Total de visualizações de página

A pombagira

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Portais existênciais, ciclos, vida e dimensões

A física quântica, acredita em uma espécie de 'telinhas ou película" enroladas, que separam as dimensões, num processo tão fino que teríamos muitas dessas dimensões. Bem, por isso, nós espiritualistas, acreditamos que nós entramos e saímos do mundo através de portais. Transportados energeticamente de uma dimensão a outra por caminhos bem traçados por uma força superior.

Na verdade não sabemos como saímos desta vida, pois não podemos enxergar o espírito, sabemos apenas que colocamos o corpo num caixão e enterramos ou queimamos a matéria, mas o espírito, não sabemos como sai e nem pra onde vai. Mas, sabemos que entramos no mundo, através de uma espécie de portal sagrado, que é o útero, passando pelo túnel vaginal até dá de cara com este mundo desafiador.

Certa fez num de seus ensinamentos, vimos que foi citado pelo Cristo a escolha do homem entre portões largos ou estreitos, ou caminhos largos ou estreitos... Enfim, mais ou menos por ai. Em se tratando de zodíaco, também costumo observar e enxergar cada casa zodiacal como um portal que se abre a uma infinidade de metas e possibilidades.

Por exemplo, alguém que nasce com o Sol no signo de Sagitário, temos o portal sagrado da filosofia para que seu espírito se desenvolva neste mundo. E mirando os olhos para o Ascendente, podemos observar qual é o portal que esse espírito vai se apresentar ao mundo. Pode ser alguém que vivencia essa filosofia amplamente, ou vivenciará apenas em seu interior. Enfim cada indivíduo tem seu código pessoal e único.

Temos ainda o portal do amor, da saúde, das dádivas divinas, do carma, das metas e de muitas outras coisas. Pra cada uma pessoa encarnada, teremos aqueles que tem portais bem iluminados e rumo ao sucesso, enquanto outros só vão se deparar com escuridão e desafios pesados.

Mas, o Deus Criador não quer o bem pra todos? Sim, mas, depende da bagagem espiritual, cármica e ancestral de cada um... Por isso uns tem portais de sucesso e outros apenas de provações...

Axé a todos.

Carlinhos Lima.
 O homem sempre observou o céu, adorou a magia, contemplou os astros e tentou se conectar a natureza. Porém, as mulheres sempre tiveram maior interesse, se doaram mais e conseguiram sempre maior acesso e sensibilidade espiritual. As sacerdotisas celtas por exemplo, sempre souberam se conectar ao seu meio, respeitar a natureza e compreender as energias atuantes sobre elas mesmas. Tanto pela fina mediunidade, como também pela sua boa conectividade com o meio onde viviam...

 Os astros nos apontam direções, tanto físicas, onde devemos morar ou nos sentimos melhor, como também nos aponta como melhor deveríamos usar nossa força psíquica e espiritual. Em algumas pessoas por exemplo, astros bem alinhado ao norte, mostram que ela tem muita força vinda da natureza, que as montanhas lhe recarregam o espírito, que o polo magnético da Terra lhe ativam os chacras e que ela precisa sempre cuidar do meio ambiente. Enquanto outras que os astros apontam a uma determinada região, ao observar bem ela vai sentir em que direção ela vai se dar melhor ou se ficar onde está é mesmo o mais indicado. Os astros podem até apontar de onde vem seu amor, pra onde correr pra procurar ou de onde não deveria vir envolvimentos...
 Nós seres humanos, somos além de físicos e espirituais, muito emocionais também. O lado psíquico mexe com toda estrutura de nosso ser. Por isso que as paixões, desejos e sensações de prazer mexem com toda nossa harmonia de alma. Os desejos provocam sensações, frio e calor, pavor, nervoso e energias fortes tomam nossa alma. Isso porque os sentimentos agem fortemente sobre nosso ser. Por isso, que ao se envolver, transar e se doar a pessoas de baixo astral, todo nosso ser fica comprometido, muitas vezes sujo e com energias que nos enfraquece. Uma menina que tenha mediunidade por exemplo, ao transar com um drogado, assassino, pedófilo ou feiticeiro, fica com sua áurea obscurecida... Enquanto aquela que transa com seu amor de verdade e tem o conforto e carinho sinceros dessa pessoa amada, sua alma e até seus olhos brilham com seu corpo sentido a sensação de prazer total!

 Muita gente, (algumas até irônicas ou iradas), ficam perguntando de que forma uma iniciação sexual atrapalha sua vida sentimental e dificulta o encontro com sua alma gêmea. Bem não vou aprofundar muito no tema, pois estou elaborando um trabalho sobre o tema. Mas, saibam que nossa vida é toda codificada, desde o DNA, que deu muito trabalho pros cientistas compreenderem o genoma, ao nosso espírito, que tem vários corpos, conexão com vários chacras e níveis de vibrações atuantes. Enfim, como disse o Anjo a João, "no livro da vida está escrito..." ou seja, tudo sobre nós está escrito como deveria ser, ao tempo em que vamos escrevendo uma nova ordem de roteiro, a escrita vai revelando erros no trajeto que deveríamos desempenhar! Mas, não somos livres pra escolher? Não! Não com a liberdade que alguns sugerem! Na verdade somos livres pra escolher sobre o que é melhor ou pior pra nós, sobre aquilo que nos é dado, conforme vontade e desígnios de Deus. Apenas temos a liberdade de sermos obedientes ou não...

 Muita gente pensa que tudo em sua vida é definido apenas pelos orixás de cabeça. Porém como sempre deixei claro, os orixás todos atuam sobre nós, cada um com graus e importâncias diferentes, e regências de cada uma das áreas de nossa vida.

Por exemplo: Uma mulher que tem Oxum de frente, terá consequentemente Odudua como orixá de criatividade, prazer, amor e conquistas amorosas. Pois bem, vai depender então de como esta linha está em todas as conectividades, pra sabermos se esta é ou não privilegiada em beleza, atração e carisma. Ai entra um monte de fatores, que podem ser alencados a este indicado por Odudua, como por exemplo, o tipo de sexo que a pessoa curte, se tem fetiche, como sente prazer na cama, qual tamanho é sua preferência, se tem um órgão sexual avantajado e como libera seu amor. Pois se Odudua é orixá do prazer, as conectividades com Exu, pombagira, Iemanjá e outros orixás de procriação e sexo, vão mostrar todas essas características. E quem tem uma boa colocação, vai ser mais encantadora, inesquecível e ter mais prazer com uma linha do prazer bem harmônica e iluminada.

Animais no altar: o pelicano


O pelicano, pássaro comparável ao cisne e não existe no Brasil, figura tantíssimas vezes nos ornamentos da Cruz, do Tabernáculo, do Altar, das tampas ou pés dos vasos sagrados. Seu primeiro símbolo se prende à lenda de que o macho, ao encontrar no ninho os filhotes mortos por uma cobra, chora-os durante três dias com grunhidos dolorosos, depois abre o peito e derrama seu sangue por sobre os filhotes mortos que, ao serem embebecidos no sangue quente do pai, revivem. Com esse significado, o pelicano aparece sobre uma árvore (a árvore da vida) ou no alto da cruz, por cima do letreiro "INRI". A serpente assassina é o diabo; os filhotes são a humanidade; o sangue derramado é o de Cristo na Cruz, ninho do nascimento da comunidade. Pelo sangue de Cristo os mortos revivem.

Como vemos, não é só na Umbanda, Candomblé e cultos africanistas como um todo que usa-se simbologias, mitos e animais. Em toda história cristã ou qualquer outra religião, se forem pesquisar a fundo, vão achar esse tipo de simbologia. Assim como nos cultos dos orixás, também temos pássaros, arvores sagradas e elementos.

Pombagiras: sexualidade, missão, conversão e o carma


O Evangelho de Mateus no conta como Maria Madalena é a primeira pessoa a ver Jesus ressuscitado. Ora, Madalena tinha sido prostituta. Convertera-se e seguira Jesus na paixão e esteve presente na morte (Mt 27,56) e no sepultamento de Jesus (Mt 27,61). Madalena é o símbolo de toda pessoa tocada pela graça do Senhor. Perdoada, não volta a pecar. Agradecida, segue a Jesus em todos os passos, inclusive no sofrimento. Revestida de esperança, mesmo sem compreender como, encontra o ressuscitado. A ressurreição é a grande prova da divindade de Jesus. Embora pecadora, a pessoa humana tem acesso a esta prova fundamental. Nós somos Madalenas "prostrados diante de Jesus ressuscitado" (Mt 28,9). Prostrados diante de Jesus, para dizer que cremos nele, em sua origem divina, em sua palavra capaz de dar a vida, em seu destino agora inseparável do nosso: a glória.

Da mesma forma, a Senhora Bombogira ou Pombagira, nos terreiros, segue os passos de seu destino que a conduz a uma redenção e recuperação de suas filhas. Ela não é desprezada por Ogum que a compreende, nem tão pouco por Orunmilá, Oxalá, Oxum ou Iemanjá. Ou seja, ela não é uma rebelde sem causa, mas, uma enviada, que faz através de sua sina, sua missão, importantíssima. O trabalho, tanto pela sexualidade equilibrada, a emancipação da mulher e a procriação pela sobrevivência.

Quando uma mulher ouve a seguinte afirmação "você tem Pomba-gira', fica toda espantada, chocada e se benze muitas vezes. Isso porque muitos tomam essa entidade como maldição, quando na verdade ela é apenas um guia importante, poderoso e muito necessária. Toda mulher tem pombagira, toda pessoa tem exu. Mas, nem todo mundo tem essas entidades ativas, algumas, talvez a maioria são passivas. Pois tudo depende do carma e das encarnações de cada um. E pombagira não é só entidade de mulher, mas, muitos homens tem uma pombagira mais forte do que seu exu. Assim como mulher não tem apenas pombagira, mas, tem também exu. Algumas, tem um exu mais forte e por isso há identificações e variações de genero. Enfim são segredos ocultos que cada um deve buscar compreender, pois cada caso é um caso. Cada um tem seu ori, cada um tem seu bará, e cada um teu seu caminho e odus.

Maria Madela, foi mais uma na vibração cósmica de Bombogira. Ou Pombagira, foi mais uma na linha cósmica da sexualidade sagrada...

Axé a todos!

Carlinhos Lima.

Magia, energia e movimento - cosmologia



A água utiliza a energia do sol para evaporar. As moléculas de água devem absorver uma grande quantidade de energia com a finalidade de poder extrair a água que se encontra seja numa superficie liquida seja aquela que se encontra sob a forma de vapor d'água na atmosfera. Esta energia é em seguida liberada quando o vapor se condensa e retorna ao estado líquido. A energia presente no vapor d'água teve tempo de percorrer, às vezes, grandes distâncias, antes de ser reliberada na formação das nuvens (condensação) e na precipitação (chuva, neve, etc.).

Como vemos, a magia, o movimento da energia e a força da tarnsformação é uma constante no cosmos. Nesse movimento vibram, viajam e comandam nossos sagrados orixás. Como no caso da chuva, o soberano Senhor Oxumaré, no relâmpago Iansã e no trovão Xangô...

Axé a todos!

Carlinhos Lima.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores