Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Astrologia sexual: pleno vigor sexual da mulher


Influências astrológicas e puberdade


A puberdade é latente tanto par meninos, quanto para meninas. Mas, em especial para mulheres, o período onde Vênus ciclicamente comanda dos 14 aos 21 anos, tendo a lua como sub-regente, onde Iemanjá´passa o comando pra Oxum, vemos nos dias der hoje um período de fotos no espelho, uma enorme vontade de mostrar o corpo, danças escondida no quarto, papos picantes com as amigas e a enorme vontade de se exceder no campo da paixão. E hoje em dia talvés por causa da alimentação cada vez mais agressiva e estimulando os hormônios, vemos meninas menstruando cada vez mais cedo, assim antes de passar o ciclo pra Oxum, as meninas acabam menstruando mesmo ainda na regência de Iemanjá, entre os 10 e 12 anos. Ai vem muitas outras mudanças, como o crescimento das mamas, pêlos e as curvas vão se definindo... E nessa fase, as provações serão imensas, pra todas as meninas. Ai se divida cada uma delas por carta astrológica, mais uma vez lembrando que nenhuma é igual a outras, mesmo tendo padrões de comportamento parecido, o ser, a alma e a energia de cada uma é única. E pra piorar tudo, vem a influência do ambiente, da sociedade e acima de tudo da família.
E não era só em tempos passados que mocinhas eram enclausuradas em conventos, mosteiros, masmorras e quartos ou casamentos forçados, hoje também muitas são forçadas a seguir padrões impostos pelos país, por causa da visão míope e deturpada da religião que carregam... E isso traz transtornos horríveis. Tem também mocinhas que são filhas de mães solteiras, que se culpam e acham que com sua super-proteção, não deixarão elas fazerem mesmo que elas fizeram no passado... E tem muitas outras coisas que muita gente ignora e que ficam chocados nos noticiários, mas, o incesto por exemplo, é mais comum do que se pensa!
Mas, voltando a questão dos orixás, quero mais uma vez relembrar que somos regidos por hierarquias e não por um único orixá. Quando se fala em orixá único, estamos nos referindo apenas ao Ori, mas, a regência geral de nossa vida passa pelo crivo de uma congregação ancestral e cósmica muito mais ampla do que se pensa. Por exemplo, uma menina que nasceu no dia 08 de dezembro por exemplo, de um determinado ano, ela poderá ser filha de Xângo com Iansã e ter Oxumaré como regente de seu Ori ou Orixá de Cabeça. No entanto, muitos vendo isso, ao irem estudar as vibrações e atuações desses orixás, muitas vezes sem se identificar em requisitos específicos como vida amorosa por exemplo, ficam desapontados. Mas, é preciso saber que nem sempre o orixá de cabeça, que revela as caracteristicas da personalidade, vai reger a vida amorosa da pessoa. Ele apenas revela a forma como ela se comporta emotivamente diante da vida. Mas, como deveria ser sua vida amorosa, pode está nas mãos de um outro orixá interligado, que vai até apontar a pessoa indicada pra completá-la no amor. Assim neste exemplo, a não ser que Oxumaré, além de Ori seja o orixá do amor também, teremos na verdade Iemanjá como orixá do amor e poderemos ao verificar Iemanjá que essa pessoa, pra ter estabilidade amorosa e ser feliz no amor, precisará de um parceiro que seja voltado a familia, carinhoso, verdadeiro e acolhedor... E sabendo desse contexto todo, é que poderiamos evitar iniciações e envolvimentos errados na vida da uma menina em pleno vigor sexual!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores