Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 16 de outubro de 2010

Obrigação de um e três anos

Até fazer um ano de feitura ou pagar sua obrigação de um ano (odú Kíní), ainda terá algumas restrições (ewo temporário. como cortar cabelo, tomar banho mar e outros. Será feita a obrigação de um ano de feitura, uma nova festa para comemorar a data onde serão oferecidos comida ritual, frutas e flores.
Outra obrigação é feita aos três anos de feitura (odú kétà), algumas casas ou nações fazem também uma de cinco anos, mas no candomblé ketu considera-se um ano, três e sete anos. Ele ou ela permanecerá como Iaô até completar os sete anos de feitura e fazer a obrigação de sete anos (odu ejé).

A semente do bem está dentro de nós



AKATU. Em Tupi antigo, na qual o prefixo A significa, ao mesmo tempo, “semente” e “mundo”, e Katu, “bom ou melhor“. A essência individual da semente associada ao mundo, por definição, coletivo, permite traduzirmos a palavra Akatu por “semente individual boa para um mundo coletivo melhor” e englobar numa única identidade o indivíduo e o próprio mundo, colocado como o reflexo de todos os que nele convivem. De fato, a semente individual contém a matriz da árvore que, embora única, se insere no coletivo da floresta e, portanto, no mundo semente individual boa para um mundo coletivo melhor.

Essa palavra antiga, pouco conhecida e quase desconhecida até mesmo de mestres em rituais, representa um poder muito maior do que apenas o pensamento de um mundo melhor. A sua filosófia está contida num bem estar muito harmonizado com a evolução do planeta. Entre essas evoluições estão inseridas a espiritualidade, a cultura e até mesmo a sexualidade, pois sem esta ultima o ser humano deixaria de existir.

E para que esse bem estar do nosso planeta seja amplo, real e forte, tudo tem que começar pelo nosso bem estar, até porque somos nós os detentores fisicos dessa maravilhosa dimensão que chamamos de Terra!

A Palavra da moda agora é sustentabilidade, até mesmo na política o tema tá inserido, creio que mais por um carater sensacionalista do que por um ato sincero, mas, ao menos estão mais voltados a falar do assunto! Só que o consumismo continua dominando as pessoas! Mesmo nos eventos onde dizem que vão defender a natureza, observamos o grande número de lixo gerado pelas proprias pessoas que se dizem "defensoras da natureza". Na verdade não conseguem viver sem a tecnologia que vem com um material quase todo retirado do petróleo, do fundo da terra e da exploração da Natureza e que gera cada vez mais consumismo.

Bem mais voltando a palavra sagrada mencionada a cima, voltemos então ao nosso bem estar, façamos de nosso espaço individual um lugar mais harmonizado não só com o ambiente, mas, com nosso espirito. Criemos um ambiente que nos deixe bem, que gere boas energias e que nos deixe protegidos.

Percebam que cada individuo tem o seu "mundo interior" e que ele só se sentira bem ao exteriorizá-lo, pois, isso serve para que ele pense que adentrou esse seu mundo imaginário, ou revelado por forças maiores! Uns criam um ambiente onde vivem com muita tecnologia, outros com religiosidade, outros com musica, outros com muito verde, etc. Mas, o importante é criar algo que o deixe satisfeito, em harmonia e integrado.

Os filhos de Oxossi, adoram o contato com os animais, com o verde e com o que é natural e pode ser colhido. Já os de Oxum, quer beleza, quer algo de luxuoso e assim por diante. E temos que lembrar que ainda há fusão de um estilo com outro. Por exemplo um filho de Oxossi com Oxum, pode gostar de um sítio mais luxuoso, mais colorido, mais enfeitado e mobiliado. Ou algo na cidade, que seja integrado ao meio ambiente.

Na verdade há uma corôa atuando sobre nós, que além de pai e mãe de cabeça, tem os guias, protetores, exus, pombagiras, orixás menores e Ancestrais, que mexem com nosso ser! Por isso, sabemos que cada pesoa é unica, diferenciada não só nas suas estruturas fisicas, mas, mentais, sentimentais e espirituais. Somos formados de espirito, corpo, mente, cultura e sentimentos.

Que Deus abençõe a todos e AKATU pra todos!

Carlinhos Lima - Astrologo, Tarólogo, Pesquisador e Mago de Umbanda Astrológica

Iniciação: Caída de kelê


Finalizando o ritual de Apanã este ritual com outro rito chamado Kàrô (juramento feito diante do obi e uma quartinha). Porém a Iaô ainda não terminou as obrigações terá ainda que cumprir um resguardo normalmente de três meses e continuar usando o kelê (uma gargantilha de contas) que foi colocada em seu pescoço no início da feitura de santo. Durante esses três meses o Iaô continuará dormindo numa esteira, usará roupas brancas e seguir uma série de restrições denominada de ewo. Terminado o período de quelê, é feita a retirada do mesmo e outra festa é feita para comemorar a comumente chamada "caída de quelê".
É o período mais difícil para o Iaô que precisa voltar a trabalhar, muitos se iniciam no período de férias do trabalho e quando termina as férias precisam voltar para um ambiente onde sem dúvida será notado por todos, discriminado por alguns e terá que se manter calado, terá muitos problemas na hora das refeições, pois está proibido de entrar em bares e restaurantes, terá que levar uma marmita e aceitar os olhares de curiosidade.
Algumas casas atualmente por esse motivo têm feito alguns acordos com os Orixás para que o Iaô que precisa trabalhar já saia da roça sem o kelê, mas terá que cumprir todos os itens do resguardo nos mínimos detalhes. Nesse caso não precisará usar somente branco, poderá usar roupas de cores bem claras como azul, rosa, beje, cinza, tudo para não chamar muito a atenção. Existem casos de firmas que o uniforme é preto, marrom, azul marinho, nesses casos o Orixá permite, não vai querer que seu filho perca o emprego.

Não negue sua fé!


Ainda por conta do preconceito e da história de perseguição, os números dos religiosos de candomblé, umbanda e outras manifestações de matriz africana ficaram aquém da realidade no Censo 2000.

Só para vocês terem ideia, na Bahia apenas 0,11% disseram ser de candomblé. Por isso é mais do que importante a campanha intitulada Quem é do Axé, diz que é, promovida pelo Coletivo de Entidades Negras (CEN), uma entidade que nasceu na Bahia e hoje já está presente em vários outros Estados brasileiros.

O vídeo que vocês podem conferir que é bonito e não esqueça: se você é religioso de matriz africana, nunca negue sua fé.

Fonte Mundo Afro/A Tarde

Beleza negra no Menina Fantástica

mundoafro.atarde.

Tamires Bittencourt é até agora a única negra entre as finalistas do Menina Fantástica. Foto: Divulgação

Finalmente, um pouquinho do retrato do Brasil entrou no Menina Fantástica, concurso realizado pelo programa Fantástico da Rede Globo. A ideia da iniciativa é selecionar modelos.

Pois bem. A baiana Tamires Bittencourt, 23 anos, é a única negra até agora entre as finalistas.

Fonte: Mondo Afro/ Para saber mais cliquem aqui e confiram a matéria feita pela equipe do Portal A TARDE Online.

A Nossa Senhora dos oprimidos, sempre ao nosso lado!



A simbologia de Nossa Senhora assumindo a feição do povo que está sendo oprimido em uma determinada época é uma das manifestações mais belas das chamadas aparições de Maria, no âmbito do catolicismo.

Na festa da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, que tem face negra, vai aí um vídeo com uma das mais belas canções de Padre Zezinho. A letra eleva Nossa Senhora à condição de defensora dos pobres das Américas.

Muitos tem preconceito inexplicavel a Maria Santissima. Mas, ela é não só a Mãe de Jesus Cristo, como representa toda a forca cosmica do Eterno Feminino. Imbecís que não leêm a Biblia direito, ignoram a importancia e o poder de Maria. No entanto, aquele que já precisou de Maria Santissima não tem duvidas que ela é nossa boa mãe advogada e protetora nos tribunais carmicos.

Maria tá representada no Tarô, nos elementos femininos da Astrologia, como a Lua e o proprio Apocalipse nos mostrou a imagem de uma mulher vestida de Sol e com a Lua aos seus pés. Esse Sol em sua aurea, representa a pureza de Maria, sempre virgem, sempre pura e sempre casta! Já a Lua, simboliza a rejeição de Maria pelo materialismo, os desejos mundanos, como tambem a sua superioridade e interesse em proteger a raça humana.

Muita gente até tem preconceito pela imagem da Virgem, ter sido representada como negra, o que é uma tremenda ignoracia, burrice e intolerancia! Maria representa todas as cores, paises, raças e ama todos os seres vivos.

Carlinhos Lima - Astrologo e devoto de Maria

Veja no seu lado oculto inconsciente

[2.png]
EXU É COMO UM ESPELHO.

Exu é uma entidade que muitas vezes funciona como um espelho, refletindo em seu comportamento os defeitos e qualidades de seu médium se o mesmo tiver uma mediunidade bem desenvolvida e harmonia energética com ele. Não se trata de mistificação nem animismo e sim de um comportamento em que pela convivência um exterioriza qualidades e defeitos do outro, infelizmente na maioria os defeitos sempre aparecem mais. Exu manifesta a opinião de seu médium mesmo tendo a sua própria, numa linguagem simples e direta de forma que todos entendam. Sendo Ele a entidade mais próxima a nossa realidade e anseios materiais por ser muito ligado ao subconsciente, a terra e a fertilidade.

O médium costuma ouvir que há a necessidade de doutrinar seu Exu quando começa a se desenvolver, mas a grande maioria não consegue com perfeição; outros tentam anula-lo, gerando um grande desequilíbrio. No inicio de sua jornada espiritual é natural que o médium não tenha doutrina e Exu exterioriza isso em seu comportamento, mostrando até um comportamento um tanto rebelde e estranho, após boa doutrinação da entidade veremos a necessidade de doutrina também para o médium que acaba de chegar a casa. É ainda natural que o Exu se apresente pedindo sua oferenda durante o desenvolvimento mediúnico, pois sua força é muito potencializadora e vitalizadora da mediunidade.

E assim, este mesmo médium que está iniciando na Umbanda encontra vasto universo novo aos seus olhos e o Senhor dos Caminhos, o Grande Elegbara, costuma ser algo intrigante e fascinante ao mesmo tempo deixando confuso, as vezes maravilhado, outras vezes com medo; porque quase sempre uma entidade, força, que assusta um pouco os que não o conhecem essa força desafiadora, a qual de certa forma faz parte da natureza humana e que fica escondida se apresentado apenas de forma inconsciente. Enquanto o médium estiver preocupado com a doutrina de “seu” exu estará também se doutrinando, subconscientemente! Essa é a questão real.

Quando nos deparamos com entidades de esquerda sem doutrina, devemos, estar atentos sempre, pois, muitas vezes estão chamando nossa atenção desafiando a seu médium para que tomemos uma atitude doutrinária em relação a ambos. No entanto, tudo isso é bem diferente de um obsessor ou os chamados quiumbas, trazido por transporte, que normalmente tem comportamento rude e agressivo. Falamos aqui do Exu de lei que acompanha o médium como entidade de trabalho na esquerda. Sendo este o grande defensor dos terreiros e casas de culto.

Não se deve subestimar exu, achando que é entidade sem luz desprovida de evolução, pois se pensarmos assim nós estaremos observando apenas um aspecto externo e superficial como fazem à maioria dos umbandistas de nosso país. Exu não é burro, ele é sim muito astuto com raciocínio rápido. Quando pensamos que Ele ainda está indo já está é voltado. Por isso devemos sim ficar atentos com o que nos dizem nas entrelinhas ou o que querem nos passar, quando não podem ou não se sentem à vontade para revelar. Eles são as entidades mais experientes de trabalho dentro das Correntes de Umbanda. Pois conhecem muito mais os rituais magisticos, segredos e a natureza oculta das pessoas do que as outras entidades atuantes.

Quanto ao que pode revelar, pergunte a ele sobre seu médium e o comportamento do mesmo e verá que Exu é o primeiro a apontar os defeitos de seu “cavalo” e isto está ainda dentro da qualidade especular de Exu. Pois essa é sua forma de atuar no trabalho em busca da evolução. No desenvolvimento mediúnico é ele um elemento de muita importância, pois dá força e potencializa as faculdades mediúnicas, não é difícil encontrarmos exu pedindo para ser oferendado logo no inicio da vida mediúnica. Na Umbanda-Astrológica, poderemos observar a direção de sua influencia através dos aspectos desafiantes e da presença dos pontos obscuros que chamam a atenção do individuo para o carma. Para isso observar a influencia de Lilith e Plutão no mapa é de extrema importância. Além disso, os aspectos fortes dirigidos a casa 8 da carta natal, como um quincúncio exato pode mostrar que Exu tem muito controle sobre este nativo.

Em um terreiro de umbanda de fato iluminado, exu não aceitará trabalhos de ordem negativa a favor de futilidades ou egoísmos. Veremos exu trabalhando com seriedade e em sintonia com as entidades da direita, ou seja, não virá em terra para contrariar todo um trabalho de doutrina realizado por caboclos e pretos velhos, pois se assim o fizesse estaria gerando um confronto que traria desequilíbrio carmico. Encontraremos até exus dando consultas, limpando e descarregando consulentes, fazendo desobsessão e outras coisas mais dentro do mesmo objetivo e até dando bons conselhos aos que a ele procuram. E não são poucos, pois suas respostas são inteligentes, conclusivas e diretas, ao contrario de muitas outras entidades.

Através da observação dos trânsitos, progressões, revoluções solares e em especial influencias dirigida a casa 8 poderemos perceber se há necessidade de oferendas. Ademais se pode analisar que tipo, como e quando se fazer oferendas. Tudo baseado nas energias cósmicas do individuo e não somente em descrições de alguma entidade. Que na verdade eu respeito muito, pois sabemos que tem grandes magos que conhecem todos os segredos da Astrologia trabalhando na Corrente de Umbanda. Mas infelizmente temos muitas entidades fracas que induz os filhos de fé a erros muito grandes.

Somos gratos a exu e Pomba gira por tudo isso, por trabalharem a favor da luz, e muito do que se fala de exu e pomba-gira ligado à magia negativa, quase sempre é mentira. Sabe-se que a grandes Exus trabalhando na Umbanda e no Candomblé auxiliado os sacerdotes. Ele ajuda a interpretar os búzios, o Taro e a própria Astrologia. Provavelmente sem sua ajuda nada disso existiria mais hoje. Sabe-se que muitos tentam se passar por exu, mas aí já não é mais Umbanda. Umbanda acima de tudo são Amor e Caridade, exu não deve vir em terra para dar o contra no trabalho de direita. Porque se assim o fizesse estaria prejudicando sua própria evolução espiritual.

E ao contrario do que muitos pensam Exu não é ignorante da Lei, pelo contrario ele a conhece e obedece muito bem. Por isso quando buscarmos sua força nós devemos buscá-la para ajudá-lo a evoluir e consequentemente receberemos em troca auxilio valioso para nossa evolução. Porque se sabemos que a Umbanda é amor e caridade ela deverá atuar principalmente na Esquerda, para tornar mais fácil o caminho que nos leva a iluminação Plena.

O tarô é uma outra ferramenta para interpretarmos não só os segredos ocultos, mas para que nos orientemos em que caminho seguir. Não é só através da carta do Diabo que podemos identificar um Exu em um jogo. Ele pode ser percebido também através de um amplo estudo de todas as configurações dos arcanos. Para isso é preciso preparo e muita concentração.
[exu.jpg]
Carlinhos Lima – Astrólogo, Tarólogo e Pesquisador.

Caminhos da fé na Nova Era

[ATgAAAAoCuXMdL-8DRiKJ-fCtsFSV4iPyRZ-1ORADa_YxdFkzgkV6z4MQczwD8NpSDJrzzRfEMZk3YOOzLbiDjyAdbAGAJtU9VAZ3Mr_Qwqn950ESpgHhFaWqxq34A.jpg]
Nos últimos anos, observa-se no cenário urbano brasileiro o cruzamento entre novas formas de espiritualidade e práticas terapêuticas alternativas. Diferentes denominações têm sido utilizadas para definir tais experiências. Diversas publicações antropológicas e sociológicas, porém, já convencionam tratar o fenômeno com a denominação geral de culturas da Nova Era. Mas na verdade entre cada 10 religiões apenas 3 prezam a verdade, buscam evolução e o encontro com o Criador. A busca é danificada, pelo apego a materia, a corrupção da alma e fraqueza moral.

Muitos lideres, falsos pastores se atrevem a pregar uma falsa redenção e resolver todos os problemas se resume apenas a pagamentos de dizimos, oração e frequentar os templos. Na verdade isso está longe de ser real, pois a historia da espiritualidade nos mostra uma regra bem diferente.

A Nova Era, traz sim muitas coisas novas e "inovações" no campo da religião, mas em grande parte tudo não passa de engodo, embrulho e mentiras desmedidas. Dizer que uma pessoa muda sua vida num passe de magica, não só é demagogia, como é uma afronta a Tradição e a Ética Espiritual. Pois vimos na historia de povos que tinham um contato mais direto e amigavel com o Criador que a espíritualidade era desenvolvida num processo arduo, depurativo e com provas tremendas. Falsos cristãos que pregam o Evangelho do Cristo, se mostram como solucionadores de problemas, sem perceber que estão passando por cima do sofrimento do proprio Cristo.

Na grande maioria de adeptos dos cultos afro-brasileiros tambem percebemos essa venda de soluções magicas, como se um individuo que tem o cargo de sacerdote concedido pelos orixas podesse ditar regras, solucionar problemas que só os Senhores do Carma solucionariam e até amarrar pessoas ao destino de outras! Isso é uma tremenda farsa.

A espiritualidade é desenvolvida com consciencia, busca incansavel, observação aos preceitos morais e éticos, sem querer passar nunca por cima da Tradição Espiritual. E o que essa Tradição nos mostra é a Lei de ter que obedecer, louvar e servir ao Grande Criador. Para isso servimos este Senhor Inigualavel, com o coração e não somente com ritos, regras ou sectarismos. E mais abominavel ainda é o fanatismo. Sendo que quem provoca esse mal num irmão ira pagar duramente!

A Umbanda Astrologica, busca não entrar em confronto com buscas de verdade, mas, ao mesmo tempo não se curva a pessoas demagogas que querem passar por cima dos outros. A Umbanda Astrologica, nasce de uma busca pessoa, autoanalise, autodidata, um pouco afastado dos cultos nos terreiros, não por desrespeitá-los ou ignorá-los, mas, simplesmente pra manter a insenção e manter um olhar mais de longe. Tentando enxergar num prisma mais livre, mais eficiente e menos influenciavel.

Carlinhos Lima
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores