Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 9 de julho de 2011

O destino nas palmas das mãos: Quiromancia Real: A leitura das mãos para o autoconhecimento


Para se fazer a leitura das mãos, é preciso que as mesmas estejam limpas, livres de anéis, esmaltes e apetrechos. A informação sobre a teoria dos opostos é fundamental para a leitura do caráter e do destino da pessoa. Se for destra (utiliza a mão direita), esta é a mão dominante, a yang, a que reflete o consciente e os fatos tais como são.

A mão esquerda,(yin) no caso, a passiva, representa os sonhos, o potencial, o inconsciente. A leitura da mão direita (yang) retrata o que está acontecendo ou o que a pessoa está fazendo. Na mão esquerda (yin) está registrada o que está programado para acontecer na vida da pessoa, o que, potencialmente, ela se propõe e as condições psicológicas mentais e espirituais que ela terá que vivenciar.

Na Grécia Antiga, a quiromancia era conhecida como Quiriosofia (a sabedoria pela mão). Aristóteles costumava escrever sobre o interesse das pessoas pelas mãos e a existência de especialistas para sua leitura.

Vários fatores provocaram a diminuição dessa prática e sua quase extinção no mundo por ser considerada um ato profano e pagão. A perseguição àqueles que a praticavam não se limitava a, apenas proibir e centenas de pessoas foram levadas à morte, na época da Era Cristã, pois a Igreja se sentia ameaçada pelo que chamavam de "bruxaria". Na Inglaterra foi banida por lei de 1509 a 1830.

A quiromancia, praticada na China e na Índia há mais de três mil anos, é uma forma de adivinhação na qual se observa a personalidade que visa a identificar tendências e fraquezas da pessoa, onde o indivíduo tem a possibilidade de conhecer os vários aspectos de sua vida e agir a tempo para evitar quedas.

Na China, sua utilização se fazia de forma a estudar o destino da pessoa através da observação do rosto, das mãos e da expressão, onde se verificaria o caminho ideal que a pessoa deveria traçar. Diferente da Índia, que ligava as linhas das mãos ao posicionamento astrológico.

Está comprovado que cada parte do cérebro está relacionada com os nervos das mãos. O estudo das linhas da mão revela a marca do pensamento de um indivíduo, seu caráter e suas tendências. As linhas das mãos não mostram traçados fixos: elas mudam à medida que a pessoa provoca determinadas mudanças na vida.

Dependendo da forma de atuação do indivíduo, as linhas tomam uma direção diferente. Revelam-nos quais as consequências que estão por vir e suas disposições espirituais do momento. Embora seja passível de sofrer mudanças, segundo as respostas que o indivíduo traça para seu destino, o caráter habitual está escrito nas mãos. Ao se fazer a leitura dos sinais do traçado, é possível se conhecer melhor e aprender a fortalecer seus pontos fracos e desenvolver outros valores.

Linha da Cabeça: É a mais importante da mão e mostra a personalidade. Aconselha-se a se comparar as duas mãos já que a esquerda tem a ver com tudo o que herdamos e a direita, com as qualidades adquiridas. É importante qualquer diferença que haja entre uma mão e outra. Por exemplo, se na mão esquerda esta linha desce, e na direita se torna contínua, significa que a personalidade não tem seguido sua tendência natural. Se o traço é fraco na mão esquerda, e, pelo contrário, é mais forte na mão direita, significa que a pessoa aperfeiçoou sua inteligência. Isto se dá geralmente em autodidatas. Uma linha da cabeça que seja larga, fala sobre uma grande imaginação.

Linha do Coração: Geralmente, começa no segundo dedo e chega até a base do quarto ou quinto dedo. Mostra a parte afetiva. Uma linha do coração que seja larga, profunda, corada e bem definida, nos fala de uma pessoa amorosa, generosa e entusiasta. Quando nasce entre o índice e o dedo mediano, indica uma pessoa profunda em seus afetos, porém, não demonstra o que sente. Quando esta linha termina além da palma, existe uma grande propensão a demonstrar os sentimentos. Quando a linha é mais curta, menos se manifestam os sentimentos. Se termina abaixo do dedo mediano, nos deparamos com uma pessoa que jamais se entregará totalmente.
Se o traçado da linha estiver na altura da cabeça, ou próxima, a pessoa será altamente emotiva, agindo conforme seu coração. Quando a linha está entrecortada por vários traços, significa que a pessoa teme por sua saúde e pela felicidade dos seus. Se a linha é muito delgada e sem ramificação, indica uma importante ausência de sentimentos e frieza.

O cinturão de Vênus: Forma parte das linhas transversais. Tem um aspecto de linha semicircular (pode estar cortada ou não) que vai desde o dedo indicador até o mínimo. Não aparece em todas as mãos. As pessoas que a tem se caracterizam por ser extrovertidas. Se apresentar um traço contínuo, significa que a pessoa possui relações pouco intensas com o exterior. A pessoa tem uma tendência ao egocentrismo.

Linha da Vida: Nasce debaixo do dedo indicador, cerca a linha da cabeça e termina na parte inferior da palma. Esta linha não mostra a duração da existência, já que esta pode sofrer modificações a qualquer momento. Na verdade, nos mostra o espaço de tempo em que haverá algum acontecimento importante na vida da pessoa.

Linha do Destino: Não aparece em todas as mãos. Indica os principais acontecimentos da vida. Pode nascer em pontos diferentes:
• Desde o monte de Netuno, no centro da base da mão, e dirigir-se até o monte de Saturno. Trata-se de pessoas equilibradas. Têm tendência a ter muita sorte e êxito na vida;
• Desde a linha da vida, abaixo do monte de Vênus. Neste caso, o êxito será fruto do mérito pessoal.

A leitura das mãos ou quiromancia tanto pode ser feita alinhada a astrologia quanto a Umbanda. Um quiromante, bem sensivel, intuitivo e conhecedor da Umbanda pode identificar o orixá das pessoas pelas mãos!
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores