Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

domingo, 21 de junho de 2009

A Umbanda da Nova Era é uma Religião bipolar



A umbanda divide suas entidades em dois campos energéticos, direita e esquerda. Na direita estão os espíritos de luz, evoluídos, que pregam e realizam o bem. Os mais tradicionais são os caboclos, pretos-velhos e crianças, e recentemente passaram a ser incorporados baianos, boiadeiros e marinheiros. Na esquerda estão os espíritos de má biografia, que operam o "mal necessário". São os exus, pombagiras, ciganas e malandros (cujo representante mais famoso é o Zé Pilintra). O culto dos espíritos de esquerda já foi tratado como religião separada, a quimbanda, mas hoje é abertamente parte da umbanda. De qualquer forma, exus e pombagiras, confundidos com demônios, são os principais alvos dos evangélicos.

Entidades de ambos os lados pedem oferendas (nunca diga "macumba") para realizar seus serviços mágicos. Não há bem e mal nessa hora, e sim crédito com os orixás. Como resume o Pai Raimundo Medeiros: "Meu filho, você merece? Toma. Você deve? Paga".

A umbanda é a crença mais dinâmica, está sempre incorporando novidades. Essas novidades, vêm em algumas ocasiões, por sensacionalilstas e aproveitadores, mas, em outras, são revelações, por mediuns escolhidos, que são totalmente inspirados pelas Divindades, para causar reformas, mudanças e adaptações importantes.

Note-se que a umbanda não tem livro sagrado nem autoridades eclesiásticas. Se um padre seguir o Alcorão, vai se ver com o bispo, mas cada pai-de-santo manda em seu terreiro. Outro traço fundamental é a tolerância. O homossexualismo, por exemplo, não é problema em terreiro algum.

Essa liberdade, no entanto, não pode ser vista como totalmente benefica se as mudanças implantadas, beiram o exageiro, imoralidade ou esquisitices, que desarmonizam as revelações sagradas. Mas, quando vêm pela revelação divina, com intuito de trazer melhor compreensão, ajustes e aprimoramentos, ai sim se tornam beneficas e dignificantes.

Assim mestres e pessoas de boa fé, trabalham pela busca, crescimento espiritual e iluminação. Ai se usam outros conceitos, ritos e tudo visando o melhor. E assim temos na Umbanda, espaço para o uso de oraculos, que não é somente os tradicionalmente usados na trajetoria de Umbanda. Na verdade bom buscador, não confia apenas nas revelações mediunicas, pois, sabemos das investidas de espiritos enganadores. É por isso que o mago, magista busca nos oraculos um apoio para decifrar codigos e misterios necessarios. Então temos espaço para o Tarô, Astrologia, Runas e outras tecnicas, para desvendar o Sagrado por prismas que ajudem a compreender o que se busca saber.

Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores