Total de visualizações de página

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Astrologia arte divinatória milenar

Astrologia arte divinatória milenar
Astrologia arte divinatória milenar

Nem a ciência e nem  religião podem destruir ou combater a religião - ambas descendem da astrologia

De vez enquanto, me deparo com algum vídeo idiota, do tipo "detonando de vez a astrologia" ou leio pesquisas que apontam que a "astrologia mudou, porque a posição das constelações mudaram", e assim por diante! Bem, a posição do eixo da terra mudou, as galáxias e entrada das estações mudaram um pouco e nós astrólogos sabemos muito bem disso. No entanto, a astrologia é como já escrevi diversas vezes, em sua maior parte, simbologia e interpretação. Ela não é refém da astronomia e é muito mais arte do que ciência exata. A astrologia mistura ciência, arte, magia e simbologia, além de espiritualismo e tudo mais que cada estudiosos queira incorporar, mas, acima de tudo ela é uma arte divinatória. E essa arte usa acima de tudo, simbologia.

Tem muitos astrólogos, em especial os que tem escolas de astrologia, vendem cursos e trabalham pra revistas e sites, que tentam vender uma astrologia moderna, mais calcada na psicologia e tudo mais, querendo descartar antigos métodos e fundamentos milenares da astrologia, alegando que a astrologia de hoje, "faz mais sentido, é mais refinada, mais estudada e mais científica", mas, como eu disse a astrologia se adapta a muita coisa. Trabalha bem com a psicologia, apesar de muitos psicólogos ficarem cheios de dedos sobre isso, da mesma forma que é bem complementada com cabala, angeologia, espiritualidade e com orixás, como eu gosto de trabalhar. Mas, ela continuará sendo filha das tradições esotéricas, da simbologia antiga e ninguém pode dizer que isso ou aquilo é "bobagem e que só o que os astrólogos modernos usam hoje é correto". Muito pelo contrário. A Astrologia, sem os conhecimentos antigos, não seria nada. Se aceitam por exemplo, que um certo planeta rege um signo e casa, e que em aspecto com outro planeta, vai revelar uma certa influência e revelar algum evento, então porque dizer que o astro regente de um ano, ciclo ou dia seria bobagem? Em astrologia, assim como qualquer ciência, tudo é subjetivo. Até mesmo a ciência das academias, não podem provar todas as suas teorias! Até hoje falam muita coisa sobre as teorias de Einstein, sobre a criação do universo ou sobre seu tamanho, mas, ninguém pode comprar nada. Ninguem foi no espaço além da orbita lunar! Então como provar que as imagens de telecópios são reais? Como comprovar que as imagens que a Nasa divulga, não são apenas ilusão de ótica, formadas por alguma força superior que só quer confundir os homens? Os astrofísicos, podem até trabalhar sobre os sistemas e órbitas daqui de nosso sistema solar, mas, como garantir que tudo que eles defendem sobre o resto do universo está correto? Tudo é subjetivo. E na astrologia, assim como na magia, tudo tem um fator maior chamado simbologia e dogma de fé.

Sim, isso mesmo, dogmas, mitos, metáforas, fé, estigmas e conceitos diversos. Da mesma forma que acontece com a religião. Ninguem pode provar que funciona, como ninguém pode provar que não funciona! A Bíblia tá ai com milhões de edições, bilhões de leitores e seguidores, sendo divulgada pra uns como se fosse verdade absoluta, mas, sabemos bem que as coisas não são bem assim! A Bíblia, não caiu zipada do céu, não foi escrita por Deus e nem venham com esse papo, dizendo que ela foi toda inspirada, pra que ninguém possa contestá-la. Sabemos bem que ela foi escrita em épocas diferentes, locais diferentes, por pessoas diferentes e pra propósitos diversos, que a igreja, deu um jeitinho de mesclar tudo pra fazer seu marketing de poder. Mesmo a Torah, que atribuem a Moisés, com seu Pentateuco, sabemos bem que ele não escreveu todo o conteúdo e que no desterro da Babilônia os rabinos corrigiram muita coisa, enquanto complementaram outras, inclusive garimpando lendas e mitos de outras culturas.

E voltado a astrologia, quero apenas explicar, que as constelações, servem apenas de base, tanto pra montagem do horóscopo, como para nos posicionar, quanto a relação dos planetas e casas numa carta natal, mas, que o chamado Zodíaco, é na verdade uma faixa virtual. Com desenhos imaginários, alinhados a mitos, símbolos e até mesmo fantasia. Por isso, mesmo que costumo também enxergar o zodíaco, até mesmo com um sistema orácular ou divinatório. E por isso, não creio em quem pensa que se trabalha com astrologia, apenas aprendendo em escolas e estudando técnicas em manuais. Na verdade, pra ser um bom astrólogo, é preciso ter dons, vocação, afinidade com a busca divinatória e sincronia com temas místicos. Afinal a astrologia, vem sim do misticismo, do ocultismo e tem o a raiz na magia.

Por isso, esqueçam essa bobagem de querer inserir um décimo terceiro signo na faixa zodíacal. Sabemos que há outras dezenas de constelações, que poderíamos inserir num sistema zodíacal. Mas, o número doze não foi escolhido por acaso. Assim como não é contado que o Cristo tinha doze apóstolos ou Jacó tinha doze filhos, também a toa ou por acaso. Há conceitos cabalísticos, espiritualistas e magísticos por tráz disso tudo. Jesus poderia ter escolhido 14 discípulos, 16 ou 19, e assim por diante, mas, foi escolhido apenas doze. Da mesma forma, a roda zodíaco, foi pensada e revelada pelos mestres do astral superior, pra ter 360 graus, divididos por 12 casas de 30 graus. Que são os doze meses existenciais e trinta degraus iniciáticos dos senhores do tempo. Também esqueçam esses argumentos que dizem "derrubar a astrologia". Não nos baseamos na influência direta dos astros e sim na simbologia formada por sua configuração. 

Há até, como na astrologia lunar, quem se baseia nas fases da Lua e a grande maioria se baseia nisso, por ser o astro mais próximo da terra. Assim como se observa as estações do ano, onde eram feitas cerimônias especiais pelos magos e bruxas. Porém, como eu disse, existe todo um conceito por trás, aplicações e finalidades, pra cada estudo. Não somos refém de um simples método, não temos que buscar comprovação disso ou daquilo, pois, além de observar a posição dos astros, há grande importância na sua interpretação. Assim sendo, se diversos astrólogos observarem uma carta astrológica, cada um vai interpretar de uma forma. Não que seja uma bagunça, mas, que uma carta, tem milhares de códigos, que nos apresentam muitas e muitas interpretações, dependendo do olhar de quem a observa. Da mesma forma que ao olhar pro céu, cada pessoa terá um foco. Alguém pode olhar pra uma nuvem e vê um desenho de um cão, mas, um amigo do lado observar e dizer que na verdade ela parece com uma foca. Enfim, essas possibilidades de interpretações, não tiram o valor da astrologia, pois como eu disse, cada código tem seu valor. Um astrólogo pode focar o lado da saúde de um cliente, como sendo mais importante. Enquanto outro, ir direto nas questões sentimentais, sexuais ou profissionais. Por isso, cabe intuição, interação entre cliente e consultor, como também, concentração e preparo.

A medicina também é uma ciência reconhecida, mas, quando mostramos exames a mais de um médico, é muito raro, não haver discordância. Vemos controvérsias sobre temos importantes, quando um diz que isso faz mal e outro diz que não. E o ponto de vista ocorre em todas as áreas. Mas, não é a toa que a astrologia tenha resistido ao tempo, com mais de 6 mil anos, segundo pesquisadores, porque pra mim, a astrologia, existe, desde os primórdios da civilização humana. A astrologia existe desde que o pensamento mágico surgiu na mente do homem.

Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguir por Email

Seguidores

Marcadores

orixás (252) magia (249) espiritualidade (179) astrologia (158) (148) Umbanda (112) amor (109) umbanda astrológica (101) CONCEITOS (96) sexo (94) Umbanda-Astrologica (93) signos (90) religião (76) previsões (70) mulher (66) exu (62) pesquisas (58) conceito (57) 2016 (56) anjos (54) carma (50) comportamento (50) signo (49) astral (48) destino (48) mediunidade (47) candomblé (46) pombagira (46) Cabala (44) rituais (42) UMBANDA ASTROLOGICA (40) Astrofísica (38) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) poder (33) ancestrais (30) arcanos (30) Livro (29) espaço (28) sucesso (28) fé religião (27) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) odus (25) sorte (25) estudos (24) oxum (24) desejo (23) magia sexual (23) Ogum (22) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) deus (22) pombagiras (22) ifá (21) proteção (21) vida (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) orixas (19) sexualidade (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) energia (18) magos (18) oxalá (18) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Iansã (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) brasil (16) sagrado (16) Comportamento na vida (15) ano (15) atriz (15) axé (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) Xangô (14) carma sexual (14) oráculos (14) terra (14) dinheiro (13) magia negra (13) odús (13) vibrações (13) Guias (12) Júpiter (12) Yorimá (12) linhas (12) ritual (12) 12 signos (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) mapa astrológico (11) paixão (11) Estudo (10) Marte (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) conhecimento (10) céu (10) nova era (10) oração (10) planeta (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) OS SENHORES DO DESTINO (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) história (9) numerologia (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) ciclos (8) cães (8) luz (8) mestres (8) oraculo (8) pemba (8) poderes (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Caboclos (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) ciência (7) cosmos (7) dons (7) homem (7) missão (7) obsessão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)