Total de visualizações de página

A pombagira

sábado, 30 de agosto de 2014

Quiromancia: a mão como carta natal ancestral - oráculo sagrado

Sexo, dinheiro e amor - saúde
Leitura das linhas das mãos -  amor, fortuna e sorte

 Quiromancia e revelações de amor, fortuna e sorte

A mão, assim como diversas outras marcas em nosso corpo, revelam nossas características ocultas. Da mesma forma que o mapa natal astrológico de uma pessoa, revela uma fotografia do cosmos no momento do nascimento e revela as características do indivíduo, as linhas da mão também revelam os traços dessa pessoa. E assim como o horóscopo serve pra interpretar o trajeto da vida, por meio de progressões e trânsitos, entre outras técnicas, a mão também vai mudando. Ela pode inclusive revelar sobre carma e espiritualidade. Mostram traços de como a pessoa ama, o que ela espera da vida, o que pode encontrar, o que ela vai buscar, os desejos, o sexo, a saúde e muito mais. No entanto, da mesma forma que a astrologia, Ifá e outros oráculos são complexos e difíceis de interpretar a mão também é. Por isso não basta conhecer as linhas, tem que ter o dom pra interpretar tantas conexões.

Vemos nas ruas, muitas pessoas que podem ser ou não ciganos, oferecendo leituras de mão. Quase sempre são charlatões, até porque a leituras de qualquer oráculo não deve ser oferecido. A busca não pode sequer partir da pessoa que quer consulta, por simples curiosidade e sim por um chamado do destino. Enfim, coerência e prudência sempre!
 A palavra Quiromancia origina-se do grego "Kheiromanteia" e significa : "Kheir" Quiro = mão e "Manteia" Mancia = adivinhação, isto é adivinhação dos segredos através da interpretação das linhas das mãos, que podem revelar o destino das pessoas, pois os antigos sábios acreditavam que nosso Passado, Presente e Futuro, já estavam registrados no formato e linhas de nossas mãos, determinando nosso comportamento e personalidade, sendo Passado, Presente e Futuro apenas diferentes estados de consciência.
A função do Quiromante consiste apenas em mostrar o caminho do pensamento positivo, nunca dizer "faça isso ou aquilo", para não interferir no livre-arbítrio de cada um, em caso de dúvidas, deve-se aconselhar o consulente a seguir a sua consciência e a sua intuição, para que este tome suas próprias decisões. O Quiromante deve ser transcendental e objetivo, deve compreender que cada ser humano é individual e único. Considerando-se que as pessoas são diferentes, não poderá aconselha-las todas de uma única maneira, o que é remédio para um, pode ser veneno para outro. Para tornar-se um bom Quiromante, alem de estudar muito, deve-se desenvolver a sensibilidade e procurar aconselhar as pessoas com responsabilidade.

A Quiromancia foi exaustivamente estudada na Europa da Idade Média, e muitas vezes associada à Astrologia. Enquanto a Astrologia nos informa da influência dos astros em nossas vidas, a Quiromancia procura explicar a influência da mente, manifestada na palma de nossas mãos. Ambas atuando em perfeita harmonia e sincronização. Essas influências ocorreriam no plano do inconsciente, portanto é comum que não as aceitemos imediatamente, porém, a medida em que os segredos nos são revelados, e o inconsciente torna-se consciente, nos convencemos da realidade dos fatos e de determinadas "coincidências". Passamos, então a compreender como essas influências atuam em nossas vidas e que podemos evitá-las ou potencializá-las, se assim o desejarmos. O propósito prático da Quiromancia é ajudar as pessoas em suas vidas a identificar suas potencialidades, suas deficiências e principalmente, fazer a coisa certa no momento certo.

Conta uma antiga lenda que existe no Himalaia uma caverna onde vive um Yogue de mais de 400 anos de idade, que se encontra em estado de meditação (samadhi) e que é portador de um antigo livro, feito com peles das palmas de mãos humanas mumificadas onde pode-se observar perfeitamente suas linhas. Segundo a lenda, este antigo livro tem sido utilizado por monges estudantes da "antiga arte", durante milhares de anos. Atualmente atribui-se aos Ciganos a arte da leitura das mãos. Sabe-se que os Ciganos originam-se do norte da Índia e que emigraram para a região de Tiblisi, no sul da Rússia, dali para a Romênia, de onde se expandiram para o resto do mundo. Desde criança os Ciganos aprendem a ler as mãos. Esse é seu trabalho mais rendoso, pois da previsão do destino nas mãos nascem os feitiços e magias para o amor e os trabalhos para melhorar a vida. Os Ciganos a praticam até hoje em suas Ofisas (Templo Cigano), praças, feiras, etc. A Quiromancia é uma ciência muito antiga, foi muito utilizada no antigo Egito e encontram-se registros desta arte divinatória nos manuscritos Assírios, Egípcios, Chineses e Indianos há mais de 4 mil anos. Teria se originado na Índia, oriunda de uma ciência milenar de caráter racional e lógico chamada de "Palmistry" traduzida como "Quiromancia Védica" e era praticada pelos yogues.

O Conceito de karma é diferente, é uma palavra sânscrita, sua raiz "kri" refere-se ao verbo fazer e significa : "ação, movimento, atividade", portanto nosso futuro será estabelecido pelas nossas atividades atuais e pode ser mudado se mudarmos nossa maneira de atuar em nossas vidas, geralmente conhecido como "lei de causa e efeito". "Guna" significa "natureza" e se refere tanto à natureza macrocósmica universal quanto à natureza individual. Na Guna estão impressos o caráter, a personalidade e o temperamento de cada ser humano, que indicam as tendências particulares de cada indivíduo. A Mão é uma estrutura completa onde se manifestam "Guna" e "Karma", por isso recomenda-se fazer uma análise completa das mãos antes de emitir qualquer opinião.

Cada dedo da mão representa particularmente uma sugestão. O Anular, também chamado de Apolo, significa arte. O dedo Mínimo, ou dedo de Mercúrio, representa ciência. O Indicador, ou dedo de Júpiter, são as honras. O Polegar é o dedo de Vênus e indica a vontade e o amor. O conjunto dos dedos representa os impulsos que se apresentam ao indivíduo. Se a mão não tiver pelos mostra que a pessoa é pouco inclinada a prazeres sexuais. Mão peluda indica que a pessoa tem pouco discernimento, é inconstante mas muito forte.

Se a mão for mediana e fina o espírito é sutil. A mão média, gorda e seca mostra que a pessoa tem dificuldade de aprender. Mão de tamanho médio, gorda e úmida mostra que a pessoa é boa, afável e sensual. As mãos grossas e gordas representam uma pessoa estúpida e robusta. Já se a mão for pequena, caracteriza uma pessoa orgulhosa. Mão pequena e delgada mostra soberba, luxúria e melancolia. Mão pequena, delgada e úmida, mostra que a pessoa é engenhosa e não pré-disposição para más influências. Mão pequena, delgada e seca indica que a pessoa não é honesta, mas é astuta, desconfiada e sonhadora. Alguns aspectos devem ser observados antes de começar a leitura. O primeiro deles é o tamanho da mão. A mão grande é sinal de uma pessoa cordial e amável. Se a mão for grande e fina designa uma pessoa engenhosa e auto-avaliadora. A mão grande e gorda representa uma pessoa que gosta pouco de si mesma, mas também é inclinada à caridade e à liberdade. Se a mão for grande, espessa e rude, a pessoa é melancólica.

Alguns aspectos devem ser observados antes de começar a leitura. O primeiro deles é o tamanho da mão. A mão grande é sinal de uma pessoa cordial e amável. Se a mão for grande e fina designa uma pessoa engenhosa e auto-avaliadora. A mão grande e gorda representa uma pessoa que gosta pouco de si mesma, mas também é inclinada à caridade e à liberdade. Se a mão for grande, espessa e rude, a pessoa é melancólica. Essa técnica surgiu na Índia no ano 4 mil a.C e foi praticada na China, Tibet, Pérsia, Mesopotâmia e Egito. Os antigos sábios acreditavam que o passado, presente e futuro estavam registrados no formato e nas linhas das mãos. A partir dessa leitura, determinava-se o comportamento e personalidade de uma pessoa e o passado, presente e futuro dela. O filósofo grego Aristóteles também fazia a essa leitura e dizia que a mão é o principal órgão do corpo humano e ensinou essa técnica a grandes imperadores antigos, como Alexandre, o Grande. O Imperador Júlio César acreditava ter tanta habilidade para decifrar essas adivinhações que julgava seus homens pela aparência de suas mãos.

A análise do tamanho quirológico mãos, moldar o Monte de Vênus (base do seu polegar) e perfil de qualquer um dos dedos, pode ser muito útil para conhecer o nível de nossa energia sexual e como traduzi-lo em uma paixão, empenho e capacidade de amar, além de ensinar os bloqueios mentais e emocionais que nos impedem de chegar a empatia com os outros e ter relacionamentos satisfatórios.

Diz na Quirología, se o monte d e Vênus é altamente desenvolvido é uma indicação clara de paixão e, por outro lado, se pequena e macia indica uma falta de vitalidade e capacidade sexual, a pessoa pode ter fortes sentimentos de amor e paixão, mas não expressa através do sexo e contato físico. Se você está bem arredondada indica vitalidade, calor, energia e vontade de amar e ser amado.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Livro ‘Mulheres de Axé’ é lançado em inglês em galeria de Nova York

Livro ‘Mulheres de Axé’ é lançado em inglês em galeria de Nova York
Foto: Divulgação
O livro “Mulheres de Axé” será lançado nesta quarta-feira (27), em Nova Iorque, Estados Unidos, com tradução para o inglês. O lançamento faz parte da agenda do Coletivo de Entidades Negras (CEN), que também conta com exibição de documentário e apresentação do afoxé Filhas de Gandhy. A referida publicação, organizada pelo baiano Marcos Rezende, conta a história de mais de 200 ialorixás de Salvador, Região Metropolitana e Recôncavo Baiano. Promovido pelo senador Bill Perkins, pela artista brasileira Silvana Magda e com apoio institucional do Instituto Caribenho da Diáspora Africana e do jornal The Brasilians, o lançamento acontece das 18h30 as 20h30, no segundo andar da galeria The New York Office States Building. Já no sábado, 30, acontece uma exposição com indumentárias tradicionais das ialorixás e dos Orixás. No mesmo evento, será lançado o documentário “Mulheres de Axé”, registro audiovisual do livro.

domingo, 24 de agosto de 2014

Energias astrais da Nova Era sobre as mulheres jovens

Energias astrais da Nova Era sobre as mulheres jovens
Energias astrais da Nova Era sobre as mulheres jovens

Os impulsos das meninas e os desejos sexuais

Geralmente filhas de mães solteiras, tem tendência a imitá-la, até nas escolhas amorosas e sexuais. Grande parte dessas meninas, especialmente hoje em dia, que estão na adolescência, numa Era de Urano em Áries e Netuno em Peixes, calçados por Plutão em Capricórnio e Saturno subindo pro ponto mais alto do zodíaco, mas, ainda no oitavo portal, vemos que a síndrome do "se doar a malandros" está ainda mais forte. Por isso o alto número de gravidez precoces, abandonos, paixões obsessivas e até doenças mentais...

Mas, não se trata apenas das meninas filhas de mães solteiras (apesar de ser mais evidente nelas), de certa forma essa é uma geração onde a anarquia, a falta de paciência e do "fogo no rabo) é predominante. Claro que há as exceções, como em tudo, mas, esse é o arquétipo predominante nessa era aquariana. A liberalidade que Aquário proporciona as pessoas, falta de hierarquia, desrespeito aos pais e aos laços matrimoniais ou mesmo ao simples ato de compromisso no namoro, é tudo parte dessa nova teia cósmica gerada pelo Aguadeiro via Urano. 

Tem claro todos os avanços tecnológicos, o acesso a informação e toda nova roupagem na vida social, mas, a energia de Oxumaré, deixa tudo muito rápido, eletrificado e tudo muda com intensidade, sem muitas vezes acontecer a meditação necessária e a prudência necessária. As pessoas não entenderam ainda que nem todo desejo pode ser saciado sem custos e que nem todo desejo pode ser experimentado sem avaliações. Mas, essa nova geração, especialmente das meninas que estão agora na puberdade, que enfrenta toda eletricidade gerada pelos choques bigbangueanos dos contatos planetários dos astros exteriores, desencadeiam síndromes que poucas meninas conseguem dominar, sanar ou entender. Assim a geração do "quero já e não me importo" tende a agir cada vez mais por impulsos.

As filhas de mães solteiras, assim como todas as outras, tem seu signo próprio, natureza distinta e não seguem um padrão. Ninguém  age de uma forma por ter uma vida semelhante, todos temos o livre-arbítrio e nosso destino talhado pra nós. Mas, o que há de diferente é que além de seu carma pessoal, elas herdam também uma pitada a mais dos complexos da mãe ou irresponsabilidade do pai. Claro que cada caso é um caso, dependendo da forma como tudo aconteceu e das causas. Mas, fatores psicológicos, ambientais, exemplos, vivências e convivências, contam e somam-se ao carma individual. 

A geração das fotos intimas que caem na rede, dos programas, da liberação total em bailes funks ou de qualquer tipo de rave, na verdade, além de ser uma geração que vivência uma fase cósmica altamente voltada a anarquizar, achando que tudo é normal e toda barreira tem que ser quebrada, regras desobedecidas e liberdade das hierarquias, na verdade, foge dos padrões individuais. Ou seja, sempre teremos os que se portam bem, são prudentes e não caem nas tentações do mundo contemporâneo, mas, a maioria abre mão de sua individualidade pra não ficar por fora das loucuras da geração atual. 

No entanto, atentem que os astros geracionais que atuam nos signos reformulando a sociedade, também mexe com signos ligados as pessoas mais experientes. Ou seja, de certa forma mexe não apenas com jovens e filhos, mas, também com os pais, com homens e mulheres mais experientes e já depurados pela vida. Só que de forma diferente, mas, com a mesma intensidade na busca de libertarismo.

E não afeta apenas as meninas como enfatizei, mas, também os garotos, que recebem a energia de outra forma, mas, também intensa. É que as meninas sempre sofrerão mais as consequências, como por exemplo, estupros, filhos pra cuidar e todos os desafios que as mulheres sempre tiveram ao longo da história, mas, que hoje tá bem mais amplificado, com mulheres se tornando chefe de família cada vez mais cedo e fazendo papel de pai e mãe. Em muitos casos, a culpa é do carma. Claro que por outros erros da propria pessoa em outras encarnações, mas, em grande parte, a culpa é de decisões novas, movidas pelos acontecimentos e influências atuais.

As pessoas estão mais propensas a seguirem os desejos que a razão. Mas, qual a razão? Existe um padrão a ser obedecido? Existe! A razão e o padrão é aquele que evite consequências ruins pro próprio indivíduo no futuro. Quando uma mãe alerta a filha por exemplo, a não transar com qualquer, transar sem camisinha ou sequer transar antes do casamento, é porque ela tem experiência de vida e não quer que ela sofra. Ou seja, não é que temos que seguir o padrão dos pais ou da sociedade, mas, seguir um padrão de opções que visam evitar sofrimentos pra nós mesmos.

E qual é o maior risco dessa geração impulsiva? Exatamente a imprudência e possessividade. Os jovens de hoje não são apenas impulsivos, mas, também obsessivos. Ou seja, as pessoas além de querer tudo pra já, querem tudo como se não conseguissem viver sem aquilo. Meninas novinhas tratam as relações como uma questão de vida ou morte. Muitas até se suícidam, passam fome, perdem o sono e adoecem quando se sentem rejeitados por algum indivíduo que elas taxam como "amor de sua vida". A maioria sequer sabem o que é amor e não levam em conta os riscos de uma vida sexual sem limites ou sem compromisso. E esses transtornos sociais, gerados pelos planetas citados acima, formam um poderoso odu, que não é maléfico e sim provador. Uma configuração puxada pelo transformador Oxumaré, impulsionada pelo corretor Exu, entrelaçada pela testadora Pombagira, policiada pelo ceifador Omulú, analisada pela força de Iemanjá e Iansã, executada por Ogum e avaliada por Orumilá.

E quem tem filhos adolescentes em casa saberá muito bem o que se passa, bastando apenas observar. Não pense que sermões de pastores e padres vão resolver os anseios, desejos e libidos desses jovens sedentos por novas sensações. Até porque cada um tem sua ancestralidade e o cristianismo ou judaísmo pertence apenas a um tronco da raça humana, não podendo jamais responder por todos. Há outros e outros troncos, como por exemplo, o africano, o oriental, o europeu, o americano e assim por diante. Não pense que enfiando a Bíblia goela abaixo dos jovens, conseguirá apagar os anseios deles. Cada um tem seu destino e justamente disso que trato em meu livro OS SENHORES DO DESTINO E A COROA ASTROLÓGICA DE ORUMILA.

Axé a todos

CARLINHOS LIMA

sábado, 23 de agosto de 2014

Dúvidas de Umbanda: A iniciação e caminhos dos escolhidos


magia
Fé, magia e iniciação

 A iniciação dos escolhidos

É possível que os médiuns dotados de cobertura espiritual e bem entrosados com os guias e protetores que lhes assistem, possam ser guiados e direcionado (intuídos) por estes (protetores, guias..) a determinados estudos, livros e até mesmo impulsionando os médiuns a proceder com rituais, obrigações, oferendas, obediência a calendários, amacy, banhos de ervas, aprendizado das grafias da lei de pemba ou outros atos que sirvam pra iniciações, inclusive subindo graus iniciáticos? 

Além de ser plenamente possível, sabemos que a grande trajetória de aprendizado, soma de conhecimentos e iniciações, só se darão de verdade, com o auxílio do Astral Superior, através ou por meio dos Ancestrais que nos auxiliam como guias de luz, protetores e também por meio dos signos e códigos sagrados. Vamos lembrar que Matta e Silva foi iniciado por Pai Guiné Mestre Yoshanan) e tudo que o mesmo recebeu e que foi por intermédio da espiritualidade, assim como ocorreu com muitos outros grandes mestres. O mestre Yves por exemplo, o qual escreveu muitos estudos utilizados por mestre Matta, também teve o tempo todo o auxílio nos seus estudos e obras, dos espíritos de luz. Assim como Aleister Crowley e tantos outros. As grandes inspirações, sejam espirituais, artísticas, magísticas ou qualquer tipo de criação, sempre terá uma conexão com uma força superior. Além disso sabemos que nem todo médium terá um iniciador carnal ou mesmo alguém que o oriente. E assim a figura do "Mestre" na vida do médium em muitos casos é dispensável, já que os maiores Mestres que ele terá são seus próprios Mentores Espirituais. 

Mas, saibam que isso não funciona pra todos. Na verdade, tem os enviados especiais, que tem uma coroa, a qual não pode ser tocada ou influenciada por mestres encarnados, assim, essa pessoa já virá com signos e guias que o levarão a uma busca direcionada. Estes serão os reformadores. Porém a grande maioria precisará sim de uma ordem, de um mestre encarnado e muitos precisam além de um mestre, está inseridos numa hierarquia e Ordem Espiritual. 

Grande parte dos médiuns se perdem na busca, justamente por se deparar com mestres ruins, despreparados ou desonestos. Isso é um perigo, por isso, o Brasil que é um dos países mais espiritualizados do mundo, tem tanta confusão e o campo espiritualista perde tantos enviados para o fanatismo religioso que é um braço do patriarcado e do cristianismo. Muitos batem de porta em porta e só encontram enganação, por isso acabam caindo nas garras dos falsos profetas e fracos intérpretes da Bíblia, assim acabam rejeitando sua mediunidade, seus dons e sua missão, para se tornarem "desertores da causa ancestral", ai passam a militar como perseguidores dos espiritualistas, ao invés de cumprir o que vieram fazer nesta vida.

Por isso é um grande risco quando médiuns ainda "verdes", iniciando com a cabeça cheia de turbulências e perguntas sem respostas, encontram um falso mestre ou um fraco mestre, quase sempre imprudente, demagogo e hipócrita. Isso só irá desencaminhá-lo. Assim, uma das principais missão do médium enviado pelo Astral Superior, já começa no dever de saber identificar não só um bom e verdadeiro mestre, como também, ter sucesso em encontrar o seu mestre! Isso mesmo! Quando falo o seu mestre, me refiro que todos nós temos códigos pessoais, signos intransferíveis e missões irrevogáveis, assim quase sempre o que serve pra mim não servirá pra você e vice versa. E é disso que trato no meu primeiro livro OS SENHORES DO DESTINO E A COROA ASTROLÓGICA DE ORUMILÁ,  que você poderá encontrar nas livrarias Cultura e Saraiva.

Como disse Jesus "o espírito é forte, mas, a carne é fraca", mas, por ouvir mais a carne que o espírito, a maioria de nós espiritualistas, acabamos desistindo antes mesmo do meio do caminho. Muitos desistem logo nas primeiras decepções. E por isso é muito importante que cada um de nós conheçamos nossos signos, nossa ancestralidade e nossos odus. Pois a Astrologia é o livro cósmico da vida e o Ifá é o livro ancestral da vida dos humanos que militam as rodas das encarnações. Por isso uma das coisas mais importantes pra um médium espiritualista é não só perguntar e querer respostas prontas e sim estudar incansavelmente. Muita gente quer respostas simples, fáceis e baratas pra suas dúvidas e por isso tão sempre atrás de facilidades. Mas, o mago sabe que a iniciação é a vida e a vida jamais será fácil. 

Muita gente pensa que pode pagar por tudo que precisa. Mas, devem entender que nem tudo se compra com dinheiro. A grande parte do que precisamos, será comprado com suor, sofrimento e lágriamas. Por isso o lema dos magos é "trabalho, correção e dedicação". Só que nessa era de tanta tecnologia, muita gente pensa que tudo vem fácil como num clique! Mero engano. Muitas das coisas, aliás, as mais importantes, só virão com busca intensa e dedicação plena.

Como previu o Apóstolo João, em uma de suas visões "um Dragão está sempre de boca aberta, pra comer o filho recém-nascido da mulher..." o que quer dizer que cada espiritualista e enviado ao mundo, o materialismo e o mal está sempre pronto a devorá-lo. Por isso diz os Evangelhos que muitos preferem o caminho ou a porta mais larga, pois fracassam, desistem fácil. A maioria preferem as teologias de prosperidade, dos cultos barulhentos, mas, sem trabalho e acham que apenas pagando dízimos ou frequentando templos e igrejas, que os pastores resolverão seus problemas sem ter que pensar e trabalhar pra cumprir sua missão. Pras pessoas de hoje, aceitar o Evangelho é apenas aderir uma igreja, pagar dízimos e orar, orar e orar... Porém aderir ao Evangelho é se sacrificar, é imitar o Cristo. E imitar o Cristo não é subir na vida social, enriquecer ou mostrar que o sofrimento passou, mas, como disse Jesus é se doar pelo amor ao Pai. E essa doação tem seu preço pois a vida é a grande iniciação.

Axé a todos

Carlinhos Lima

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Crime e preconceito: mães e filhos de santo são expulsos de favelas por traficantes evangélicos

 
Umbanda - religião
A filha de santo
A filha de santo foi expulsa do Lins porque deixou suas roupas brancas no varal Foto: Urbano Erbiste / Extra
Rafael Soares

Intolerânciareligiosa

A roupa branca no varal era o único indício da religião da filha de santo, que, até 2010, morava no Morro do Amor, no Complexo do Lins. Iniciada no candomblé em 2005, ela logo soube que deveria esconder sua fé: os traficantes da favela, frequentadores de igrejas evangélicas, não toleravam a “macumba”. Terreiros, roupas brancas e adereços que denunciassem a crença já haviam sido proibidos, há pelo menos cinco anos, em todo o morro. Por isso, ela saía da favela rumo a seu terreiro, na Zona Oeste, sempre com roupas comuns. O vestido branco ia na bolsa. Um dia, por descuido, deixou a “roupa de santo” no varal. Na semana seguinte, saía da favela, expulsa pelos bandidos, para não mais voltar.
- Não dava mais para suportar as ameaças. Lá, ser do candomblé é proibido. Não existem mais terreiros e quem pratica a religião, o faz de modo clandestino - conta a filha de santo, que se mudou para a Zona Oeste.
A situação da mulher não é um ponto fora da curva: já há registros na Associação de Proteção dos Amigos e Adeptos do Culto Afro Brasileiro e Espírita de pelo menos 40 pais e mães de santo expulsos de favelas da Zona Norte pelo tráfico. Em alguns locais, como no Lins e na Serrinha, em Madureira, além do fechamento dos terreiros também foi determinada a proibição do uso de colares afro e roupas brancas. De acordo com quatro pais de santo ouvidos pelo EXTRA, que passaram pela situação, o motivo das expulsões é o mesmo: a conversão dos chefes do tráfico a denominações evangélicas.

Mãe de santo teve terreiro fechado na Pavuna pelo
Mãe de santo teve terreiro fechado na Pavuna pelo "exército de Jesus" Foto: Urbano Erbiste / Extra
Atabaques proibidos na Pavuna
A intolerância religiosa não é exclusividade de uma facção criminosa. Distante 13km do Lins e ocupada por um grupo rival, o Parque Colúmbia, na Pavuna, convive com a mesma realidade: a expulsão dos terreiros, acompanhados de perto pelo crescimento de igrejas evangélicas. Desinformada sobre as “regras locais”, uma mãe de santo tentou fundar, ali, seu terreiro. Logo, recebeu a visita do presidente da associação de moradores que a alertou: atabaques e despachos eram proibidos ali.
-Tive que sair fugida, porque tentei permanecer, só com consultas. Eles não gostaram — afirma.
A situação já é do conhecimento de pelo menos um órgão do governo: o Conselho Estadual de Direitos do Negro (Cedine), empossado pelo próprio governador. O presidente do órgão, Roberto dos Santos, admite que já foram encaminhadas denúncias ao Cedine:
- Já temos informações desse tipo. Mas a intolerância armada só pode ser vencida com a chegada do estado a esses locais, com as UPPs.
O deputado estadual Átila Nunes (PSL) fez um pedido formal, na última sexta-feira, para que a Secretaria de Segurança investigue os casos.
- Não se trata de disputa religiosa mas, sim, econômica. Líderes evangélicos não querem perder parte de seus rebanhos para outras religiões, e fazem a cabeça dos bandidos — afirma.
Nas favelas, os ‘guerreiros de Deus’
Fernando Gomes de Freitas, o Fernandinho Guarabu, chefe do tráfico no Morro do Dendê, ostenta, no antebraço direito, a tatuagem com o nome de Jesus Cristo. Pela casa, Bíblias por todos os lados. Já em seus domínios, reina o preconceito: enquanto os muros da favela foram preenchidos por dizeres bíblicos, os dez terreiros que funcionavam no local deixaram de existir.
Guarabu passou a frequentar a Assembleia de Deus Ministério Monte Sinai em 2006 e se converteu. A partir daí, quem andasse de branco pela favela era “convidado a sair”. Os pais de santo que ainda vivem no local não praticam mais a religião.
A situação se repete na Serrinha, ocupada pela mesma facção. No último dia 22, bandidos passaram a madrugada cobrindo imagens de santos nos muros da favela. Sobre a tinta fresca, agora lê-se: “Só Jesus salva”.
O babalaô Ivanir dos Santos, representante da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR), criada justamente após casos de intolerância contra religiões afro-brasileiras em 2006, afirma que os casos serão discutido pelo grupo, que vai pressionar o governo e o Ministério Público para que a segurança do locais seja garantida e os responsáveis pelo ato sejam punidos. “Essas pessoas são criminosas e devem ser punidas. Cercear a fé é crime”, diz o pai de santo.

Mãe de santo: proibida de circular na favela com as
Mãe de santo: proibida de circular na favela com as "roupas do demônio" Foto: Urbano Erbiste / Extra
Lei mais severa
Desde novembro de 2008, a Polícia Civil considera como crimes inafiançáveis invasões a templos e agressões a religiosos de qualquer credo a Lei Caó. A partir de então, passou a vigorar no sistema das delegacias do estado a Lei 7.716/89, que determina que crimes de intolerância religiosa passem a ser respondidos em Varas Criminais e não mais nos Juizados Especiais. Atualmente, o crime não prescreve e a pena vai de um a três anos de detenção.
Filha de santo, que foi expulsa do Lins: ‘Não suportava mais fingir ser o que não era’.
- Me iniciei no candomblé em 2005. A partir de minha iniciação, comecei a ter problemas com os traficantes do Complexo do Lins. Quando cheguei à favela de cabeça raspada, por conta da iniciação, eles viravam o rosto quando eu passava. Com o tempo, as demostrações de intolerância aumentaram. Quando saía da favela vestida de branco, para ir ao terreiro que frequento, eles reclamavam. Um dia, um deles veio até a minha casa e disse que eu estava proibida de circular pela favela com aquelas “roupas do demônio”. As ameaças chegaram ao ponto de proibirem que eu pendurasse as roupas brancas no varal. Se eu desrespeitasse, seria expulsa de lá. No fim de 2010, dei um basta nisso. Não suportava mais fingir ser o que eu não era e saí de lá.
Mãe de santo há 30 anos, expulsa da Pavuna: ‘Disseram que quem mandava ali era o ‘Exército de Jesus”.
- Comprei, em 2009, um terreno no Parque Colúmbia, na Pavuna. No local, não havia nada. Mas eu queria fundar um terreiro ali e comecei a construir. No início, só fazia consulta, jogava búzios e recebia pessoas. Não fazia festas nem sessões. Não andava de branco pelas ruas nem tocava atabaque, para não chamar a atenção. Um dia, o presidente da associação de moradores foi até o local e disse que o tráfico havia ordenado que eu parasse com a “macumba”. Ali, quem mandava na época era a facção de Acari. Já era mais de santo há 30 anos e não acreditei naquilo. Fui até a boca de fumo tentar argumentar. Dei de cara com vários bandidos com fuzis, que disseram que ali quem mandava era o “Exército de Jesus”. Disse que tinha acabado de comprar o terreno e que não iria incomodar ninguém. Dias depois, cheguei ao terreiro e vi uma placa escrito “Vende-se” na porta — eles tomaram o terreno e o puseram a venda. Não podia fazer nada. Vendi o terreno o mais rapidamente possível por R$ 2 mil e fui arrumar outro lugar.

Fonte: http://extra.globo.com/

sábado, 16 de agosto de 2014

Salve Obaluaê! Festa de São Roque reúne fiéis no santuário soteropolitano, no Alto da Federação

Festa de São Roque reúne fiéis no santuário soteropolitano, no Alto da Federação
Foto: Divulgação
A missa festiva em homenagem a São Roque reúne fiéis e turista às 15h deste sábado (16), no Santuário de São Lázaro e São Roque, no Alto da Federação. Os festejos se estendem durante todo o dia e vão até segunda-feira (18). Padroeiro dos enfermos, São Roque é, no sincretismo religioso com o candomblé, Obaluaê. No dia dedicado a ele, pessoas que pedem a cura para doenças ou que agradecem ao santo por graças alcançadas participam dos festejos. Após a missa festiva, uma procissão sairá do santuário até o Campo Santo, fazendo o caminho de volta em seguida. O cerimonial religioso será conduzido pelo padre Cristóvão Przucihockin e pelo bispo auxiliar dom Marco Eugênio. Em homenagem a Obaluaê, baianas oferecem banho de pipoca e de folhas. Com informações do jornal A Tarde.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Axé a Grande Sacerdotisa! Mãe Stella de Oxóssi será homenageada em Festival Literário na BA

Flica 2041

Liderança de destaque no Candomblé, escritora Ialorixá de 89 anos, é a primeira Mãe de Santo a ocupar cadeira em uma Academia de Letras do Brasil
Este ano, além do Flica, ela foi homenageada com o livro “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela!”
Este ano, além do Flica, ela foi homenageada com o livro “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela!”
 
Divulgação/Seppir/PR
A autora Maria Stella de Azevedo Santos, a conhecida Mãe Stella de Oxóssi, será a primeira homenageada de um Festival Literário de Cachoeira (Flica 2014), no recôncavo da Bahia. Mãe de Santo, enfermeira, escritora, Mãe Stella foi a primeira Ialorixá a ocupar cadeira em uma Academia de Letras do Brasil. Em sua quarta edição, o evento neste ano ocorre entre os dias 29 de outubro e 2 de novembro, com debates, programação musical, infantil e pockets shows.
Na página eletrônica do Festival e nas redes sociais Twitter (@flicaoficial) e Facebook (FlicaOficial) podem ser conferidos os detalhes do evento, que terá três espaços: no Claustro do Carmo ocorrerão as mesas e encontros com autores; a Fliquinha (programação infantil) acontece no novo cinema, o Cine-Teatro Cachoeirano; e a Praça da Aclamação recebe a programação musical.
Uma das novidades deste ano é que o Flica passa a homenagear um autor e a primeira será Mãe Stella, liderança de destaque no Candomblé baiano e nacional. Com legado inestimável, a líder religiosa é referência nas ações de valorização das tradições de matriz africana. Mãe Stella é colunista do Jornal A Tarde da Bahia, e autora dos livros “E Daí Aconteceu o Encanto” (em parceria com Cléo Martins), “Meu Tempo é Agora”, “Òsósi – O Caçador de Alegrias”, “Owé”, “Epé Laiyé - terra viva”, “Ofún”, e “Opinião – artigos publicados em A Tarde”.
Na Academia de Letras da Bahia, a líder religiosa ocupa a cadeira 33, cujo patrono é Castro Alves. Devido às inestimáveis contribuições acadêmicas e culturais, a Ialorixá recebeu ainda o título de Doutora Honoris Causa da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em 2009.
Este ano, além do Flica, ela foi homenageada com o livro “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela!”, obra organizada pelo escritor Marcos Santana. Conforme destaca a sinopse, a publicação resgata o perfil biográfico e traz um resgate histórico e cultural por meio de poesias, depoimentos, resenhas e análises de produções intelectuais da Ialorixá, feitas por autores como Edivaldo Boaventura, Muniz Sodré, Antônio Olinto, Jorge Amado, Fernando Coelho, Padre Arnaldo Lima, Dorival Caymmi, Jorge Portugal, Menininha do Gantois, Detinha de Xangô, Marco Santana e da própria Mãe de Santo.
Mãe Stella
Nascida no dia 2 de maio de 1925, em Salvador (BA), Mãe Stella foi iniciada no Candomblé aos 14 anos, por Mãe Senhora. Em 1976, foi escolhida para assumir a liderança do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, no qual permanece. A casa fica no bairro de São Gonçalo do Retiro, na capital baiana. Com formação em enfermagem pela Escola de Enfermagem e Saúde Pública da Universidade Federal da Bahia, a Ialorixá chegou a exercer também essa profissão por 30 anos.
Fonte:
Secretaria de Políticas Públicas de Igualdade Racial

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Fé e espiritualidade: Gisele Bündchen medita em foto e diz que vai fazer três dias de silêncio

Top, que é praticante da ioga e simpatizante do budismo, revelou aos fãs no Instagram: 'Aqui vamos nós... Três dias de silêncio.'


Gisele Bündchen contou a seus seguidores do Instagram que vai fazer um voto de silêncio de três dias, nesta segunda-feira, 4. A top, que é praticante da ioga e simpatizante do budismo - que prega o voto -, postou uma foto onde aparece meditando ao lado de uma amiga, a modelo Kiara Kabukuru, de Uganda, e escreveu: "Aqui vamos nós... Três dias de silêncio."
Neste domingo, 3, Gisele passou o dia juntinho com o marido, Tom Brady, que comemorou seu aniversário na data. Ela completou 34 anos há 15 dias. A top está de férias desde o meio do mês, quando viajou para a Costa Rica, onde tem casa. Ela tem aproveitado em meio à natureza.
Fé e espiritualidade: Gisele Bündchen medita em foto e diz que vai fazer três dias de silêncio
Fé e espiritualidade: Gisele Bündchen medita em foto e diz que vai fazer três dias de silêncio

Kiara Kabukuru e Gisele Bundchen (Foto: Instagram/Reprodução)

domingo, 3 de agosto de 2014

Energias desequilibradas, vida sem harmonia e sossego

Energias desequilibradas, vida sem harmonia e sossêgo
Energias desequilibradas, vida sem harmonia e sossego

Seus problemas sexuais, de saúde, amorosos, espirituais e até financeiros, pode está ligado a um campo magnético em desequilíbrio

A sociedade moderna, vive momentos de extremos desafios, espirituais e psicológicos. E sem falar na parte física, que tem hoje uma sociedade doente, sofrendo males das mais variadas formas, desde problemas com o peso a doenças que se tornam cada vez mais cronicas. Mesmo com os avanços da ciência, que tem sido grande e com a luta de muitos guerreiros enviados pelo astral, pra manter a ordem e o bem estar, podemos perceber que a humanidade está doente. Pela má alimentação, correria do dia a dia, stress causado pela caos social, violência e má gestão pública, e assim por diante. Continue lendo aqui...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores