Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

"Ser do Santo"



A Umbanda assim como a astrologia, o Tarô, numerologia e outros seguimentos, se valeram do boca a boca, da divulgação popular e porque não dizer de ensinamentos ou divulgações banais. Que serviu para não deixar esses seguimentos serem extintos. Mas, se tem o lado bom de não deixar essas tradições cairem no esquecimento, tem o lado ruim da banalização dos ensimanentos bem embasados e prudentes. Além do mais, termos popualres, acabam se confundindo com ensinamentos que realmente interessam aos buscadores.

Nesse processo, muitos termos vão se assimando aos conceitos que realmente importam. E muita confusão acaba sendo gerada. Mas, o papel do pesquisador atento é realmente saber separar o jôio do trigo. Procure saber antes de julgar e saber bem o que significa cada termo.

Um bom exemplo muito divulgado nos meios populares é o que diz que os praticantes de umbanda tem um santo! Mas, você sabe o que é? Ter o santo não esta relacionado ao pai de santo, e sim a ter uma origem divina que é ligado a uma das forças de Deus, por exemplo "teu santo é Ogum", significa que o orixa que lhe rege é ogum que é uma divindade ou uma força de Deus ligado ao sentido da Lei.

Essa origem tem a ver com nossa essência, todos independente de religião tem essa ligação ancestral com uma das sete forças de Deus, se estamos na Umbanda chamamos essa força de Ogum e se estamos na Igreja chamamos essa força de São Jorge ou anjo Gabriel, Miguel e assim por diante! Muda-se o nome mas a força é a mesma.

Então resumindo, quando lhe disserem que "você tem o santo" disseram na verdade que você como todos nós tem uma origem divina ligada a uma força de Deus Fé (Oxala) Amor (oxum) Conhecimento (oxossi) etc. Porém o que ira dizer se alguém tem ou nasceu com uma energia ou propósito ligado a Umbanda, sera o seu amor e se sente no coração que deve adota-la como religião.

Todos nascemos com o propósito de servirmos Deus através da religião que mais nos for afim, se for a Umbanda, seja bem vindo a uma das religiões mais tolerantes e amorosa do mundo, mas se não for na Umbanda e for em outra religião , não importa , pois oque importa é estarmos servindo Deus da melhor maneira possivel e sendo benção na vida dos nossos semelhantes.

Para o adepto do candomblé, somos parte do orixá, mas somos arremedos imperfeitos dos deuses. É preciso ter “fundamento”, e fundamento significa origem, que significa conhecimento dos mistérios e segredos, das fórmulas mágicas, do método “correto” de leitura oracular. Quanto mais cantigas de barracão se souber cantar numa casa, melhor. Quanto mais cantigas de roncó, de quarto-de-santo, se souber cantar, muito melhor ainda. O aprendizado é longo, lento, interminável.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores