Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Magia riscada, alfabetos sagrados: Enochiano nos dias de hoje e os pontos riscados



A magia enochiana é um sistema de teurgia, ou magia angélica, psiquicamente transmitida ao alquimista e vidente elizabeteano Edward Kelley, por um grupo de espíritos que veio a ser chamado de anjos enochianos. Durante os anos de 1582 a 1587 os espíritos ditaram diversas partes dessa magia a Kelley, ou apresentaram-na na forma de visões, enquanto Kelley olhava fixamente para a bola de cristal. Kelley repetia as palavras dos espíritos e descrevia as visões para seu amigo e empregador, o grande matemático, geógrafo e astrólogo Dr. John Dee. Este sentava-se ao lado de Kelley durante as sessões em que fixava a bola de cristal, com uma pena em sua mão e papéis espalhados à sua frente. Tudo o que Kelley dizia, Dee literalmente registrava. Graças ao método meticulosos de Dee, as comunicações dos espíritos foram preservadas com a exatidão de uma transcrição de um tribunal. Os anjos identificaram-se a Kelley como os mesmos anjos que instruíram Enoch na linguagem angélica e sabedoria de Deus. Enoch foi o único patriarca do Antigo Testamento a ser elevado aos céus enquanto ainda estava vivo – pelo menos, essa foi a interpretação dos rabinos e cabalistas judeus do Gênesis 5:24: “E Enoch caminhou com Deus: e ele não estava, pois Deus o levou”. Diz-se também que Enoch foi o primeiro homem a receber o conhecimento da Qabalah. Dee sentia-se como um escolhido de Deus, enquanto Kelley tinha a forte idéia de que eram meras marionetes dos anjos, que ele preferia crer que fossem demônios. Os anjos precisavam da ajuda dos dois pois não podiam abrir os portais do lado externo, pois abri-los requer o uso de evocação (invocação). Isso não está nos poderes dos anjos, como o anjo Ave disse a Dee:
Ave: A invocação origina-se da boa vontade do homem, e o calor e fervor do espírito: e, portanto, a prece tem este efeito com Deus.

Dee: Suplicamos, devemos utilizar uma forma (de invocação) para todas?

Ave: Cada uma de diversas formas.
Dee: Quer dizer eu misturar, decretar ou induzir diversas formas.

Ave: Não sei, pois não habito na alma do homem.
O magista inglês Aleister Crowley fez uso do sistema enochiano para a invocação dos 30 Aethyrs do seu Liber 418, e também dizia ser reencarnação de Kelley. A própria Golden Dawn (Ordem a qual fez parte) utilizava muito essa forma de magia. 

Sabemos bem que em se tratando de Umbanda o Alfabeto Watâmico, adâmico ou Devas, não é propriamente a grafia ou raiz de  Pemba. Não verdade ninguém conhece no Brasil, nem a raiz e nem o segredo total dos pontos riscados. Nem mesmo Pai Matta conhecia e nem Rivas Neto seu sucessor. Até porque a tão famosa raiz de Guiné, como já deixa claro é apenas a raiz e não sua totalidade. Querem deixar um mistério no ar, como se a OICD conhecesse, mas, tenho por certo que não conhecem, pois é um poder muito grande, que poucos magos conhecem. Não creio que no Brasil, tenha esse mago com esse grau de outorga. 

Mas, a grafia de pemba, não é tão desalinhada do Arquômetro como tenta fazer-nos acreditar o Rivas Neto, aliás, ele mesmo achava, junto com Itaoman, que eles eram ou tinham a mesma origem. Outra coisa que temos que deixar claro é que aqueles ensinamentos que falam da flecha, da raíz e da chave, tá longe de ser o método completo. Na verdade, a geometria é mais complexa e não tem uma codificação tão simples, como apresentada por Itaoman e Rivas Neto em seus livros. Ela tem na verdade uma ordem desordenada e uma mesma entidade pode ter grafias diferentes para questões diferentes. E os signos, emblemas e pontos de poder são totalmente diferentes pra duas entidades da mesma vibração. Mas, creio que a raíz não é de Guiné e sim da ordem dos Babalawos Iorubás, que tem vínculos com países mais esotéricos, como a Índia, o Egito e Sumérios, entre outras culturas, milares. E o alfabeto Enochiano, tem ligação com esse alfabeto. E nesse alfabeto estão todas as chaves para a grafia dos orixás. Futuramente falarei mais sobre isso...
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores