Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Comtemplador das obras de Deus


Nesse instante lembro-me de minha prece matinal e, pleno de emoções, recito:

“Eu sou um Cidadão do Cosmo, em busca da Perfeição
Eu sou uma Centelha vibrante no corpo de Deus diferenciada
Minha Família é a Humanidade Minha Pátria é o Universo Meu Dia é a eternidade Minha Vida é a Luz do Firmamento Eu sou um Cidadão do Cosmo em busca da Perfeição...”

Então, magnetizado pela compreensão de minha divindade, retorno consciente, diante de minha janela, ante a moldura de concreto de minha querida São Paulo, e compreendo porque devo programar o meu dia antes que ele comece... para alcançar o meu Sol, antes que ele se ponha... E praticar a evolução em minha trajetória evolutiva terrena, porque eu sou um cidadão do cosmo em busca da perfeição...

Alargo os meus pensamentos e me vejo viajando no meu querido Planeta a cerca de 29 quilômetros por segundo no trilhos da órbita da Terra sob a gravitação solar... E sinto aumentar meu quase delírio, observando o Sol distante e os planetas ao meu redor, todos sob o comando mágico da gravitação do Sol Central...

Aumento a lupa de minha imaginação e me observo com o Sol e todos os astros do Sistema Solar encadeados ao Braço galáctico do Orião, levado de roldão ao redor do núcleo da nossa Galáxia, a Via Láctea, em um giro sideral de cerca de 230 milhões de anos... O ano galáctico. Minha emoção se mistura com a imensidão sideral de bilhões de estrelas de todas as dimensões, uma profusão colossal de energia, luzes e sons, partículas elementares, matéria bariônica, eletromagnética, gravitacional, energia nuclear, energia e matéria escura, e eu me sinto extasiado ante tanta magnificência...

Continuo minha fantasmagórica viagem sideral adentrando galáxias, bilhões de bilhões delas, no imensurável redemoinho de estrelas, quasares, pulsares, magnetares, imensas nebulosas, até perder-me nos horizontes de eventos dos insólitos buracos negros... A partir daí uma sensação inconcebível me comove, quando percebo a curvatura do espaço/tempo, e sinto, deslumbrado, a grandeza de Deus... Amanhece! A deusa Aurora descerra as cortinas do Leste para mais um retorno triunfal do Sol da Vida, no dia que começa... Nem o contorno de concreto de minha janela, nem a poluição do respiro da megalópole paulistana, ocultam a magnífica visão que se descortina do outro lado, muito além de minha janela...

Sinto-me integrando no deslumbrante cortejo planetário sentado sobre as coordenadas de latitude e longitude geográfica, caminhando à cerca de 1660 quilômetros por hora no giro da Terra ao redor do seu próprio eixo... Uma sensação de força e grandeza me energiza, me encanta e eu me sinto um magnífico viajante telúrico, avaliando quanto nos encontramos, nós humanos, distantes de nossos valores e realidade...

Galáxias, nebulosas e estrelas são praticamente constituídas da mesma matéria prima constituinte do Universo... Até onde a ciência conhece o Universo é constituído de espaço, massa/matéria, energia e, segundo a Teoria Geral da Relatividade de Einstein, a quarta dimensão denominada “tempo”.

Nós seres humanos, como tudo que existe, desde galáxias, nebulosas, estrelas, sistemas planetários etc, somos “farinha do mesmo saco”, usando a afirmação popular para designar o óbvio natural...

A Astronomia, a astrofísica, a física estudam matéria, energia e tempo como os elementos que compõem o Universo em que vivemos...

A Astrologia estuda a existência humana, a partir da constatação de que a “farinha” de que nós humanos somos constituídos é a mesma nas galáxias, nas nebulosas, nas estrelas, a inevitável interação entre o homem e as estrelas... E nós místicos científicos, cientes da inexorabilidade da presença divina em todo esse colossal contexto sideral temos procurado estabelecer os limites entre a Religião e a Ciência...

Não dá mais para ignorar que o homem constituído das mesmas substâncias cósmicas, e que Deus sendo onipresente, Sua substância divina permeia tudo que existe, inclusive você, amado Leitor... A partir daí só resta buscar a relação de interação entre Deus e o Homem, estudando as conseqüências inarredáveis dessa magnífica interação...

Esse é o real ministério do astrólogo científico: promover à luz do Saber, e sob a guarda da Virtude o autoconhecimento do Homem que se há de reconhecer e encontrar em Deus...
No Cúmulo de Galáxias de Centaurus, um dos mais massivos, situado a mais de 100 milhões de anos luz de distância, encontra-se a Galáxia NGC 4603 onde foram detectadas pelo Telescópio Espacial Hubble, mais de 30 cefeidas, estrelas variáveis que tanto têm intrigado os astrônomos.

A Galáxia Espiral NGC 4603 é um colosso sideral com seus magníficos braços espirais é reconhecida como a mais distante entre todas as suas congêneres por conta de abrigar em seu corpo dezenas de cefeídas, estrelas variáveis dotadas de brilho invulgar e difíceis de serem detectadas a grandes distâncias...
Os Buracos Negros são os mais espetaculares fenômenos siderais... Presume-se que são formados a partir do colapso de estrelas supernovas cujo destino será invariavelmente a formação de um Quasar ou um Buraco Negro...
O Buraco Negro, propriamente dito é um corpo sideral formidavelmente massivo dotado de uma força gravitacional tal que nem a luz lhe escapa...

Segundo teorias uniformemente aceitas pela comunidade científica os buracos negros resultam de uma singularidade gravitacional,ou seja, um ponto no espaço-tempo onde a massa e a curvatura do espaço-tempo de um corpo são infinitas... Acrescente-se que quando uma estrela muito massiva esgota o seu combustível indispensável para a combustão nuclear ela colapsa resultando um Buraco Negro... Na fronteira do Buraco Negro encontra-se o Horizonte de Eventos que resulta o caminho sem volta para toda matéria ou energia que o transpor...

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=42093435 http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=41003065 http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=37332803
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores