. Ai a mediunidade ferra ainda mais a alma com estigmas ruins. E hoje em dia tem muita mulher que tem esse tipo de mediunidade, mas, se envia no mundo dos programas sexuais, pra ganhar dinheiro fácil e pra pagar a faculdade. Então sua Esquerda fica pirada, seus orixás ficam confusos e sua missão que seria diferente bagunça tudo.

E ai veremos essas pessoas quando tem problemas, apenas indo nos terreiros pra pedir oferendas aos pais de santo apenas pra ganhar mais dinheiro e dominar o homem que quer ou ter sucesso. Sem sequer querer saber qual sua missão. Até porque a maioria dos pai de santo que as atendem, também são ogros, querendo apenas dinheiro e vender macumbas.

Enfim, são temas complicados que há muito tempo ficaram atrelados a códigos de submissão a hierarquias e grupos. E por isso estou lançando meu primeiro livro que vem tratar de signos, oráculos e debate a questão dos orixás e do sagrado pra ajudarem a resolver o orientar nosso destino. Que serve para o leito sem ter que se curvar ao sacerdote que usa a religião como se fosse sua. Mas, quero aqui ressaltar a importância do sacerdote sério, que tem outorga e ancestralidade ligada aos sagrados orixás. Apenas o livro livra você de cair na lábia de qualquer aproveitador charlatão e cinico.

O livro de Umbanda Astrológica, fala aos pesquisadores, fiéis e adeptos da Umbanda, mas, também ao astrólogo, ao mago, a buscador e aos que desepertam sua espiritualidade de repente. Compre e leia com atenção! O livro propcia a quem conhece sua carta natal a estudar por meio de seu signo, qual e como orixá o influência, protege e se direciona frente a seu destino. Mostra ainda metologias a serem usadas por qualquer pessoa pra chegar a somas e oráculos de odus para conhecer melhor seu potencial espiritual e astrológico.

Procurem este livo nas livrarias SARAIVA, CULTURA, PONTO FRIO, REDE LEITURA DE LIVRARIAS e FNAC da sua cidade! Ou busquem informações em AQUAROLIBOOKS
DISTRIBUIDORA DE LIVROS

Tel.: (11) 2673-3599/3213-6991/3213-6988

Fax: (11)3213-7013

marcelo@aquarolibooks.com.br

www.aquarolibooks.com.br

Carlinhos Lima - Axé a todos!

Angeologia: a guerra dos mundos - a luta entre o Bem e o Mal

Se estudarmos profundamente a teologia e angeologia, veremos que todo o projeto bíblico, a história dos hebreus e todo dilema contido nas Escrituras, tem ligação direta com esses seres celestiais. Apesar de falsos reformadores religiosos e os míopes new pentecostais tentarem anular a fé nos anjos. Sem nenhum fundamento, esses defensores de uma igreja sem fundamento místico e esotérico, esquecem-se que desde a expulsão do paraíso, a figura dos anjos, seja do bem ou do mal, esteve presente em todo trajeto humano.

Enfim, os anjos são muito importantes, acreditamos em sua intercessão, na sua proteção, na sua guarda e no seu poder. E orar pra eles ajuda-nos muito. Ter fé em nosso guardião, ou menor nossos guardiões, pois na verdade temos mais de um anjo nos ajudando, e não apenas um como acreditavam os judeus. Não foi a toa que os patriarcas, sempre viam mais de um em suas visões, como por exemplo, Abraão que viu três adentrarem sua tenda...

Mas, teve um episódio triste que foi a guerra no céu, tendo de um lado Lúcifer comandando rebelados e Miguel, comandando o exercito do céu. E muitas baixas ocorreram de um lado e de outro, feridas eternas que deram origem a uma disputa que perdura até o dia do juízo final. E essa guerra muitas vezes acontece ao nosso redor e não temos o poder de ver. O bem e o mal guerreiam constantemente...

Por isso, tenhamos sempre fé em nosso guardião, oremos pra ele e tentemos ouvir seus conselhos que serão sempre bons pra nós... A corrente dos anjos é muito poderosa e sempre tem me ajudado muito...

Shalom a todos!

Quando os desafios estiverem muito difíceis, evoque e invoque seu anjo pra te ajudar - ele não te abandonará!

Os anjos sempre trazem boas novas. Eles nos protegem, em especial os anjos da guarda, a parte da hierarquia responsável por auxiliar os humanos. Mas, são uma parte do Sagrado que injustificante é rejeitada em nosso tempo pelos religiosos da moda e que parecem ler a Bíblia de cabeça pra baixo...

Porém como sempre na história da humanidade, há pessoas que são sugadas, atraídas e fascinadas pelo estudo daquilo que toca incansavelmente sua alma que é o desejo de compreender o que há por trás de nossa existência.

Assim há muitos movimentos espiritualistas, que nem as igrejas poderosas e midiáticas jamais vão conseguir sufocar. Porque Deus não escolhe por sexo, classe social e poder para dar a uma pessoa o dom da mediunidade e inclinações para ser espiritualista. Então temos em todos os meios pessoas que mesmo inconscientes, não conseguem fugir da busca pelo conhecimento, esotérico, espiritual e sagrado. Percebam que mesmo Pilatos o poderoso governador romano e que não fez nada pra salvar a vida do Cristo, tinha uma mulher médium, que recebeu a visita de um anjo do Senhor. Até mesmo a filha do poderoso Faraó que aprisionava e escravizava os hebreus, tinha mediunidade e por isso salvou Moisés das aguas do Rio.

Enfim, até mesmo entre as dondocas, materialistas, que amam mais seus cartões de crédito e objetos de grife do que sua própria alma ou a Deus, podem de repente aflorar uma mediunidade. Muitas pessoas estão em certos lugares e do nada desmaiam, sentem vertigens, tonturas e são tocadas pelo Sagrado, sem nem saber o que se trata tudo isso!

Mas, no caso dos materialistas, presos as suas empresas, consumismo e egoísmo, eles recebem um despertar, neles mesmos ou em membros da família e em 95% dos casos não conseguem tirar a "trave" do olho, continuando presos no ceticismo e materialismo. Dessa forma, quando descobrem-se médiuns ou tem alguém em sua casa com sinais proféticos ou de espiritualidade aflorada, preferem pagar sessões com psicologismos caros, entupir-se de remédios e continuam negando seus dons.

Ou em grande parte dos casos, se rendem as religiões dominantes, tradicionalistas e cegas dizendo que o que elas sentem é "obra do demônio", passando a fazer-se muito mal ou a causar mal a entes de sua família. Tudo porque não se rendem a possibilidade mais óbvia.

Enfim, voltando a questão dos anjos, vemos que no plano espiritual pode está soluções pra crises do nosso dia a dia. Como por exemplo no amor. Muitas pessoas tem um namoro difícil, descontrolado e que se complica a cada dia, somente porque o anjo de um deles não bate com o da outra pessoa ou de sua família e ela passa anos em meio a turbulências sem buscar a solução certa. A corrente angelical é um meio muito bom. Quando se coloca o nome de uma pessoa na corrente dos anjos, toda sua vida melhora e ela fica mais protegida.

Mas, não basta apenas ter seu nome numa corrente cuidada por outras pessoas, mas, buscar desenvolver a fé. Tem pessoas que passam toda sua vida sem sequer orar para seu anjo tutor e para o anjo de sua família e por isso nunca se sentirão seguras...

A busca pra quebrar as maldições familiares também é muito importante. E a maioria das famílias tem algum tipo de maldição familiar, por isso investigue seu clã, seus ancestrais e sua espiritualidade... E não pensa que apenas por ter comprado uma Bíblia, por lê ela todos os dias e por pagar dízimo e gritar na igreja aos sábados que as coisas se resolverão automaticamente não! Perceba que mesmos os apóstolos tendo andando com Jesus todos os dias de sua pregação, não foi o suficiente pra que eles escapassem da morte. Ou que pelo fato de um religioso ler a Bíblia todo dia que ele escapa de tragédias. Há algo maior que precisa além de fé, ações e funções necessárias.

Shalom a todos!

Carlinhos Lima.

A natureza de cada um é expressa em seu ambiente conforme sua ancestralidade

O ambiente onde vive e mora uma pessoa é muito importante pra mostrar muito da personalidade e natureza dela. Um Eremita por exemplo que viva escondido numa caverna é diferente de um solitário que vive na selva em meio a animais. Da mesma forma que uma pessoas que tem uma casa limpa e bem arrumadinha, visando beleza, arte e acolhimento, tem uma energia totalmente diferente e mais positiva do que quem vive num muquifo. 

E isso independe da idade ou classe social. Na verdade o gosto pela organização e pelo belo, desde que não seja de forma patológicas, manias incontroláveis e obsessão, sabemos que algo que está na alma de cada um. Também há diferenças na forma que se emprega os gostos de cada um. Por exemplo, tem pessoas que gostam de tudo limpinho, mas, não se interessam por arte e por coisas diferentes, sendo apenas apegadas ao convencional e ao disponível. Ao tempo em que tem outras que gostam de tudo limpinho, bem arrumadinho e que tem muito glamour e arte.

Da mesma forma que tem pessoas que adora arte, mas, é tudo bagunçado, mesmo ela tendo as melhores peças a sua disposição. E pior ainda tem gente que se diz tão simples e desleixada que sua casa é uma bagunça total, onde não há nem beleza e muito menos limpeza. Isso tem haver, com o orixá, o signo o odú e a sephirot a que pertence cada pessoa. Pessoas por exemplo, que tem um Omulú forte, são desses que mais se trancafiam na sua vida ranzinza e não adere aos que usam o seu tempo pra produzir espaços confortáveis e belos pra viver.

E não tem haver com posses e nem com a cultura da pessoa, pois é da natureza de cada um. Claro que o ambiente onde cada um foi criado, a forma que foi educada e como se relacionou na infância contam muito. Podendo por exemplo, mesmo a contragosto desenvolver um certo refinamento, mesmo que sua natureza seja bem áspera aos costumes voltados a etiqueta. Tem muito haver com o orixá dedicado ao lar. Não é exclusivamente uma moldura do orixá de cabeça ou dos pais de cabeça. Na verdade é uma conexão entre o orixá do lar e os orixás responsáveis pela sua cabeça. Por exemplo, uma pessoa que tem Oxalá como o orixá ancestral e do lar, vai ter gosto pela candura, pela limpeza, mas, ao mesmo tempo pela simplicidade, amor ao branco e não a ostentação. Porém se essa pessoa que tem o orixá do lar sendo Oxalá, mas, ao mesmo tempo tem orixás que ostentam como por exemplo Oxum na sua cabeça ou de frente, é claro que o desiner dessa casa vai ter um toque maior de glamour. Enfim, são combinações, configurações e conexões que devemos estudar e não apenas como fazem 95% dos pais e mães de santos, que estudam a pessoa como se ela tivesse apenas um único orixá na sua vida.

E é muito interessante, porque nas profissões por exemplo, o arquiteto, tem um orixá diferente do engenheiro e ambos por sua vez, já tem um orixá diferente do decorador ou do artista plástico que decora sua casa. Cada um tem um ori e forças diferentes atuantes. E o engenheiro, arquiteto ou decorador (designer de ambientes) que fica rico e ganha sucesso, geralmente é porque se conectou mais harmônica e profundamente com seu orixá. 

Convido a todos a ler meu primeiro livro que estará em breve nas livrarias:


Procurem pelo livro em - AQUAROLIBOOKS
DISTRIBUIDORA DE LIVROS
Tel.: (11) 2673-3599/3213-6991/3213-6988
Fax: (11)3213-7013
marcelo@aquarolibooks.com.br
www.aquarolibooks.com.br

E procurem nas livrarias SARAIVA, CULTURA, PONTO FRIO, REDE LEITURA DE LIVRARIAS e FNAC
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores