Total de visualizações de página

A pombagira

quinta-feira, 20 de junho de 2019

A mulher, sexualidade e carma



Muitas culturas veem a mulher apenas como um objeto sexual, outras percebem que ela é mais que isso, mas, em se tratando de relacionamento sexual, quase toda cultura fantasia com muito fetichismo como extrair da mulher o máximo de prazer! Muitas culturas, primitivas e sagradas até, preparavam a mulher, pra momentos de puro extasie que seriam proporcionados por ela a seus parceiros. Muitas bruxas, preparavam suas filhas pra momentos mágicos, onde ela só perderia a virgindade num momento corretamente alinhado a certas forças da natureza. Muitas mulheres de hoje, se bloqueia com preconceitos, superstições e dogmas estigmatizados e nem vivenciam direito sua vida sexual e isso traz grandes transtornos. Ao mesmo tempo que outras extrapolam demais, usam o corpo como um objeto sem valor, ou que tenham apenas o único objetivo de arrecadar valores materiais. Seja como for, a sexualidade mau usada, só traz desarmonia e malefícios ao carma...

Tentar vencer o mal sempre - dentro e fora de nós mesmos



Assim como na história do Éden, todos nós nascemos puros pra depois cair na chama do pecado original e nesse mundo tentar, belo e desafiador da matéria vencer os males que temos dentro de nós mesmos. A Igreja prega que todos nós já nascemos com o pecado original entranhado e pode até ser sim uma herança ancestral, mas, preservamos pelo menos por doze meses essa inocência, e pra alguns especiais, até anos, basta olhar nos olhos de algumas crianças, que poderemos enxergar o brilho reluzente do amor delas, a simplicidade e verdade na íris de seus olhos! Enquanto outras já de pequenina mostra uma pitada de malícia, mesmo ainda nem sabendo falar, mostra-nos um ar sapeca que os próprios pais tentam ignorar, mas, no fundo percebem... São almas diferente. Muitas vem ao mundo pra ser exemplo, outras pra quebrar barreiras e outras pra ser alvo de escândalos...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores