Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sábado, 15 de fevereiro de 2014

O tarô não é joguinho de diversão. É arte divinatória e requer responsabilidade


O Tarô é uma arte divinatória sensacional, mas, nunca foi extraido dele, o que realmente é sua essÊncia. É um oráculo fantástico, mas, as pessoas abusam tanto, que acabam se cansando dele. Na verdade ele que se cansa dos abusadores, por isso se fecha e chega ao um momento em que não mostra mais nada. E ao contrario do que simplistas, escrevem livros, querendo explicá-lo como um joguinho de cartas que serve pra fazer consultas profissionais, na verdade ele é muito mais do que cartas, pois nos conecta ao inconsciente coletivo e individual. Ele é uma chave pra portais eternos. Nunca estará ultrapassado, pois seus ensinamentos são atemporais... Mas, há um erro grande em se acessá-lo todos os dias, com a metodologia praticamente inútil de "carta diária", ele não é um joguinho de celular, que se paga centavos pra ter uma mensagem todos os dias. É uma arte divinatória, merece respeito e só deve ser acessado, em momentos especiais, e quem não respeita o Tarô, acaba sendo penalizado! Ele não pode ser jogado todos os dias, assim como a Lua não é luminosa todos os dias, o sol não brilha sem nuvens todos os dias e as marés não estão altas todos os dias - Assim como o mar não tá pra peixe toda hora, as ondas não dão pra surfar todo momento e o vento não move moinhos, nosso consciente e inconsciente coletivo não pode ser acessado a nosso bel-prazer! Não temos que colocar nosso destino nas mãos dos arcanos, perguntando a eles a todo momento o que vem o que temos que fazer e o que tá acontecendo... A maior parte das respostas precisam ser buscadas.

No Purin do Templo, o sacerdote, nem sempre tinha resposta, nem sempre o oráculo do templo se iluminava... Não podemos tá investigando as pessoas pelo Tarô, tá prevendo tudo, pois tem regras, são postais muito poderosos e nem todo segredo deve ser buscado pois muitas mentes são verdadeiras caixaa de Pandora...

Desculpem-me os que vivem de consultoria, mas, meu dever é falar das regras oraculares, e como tal, sabemos que prudencia, respeito e outorga são necessariamente inprecindiveis sempre! Aqueles que tem a outorga, linhas ciganas fortes e uma ancestraldiade abençoada por Ifá ou Metatron, até podem acessar um pouco mais, mas, mesmo assim, tudo merece descanso e equilibrio! - Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores