Total de visualizações de página

A pombagira

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A Magia é para os Mestres




MUITOS TEM PENSADO QUE A MAGIA PODE SER DEFINIDA EM RITUAIS, SIMBOLOS E ENCANTOS, MAS A MAGIA SE REVELA CONFORME O MOMENTO, O LOCAL E A NECESSIDADE. MUITOS MAGOS ARROGANTES FORMA DERROTADOS POR INICIANTES QUE TIVERAM HUMILDADE E CORAGEM. MUITOS ESCOLHIDOS SE DESVIAM PELOS CAMINHOS DO ORGULHO E POR ISSO SE ENFRAQUECEM, ENQUANTO OUTROS VÃO EVOLUINDO E SE SOBRESSAINDO. POR ISSO NÃO DEVEMOS PENSAR QUE NINGUEM É MAIS IMPORTANTE. O VERDADEIRO MAGO NÃO TEM ORGULHO, AVAREZA OU EMPAFIA. AO CONTRARIO TEM HUMILDADE, AMOR E RESPEITO ALIADOS A UMA GRANDE PRUDENCIA.

A palavra magia deriva das raízes persas e gregas, magus e magos, termo para designar o sábio. Mag. ë a raiz lingüística da palavra, magia, significa igualmente a força e a grandeza. A pratica da magia não pertence a nenhuma cultura, sociedade ou tribo, ela e parte integrante da sabedoria universal.

Os operadores da magia, através dos milênios e séculos, e em todas as filosofias e culturas desempenharam papeis similares. Foram chamados de, bruxas, xämas, sacerdote, sacerdotisas, sábios, feiticeiros, místicos ou curandeiros. Possuíam aptidões para curar os doentes, assistir nos partos, semear a terra, manejar o rebanho, estudaram as influencias das estrelas e dos planetas, conheciam os segredos da terra, e os poderes da luz, construíam templos e cômoros sagrados. Em todas as culturas possuem seu mago ou visionário. Prova disso poderemos encontrar, nas historias dos povos da, Índia, Sumeria, Tibete, Oriente Médio e na Sibéria. Na Europa eles apareceram como os Druidas, as sacerdotisas e os sacerdotes da raça celtica, os Celtas também possuiam a tradição familiar de Bruxaria, cuja a verdadeira idade e origem de seu povo estão envoltas nas brumas da Historia.

A migração do povo celta, difundiu a sabedoria, magia e religão por toda a Europa.. Na arte, cultura, e metalurgia, poesia, esculturas e literatura, leis e costumes sociais, deixaram uma grande marca na cultura européia. Os seus costumes, tecnológico e espirituais muitos Bruxos e Magos modernos utilizam seus ensinamentos. Os celtas inventaram o arado de tração, os sistemas de campos retangulares e a rotação de culturas, assim como a teoria sobre a imortalidade da alma e a reencarnação.

As raízes da magia, com certeza viveu uma idade de ouro, onde a única tradição primordial aportaram logo após a destruição de atlantes, onde puderam ser reconstituídos, pêlos sábios, os antigos ensinamentos. No decorrer dos séculos e milenios a ciencias dos magos, sofreram persequicöes, e proibições. Milhares de pessoas foram sacrificadas, queimadas, crucificadas vivas. Prova disso foi a chamada santa inquisição , ou aqueles que matavam em nome de Deus, os lideres religiosos comandaram uma enorme cruzada de Sangue, a comando da Santa Igreja Católica. No mediterrâneo os religiosos Islâmicas, Muçulmanos, Indianos entre outros povos brigam a milênios, também matam para defender seus pontos de vistas, muitas vezes ate indo contra as suas propias escrituras sagradas, deturpando seu compreendimento e seu significado.

Os operadores da magia possuiam uma tradiçäo secreta, que so os iniciados tenham acesso aos conhecimentos e mistérios da magia. Magia uma tradição que a milênios transmite seus incinamentos ao pê do ouvido ou seja secretamente. Após a santa inquisição estas ordens secretas ficaram muito mais difíceis de se ingresar. Foram fundadas varias ordens iniciaticas e pequenos grupos que se reuniam para a pratica de magia.

Os ensinamentos eram transmitidos de pai para filho, de mestre para discípulo. Muitas ordens secretas e filosoficas mantiveram muitos ensinamentos vivos ate os tempos modernos. Hoje estamos no tão esperado terceiro milênio, a era da comunicação, informação. Teólogos, Historiadores, homens da ciências, filósofos e pensadores de varias origens, alguns deles tentam negar a disciplina magica, que caminhou ao lado da religião, da ciência e da arte, através dos milênios.

A tradição magica ocidental, especialmente a pratica da no Brasil hoje em dia recebeu influencia de povos de diversas origens, tais como as tradições: Celticas ( Os Druidas, Tradição Familiar), Hebraica ( Kabala), Hindu ( diversas escolas filosóficas e religiosas), Egípcia, Inca, Indígena, vincks, afro-bras, xamas e curandeiros, mestres e gurus do mundo todo. Dados que comprovam a existência dos magos ou operadores de Magia, poderemos encontrar na Historia e mitologia de povos antigos. A cidade de Hagmatana ( hoje Hamadan) era chamada pêlos Gregos de Ecbatana dos Magos e era habitada exclusivamente por astrólogos, Adivinhos, Intérpretes de sonhos e especialistas em oráculos.

Os Ritos de Magia. Era, entre todas as existentes na antigüidade, uma das mais belas e profundas. A sua lei fora escrita originalmente em mil peles de bois. Segundo essas antiquíssimas crenças, o mundo fora criado por " Ahura Mazda", " A Luz Viva", e por " Angra Manyu", o " Deus do Mal", que combatiam sem cessar o domínio de todo o universo. O mago era o mediador destas forças e desses gigantesco poderes para fins nobres.

Em toda parte, apesar das diferentes crenças relativas a natureza intima dos seres vivos, do macro ao microcosmo, a teoria e pratica da magia tiverem uma rápida evolução, reservada, naturalmente a casta sacerdotal por excelência. As tradições magicas antigas se dividem em duas: tradição Patriarcal e a Matriarcal.

A arqueologia encontrou templos ou cômoros sagrados, aonde eram cultuada, a grande mãe ou deusa mãe, criando e gerando a vida. As mais antigas obras de arte que representam figuras humanas são mães, datam de 35000 a 10000 anos antes da era crista. Foram descobertas por toda a Europa ate a África, estatuetas de Vênus, como foram chamadas pelos arqueólogos, demostram a plenitude da maternidade e a maturidade da natureza feminina. Foram esculpidas em osso, e pedra ou moldadas em barros. Estas estatuetas, eram confeccionadas, com grandes ventres, seios grandes e com coxas bem fortes, não eram simplesmente arte erótica da época. Estas estatuetas foram achadas em cômoros sagrados, suas posições em lugares sagrados e em sepulturas, estas estátuas representam lugares sagrados. Esta época o papel na concepção não era compreendido. É muito provável que o papel do pai na concepção só começasse a ser amplamente entendido a partir de cerca de 3500 anos da era Cristã.

Nada tem de surpreendente que o papel do pai tivesse passado despercebido por tantos milênios. Como uma mulher não fica grávida em todo o ato de relacionamento sexual, e vem a saber que está grávida depois que se passaram dias ou semanas, a conexão entre concepção e atividade sexual com machos não era óbvia para o homem primitivo. Para nossos ancestrais, o macho abria a vagina, mas não a colocação da vida no ventre da mulher isso era obra do poder Divino, talvez a luz da lua, ou um espírito visitante. Os mitos mundiais acerca do partenogênese, talvez a mulher até pudesse produzir a vida pôr conta própria.

Somente após o começo da civilização documentada é que a família patriarcal se estabeleceu, ou seja tarde na história humana. Os antropólogos encontraram muitas estatuetas de Vênus, e sepulturas Neanderthal, remontando à muitos milênios, com seus mortos enterrados em posição fetal, seus ossos pintados com ocra vermelha.

Simbolicamente, os defuntos tinham reentrado no ventre da mãe terra. O vermelho simbolizava o sangue da mãe, e voltaram simbolicamente para o seu encontro. Completando, o que nossos ancestrais da idade glacial sabiam ser o grande ciclo da vida, de um ventre, de uma simples mãe para a Grande Mãe ou Deusa Mãe. A identificação estreita entre a mulher com a terra, e a terra com poderes divinos, os nossos ancestrais consideraram que o poder divino que presidia à criação era feminino.

A velha religião com uma visão da vida matriarcal era uma Religião de êxtase. A arqueologia nos comprovam com desenhos e figuras humanas com olhos arregalados de assombro, seres humanos dançando com animais selvagens, alçando vôo com pássaros, dividindo domínios aquáticos com os peixes e as serpentes. Estas práticas religiosas e ritos xamânicos que sobrevivem até os dias de hoje entre povos indígenas também indicam experiências de êxtase religioso, danças, tambores, cânticos, que reencenam os mitos primevos da criação e induzem ao transe.

Não tenho duvidas que o Universo foi criado com a Magia Mantrica empregando o poder do Sol. É por isso que pontos cantados, Salmos entoados ao som de harpa e cantos gregorianos são muito mais poderosos do que simplesmente narrados. Tambem encantos em linguas mortas tem muito mais poder, porque traz forças magicas de tempos remotos e a sabedoria dos antigos Ancestrais. É por isso que os Apostolos no Templo ao serem preenchidos pelo poder do Espirito Santo, falaram em linguas estranhas, porque entraram em contato com os primeiros dialetos da Era da da Magia Criadora. E assim tambem na Umbanda temos os pontos cantados, como no esoterismo temos os mantras. E em Umbanda-Astrologica eu acredito, que ao encontro de um atros com outro, na entrada de um planeta em um signo ou casa, ou mesmo num aspecto exato, uma nota musical é tocada e o som invisivel e imperceptivel aos ouvidos humanos sáo ecoados no Cosmos criando sempre uma nova onda criadora de eventos.

Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador.

Magos e mecânica da magia!



Pois é galera, quando se fala em magia, ou se pensa em magos e bruxos, logo nos vem a mente aqueles personagens fantasticos das fabulas, desenhos animados, filmes e lendas. Como Merlin, Magico de Oz e outros tantos magos e bruxos, apresentados pelo cinema.

Então criamos a ilusão que ao dominar a magia um mago ou bruxo real terá todo controle dela em suas mãos pra usa-la quando quiser, como nas belas historias de Harry Potter. Uma Outra coisa iportante é que muita gente acredita que o Pastor, o Padre ou orações são capazes de fazer milagres, curar ou salvar, mas, dizem que magia é ilusão. Não se dão conta que um milagre, como o que Cristo fêz, ao transformar àgua em vinho, tenha sido magia! Jesus tinha pleno controle da magia cosmica, não só como prega os seguidores e divulgadores de Reiki, mas, uma magia muito mais profunda. É por isso que muitos o chamavam de Mestre dos Mestres! E ele realmente era! Mas, perceba que ele diz: "mulher, não chegou minha hora".

E assim os magos, fortes ou não, precisam respeitar o tempo, os elementos e as Leis do Astral Superiro. Ai tá a diferença entre um verdadeiro mago, um charlatão ou um imbecil com conhecimentos magicos. O imbecial, se mete em desafiar as leis, o tempo e a propria vida. Esses passam a conhecer, adentram os portais e se tornam fortes destruidores, se tornando os famosos Magos Negros. Mas, por fim acabam destruindo muita coisa e a sí proprio.

Tudo tem que ter uma causa pra surtir um efeito! E quando tenta-se burlar as causas, ou passar por cima dos efeitos, criam-se desequilibrios cosmicos, que certamente trará punições, sofrimento e dores. E o pior é que muitas vezes os inocentes também sofrerão junto.

Enfim a magia tem toda uma mecanica, uma fonte e regras. Quem desrespeita isso, acaba entrando em choque com ela. Muitos bons magos já existiram em todos os cantos do mundo. Hoje não vemos mais, apenas magicos de espetaculos fazendo truques! Um bom sacerdote com poder de magia é coisa muito rara, mas, ainda existe. Tambem temos que saber diferencia entre o conhecedor de magia e o que opera a magia. Muitas vezes a pessoa tem conhecimentos, mas, não tem o dom, ou ela tem o dom e nao sabe usa-la. E é assim que surgem os mestres, pra orientar os escolhidos. Sempre foi assim!

E é nesse contexto que entram os guias, os anjos e orixás que nos trazem revelações. Pra você que gosta de magia, se encanta por ela, não se deixe desancatar. Apenas escolha os bons caminhos, vizando especialmene o bem estar de sua propria alma. Se você têm o chamado certamente têm o dom tambem.

Estou trabalhando num livro de magias de Umbanda, pra lançar em breve, com muitas dicas, conselhos e novidades. Se você é um estudioso, conhece encantos, historias e tem revelações e quiser colaborar é só mandar para o meu email que terei o maior prazer em inserir no contexto do livro. Axé a Todos.

Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores