Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

terça-feira, 15 de novembro de 2016

A produção em animação “Òrun Àiyé: a Criação do Mundo”: Filme baiano ganha prêmio em festival de cinema no Rio Grande do Sul

  ganha prêmio em festival de cinema no Rio Grande do Sul
A produção em animação “Òrun Àiyé: a Criação do Mundo”: Filme baiano ganha prêmio em festival de cinema no Rio Grande do Sul

Arte e cinema - religião

O filme em animação “Òrun Àiyé: a Criação do Mundo”, das diretoras baianas Cintia Maria e Jamile Coelho, levou o prêmio de Melhor Direção de Arte no 3º Festival de Cinema de Três Passos, no Rio Grande do Sul, realizado entre 9 e 12 de novembro. “É o reconhecimento de um trabalho coletivo que foi feito com carinho, cuidado e muita dedicação”, avalia Jamile, que assina a direção de arte ao lado de Léo Furtado. A animação estreou no início deste ano em Salvador e já circulou por diversos festivais nacionais e internacionais, tendo vencido o prêmio de Melhor Animação da Diáspora Africana no Silicon Valley African Film Festival, realizado nos Estados Unidos. 

ilme foi realizado com técnica de stop motion para mostrar jornada de Oxalá na criação do mundo | Foto: Divulgação

Com o objetivo de realizar um segundo episódio da série “Òrun Àiyé”, intitulado “As Águas de Oxalá”, a equipe promove uma campanha de financiamento coletivo. O projeto tem meta inicial de R$ 50 mil e prazo para apoio até 3 de janeiro de 2017, com opções de contribuição a partir de R$ 10 (clique aqui para colaborar). Fonte:Bahia Notícias

Culto aos orixás perseguido: Comunidades do Candomblé se reúnem em passeata contra intolerância religiosa

  passeata contra intolerância religiosa
Foto: Reprodução / Sidney Rezende

Diga não a intolerância religiosa

Representantes de mais de 100 comunidades de terreiros de Candomblé se reúnem em caminhada nesta terça-feira (15) contra a intolerância religiosa, pelo fim da violência e a favor da paz. Este é o 12º ano da caminhada pelo Engenho Velho da Federação, que deverá ter início a partir das 15h. Neste ano, os participantes levarão às ruas homenagem a educadores com o tema 'Professoras e professores, alicerces e pilares da educação', de acordo com o A Tarde. "A ideia é destacar a importância destes profissionais na formação de uma cidadania ampla e contrária ao racismo, sexismo e outras formas de violência contra a dignidade humana", explicou a organização do ato. Este ano já foram registrados 21 casos de intolerância religiosa na Bahia, de acordo com dados do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Nelson Mandela, vinculado à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). No Brasil, as denúncias de intolerância religiosa contra candomblecistas e umbandistas lideram as queixas registradas, que já superam o ano de 2015, de acordo com o Disque 100.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores