Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 21 de janeiro de 2017

Sucesso e poder: O poder dos números e o notável número sete e a numerologia de 2017

 número sete e a numerologia de 2017
Sucesso e poder: O poder dos números e o notável número sete e a numerologia de 2017

Uma nova forma de ver a numerologia - muito mais sagrada e profunda

Meus livros aqui: https://www.zoom.com.br/livros?q=Carlinhos%20Lima&shortcut=1

O primeiro nome é um dos elementos mais importantes, porque, à medida em que é constantemente repetido, atua intensamente na formação de sua identidade, não apenas humana, mas também em termos vibratórios. A cada vez que repetimos o seu nome, ou o chamamos, reafirmamos as suas tendências. No entanto, isso não se dá apenas pelo estudo da Numerologia, o primeiro nome indica a sua maneira de sentir, pensar e agir no cotidiano, por diversos fatores. Como por exemplo, a expressividade, força ancestral, força espiritual e se o nome foi dado de forma inspirada. Assim, não é pelo valor do nome pela matemática, mas, por uma séria de fatores. Seu significado místico, sua razão de ser, quem deu aquele nome, se ele se encaixa naquela família, naquela pessoa e se tem haver com o signo desse indivíduo. Até porque não temos tabelas confiáveis na numerologia aqui no Brasil. Quem mais se aproximou a uma numerologia sagrada foi Sant Yves com seu maravilhoso arqueômetro e alguns rabinos da Cabala. Porém, nossa numerologia ocidental, é muito superficial, baseiam-se no calendário civil, que é novo e não tem nada de sagrado ou profundo. Além de nossos nomes, serem escolhidos aqui de forma quase banal pelos pais e não de forma iniciática ou inspirada como faziam nossos ancestrais mais distantes. Além disso, a numerologia cabalística, divulgada aqui no Brasil, por cursos e academias, é só uma adaptação, que alega não ter nada haver com Kaballah. Ué, então porque chamam ela de "cabalística"? Na verdade, é só uma fórmula criada, com inúmeros itens, tabelas e gráficos, muito questionáveis. Não podemos afirmar que o número 1 seja isso ou aquilo, sem levar em conta toda profundidade da Cabala iniciática, da magia e da astrologia. Além disso os milionários do mundo, não se pautam por numerologia, mas, por uma série de simbolismos sagrados que vão além de somas de algarismos ou letras.

Também não é verdade que os patriarcas da Bíblia eram numerólogos, nem que Jesus era numerólogo ou que os nomes de certos personagens tenham sido mudados por numerologia, mas, por segredos iniciáticos, que nada tem haver com o valor numérico e sim com o valor simbólico e mágico do nome, que vai além da soma. Tem que ter haver com a missão, com o signo, com a ancestralidade, com os pais e com a essência da alma, sem se importar apenas com valor numérico. Tem muita gente gastando mais de 4 mil reais em cursos, como se a numerologia, tivesse conteúdo pra ter cursos básicos, avançados, especiais e diversos módulos - ou como se todo mundo fosse ficar rico, porque somou seu nome ou data de nascimento, que como eu já disse, se baseia num calendário reformulado e novo. Além de se basear num alfabeto que não condiz com a essência da numerologia cabalística original.

O estudo do signo de uma pessoa, e das potencias que regem seu ser, vão além de números, tem haver com a sua força espiritual, seu carma e seus dons. E isso os números não nos mostram, pois a numerologia é rasa, sem ter interpretações profundas. Você pode até estudar numerologia cabalística, com um mestre que ostenta riqueza, que  tem um marketing poderoso, programa no rádio, software de computador e se diz próspero, mas, isso vem de uma  séria de fatores que não tem nada haver com os números, mas, com convencimento. A numerologia, já começa a ter bases frágeis, quando faz todo seu estudo, baseado no calendário gregoriano, além disso, usa-se o alfabeto latino com pesos diferentes para cada letra, que é apenas uma adaptação. Além disso, como eu já disse, os nomes das pessoas no Brasil, nao são colocados de forma iniciática, tendo haver com inspiração, como faziam os patriarcas bíblicos, que escolhiam baseados numa ideia espiritual. Muita gente coloca nomes porque está na moda, porque viu na novela ou pra homenagear um cantor ou jogador pop. Então como é que esse nome, vai revelar por "A+B" que o carma e a força dessa pessoa é assim ou assado? Além disso, a interpretação Kabalística original, leva em conta caracteres ligados aos segredos da Kaballah e não a gráficos psicológicos ligados a profissões ou dinheiro. O valor da numerologia sagrada, vai além de buscar por dinheiro e sucesso material, vai mais fundo, buscando tesouros espirituais, bênçãos, proteção e conhecimento supremo. Por isso, que a odulogia é fantástica, por usar uma forma binária de soma, mas, levando em conta todo caráter espiritual, ancestral e mágico de cada setor revelado na soma.

Desta forma, todo bebê que se chamar Pedro, por exemplo, vai trazer uma grande força de vontade ( e teimosia também, porque ele sabe exatamente o que quer ), e uma certa inquietação e impaciência, juntamente com a necessidade de agir rapidamente e ver logo o resultado dos seus esforços. Tem ainda senso prático, o pé no chão e ligação com a terra, além da busca de segurança e a habilidade de construir estruturas sólidas em sua vida. Estes potenciais podem estar presentes, mais tarde, em sua vida profissional ou ele pode mesmo buscar profissões em que possa utilizar estas tendências de maneira mais direta, como a administração, economia, engenharia, ou mesmo agronomia e agricultura. Mas, quando pequeno, o fazem gostar muito de brinquedos em que ele possa aprender a montar e desmontar coisas, como lego e quebra-cabeças, além, é claro, de todos os relógios e controles de tv da casa (como bem o devem saber os pais!). Mas, após, dizer tudo isso, volto a frisar, que esse bebê, terá a energia de Pedro, se o nome tiver sido dado de forma inspirada pelos pais e não de forma banal. Também tem que ter uma ligação com a pessoa e não porque colocou para agradar o pai ou homenagear o avô, mas, sem  ter nada haver com a energia daquela criança.



Quando lemos que Jesus, se referiu a Simão Pedro como Pedra, vimos que ele se referia ao valor energético e iniciático do nome, mas não ao seu valor ortográfico ou numérico. Assim a numerologia sozinha é apenas uma ferramenta vazia, pura ilusão. Não é porque numerólogos se dizem ricos, que eles tenham enriquecido com numerologia, mas, sim com marketing, manipulando informações, vendendo coisas como se fossem a "pedra filosofal", é mais um poder comercial, do que um poder fenomenal dos números. Tá cheio de pastor rico, andando de jatinho por ai que sequer sabe somar os versículos da Bíblia, que também não enriquecem porque pregam a palavra, mas, sim porque usam marketing e aprendem como arrancar dinheiro de colaboradores. É tudo uma questão de merchan...


A análise do nome nos permite perceber nossos potenciais, e como eles funcionam na dinâmica da nossa personalidade; o estudo da data de nascimento nos dá os recursos para delinear a fase que estamos vivendo, e quais as nossas buscas, necessidades e maneiras de lidar com a realidade no momento? Sim, dependendo da numerologia e tabelas aplicadas. Na odulogia por exemplo, a somas são fantásticas, pois levam em conta signos e não apenas o calendário. E na Umbanda Astrológica, a odulogia aplicada não leva em conta o calendário civil e sim o calendário astrológico, o que é muito diferente e imutável.

Mas é quando planejamos o nome de um bebê que utilizamos a numerologia em seu sentido mais elevado: neste momento, o conhecimento dos Números Simbólicos colabora com a Consciência Divina para que a vida de um novo ser humano seja mais harmoniosa e feliz. Aqui estamos, não apenas analisando, mas participando também da criação das tendências que estarão atuando em sua personalidade e em sua vida. E por isso, que os babalaôs, jogam o Ifá, os búzios, usam o Oponifá ou os antigos magos, levantavam o mapa, como faziam e ainda fazem na Índia, para ver a real energia do ser que nasce, não pelo nome que os pais dão, muitas vezes sem pensar, anos depois. Ao contrário, os sacerdotes é que indicam os nomes e não, anos depois, usarão o nome dado de forma aleatória pelos pais, pra tentar adivinhar o carma daquela pessoa, pois seria perda de tempo. Então você que faz um mapa de numerologia achando que achou a "pedra filosofal", só porque agora conhece uma tabela de números, pode  ter certeza, que está focando apenas no campo da subjetividade e dogma. Se você acredita nisso, ótimo, mas, não tente vender isso como verdade absoluta, pois sua tabela se baseia em um nome escolhido por pessoas comuns, sem o menor estudo. Ou seja, nem sempre nossos pais escolhem nomes inspirados, como fazem outros povos do oriente.



Considero a Numerologia como uma ciência sagrada, pois através dos Números Simbólicos podemos compreender as leis cósmicas que regem o universo (o macrocosmo) e a nós mesmos (o microcosmo). Mas, relembro que há numerologias e numerologias, como também há métodos e tradições sagradas, que poucos conhecem aqui no Brasil. Essa história de redução, pegar por exemplo 2017, um ano formado por diversas potências e querer reduzir num único número pra traduzir o ano, é apenas ilusão. Se você reparar a configuração do nome, o número 1 é apenas secundário, regente da década, além disso somar milênio, século, década e ano, seria como somar uma formiga, com um elefante, uma zebra e um coelho, pra tirar um cachorro da mistura! A potência do ano é o 7, pois é a unidade, sendo que os demais, são convergências e influências.

Mas se o primeiro nome é fundamental (e é importante que ele seja bem escolhido), ele não é a única influência, porque o bebê participa de um envoltório familiar, e o seu nome vai ser combinado com os sobrenomes do pai e da mãe. Estes trazem a herança familiar e mostram as características em comum trazidas por toda a linha familiar. As relações entre as tendências do primeiro nome com as trazidas pelos sobrenomes da família podem ser harmoniosas ou divergentes, e precisam ser analisadas em conjunto.



Se ele tem o sobrenome Santos, por exemplo - que traz uma tendência à pessoas observadoras e introspectivas, que sentem necessidade de refletir e planejar suas ações com cuidado- este lado mais rápido e objetivo do primeiro nome já não vai atuar tão forte e completamente, já que há impulsos contraditórios dentro de si. Cada um resolve essas diferenças à sua maneira, geralmente fazendo uma divisão inconsciente por áreas; em alguns aspectos da vida, age de um modo ( na vida pessoal é, por exemplo, rápido e impulsivo ), e em outros campos, atua de acordo com as tendências trazidas pelos outros Números ( esta mesma pessoa pode, em sua vida profissional, tomar decisões apenas depois de refletir longamente e consultar outras pessoas ). Mas se ele traz um sobrenome que reforça alguma das tendências anteriores - como por exemplo, o nome Lopes, que traz novamente a mente objetiva e uma ação firme e rápida, buscando uma realização a curto prazo - os potenciais do primeiro nome se realizarão de maneira mais plena e estarão muito evidentes.

Porém não se engane, achando que mudando a configuração do nome a seu bel prazer, que vai mudar o destino. Antes você teria que merecer essa mudança do nome. Por isso nas religiões místicas, há iniciações. Não pense que escolhendo uma assinatura com radiestesia, que sua sorte vai mudar. Primeiro que sua assinatura vem de forma mecânica natural e segundo que ela só expressa sua energia essencial. Ou seja, você assina o nome que lhe deram. Mas, a importância da caligrafia, essa sim é importante, não pela soma, mas, pela forma que você assina. Na magia sagrada chinesa por exemplo, passa-se a vida toda treinando hieróglifos nos pergaminhos, tudo pra encontrar equilíbrio, beleza e arte. Tudo pelo aprimoramento motor e da mente. Não pelo simples valor numérico ou pela subjetividade da radiestesia. A radiestesia é fantástica, muito mais pela força do terapeuta, sendo ele que faz o poder acontecer e não pelo valor de nomes. Seja lá que nome for, tenha que valor tenha, mas, se sua caligrafia é perfeita, sua essência é equilibrada com sua essência, o valor número é irrelevante.

É neste momento que diferenciamos o Pedro - ele não é apenas um Pedro qualquer, com as características de todos os Pedros, mas o Pedro que pertence à família Santos da Silva, por exemplo, e que carrega consigo as tendências que essas duas famílias trazem em seus nomes. Mas, não pelo valor numérico e sim pelo encaixe perfeito da força ancestral, pelo dinamismo do ser, dentro da simbologia do nome.

Os Números finais do nome, resultantes tanto da soma das vogais como das consoantes, são o elemento mais importante no estudo numerológico, porque mostram os potenciais e tendências que atuarão na idade adulta e no campo profissional. Por isso, só terão valor, num nome bem harmônico, que foi escolhido por inspiração e não por imposição aleatória de seus pais. Assim, uma pessoa com um Número 10 na Síntese Final terá necessidade de atuar com independência em seu trabalho, funcionando muito melhor como chefe ou autônomo do que como subalterno. Por outro lado, se ela tem o Número 3, gostará de trabalhar em profissões em que possa lidar com a comunicação e no contato com as pessoas, seja escrevendo ( como no jornalismo ), cantando ou como vendedor. E porque eu cito número 10, se todo numerólogo teima em reduzir a 1, como se 8 bilhões de pessoas que existem no mundo se encaixasse em apenas 11 tipos? Justamente por isso, que acabo de criticar aqui. Não vejo o homem como apenas mais um número, mas, com seus próprios números pessoais que o diferem.

Uma curiosidade: se os Números finais forem muito diferentes dos Números dos primeiros nomes, isto poderá indicar uma mudança de personalidade quando a pessoa chegar à idade adulta; uma criança introspectiva e sensível ( Número 7 ) poderá , por exemplo, ao chegar no final da adolescência, revelar uma independência e uma liderança até aí insuspeitos, mas mostrados pelo Número 10. O planejamento do nome de um bebê precisa, portanto, levar em conta o primeiro nome, verificar como ele se relaciona com os sobrenomes dos pais e que tendências são trazidas pela soma final. Fica claro, então, que não basta apenas escolher o primeiro nome; se a soma final não for positiva, ela mostrará uma pessoa que, apesar de trazer consigo potenciais interessantes, lidará com dificuldades na realização de suas metas.

Vemos muitas vezes pessoas que, mesmo bem sucedidas em suas profissões, não são felizes e não têm o sentido de realização - isto se deve à contradição entre os potenciais do nome e as tendências trazidas pela data de nascimento, além disso, por falta de sincronia desses valores com o signo, com o carma e com a ancestralidade. Além disso, quando falo em valores, temos que ver, que tabela foram usadas pra se chegar a um valor, pois metodologias adaptadas, nem sempre darão algum resultado confiável.

Quando o parto é normal, prefiro, se possível, esperar o nascimento, para verificar quaisquer dificuldades ou exageros trazidos pela data, para então harmonizá-las, escolhendo um nome que traga qualidades que as compensem. Por exemplo, se a criança nascida num dia 2 traz uma grande sensibilidade, esta pode ser equilibrada com um nome que traga um 11, Número de força e ação diretiva. Se ela traz dispersão, como numa data que contenha um 23 (5), posso escolher um nome que contenha um 8, Número de organização prática.

E mais hilário ainda é ver grandes marcas, montadoras de veículos ou grandes empresas, usando numerologias pra montar nomes de seus produtos. Por isso temos tantos nomes feitos de carros no mercado e produtos americanizados, que parecem ter sido fabricados pra gringos e não pra brasileiros. A numerologia, pode e deve sim ser usada pra montar um bom nome, mas, não com invencionice "engenharia dos números" é o que dizem, mas, utilizando o que? Um mantra de devaneios, pra chegar um suposto número de sorte! Quem disse por exemplo, que somando um nome de um carro por exemplo "Vectra", e que por ventura dê 21, que a redução em três, vai  torná-lo num produto comercial, só porque este algarismo sugere comunicação e poder de comercialização? Não tem nada haver! Tem mais haver um contexto geral, como por exemplo o Gol, que é vendido mais pelo apelo ao futebol, o nome fácil de pronunciar, por remeter ao esporte nacional e não pelo número ser este ou aquele.

Eu acredito que o melhor que se pode dar a uma criança é o planejamento de um nome positivo, pois este é um presente que vai favorecê-la, não apenas agora, mas por toda a sua vida. Se todos estes elementos forem planejados com cuidado, o resultado final será um nome harmonioso, sem grandes conflitos, e em equilíbrio com a data de nascimento, trazendo uma vida mais fácil para essa criança, e permitindo que ela realize os potenciais que traz consigo. E através da numerologia, com a soma da data de nascimento, podemos empregar também várias técnicas pra descobrir como os odús atuam e vão atuar em nossa vida, como seu nome se alinha a sua família, ao seu signo e a sua missão de vida, como vemos nos itans dos orixás, mas, não apenas achar que vai ser um "Gênio da comunicação", porque sua soma sugere o poder de um número 3!

Axé e sucesso a todos!

Obrigado pelo grande sucesso de vendas que estão sendo meus livros. Compre o seu antes que acabe - já na segunda edição. https://www.zoom.com.br/livros?q=Carlinhos%20Lima&shortcut=1

Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguidores

Marcadores

orixás (261) magia (257) espiritualidade (181) astrologia (165) (156) amor (118) Umbanda (116) umbanda astrológica (104) sexo (98) CONCEITOS (96) signos (95) Umbanda-Astrologica (93) religião (82) mulher (77) previsões (71) exu (64) conceito (59) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (56) carma (52) comportamento (52) signo (52) destino (51) pombagira (51) candomblé (50) astral (49) mediunidade (47) Cabala (45) rituais (43) UMBANDA ASTROLOGICA (41) Astrofísica (38) poder (37) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) Livro (30) ancestrais (30) arcanos (30) sucesso (30) espaço (28) fé religião (27) odus (26) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) magia sexual (25) sorte (25) estudos (24) oxum (24) vida (24) Ogum (23) deus (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) ifá (22) pombagiras (22) sexualidade (22) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) energia (19) magos (19) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) oxalá (18) Iansã (17) brasil (17) sagrado (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) Comportamento na vida (15) Xangô (15) ano (15) atriz (15) axé (15) dinheiro (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) carma sexual (14) oráculos (14) terra (14) Guias (13) Júpiter (13) linhas (13) magia negra (13) odús (13) paixão (13) vibrações (13) Yorimá (12) mapa astrológico (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) conhecimento (11) nova era (11) planeta (11) Estudo (10) OS SENHORES DO DESTINO (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) ciclos (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) luz (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciência (8) cães (8) homem (8) mestres (8) obsessão (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) missão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)