Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 23 de setembro de 2017

Respeite os místicos e espiritualistas - não ataque o que nem conhece direito


Não zombe dos magos, cartomantes e astrólogos - cuidado com o astral superior

Livros de magia astrológica: https://www.amazon.com.br/s/ref=dp_byline_sr_book_1?ie=UTF8&field-author=Carlinhos+Lima&search-alias=books

Nunca teste um vidente, nunca busque respostas por zombaria, ou poderá ouvir um mau agouro, num lugar de um bom prenuncio. Com o Sagrado ou Oculto não se brinca. Ter respeito é uma regra não apenas com o que se conhece, mas, principalmente com o que se desconhece... E isso vale pra qualquer religião. Outra coisa importante é nunca apontar o dedo pra acusar alguém, só porque um líder religioso demagogo e manipulador disse que aquilo não presta. Siga primeiro sua intuição, seu coração e não formule preconceitos, por causa de pregações de intolerância!



Muita gente que passa por momentos de confusão, medo e desafios, muitas vezes querem uma palavra amiga e não acha. E muitos estão sendo alvos de feitiços, de ataques de inveja, olho gordo ou má língua. E seus ancestrais até mandariam uma mensagem a ela por meio de alguma arte divinatória. Como vimos na Bíblia que o Rei Saul, foi buscado ajuda em momentos de agonia. No contato com a necromante, os copistas da Bíblia, como sempre desvirtuaram, mas, não souberam explicar até hoje, como o profeta Samuel apareceu e deu aquele recado. E uma outra inspiração divina, quando ele se via afligido por um demônio, foi dito a ele que Davi deveria tocar sua harpa para afugentar o espírito mal. Enfim, uma mensagem sempre virá.
Porém o que não pode ser feito jamais, é buscar mensagens por curiosidade, pra testar as pessoas, pra escarafunchar a vida das pessoas e pra buscar as formas de atingir alguém. Temos sempre é que buscar respostas pra quilo que precisamos e não pra aquilo que queremos mesquinhamente...



Muitas pessoas trazem o dom da clarividência, tem uma intuitividade forte ou uma percepção apurada das energias sutís a sua volta. Mas, na maioria dos caos, ou acha que é loucura, leva em brincadeira ou combate com conceitos e preconceitos extremistas. E sempre vão acabar pagando um preço caro por isso. Ate porque, muitas são mau orientadas, enganadas ou desiludidas por falsos mestres...




Tarô, astrologia e toda arte divinatória, sempre serão atacadas, por motivos diversos, desde o preconceito, por intolerância e atacarem o que não entendem ou conhecem, como também por ser uma estratégia demoníaca das sombras pra atacar aqueles que buscam desenvolver seus dons extra-psíquicos. Mas, sabem porque nunca conseguiram ou conseguirão? Porque tudo isso faz parte da natureza e do inconsciente coletivo da mesma forma que as religiões, os sentimentos afetivos, os desejos sexuais e os medos ou alegrias. Por isso quanto mais atacam mais eles aparecem pois, despertam ainda mais. E vocês nem fazem ideia do quanto mundo a fora, pratica-se o esoterismo. Desde pobres a ricos, novos ou velhos. Tem muitas meninas que se trancam no quarto após a faculdade pra examinar suas questões diárias, através do Tarô, dos astros, runas ou diversos outros oráculos. Não adianta atacar, pois a maioria que se rende ao desejo de buscar informações pelo mundo divinatório, sentem-se puxados pela alma, pelos dons e pelas forças ancestrais. Só desiste, se corrompe a seitas da moda ou se afrouxa, quem entra por modismos ou por influencias e curiosidade, mas, se for verdadeiro ninguém corromperá. 



O Tarô e qualquer oráculo ou arte divinatória, tanto por ser complexo, despertar curiosidade e magia, acaba causando fascínio em uns e medo em outros. Claro que a parte do medo, é gerada pelas falsas pregações bibliolátras, que demoniza tudo, mas, o fascínio também nem sempre é real. Muitos que tem o dom, busca seus conhecimentos, por um chamado, até mesmo quem não quer estudá-lo, mas, recebem uma forte intuição de que as cartas passarão uma mensagem importante. Mas, tem aqueles que se mostram fascinados, apenas por quem querem explorar os arcanos, colocar suas duvidas querendo resolver seus problemas quase sempre mesquinhos, surrando o tarô, diariamente, sem dom e sem respeito. Assim ele se torna muito mais um perigo que uma ajuda.
Muitas pessoas estão interessadas em adivinhação, com a ajuda das cartas de tarô. Um dos oráculos e arte mais antiga e complexa falar sobre o que foi analisado por muitas pessoas, tentando entender o jogo de cada um não é nada fácil. CG Jung, o homem descobriu os antigos símbolos das cartas de tarô. A visão de que estes símbolos, que são formas ocultas, mas eles estão presentes em nossa consciência e comportamento independente de sua própria vontade. Desde a fundação de Jung na maneira que só nós podemos viver uma vida plena, se estamos em harmonia com os símbolos. e perceber, compreender a sua mensagem.
Camadas mais profundas da alma arquetípica do património escondido recebemos dos antepassados. Eles evoluíram em paralelo com a humanidade. "Neles encontramos os princípios humanos unificadores que são comuns a todos nós." Diz CG Jung.
Os cartões de imagens específicos, detalhados e experientes e arquétipos que expressam ideias. As palavras não podem articular com precisão as imagens pois estão, por conseguinte, sob a forma de imagens, imitando uma cena. Tal como acontece com a melhor representação possível pode ser definido, você nunca pode saber exatamente, ou expressá-la, totalmente. As cartas de tarô são um par de opostos que se envolvem. Quando um cartão é selecionado, antes de ter que se sentar no fundo do pequeno mundo de misticismo e de profecia, devemos estar abertos para acomodar novas informações. Assim, o lençol puxado para cima para ajudar a devolver a imagem que está em harmonia com nós mesmos sobre nossa alma e e sobre o mundo a nossa volta. As páginas são mensagens curtas e concisas, mas o seu nível de compreensão e conhecimento se expande, enche o emblema dizeres e significados, que são revelados e estão no mais profundo inconsciente e passa pelo subconsciente, até nossa mente consciente... Namastê



A Astrologia, embora não seja ainda levada a sério pelo academismo de nossa época, é tão antiga quanto o homem. O estudo dos astros surgiu provavelmente de uma apaixonada tentativa de descobrir o segredo da vida e da morte. Conhecida por todas as civilizações e culturas, a Astrologia permanece até hoje como ciência e arte de caráter experimental, de observação, que estuda as relações entre o homem e os planetas do sistema solar - o comportamento do ser humano no espaço das forças cósmicas.
Ela se ocupa de determinar as influências celestes, que presidem o destino dos seres e das coisas. É a arte das correspondências universais aplicadas aos indivíduos de toda natureza.

Climazen

Carlinhos Lima
 

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores