Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Fé, caridade e dons divinos - Umbanda Astrológica

Fé, caridade e dons divinos - Umbanda Astrológica

Umbanda não suporta hipocrisia


A Umbanda atual, se for analisada nos seus milhares de templos, terreiros, casas de culto ou roças, veremos diversas vertentes, mas, podemos detectar claramente, o que predomina. Em especial nas grandes cidades, pois, é onde tá concentrada o maior número dessas entidades, onde tem mais massa de pessoas e onde as filosofias se disseminam com rapidez. Em primeiro lugar, porque é onde rola mais grana e onde o poder de comunicação é mais poderoso. Além disso, é onde pessoas mais letradas aproveitam pra imprimir sua ideologia, conceitos, projeto ou sei lá mais o que! E nesses grandes centros, em especial capitais, onde tudo é movido a dinheiro, podemos ver uma parte da Umbanda, ou Candomblé e cultos afro-brasileiros de um modo geral, de forma incisiva, inclinadas ao poder e riqueza. Sim, poder. Muitos se envolvem com política e poderosos. Isso, nem é tanta novidade, pois como já relatei aqui, desde o inicio dos tempos, que médiuns, magos, ocultistas e adivinhos, se aliavam a reis ou poderosos. Em primeiro lugar, porque é mesmo uma vida árdua a vida de quem milita nesse terreno desafiador e complexo. Além das perseguições, precisa se dedicar e tem que sobreviver, pois ninguém come pedra ou vento! E mesmo, quem é do cristianismo, foca impiedosamente no dízimo e arrecadação de grana. Não é a toa que se inventa templos luxuosos, réplicas de templos famosos como o de Salomão e cultos que só falam em prosperidade incansavelmente. Hoje em dia, pra muitos, abrir uma igreja é mais rentável que abrir um empresa. 

Em segundo lugar, o dinheiro é tentador! E por falar em tentação, os próprios clientes, que depois se dizem "enganados", são os primeiros a insistir querendo pagar o que for preciso para obter o que querem. A maioria não querem um não como resposta e vão de cabeça em qualquer coisa que lhe vendam! Quando querem um amor de volta, uma cura, um almejado sucesso, eles não querem ouvir o porque não podem ter aquilo, apenas querem saber o quanto custa, como se tudo pudesse ser comprado. E ai, quem tem seu terreiro, seu consultório e precisa pagar as contas, quase sempre omite, ou mesmo mente, pra arrancar a grana dos teimosos. Isso mesmo, teimosos, pois inocentes não tem. Todo mundo que vai lá e é depenado, seja nas igrejas ou nos cultos, vão porque querem, por que não aceitam o destino, querem mudar sua sorte e pagam, como se pudessem passar por cima da ordem cósmica.

Então, como eu venho afirmando, se revela uma grande parte, talvez a maior, da Umbanda, Candomblé ou cultos afro-brasileiros, não só agora, mas, em todas as épocas - aquela que é movida a dinheiro, pirotecnia, que abusa das macumbarias, dos sacrifícios, oferendas e tudo sem preceitos, outorgas ou prudência. E assim, temos uma parte considerável da Umbanda, que é de certa forma mercenária, inconsequente e mentirosa, pois, na maioria das vezes, precisa mentir pra arrancar a grana do cliente. Uma Umbanda, que não respeita calendários, hierarquia, ancestralidade e nem a magia ou o carma.

A outra metade considerável da Umbanda, é de certa forma hipócrita ou má instruída. Ainda vive nos conceitos ultrapassados do velho espiritualismo romântico. É aquela parte do tudo "branquinho", de "direitinha", onde tudo é proíbido e parece ser algo forjado na extrema candura! Quando sabemos que as coisas não é bem assim! E da mesma forma que a primeira corrente que citei, ligada apenas ao dinheiro, onde tudo é pirotecnia pra arrecadar mais, essa segunda metade, é a que diz renegar tudo, inclusive o esoterismo sagrado, a ancestralidade e a finalidade dos orixás. Elas se curvam ao cristianismo e kardecismo, vivenciando algo que não é condizente a Umbanda. Rejeitam os orixás, os oráculos, a iniciação e as hierarquias. 

É evidente, que em meio a esses milhares de terreiros, tem as pessoas sensatas, que sabem dosar, que são coerentes, temperadas, sábias e sabem que sombra e luz faz parte do todo. Sabem que cristianismo vem do seio judaico-cristão e que kardecismo vem de Alan Kardec e não dos cultos afrobrasileiros. Mas, o que há de mal nessas duas vertentes? Nada! São caminhos sensacionais de cura, de evolução e aprimoramento. Porém o que não tenho dúvida é que Umbanda é uma coisa, Kardecismo e Cristianismo são outra!

Certo dia um suposto teólogo num grupo de Umbanda, fez duas afirmações "geniais"! Primeiro que a Umbanda "é cristã" e segundo que na Umbanda "não tem orixás"! Eu fiquei tão comovido com isso, que passei a me perguntar se Cristo não seria umbandista ou Kardec não teria se iniciado na Umbanda? Foi a coisa mais ridícula que já ouvi uma pessoa dizer, ainda mais alguém que se diz "teólogo". Até mesmo quem sustenta que foi o Caboclo das Sete Encruzilhadas, que revelou ou ajudou Zélio fundar a Umbanda (o que eu discordo), sabe muito bem, que o citado Caboclo citou e jamais negou os orixás! Também, sabe muito bem que a Bíblia é completamente contra as práticas que temos na Umbanda. Evidentemente, que teologia e filosofia, requer muitas interpretação, além de sabermos que a Igreja tentou ocultar e de certa forma conseguiu, todo o caráter iniciático da Bíblia. Mas, não vemos nenhum umbandista lendo uma Bíblia exclusiva com esses trechos ocultados e sim a mesma que renega qualquer prática de espiritismo! Se a Bíblia é correta, verdade ou quem escreveu, ai já é um outro debate, mas, qualquer leigo ou teólogo, vai saber muito bem, que mesmo sem orixás, mesmo que só com caboclos, ciganos, baianos ou sei lá mais o que, não há nenhum embasamento pra dizer que a Umbanda é cristã!

No entanto, eu nunca descartei o estudo bíblico, assim como uso a cabala e qualquer outro conhecimento sagrado pra aprimorar minhas buscas, mas, o que quero dizer, é que não precisamos ser hipócritas, só pra sermos mais aceitos num país onde até os feriados são cristãos! Sabemos bem que muita gente usa o sincretismo e a mentira, pra não ser tão atacado, por covardia, dizem-se "cristãos umbandistas", só pra não serem atacados. O umbandita de verdade, pode ter fé, louvar, aceitar e adorar o Cristo, os anjos os santos e até frequentar a igreja, mas, não precisa sufocar os orixás, as tradições e se ajoelhar as culturas alheias, só porque o cristianismo manda no país. Pois sabemos que essa história de "país laico" é balela. Até os feriados são católicos. Até nossa constituição é cristã, e até os códigos penais, respeitam conceitos judaico-cristãos. Mas, isso não é suficiente, pra esquecer de onde os orixás vem! Assim como lembramos bem, de onde a Bíblia vem!

Além disso, lembrem-se bem que a Umbanda, tem influencia de diversas culturas, inclusive essa história de vestir branco ou de cultuar a sexta-feira como dia de Oxalá, nós sabemos bem que tem a forte influência do Islã, pois, quem estudar vai ver, o quanto os árabes influenciaram e influenciam no Continente Africano, assim como na revolta dos malês da Bahia, diversos escravos  que falam árabe, tentaram e imprimiram muito da espiritualidade muçulmana na cultura afro brasileira.

Mas, enfim, é mais fácil seguir as massas, não ser tão perseguido, fazer parte do contexto de nossa cultura e sociedade vigente. Se dizer cristão nas pesquisas de amostragem do IBGE, é bem mais fácil que se dizer macumbeiro! Por isso a Umbanda é quase invisível nas pesquisas do IBGE e só aparece o espiritismo que é mais influenciado pelo cristianismo. É fácil abrir um templo, onde só se vista de branco, como se outras cores não existissem ou fossem amaldiçoada. Só cantarolar, batucar nos tambores e rodopiar, sem nenhum ritual iniciático, sem usar nenhum oráculo e sem assumir a ancestralidade africana. Ter imagens no altar dos santos católicos, "é menos chocante", já que grande parte, acha o orixás muito primitivos, atrasados e analfabetos. Sem saber, a real cultura, sem conhecer o sistema fantástico do Ifá de Orumilá, uma sabedoria binária lindíssima e rica. Da mesma forma que muitos criticam a astrologia, sem sequer conhecer sua filosofia, seu simbolismo e sua real aplicação. Ou criticam a magia, influenciados pelo cristianismo que poda o conhecimento e que distorceu todos os conhecimentos dos antigos anciãos.

Umbanda é Axé, é força vital, é ancestralidade, é magia e conhecimento ancestral. É simbologia, espiritualidade e iniciação. É um caminho penoso, mas, apaixonante, onde busca-se os mistérios sem frescura, sem pirotecnia ou fetichismos. Umbanda, não tem que tentar agradar ninguém. Tem que divulgar a verdade. Umbanda de verdade, não para no tempo, não fica estagnada sem evoluir. Ela observa o tempo, os ciclos, as eras, a necessidade da sociedade, se adapta das culturas, mas, não se curva a predominância só por causa de covardia ou poder.

Se viemos cumprir uma missão, em especial iniciática, não são vestes, colares, batuques e danças, que vão cumprir esse papel. Também, não é usando de forma banal, a palavra "CARIDADE", que vai cumprir seu destino! Dia desses eu vi num vídeo, um suposto pai de santo, dizendo-se "doutrinador", tentando ensinar sobre Umbanda. E dizia ele "aos amados irmão de fé e sacerdotes de Umbanda, aqueles que não vivem pra caridade, esses eu nem falo...". Ou seja, ele afirmava incisivamente, que a principal função da Umbanda era a caridade! Pois bem! Mas, que caridade? Há diversas formas de caridade! Mas, é desse tipo de doutrinação, que a Umbanda vem se formando puritana, hipócrita, sensacionalista e fraca. A Umbanda está sumindo, enquanto a indústria evangélica, se torna cada vez mais poderosa e ofensiva, sem dó e nem piedade de quem cultura os orixás.

Mas, voltemos a questão da caridade. Bem, o que mais se ouve nos  terreiros puritanos, assim como em diversos seguimentos do kardecismo, é essa citação da caridade. Pois bem. A caridade é importante sim. Porém, ela é importante, pra todo ser humano, independente de religião. A caridade tem que ser aplicada na vida! Mas, é muito comum, ver espertinhos querendo tirar proveito, por exemplo, de médiuns, tarólogos ou astrólogo, querendo vir com essa alegação de que "não se pode cobrar por dons". Ué, qualquer dom, é digno de ser usado pra caridade! Então porque a pessoa tem o dom de ler um oráculo, ela teria que fazer tudo de graça, perder tempo e se dedicar aos interesses mesquinhos dos outros, só porque é um dom espiritual? Bem, se a pessoa recebe um espírito, que vem a ele pra cumprir uma missão, ele fará, independente de religião. No entanto, nenhum espírito, vem fazer turno na Terra pra servir interesses mesquinhos e prestar consultorias! Quando um espírito vem cumprir uma missão, ele vem orientar em conceitos espirituais e revelar fatos que sirvam pra projetos que estão acima de interesses pessoais. Nenhum espírito, vem a terra, incorporar pra ficar falando sobre briga de vizinhos, traições amorosas ou pra encomendar isso ou aquilo, para saciar os interesses egoístas de ninguém. Os espíritos, vem pra doutrinar, revelar uma ordem, assistir, proteger, mas, não pra responder perguntas interesseiras ou dar consultas de graça, só porque é alegado a tal caridade!

A caridade, tem que ser praticada no dia a dia, para o bem comum, por todo mundo, independente de religião. Um médico pode atender pessoas carentes sem cobrar, um dentista pode atender pacientes de graça, por não poder pagar. E assim por diante. Toda inteligência e dom, vem de Deus e precisa ser doada. A caridade não é apenas você se vestir de branco e ir dar passes num culto ou ir levar sopa a mendigos.  Além do mais, cada um tem uma missão individual. Se dar passes vai servir pra alguns, poderá não servir pra mim ou pra você! Por isso, os odus são importantes pra indicar a missão de cada um.

Se alguém nasce sobre os caminhos de Oxóssi por exemplo, terá missões ligadas a defender a natureza, os animais, o meio ambiente e o planeta. Defender comunidades carentes, povos abandonados e lutar pelo povo. E assim por diante. Não é se juntando a grupos, para apenas fazer coisas repetidas, receber espíritos e dar passes, como se a vida de todo mundo fosse unida que nem bolo de arroz. Como se repetindo o que os outros fazem servisse pra mim ou pra outra pessoa!

Cada um tem que buscar seu caminho. Tem gente que veio com um carma pra servir no campo da medicina, então ele atuando nesse setor, poderá ajudar os pacientes, não apenas atendendo de graça ou sendo "caridoso", mas, acima de tudo, sendo misericordioso, amoroso e paciente. Atendendo bem, sendo atencioso, não sendo soberbo, vaidoso ou ganancioso. E assim, vale em toda profissão. Não é apenas quem lê oráculos ou faz consultoria astrológica, que tem que consultar de graça, porque é um dom divino. Todo dom é divino, todo carma é importante e latente. Não pense que é só o médium que veio cumprir missões não. Tem pessoas que veio cumprir sua missão em particular. Até mesmo ser prostituta, pra pagar algo do passado reencanartório. Ou ser policial pra salvar pessoas e lutar contra o crime. Assim há várias formas de se cumprir o destino e fazer a tão famosa e citada caridade.

Se um dentista, psicólogo, médico ou sei lá mais o que, pode cobrar e quase sempre cobrar caro, pois alega que gastou e perdeu anos de sua vida estudando, saiba que um astrólogo, tarólogo, babalaô ou numerólogo e qualquer outro oraculista, também estuda muito. Dedica muito tempo de sua vida e compra livros caros. Nem todo mundo atende, orientado por um espírito de luz, que vem aqui passar tudo sem esforço não! A verdade é que um astrólogo tem que estudar muito. Um tarólogo tem que estudar muito e quem joga qualquer outro oráculo precisa se dedicar muito. 

Então não venha com mesquinharia e esperteza, querendo auxílio de graça, alegando malandramente, que um dom divino não se vende! As religiões, que não deveriam vender a palavra, vendem e a peso de ouro e as pessoas pagam sem relutar! Sem sequer saber que quem paga dízimo ou quem recebe, está infringindo leis espirituais. Primeiro, porque o dízimo foi criado para os levitas e não temos levitas no Brasil! Segundo, porque Deus não precisa de suborno e nem de gratificações pelos dons que nos dá. Ele nos dá muitas riquezas, se fosse cobrar pela luz do sol ou da luz, como nos cobram as companhias de eletricidades, jamais poderíamos pagar. 

Além disso, o dom da vida é um dom precioso. Então porque os prifisionais juntam bilhões pra desenvolver softweres e produtos? A inteligência não é um dom divino? Além disso, o astrólogo ou qualquer outro consultor, não está cobrando pelo dom e sim, pela informação, pelo uso do oráculo que ele teve que estudar tanto. Se você tem inteligencia pra falar outros idiomas, você monta logo um curso ou vai lucrar com isso,  trabalhando numa multnacional, se tem dom pra desenvolver um carro ou avião, vai ficar rico com isso, então porque quem tem o dom de ler os códigos sagrados de um oráculo, não pode receber por isso? Como eu já disse, quem vem com o dom da astrologia, não vem com o dever da caridade de assistir todo mundo que tem seus interesses mesquinhos não! Pelo contrário, ele vem com o dom pra divulgar filosofias divinatórias, que ajudam o ser humano nas suas buscas. Mas, não tem o dever de passar isso de graça, muitas vezes sendo perseguido e humilhado, sem a menor consideração. Além disso, as pessoas costumam buscar ajuda, apenas quando não estão na pior. Se estão alegres, prosperas e felizes, apenas zombam, criticam e diz que é tudo bobagem!

Quantas pessoas vão até a Umbanda, sem ser pela dor? Quantas vão e continuam indo, se seus interesses não forem satisfeitos? Porque igrejas evangélicas estão cheias de gente balançando carnês e falando de riqueza? Porque a grande maioria querem 'caridade do lado de lá", mas, "prosperidade do lado de cá"! Se você observar, cada signo, fala de dons, caminhos iluminados, metas e bom destino, mas, também falam das obrigações, coisas a serem superadas e dos desafios. Nada na vida é de graça. Tudo tem um preço. Cada Odú do Ifá por exemplo, fala dos benefícios, metas e destino, mas, também fala do carma, das obrigações e sacrificios.

Então não meça com a régua da esperteza, as coisas que você não conhece e apenas quer tirar proveito. Muita gente cheia da grana, as vezes pagam caro por luxúrias e ostentações, que apenas fazem mal a sua alma, mas, pagam sem reclamar, por uma marca, um hobby ou uma fama. Muitos gastam até toda sua fortuna com drogas, com promiscuidades e com paixões mundanas. Mas, quando estão desnorteados, ferrados e na escuridão, vem choramingando pra pagar um mapa astral! Ou querem com poucos reais, resolver crises que eles desenvolveram a vida toda! Então passam a culpar quem faz a consulta. Tem pessoas que paga um mapa, tentando resolver um problema enorme que ela mesma gerou por escolhas erradas na vida e acha que ali terá de uma única vez, todas as chaves da libertação e realização. Tem pessoas que gastam uma nota preta, com psicólogos caros, mas, querem ir uma vez num astrólogo e achar todas as respostas! Outros acham que porque fizeram um mapa podem abusar o astrólogo pro resto da vida, de graça, pensando que estabeleceram um vínculo com ele. Sem contribuir com um presente, uma ajuda, sem sequer divulgar o trabalho daquela pessoa ou mostrar o menor agradecimento! 

Mas, como eu disse, a vida nem é só dinheiro e nem é só caridade. Nada na forma banal ou mundana, dura ou tem qualidade necessária. Só que há que ter um meio termo. Tem pessoas que tem uma vida fantástica, carrão na garagem, mora num belo apartamento e ganha dez ou vinte vezes mais do que eu. Porem vive choramingando, não porque não tem, mas, porque quer ter mais do que tem! Tem gente que tem uma vida de classe alta, mas, se queixa como se fosse um miserável, porque o que ela ganha, não lhe dá direito de ter um padrão mais elevado! Tudo mesquinharia. E ai quer que o astrólogo resolva essa questão infeliz.

Tem pessoas que procuram por um mapa e choraminga pra pagar o mapa, mesmo recebendo uma fortuna, não porque não tenha rendas ou posses, mas, porque suas posses estão compromissadas com cartões de crédito, com gastos de viagens a lugares paradisíacos, com joias e perfumes caros, presentes a amantes ou porque trocou a decoração chique da casa, ou trocou o carro por um carrão do ano mais caro! E mesmo assim, sendo ele o mesquinho, egocêntrico e ganancioso, ainda quer jogar o kaô de "dons divinos não podem cobrar"! Ora, e tudo que a vida lhe deu, toda bonança que seus ancestrais e Deus lhe abençoaram, você já agradeceu aos anjos, ao Criador, a Mãe Natureza, aos Orixás? Já fez algo pelo meio ambiente, por quem precisa de alguma ajuda ou pelo seu lado espiritual? Claro que não!

Essas pessoas, só procura o plano espiritual quando estão depressivas, quando a vida lhe dá um tombo. E é por isso, que quase sempre a espiritualidade não lhes responde! Quando estão na fama, com grana farta e com sexo a tempo e a hora, elas acham que tudo é bobagem. Mas, a espiritualidade é como uma poupança. Se você não planta e nem armazena virtudes e gratidões, quando procurar não tem! Lembrem-se da parábola dos dez talentos...

Axé a todos!

Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguidores

Marcadores

orixás (263) magia (258) espiritualidade (181) astrologia (166) (156) amor (118) Umbanda (117) umbanda astrológica (104) sexo (98) CONCEITOS (96) signos (96) Umbanda-Astrologica (93) religião (82) mulher (78) previsões (71) exu (65) conceito (59) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (56) carma (53) comportamento (52) pombagira (52) signo (52) destino (51) candomblé (50) astral (49) mediunidade (47) Cabala (45) rituais (43) UMBANDA ASTROLOGICA (41) Astrofísica (38) poder (37) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) Livro (30) ancestrais (30) arcanos (30) sucesso (30) espaço (28) fé religião (28) magia sexual (27) odus (26) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) deus (25) sorte (25) estudos (24) oxum (24) vida (24) Ogum (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) ifá (22) pombagiras (22) sexualidade (22) protetores (21) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) energia (19) magos (19) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) jesus (18) oxalá (18) Iansã (17) brasil (17) sagrado (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) Comportamento na vida (15) Xangô (15) ano (15) atriz (15) axé (15) dinheiro (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) carma sexual (14) oráculos (14) terra (14) Guias (13) Júpiter (13) linhas (13) magia negra (13) odús (13) paixão (13) vibrações (13) Yorimá (12) mapa astrológico (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) conhecimento (11) nova era (11) planeta (11) Estudo (10) OS SENHORES DO DESTINO (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) ciclos (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) luz (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciência (8) cães (8) homem (8) mestres (8) obsessão (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) missão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) esquerda (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)