Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

O primeiro reino e a regência do ano 2017

 regência do ano 2017
O primeiro reino e a regência do ano 2017


Como eu falei no poste anterior, eu recebo dezenas de emails por semana, alguns me dando força, saudando e outros pra falar dos livros, perguntar sobre signos e como encomendar os mapas de Umbanda Astrológica. Também entre todos os emails recebidos, há diversos que trazem interrogações de variados tipos, tanto sobre a Umbanda, Magia, Candomblé, Salmos, Zé Pilintra e muito mais. E assim como no poste anterior em que dei minha opinião sobre Numerologia "Cabalística" (após muito insistência de variados leitores), vez outro, mesmo não querendo adentrar certos debates, me sinto na obrigação (em respeito aos meus seguidores e irmãos de fé) a responder questões, dando minha opinião, já que milito e pesquiso há mais de 2 décadas nesse caminho apaixonante.

Bem, uma pergunta que me chega com insistência sobre a regência do ano, creio já ter respondido em vários postes que fiz sobre 2017, mas, uma pergunta, que foi repetida por outros internautas em outros emails, foi sobre o número um, resultado da soma do ano. Assim, a pergunta era se teria haver com os reinos de Umbanda, pra revelar o regente do ano?

Bem, alguns seguimentos da Umbanda, afirmam ser 7 reinos na Umbanda, basicamente, embasados nas 7 linhas, 7 potências, 7 raios e assim por diante - em especial, baseados em certas configurações cabalísticas e de fraternidades. Ignoram muitos outros aspectos, assim como a astrologia antiga, dizia que existia poucos planetas. No começo afirmava-se apenas o Sol e a Lua, depois colocou os planetas visíveis, chegando a 5 planetas, depois a 7 e até chegar a hoje onde temos muitos outros, inclusive asteróides e muito mais. Enfim, tudo é uma questão de conceitos, entendimentos e ideologias. Mas, voltando aos reinos: Os sete reinos sagrados são, pela ordem, conhecidos como: temos segundo a Umbanda Popular, Sagrada ou tradicional, a sequência que nos leva a, 1)Reino do Fogo regido por Ogum. 2)Reino da Terra regido por Xangô. 3)Reino do Ar regido por Iansã. 4)Reino das Águas regido por Iemanjá. 5)Reino das Matas regido por Oxossi. 6)Reino da Humanidade regido por Oxalá 7)Reino das Almas regido por Omulu/Obaluae. 

Bem, levando em conta nessa sequência, segundo alguns, o ano seria regido por Ogum, porque a soma do ano, daria em sua redução o número 1 e portanto, seria o primeiro reino de Ogum, o revelador do regente do ano.  Bem, verdade absoluta não existem em se falando de religião e astrologia, e creio que cada um deve ser livre pra acreditar ou seguir o que lhe convém melhor. Porém, como eu disse no início, eu falo pra meus leitores e nunca escondi de ninguém que sonho com uma Umbanda codificada, pra filtrar e acabar com toda essa bagunça que os cultos afrobrasileiros se tornaram hoje em dia. No entanto, há diversos autores, escritores e chefes de terreiro, que se pelam de medo de falar nisso, pois eles sempre acabam lucrando mais com a tal "diversidade". Eles sempre afirmam que temos que respeitar tudo, que só assim temos democracia e que democracia é a base da espiritualidade. Pode até ser, mas, duvido muito, que alguém consiga encontrar essa tal democracia em qualquer religião no mundo hoje. Se ela já existiu algum dia, não chegamos a conhecer à fundo. O engraçado é que todas as pessoas que dizem ter respeito e não querer unificar a Umbanda, são as primeiras a lançar livros com ideias, interpretações e pregações. Ou seja, só aceitam tudo, quando é benéfico pra elas. Tem pessoas que não querem codificar a Umbanda, pois querem vender seus livros pra todo mundo, se mostrar entrosado com tudo, tolerante e populista. Mas, o espiritualismo jamais vai evoluir assim. Criam-se fóruns, federações, templos, cursos, faculdades e associações, mas, tudo continua na mesma, pois não querem evoluir em nada, querem que tudo fique como está, pois é mais lucrativo. 

Se é pra todo mundo seguir do jeito que quer, temos que abolir tudo. Pra que buscamos estudar livros de Umbanda, se tudo pode ser interpretado do jeito que quiser? Se o cristianismo não tivesse a Bíblia ele ainda existiria? Claro que não! Por isso as religiões antigas falam de "pedra angular", pois tudo tem que ter uma base e é por isso, que os cristãos se apegam muito a fala do Evangelho que diz "Pedro tu és rocha e sobre essa rocha edificarei a minha doutrina..." - pedra em algumas traduções e igreja, em traduções de interesse dogmáticos da igreja. Mas, enfim, tudo tem que ter uma base. Se num terreiro diz que exu é loiro, de olhos azuis e só come miojo e em outro diz que ele é japonês e come sushi, como é que vamos dizer que tem aqui, raios de ancestralidade ligadas aos orixás? Não confundam tolerância, com submissão e aceitação cega de qualquer coisa! Sem a Bíblia o cristianismo já  teria desaparecido e é justamente por variadas interpretações, que vai levando o cristianismo, cada dia mais ao descrédito. Uma verdade, pode ser percebida de diversas formas, mas, ela jamais poderá perder sua essência, ou deixará de ser verdade!

No caso de Exu por exemplo, há uma discussão sobre matança e sangue, uma discussão, muito envenenada por dogmatismos cristãos, com sensacionalismos e pirotecnias diversas, que vão desde o fetichismo ao politicamente correto e ao falso moralismo, mas, o que é pedra continuará sendo pedra, gostem os puritanos e demagogos ou não! Se sangue é o axé vermelho, não é misturando vinho tinto ou qualquer outro pigmento que você vai substituir esse axé! Jamais você vai conseguir isso! Quando na Bíblia por exemplo, lemos que pra afastar o anjo da morte, os hebreus teriam que pintar a soleira da porta com sangue de um cordeiro, eles não poderiam colocar suco de uva ou de amoras, nem mesmo sangue de pombo, de cavalo, de vaca ou de qualquer outro animal. Era escolhido até as características dos animais. Assim como vemos nos odus e signos de Ifá! Então se um orixá pede um elemento, um odu pede um ritual, você não pode pegar uma patacoada e fazer uma adequação improvisada, dando um jeitinho brasileiro, pra brincar com o astral, só porque você está com seu inconsciente coletivo, cheio de puritanismo cristão e falsas informações! Então, se Exu lhe pedir que mate uma galinha, você não vai pegar agua mineral e colocar suco de uva, pra tentar engambelar a entidade! Não importa se no terreiro de pai fulano ele dá café no lugar. Não importa se o seguimento tal diz isso ou aquilo... se a entidade de sua coroa lhe pediu tal elemento, na verdade, ele já lhe conhece, já sabe de sua missão e sabe o que pode ou não ser feito. Os julgamentos vegetarianos de pessoas que se baseiam na Bíblia hebraica, nada tem haver com a ancestralidade do orixá. Não basta chamar Jesus de Oxalá ou Xangô de São João, só pra agradar os fiéis intolerantes e hipócritas. O que conta é a essência!

Esse dias fiquei sabendo que tem pais de santo e mães de santo, alegando que água de coco tem a mesma energia do sangue e que podem substituí-lo assim! Outros dizem que fazem misturas de pedras, ervas e raízes, pra fazer um axé igualzinho o sangue! Ora, queridos irmãos, será que quando você for fazer uma transfusão de sangue, você vai querer que o médico coloque água de coco na sua veia, já que o axé é o mesmo? Ate mesmo, o tipo de sangue é importante! Por isso, se a entidade pede um cordeiro, você não vai lá e pega o sangue de um coelho pra dar no lugar! Então como é que o orixá vai te pedir sangue, como oferenda vital e você vai amassar umas sementes, raízes e folhas e tentar engambelar a entidade? Acha que o orixá é trouxa ou irresponsável? Ele não tem que cumprir o rito correto? 

É engraçado que esse tipo de coisa nasceu justamente do cristianismo que é forjado no sacrifício até mesmo de humanos... E outra coisa, não caiam na baboseira de achar que tudo que entidade psicografa ou fala incorporada é verdade absoluta, pois além de sabermos bem que entidades mentem e as vezes são espíritos enganadores, muitos não sabem lá tanta coisa além de nós encarnados não! Muitos estão apenas numa faixa vibratória paralela a nossa e não sabem lá grande coisa, apenas vem no terreiro pregar, sua experiência de quando era encarnado. Por isso, a entidade que milita no kardecismo, tem toda aquela filosofia cristão mesclada em suas palavras e os que trabalham na Quimbanda, muitas vezes, vão muito pesado no apega a magia negra, pois não se libertaram ainda de sua militância pelo mundo da magia inconsequente. 

Bem, mas, todo esse meu relatório alongado, quase me esqueço do assunto principal da pergunta sobre o reino. Mas, falei tudo isso, pra dizer que tenho discordâncias, quanto ao número de reinos, a sequência deles e a regência deles. Por exemplo, a meu ver, Iansã, rege o reino das águas junto com Iemanjá, mesmo ela sendo vista como Orixá das Tempestades e dos raios, ela é filha de Iemanjá e tempestade sempre vem com chuva também. Quando a Xangô, há uma inclinação muito maior pra que ele seja de um reino de fogo, mas, também domine a terra. Até ai tudo bem. Na visão da Umbanda Astrológica, Ogum rege o fogo, mas, não seria propriamente o senhor desse reino ou pelo menos sozinho. Ele seria sim o regente do reino da humanidade, do guerreiro aquele que sai da barriga da Grande Mãe, que adentra o mundo, dando o primeiro suspiro. Um guerreiro, desde o primeiro momento em que o espermatozoide mais esperto, consegue ser o primeiro e único a se fixar no óvulo. Oxalá, representa o Grande Pai, está mais apto a dominar o reino do Ar, muito mais que Iansã. Mas, deixemos esse debate pra postes futuros, pois está ficando longo... Então voltemos a questão: Sendo o ano 1, seria Ogum, como o suposto "Senhor do primeiro reino a reger o ano 2017"? 

Bem, não há nenhuma configuração que ateste isso. Em primeiro lugar, só pra relembrar do poste anterior, quando falei da numerologia cabalística e que disse o que pensava sobre ela (leia aqui e veja), eu deixei claro que não sou muito adepto da redução, pois não acho que misturando milênio, século, década e ano, possamos revelar um único número para reger uma fase de vida. Na verdade, creio mais em vários arcanos governando o ano. Além disso, como expliquei, não temos certeza de qual ano realmente nós estamos, pois há dúvidas quanto ao nosso calendário civil, quando realmente ele começa de fato e em que calendário estaria a terra realmente. Sabemos bem das mudanças gregorianas, julianas e que cada povo tem um calendário. Assim não é o fato da nossa civilização hoje adotar o calendário civil no mundo todo que ele sirva de fato pra traduzir por exemplo, o carma de uma pessoa ou que revele o número real que age na vida de um indivíduo.

Bem mas voltando a questão dos reinos, mesmo aceitando que o número um revele a energia do ano e supostamente aceitemos o primeiro reino como sendo o poder a governar o ano mesmo assim temos discordância quanto a órdem desses reinos. Assim, já que a Umbanda, gosta tanto de se apegar ao cristianismo e a Bíblia, lembremos do que as escrituras nos dizem sobre os primeiros instantes do Universo. Ela nos diz que no princípio, tudo era escuro e vazio e que o "Espírito de Deus, pairava sobre as águas...". Assim, neste caso, temos o reino da água, se manifestando antes que o do fogo. Até porque o Espírito é visto como o portador do sopro divino, então ligado ao reino do Ar, assim como Oxalá. Mas, ainda antes da água, temos a forma, a matéria que era o vaso dessa água cósmica.  Percebemos assim que o reino da Terra é o primeiro reino, ligado a forma, ao barro do qual fomos criados. Sendo assim o reino da terra é o reino dos ancestrais, de onde surgiu Exu e de onde surgiu o homem.

Temos então Obaluaê como o primeiro reino, sendo ele o regente do ano 2017. Na verdade, a Umbanda dá uma sequência com Ogum como primeiro reino, mas, ele é apenas o primeiro a abrir, mas, não a criar. Cremos na Umbanda Astrológica, que há uma sequência, onde Oxalá, seria o sétimo reino, o mais elevado o reino da coroa, o sétimo céu, como citou o Apóstolo Paulo, que pra chegar a ele, teremos que evoluir, diante e por meio de todos os outros. E volto a reprisar que acredito em mais reinos, mais raios e mais polaridades que apenas 7. Se levarmos em contra duas polaridades já teríamos 14, mas, o mais compreensível é que seriam pelo menos 3, que são as potências elevadas a Trindade. Mas, essa discussão fica pra outra oportunidade. Apenas quero responder aos meus caros leitores, minhas conclusões sobre os reinos. Acho que Obaluaê, orixá da forma, muito mais profundo do que apenas o Senhor dos cemitérios ou das almas, mas, também da forma humana e início da vida. Aquele que materializa, não apenas fazendo retornar ao pó.

Espero queridos irmãos, que essas minhas explanações de Teologia de Umbanda Astrológica, tenham servido aos buscadores que estudam de forma incansável e dedicada. Que a teologia livre e pensando em encontrar os códigos de Umbanda, ilumine a todos que buscam a luz, pois como diz o conhecimento sagrado e o Cristo "só a verdade vos libertará...". E quando falamos em verdade, não falamos em radicalidades, sectarismos e nem "democracia vaga" que aceita tudo, só pra não entrar em choque e nem solucionar.

Meus livros na Amazon - peça logo o seu antes que acabe: Clique aqui e peça logo o seu...

Shalom e axé a todos

Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguidores

Marcadores

orixás (261) magia (257) espiritualidade (181) astrologia (165) (156) amor (118) Umbanda (116) umbanda astrológica (104) sexo (98) CONCEITOS (96) signos (95) Umbanda-Astrologica (93) religião (82) mulher (77) previsões (71) exu (64) conceito (59) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (56) carma (52) comportamento (52) signo (52) destino (51) pombagira (51) candomblé (50) astral (49) mediunidade (47) Cabala (45) rituais (43) UMBANDA ASTROLOGICA (41) Astrofísica (38) poder (37) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) Livro (30) ancestrais (30) arcanos (30) sucesso (30) espaço (28) fé religião (27) odus (26) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) magia sexual (25) sorte (25) estudos (24) oxum (24) vida (24) Ogum (23) deus (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) ifá (22) pombagiras (22) sexualidade (22) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) energia (19) magos (19) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) oxalá (18) Iansã (17) brasil (17) sagrado (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) Comportamento na vida (15) Xangô (15) ano (15) atriz (15) axé (15) dinheiro (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) carma sexual (14) oráculos (14) terra (14) Guias (13) Júpiter (13) linhas (13) magia negra (13) odús (13) paixão (13) vibrações (13) Yorimá (12) mapa astrológico (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) conhecimento (11) nova era (11) planeta (11) Estudo (10) OS SENHORES DO DESTINO (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) ciclos (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) luz (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciência (8) cães (8) homem (8) mestres (8) obsessão (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) missão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)