Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Orum: Seguindo a luz, vivenciando o amor e agindo com justiça, retornaremos a Morada de Deus


Céu
Orum e salvação

 Voltaremos pra morada do Pai

É no Orum a origem de todos os seres espirituais existentes. Assim como para os cristãos, o Céu é onde está o trono do Criador.  Reza uma história africana, originária de Ketu, que no início de tudo havia o Orum, o espaço infinito, e lá vivia o deus supremo Olorum. Certo dia, Olorum criou uma imensa massa de água, de onde nasceu o primeiro orixá: Oxalá, o único capaz de dar vida. Olorum mandou Oxalá partir e criar o aiyê, o mundo. Só que Oxalá não fez as oferendas necessárias para a viagem e enfrentou sérios problemas no caminho.

Os Senhores do Destino e a Umbanda Astrológica

O Orum é a região onde encontram-se todos os seres espirituais que não estão encarnados. O Orum também é chamado de mundo espiritual ou universo extra-físico. Palavras de origem Iorubá que significam: AIÊ Terra como plano fiisco onde estão os vivos, ORUM Céu plano espiritual onde habitam os espíritos, inclusive o dos que já morreram e por terem um grau elevado, retornaram pra lá.
O homem possui, além de seu corpo material, um espírito que é a fonte de seus pensamentos e emoções. O espírito é também conhecido por “consciência humana”. Existe ainda uma grande dificuldade da ciência tradicional para explicar a natureza da consciência humana (espírito) e de sua existência após a morte do corpo físico. Na umbanda, por ser uma religião mediúnica, mantém-se contatos habituais com seres espirituais ou consciências que vivem no universo extra-fisico (Orum). Portanto, a existência da vida após a morte, é um dos princípios básicos da umbanda.

No entanto, tanto os médiuns, quanto magos ou iniciados de qualquer grau, não precisam adotar uma postura de vaidade, sentindo-se seres "especiais" ou mais importantes do que aqueles que não tem contato com o sobrenatural. Assim também como os que se acham incompreendidos ou vítimas de preconceitos, por causa dos ataques dos ateus, incrédulos, intolerantes ou materialistas, jamais deverão se sentir inferiores e nem malucos. A verdade é que os enviados e escolhidos apenas servem somente de intermediários, usando seu poder mediúnico inconsciente ou consciente, para que o Sagrado passe suas mensagens aos demais encarnados e que não tem nem dons ou missões espirituais voltadas ao trabalho mediúnico, como também emprestando o corpo físico, para que eles possam se manifestar em nosso universo físico e passarem suas orientações e ensinamentos. Podemos afirmar que dentro de um templo umbandista, também chamado de Terreiro, Tenda ou Núcleo, são os espíritos que comandam os trabalhos. Nós os encarnados, e em especial os médiuns (cavalos) escolhidos, somos meros auxiliares destes seres de luz. Praticamente durante todo o trabalho espiritual, também conhecido como GIRA, são os espíritos que realizam as atividades de atendimento.

O Signos dos Orixás e o Destino

Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores