Total de visualizações de página

sábado, 12 de novembro de 2016

Orixás, signos e personalidade - a herança ancestral e os caminhos de cada um

Orixás, signos e personalidade - a herança ancestral e os caminhos de cada um
As lindas filhas dos orixás

Viva sua força ancestral com sabedoria e controle os instintos

O nosso comportamento, depende muito de determinados fatores, como por exemplo, o nosso DNA. Uma pessoa que tenha um corpo atlético por exemplo, de alguma forma vai se direcionar a atos que tenham haver com o uso da força física. Antigamente, logo seria convocado pelo exercito, especialmente em tempos de guerra, há séculos atrás. Mulheres que nascem lindas, exuberantes e atraentes, terão caminhos voltados ao uso dessa beleza de alguma forma. E entram também o fator escolha ou livre-arbítrio, pois tem pessoas que querem seguir os instintos e outras não. Sim, instintos, outro fator importante que moldará não só nosso ser, como também nossa vida. 

Uma pessoa por exemplo, que segue seus instintos de inclinados a gula, de certa forma, mesmo  tendo nascido com uma genética privilegiada, irá influir em seu corpo, podendo mesmo até gerar doenças. Então, nascemos com predestinações, com um corpo moldado pra que cumpramos nossa missão de vida, um cerebro pra guiar esse corpo e processar, tanto informações conscientes, quanto inconscientes. E acima de tudo isso, forças que regem as leias da natureza, do universo e da espiritualidade. Uma pessoa que nasce num clã voltado a lutas por exemplo, terá sua vida, impregnada dessa realidade de combate, assim ao nascer fraco e sem porte pra ser um grande lutador, tanto não será aproveitado pela família nisso de luta, quanto também, poderá se sentir mal com isso. O que quero dizer é que nascemos com um destino individual, mas, ao mesmo tempo, inseridos num destino coletivo. Assim, que consegue encaixar-se com perfeição nesses dois eixos, serão mais facilmente pessoas de sucesso.

No que se refere a amor e sexo, por exemplo, é comum, as pessoas escolherem errado, desde os primeiros instantes que se iniciam nesses caminhos. E pior, continuam errando ao longo da vida inteira. Assim, tem meninas lindas que nascem pra ser "rainhas", mas, ao ser abusadas precocemente, perdem o rumo, a postura e a clareza de pensamento. Pois mesmo quando se libertam desse tempo de abusos, vão e escolhem parceiros que não lhe darão amor, só mais mágoas e decepções. Mas, não é dedo pobre como dizem. A verdade, é que ao agirem sempre pelos instintos, que de tal forma foi estimulado no início por pessoas ruins, cria-se um inconsciente voltado sempre aos instintos mais sombrios. A pessoa passa a seguir desejos mais destrutivos da alma. Ela consegue apagar a própria luz interior. 

Ao tratar-se de orixás, por exemplo, costuma-se interpretar errado a forma como o orixá influenciam esses arquétipos das pessoas. Costumam dizer que filhas de Iansã costumam ser assim ou assado, que filhas de Iemanjá são dedicadas a isso ou aquilo. Porém, não é o orixá específicamente que fazem as pessoas ser de um determinado modo. A verdade é que já nascemos predispostos a ser de uma determinada maneira, e viemos na vibração cósmica de determinados orixás, signos e odus, para aprenderemos lidar com isso. Para nos polir e para atingir o lado de elevação dessas forças. Acontece que nem todo mundo ou a maioria, não resiste aos encantos do lado mais sombrio, que se mostre sempre mais fácil. 

Se uma mulher tem por exemplo, uma tendência a ser viciada em sexo, seu orixá, não quer privá-la das delícias dessa atividade, mas, quer desse indivíduo, que faça isso, com respeito a si mesmo e acima de tudo a sua alma. E tanto homens quanto mulheres, tendem a seguir mais seus desejos que as razões da prudência. Quando uma mulher que tem uma pombagira forte, por exemplo, decide se tornar uma atriz pornô, ela está seguindo na verdade, uma série de padrões ocultos, não somente seus instintos pelos desejos sexuais, mas, também desejos financeiros, busca de fama, de uma vida confortável e de saciar seu ego. Pois em geral, são mulheres lindas, que seriam boas esposas, companheiras e boas mães. No entanto, a vida comum, não as atrai tanto quanto uma vida de curtição, prazer e suposta liberdade. Mas, uma atriz pornô, não pode ser tudo isso no futuro? Sim poderá se tornar mãe, esposa e buscar viver uma vida tida como "normal". Muitas vivem hoje um "pós-pornô", mas, não será a mesma coisa! Aquela menininha que foi criada pra ser a mulher linda da casa, que daria netos aos seus  pais e seria uma pessoa da família dentro dos padrões de seu clã e ancestrais, não é mais a mesma! Uma mulher que transou com incontáveis homens, que vivenciou o mundo da prostituição, percebeu o lado mais sombrio de sua pombagira e orixás, ou anjos, que eles na verdade, tinham a missão de evitar! Mas, espera ai. Sexo é tão ruim assim ou ser uma profissional do sexo é tão decadente? Depende muito de alguns fatores - especialmente o carma e missão espiritual de cada pessoa. Mas, se o sexo toca a consciência tão profundamente e seus tabus são tão difíceis de caírem, é porque há nele uma força maior do que se pensa. E sexo, jamais será maldito ou proibido da forma como religiões patriarcais divulgaram, mas, também a libertinagem, luxuria e anarquia sexual, também, não são tão acessíveis da forma que os liberalistas divulgam. A um caminho pra cada um. A prostituição pode acabar mal, como já acabou pra muitas que até se suicidaram ou tiveram sérias doenças.

Mas, isso é da vida, dirão muitas pessoas, apontando riscos e tabus em muitas outras formas, de vivenciar os instintos. E com este argumento muitos se matam no caminho nefasto das drogas, que injustificável bilhões se utilizam no mundo, matando a alma e patrocinando o mundo sombrio de Satanás. Drogas é uma ilusão de Satã, para pessoas que acham que minutos de êxtase, vão preencher seu vazio existencial, mas, na verdade só tornarão um pequeno poço de incompreensão e tédio, num buraco negro de destruição.

E da mesma forma homens que tenham um Exu forte, companhia de Eguns poderosos, kyumbas ou outras forças do próprio ser, como por exemplo, uma coroa sensível, terão sérios prejuízos a adentrar ao mundo das bebidas alcoólicas sem freio, das drogas e da luxuria. E quando eu falo aqui nisso tudo, não confundam com o falso puritanismo e intolerância das igrejas, na verdade, estou me referindo ao exagero, especialmente de quem tem restrições. Pois é muito comum, em especial, pessoas que viveram com mediunidade pra cumprir alguma missão, serem as primeiras a se desencaminhar. Pois o mal foca justamente nelas, pra que não cumpram nada.

E assim, os estúdios de filmes eróticos estão cheios de homens e mulheres que não deveriam está lá e que no fundo sentem algo latejando, mas, que sufocam as mensagens da própria intuição, com os desejos e luxuria. Estão cheio hoje e mulheres lindas nas esquinas das grandes cidades, transando com todo tipo de homem que só lhe trazem energias ruins. Mulheres que enchem a cara nas universidades e usam drogas, sexo banal e relações perigosas, quando na verdade, vieram pra cumprir missões importantes. Também homens e mulheres que estão nos morros, cumprindo tarefas pro tráfico, quando deveriam está cumprindo uma missão por seus ancestrais. Como também mulheres adulterando com qualquer tipinho, quando deveriam está sendo um ponto forte de sua ancestralidade na família.

Sexo é bom e os orixás o estimulam. Sem as amarras da igreja, mas, apesar de parecer contraditório, o que eles querem ao mesmo tempo é que sejam conscientes. Prazer com segurança, amor, com respeito a si mesmo, sexo com conexão e não com escravidão dos instintos. E tem pessoas que vieram pra se prostituir, até pra pagar um carma. Muitas vezes até vieram pra ser pessoas adúlteras, pra pagar uma dívida de vidas passadas, mas, a partir do momento que você sente que isso tá roubando suas energias e prejudicando seu ser, é alguma mensagem dos ancestrais pra que você pare. Além disso, as pessoas confundem transar com quem tem afinidade, com transar com qualquer um. Tem mulheres que bastam ouvir um poema, elogios e ser rodeada, logo vai baixando a calcinha, como que com ego inflamado, acha que é uma grande conquistadora. Assim como homens que acham que só somar o número de mulheres que leva pra cama, são troféus. E na verdade, apenas pensam seu carma. Por isso, a maior parte de homens galinhas, não amam e não são amados.

Outra coisa importante, que as mulheres precisam saber. Saibam que tem muitos homens que usam magias pra que seu magnetismo, leve a eles, muitas amantes. Em geral, eles pegam mulheres frágeis que saem de relacionamentos ruins ou virgens que se sentem mal amadas e inexperientes. E um segredo importante, o sofrimento de uma mulher abandonada, só serve de mais energia pra esses conquistadores pegarem a próxima. Quanto mais um homem tem mulheres sofrendo de amor ou o que elas acham que é amor, mas, é apenas obsessão, mais ele conquista. É uma corrente, que só quebrará, quando elas vão acordando e sendo libertadas. Saiba que quando mais você sofre por um cafajeste, mas, ele tem poder de fazer novas vítimas.

A verdade, é que temos que tentar entender nossa natureza, não nos guiar por dogmas religiosos e filosofias manipuladoras. Temos que curtir sim as delícias do sexo, nos vestir como nos sentimos bem e sermos originais. As filhas de Oxum por exemplo são amantes excelentes, mulheres deliciosas na cama e parceiras magníficas. São exuberantes por natureza e sábias, com alto grau de intuitividade. Assim como também filhas de Iansã tem fortes impulsos sexuais, coragem e força. Como também as lindas filhas de Iemanjá, Ewá, Obá ou Nanã. Mas, o que deve ser evitado é que se tornem presas fáceis, objetos nas mãos dos aproveitadores e canalhas. Que sejam originais sim, procurem sentir seus dons, seus talentos e que utilizem-se de sua beleza natural, mas, sem cair moralmente e nem eticamente.

Tem muita gente que é encrenqueira por natureza, por exemplo. Acho que quase todo mundo conhece aquele tipo de mulher que não liga de se relacionar com homens comprometidos, casados, noivos, namorados de outras e por ai vai. Assim também como tem aquele que fica sempre de olho no cargo do próximo, que tomar seu lugar, derrotá-lo politicamente, muitas vezes por birra e por inveja mesmo. Tem pessoas que nasceram pra disputas. E esse é um trama recorrente em terreiros de cultos afro-brasileiros. E uma coisa pra você buscador de primeira ou de viagem de vida toda, tome cuidado, respeite bem seus limites, os outros e seus protetores, assim não terá problema. Não dê ouvidos a pais de santo idiotas que ficam te jogando contra seu vizinho pra ganhar sua grana com feitiços, jogando você contra 'deus e o mundo', pois na hora de você se ferrar, todos te abandonam. Lembre-se bem do ditado popular: "não cutucar onça com vara curta"!

Quem não passou ou pelo menos não conhece alguém que perdeu o marido ou a esposa pra outro que trabalho incessantemente pra tomar de você? Quem não se deparou com pessoas que maquinam o tempo todo pra te passar a perna e ficar com seu emprego e seu espaço? Pois é! O mundo tá cheio! Mas, felizmente, não são todos, pois sabemos bem, que ainda há pessoas de bom caráter e éticos que só querem vencer por méritos. Mas, como a musica que diz que "um elefante incomoda muita gente, dois elefantes, incomodam, incomodam, incomodam muito mais...", ou seja, as vezes, além de um invejoso que já nos torra a paciência, aparecem outros, pra apoiá-lo e pra tentar nos ferrar mais. É por isso que devemos está sempre espertos, preparados espiritual e psicologicamente. Não dá margem pro azar e tá de corpo fechado.

Entre os orixás, Obá, tem uma vibração que sempre gera filhos desses meio encrenqueiros, que encrencam principalmente com as filhas de Oxum, mas, claro, nem todos os filhos desse orixá são assim, apenas os que ainda não alinharam seu axé e está negativos. Na verdade são pessoas maravilhosas, que se prestam a servir, mas, o problemas é que são muito finos, se afinam facilmente e quando querem um objetivo, fazem tudo, até mesmo se prejudicarem pra prejudicar quem tá lhe atrapalhando ainda mais. Portanto, rezem pra não terem uma filha ou filho de Obá como inimigos...

 Independente de nossas opções sexuais, todos nós temos a nossa sexualidade. E todos nós temos a energia física, mental e espiritual, também direcionada, a essa área. Mas, atualmente virou moda, talvez por causa de uma calúnia que lançaram ao M. Jaskson, de se dizer "assexuado", pra mim isso tudo é balela. Somos todos seres orgânicos, que nos reproduzimos através do sexo e usando-o ou não, ele faz parte de nossa estrutura, tanto física, quando mental e energética. Mas, enfim... Toda mulher tem pombagira, apesar de quando se fala isso pra alguma mulher vem logo um espanto tremendo... E explicar o por que, pra que e o que é, aqui é impossível, então quem sabe o que são pombagiras, como atuam e o que fazem em nossa vida espiritual, deixo aqui também outra afirmação: em algumas mulheres a pombagira é ativa e em outras inativa. Por isso muitas ignoram, não sentem e se surpreendem. O que determina isso, é a quantidade de energia feminina e masculina, ou ativa e passiva do horóscopo de cada uma. E ainda além, há entre as ativas, as que estão de frente, as que estão de lado, atrás ou acima, como também as que estão bloqueadas, sem luz ou sem força. Enfim cada uma tem um grau de missão, carma, destino ou chamemos como quisermos. E entre as inativas, também, tem que se observar o enquadramento, alinhamento, odú, ancestralidade, entre outras coisas. Como por exemplo, a que linha pertence, qual orixá comanda a cabeça, que tá de frente ou qual o anjo da guarda - enfim cada uma pessoa é um ser único e tem seu código em particular. Mas, o certo é que a que se conecta com equilíbrio e perfeição a energia de sua protetora bombogira, tem maior sucesso no amor e atinge melhor o ápice sexual. 

Quem lê a Bíblia, especialmente no Antigo Testamento, ou mais precisamente nos livros 'Sapienciais", verão trechos importantes de ensinamentos e um que nos chama muita atenção é o que diz "Tudo tem seu tempo". E assim tempo de plantar, colher e por ai vai... O erro nosso na sociedade moderna é querermos fazer muitas coisas e nunca concluímos nada, pois não respeitamos o curso das coisas. O ser humano também ou é tradicionalista, quer fazer sempre as mesmas coisas sem mudar ou corrigir, ou é exagerado, se vicia fácil e vai sempre ao encontro do dano próprio ou dos outros. É por isso que sempre acaba se prejudicando. Ele não busca fazer as coisas com equilíbrio, ouvir a consciência e analisar se aquilo tá sendo benéfico. Assim se corre, quer correr demais, se bebe, quer beber demais, se gosta de sexo, quer sexo demais... e assim por diante. A grade elevação do homem é aprender a ter equilíbrio, respeitar os limites e a si próprio.

Tem dias que precisamos dançar, cantar, extravasar, tem dias que precisamos de silêncio, paz e harmonia. Mas, o homem não sabe montar sua agenda existencial. Ele quando gosta de uma coisa, quer muito daquilo, as vezes só quer aquilo. E infelizmente, tem muitas pessoas que são fáceis de viciar-se em tudo. Alguns em jogo, outros em bebida, chocolate e por ai vai. O homem tem o vicio como sua maior tentação. O que temos que fazer na verdade é dançar quando temos que dançar e respeitar o corpo, quando temos que descansar. Mas, não tô me referindo apenas a dança, mas, a tudo que precisa ser respeitado em nossa vida. Tudo demais é sobra, como já diz o ditado popular...

A dança é extremamente importante, ela é bem vista no momento de festas profanas, como também nos momentos onde a religião exige do buscador uma onda de liberação de energia pra se conectar ao sagrado. Dizem até que os deuses criadores dançavam enquanto criavam o universo. Nas mais variadas religiões, a musica é muito importante, mas, em especial no sistema magistico onde se manifesta uma conexão com as forças sobrenaturais ou divinas, a dança é até arte bem superior que o canto, pois o médium podem deixar o corpo em movimento mesmo em silencio, apenas sentindo as vibrações corporais fluírem. Dizem que no espaço o silencio impera, mesmo assim os astros dançam em seu ritmo, incansável durante toda eternidade. A pessoa que tem o dom da dança, tem sua bioenergia mais equilibrada, coloca fluidos energéticos pra fora e emana vibrações com maior facilidade. Em cultos primitivos antigos os sacerdotes e escolhidos dançavam, em extasie ou sóbrios pra se purificar e sentir seu Deus interior fluir. Os ciganos adoram dançar em volta da fogueira e a dança todos nós sabemos que desde que ela não seja o cumulo da profanação, como vemos em certas musicas e danças hoje, só fará bem ao corpo! Axé a todos.
Compre os últimos exemplares da segunda edição do livro de Umbanda Astrológica - compre o seu aqui...

Carlinhos Lima
 

Animais no altar: a raposa e os males sempre a espreita.


 e os males sempre a espreita.
Animais no altar: a raposa e os males sempre a espreita.

A simbologia sagrada


A raposa aparece várias vezes na Escritura como imagem de maldade destruidora e da astúcia. O próprio Jesus comparou Herodes a uma raposa (Lc 13,32) pelos roubos e iniquidades que praticava com a esperteza e impunidade. Na simbologia cristã, que aparece nas telas famosas ou ornamentos de altar, a raposa simbolisa também o herege que invade, confude e saqueia a área doméstica, isto é, a comunidade. E como vários hereges foram monges ou bispos, às vezes ela está revestida de vestes religiosas ou segura numa das patas um livro fechado, isto é, que não leu e por isso desconhece a verdade. Alguns quadros que pintam a vitória de Jesus sobre o Diabo depois das tentações no deserto pintam uma raposa correndo para a toca (o "esperto" demônio se mandando para o inferno), enquanto Jesus é servido pelos anjos.


No Baralho Cigano, a raposa também é uma simbologia de cautela. Ou seja, ela indica perigos a espreita que podem vir por intemédios de inimigos ocultos, amigos falsos ou algum mal inédito que pode surgir. Se aparecer essa carta numa análise é muito bom analizá-la muito bem, pois sempre é um prenuncio de algum perigo. Agora, como sabemos tudo depende das questões e respostas que se busca. As configurações, as cartas associadas e se ela se refere ao presente, passado ou futuro.

Em se tratando de Umbanda, essa simbologia representa o mal sempre a espreita, como  por exemplo um Egun, um mago negro, um feitiço lançado por um inimigo ou um olho gordo de um amigo falso. Claro que tudo depende como já falei das configurações, com quais cartas saem. Mas, se a pergunta é sobre espiritualidade, a raposa, vai sempre representar a rival que quer tomar seu marido, a esposa que trai ou a amiga falsa que cria armadilhas. Por isso é sempre importante analisar bem as cartas e vê qual é o antídoto para este mal...

Dominicani: Animais no altar - jamais maltrate um cão


  jamais maltrate um cão
Dominicani: Animais no altar - jamais maltrate um cão

Conexão entre homens, animais e Deus...

Para os padres da Igreja do primeiro milênio, o cão lambendo feridas era símbolo dos pregadores que, por assim dizer, com sua língua (palavra de Deus) deviam tocar e salvar a alma dos pecadores. Esse símbolo se encarnou em São Domingos (+1221), fundador da Ordem de Pregadores, chamados em latim Dominicani (que significa "cães do Senhor"). A assonância encontrou terreno fácil. E criou-se a lenda de que, estando a mãe de São Domingos grávida, sonhou que daria à luz a um cão preto e branco, que trazia na boca um facho de luz, capaz de iluminar o mundo. Por isso muitas vezes S. Domingos é apresentado com um cão ao lado, tendo entre os dentes uma tocha.

Como vemos, as lendas, mitos e mística, não estão presentes apenas nos cultos afro-brasileiros. Na verdade toda crença se conecta ao inconsciente coletivo e também a parte mais mística do inconsciente...

Todos os animais são sagrados, desde ao menor ao maior que existe em nosso planeta, até mesmo os répteis. Mas, em se tratando em termos de "animais no altar", ou que tem uma forte simbologia no sagrado, notamos que alguns se destacam mais do que outros, especialmente porque estão ligados a alguns santos, divindades e orixás.

Na Umbanda por exemplo, o cão tem uma forte ligação com Ogum e também algumas personificações de Exu. Eu recomendo a todos os que não se dão com cães, simplesmente ignorá-los, porém jamais agredi-los e muito menos matá-los. Aliás, jamais espancar ou matar um cão, a não ser que seja por légitima defesa, como um ataque de um cão raivoso incontrálavel. Mas, mesmo assim, tentar de todas as formas, jamais ser culpado pela morte ou sofrimento de um cão. Não só pela simbologia sagrada que ele carrega, assim como os gatos e passáros, mas, porque é um animal que como poucos sabe demonstrar amor, perdão e tá sempre pronto a ser companheiro. Quantas vezes cachorros companheiros, ao ver seu dono triste não tenta alegrá-lo. Ele sente a tristeza do dono, sente sua alegria e é um amigo fiel sempre. Até quando é agredido ele semper volta, abanando o cabo como se ele é que fosse o culpado, só não pede desculpas porque não pode falar! Por isso, se algum de vocês gosta e sente prazer em humilhar, espancar ou matar um cão, um gato ou qualquer animal, mude e jamais faça isso. Respetar a vida é sempre primordial e de um inocente é ainda mais importante, pois não sabe se defender e muitas vezes ou quase sempre não saberá porque está sendo agredido. Por isso jamais seja covarde...

Carlinhos Lima.

Animais devem ser bem cuidados pois fazem parte do sagrado e nunca devem ser maltratados

 Cuidar de animais dá sorte e é bom pra saúde! Maltratá-los dá azar e adoece
Conheça OS SENHORES DO DESTINO, por meio da UMBANDA ASTROLÓGICA. E saiba mais sobre Orixás, Destino, Carma Sexual, Magia, Oráculos, Signos, Exu, Pombagira e conheça ainda seus odus, seus signos de Ifá pelo Ifastrologia e numerologia de Umbanda Astrológica - (Acesse e compre aqui o seu livro: LIVRARIA CULTURA)

 Cuidar de animais dá sorte e é bom pra saúde! Maltratá-los dá azar e adoece


Os animais sentem, são sinceros ao que sentem e são verdadeiros, seus instintos são puros e não há falsidade. Mas, assim como entre as pessoas tem seres humanos diferenciados, também entre os animais, encontramos cães e gatos, como também papagaios ou outros pássaros que tem uma mediunidade fina e agem com forma especialmente inteligentes. Além desses animais citados, já percebeu-se em muitos outros tipos de animais uma alma animal diferente, como se só faltasse falar! Há vertentes de quem acreditam em reencarnação que afirmam que certas pessoas podem vir em forma animal, como também animais em vidas anteriores poderiam vir em forma de gente... Bem eu não acredito muito nisso, mas, o que eu acredito é que alguns animais podem vir sim com uma missão especial e pra cumprir um papel, tanto na colaboração de algum amigo humano, como eles podem ser algum ser divino que encarna pra cumprir esse desafio. Pode ser um anjo ou outro ser divino. Vimos muito bem na visão que mostra Elias e Enoch ascendendo ao céu, puxados por uma carruagem guiada por cavalos de fogo. Então, podemos concluir que animais também fazem parte desse paraíso do qual o homem foi expulso e que pode ser uma dimensão abaixo do paraíso do Criador... E voltando ao sentir e não entender, sabemos que o homem muitas vezes entende e não sente, numa forma inversa a sinceridade animal. E muitos vivem na farsa ou criam farsas pra enganar seus semelhantes - tem homens por exemplo que se fazem de príncipes encantados pra desvirginar meninas inocentes e depois somem deixando pra traz seu odor de ogros e lobos maus...

Compre seu livro OS SENHORES DO DESTINO  e conheça a UMBANDA ASTROLÓGICA. Acesse e compre na LIVRARIA SARAIVA AQUI

Os gatos têm o poder de diariamente, remover energia negativa acumulada no nosso corpo. Enquanto nós dormimos, eles absorvem essa energia. Se há mais do que uma pessoa na família, e apenas um gato, ele pode acumular uma quantidade excessiva de negatividade ao absorver energia de tantas pessoas. Quando eles dormem, o corpo do gato libera a negatividade que ele removeu de nós. Se estivermos excessivamente estressados, eles podem não ter tempo suficiente para liberar tamanha quantidade de energia negativa, e conseqüentemente ela se acumula como gordura até que eles possam liberá-la. Por conta disso, muitos deles se tornarão obesos. 

O Culto Egípcio: No Egito dos faraós, o gato era adorado na figura da deusa Bastet, representada comumente com corpo de mulher e cabeça de gata. Esta bela deusa era o símbolo da luz, do calor e da energia. Era também o símbolo da lua, e acreditava-se que tinha o poder de fertilizar a terra e os homens, curar doenças e conduzir as almas dos mortos. Nesta época, os gatos eram considerados guardiões do outro mundo, e eram comuns em muitos amuletos. 

O Culto Celta: Na cultura celta, a deusa Cerridwen tem um elo de ligação com o culto ao gato relativo à fecundidade através de seu filho Taliesin, que em uma de suas encarnações foi descrito como um gato com a cabeça sarapintada. O Culto em Roma: No Império Romano, o gato esteve ligado a várias deusas. Diana, a caçadora, governava a fecundidade e a lua, assim como Bastet, e uma lenda antiga atribui a ela a criação do gato. Também a sensual Vênus é representada como uma gata, uma encarnação de emoções maternas. 

O Gato na América Pré-Colombiana: Na América, embora não houvessem gatos domésticos, os grandes felinos, como o puma e o jaguar, tiveram seu lugar no panteão dos deuses. O jaguar era símbolo de grande força e sabedoria, e acreditava-se que os curandeiros mortos transformassem-se neste animal. O Gato na Babilônia: Apesar de não haver culto ao gato, dizia um mito que o gato teria nascido do espirro de um leão. O leão, aliás, era um símbolo da realeza. 

O Gato no Islã: Há uma série de contos associando os gatos ao profeta Maomé, a quem teriam inclusive salvo da morte, ao matar uma serpente que o atacava. Por causa desta associação entre o gato e o Islã, a Igreja Católica conseguiu tanto êxito ao relacionar o culto ao gato com as heresias e o demônio. O Culto Escandinavo: Nas lendas nórdicas, aparece a deusa do submundo Freya, cuja carruagem era puxada por dois gatos, que representavam as qualidades da deusa, a fecundidade e a ferocidade. Estes gatos mostravam bem as facetas do gato doméstico, ao mesmo tempo afetuoso e terno, e feroz quando excitado. Os templos pagãos eram freqüentemente adornados com imagens de gatos. Na Finlândia, havia a crença em um trenó puxado por gatos que levava as almas dos mortos. 

O Gato e o Judaísmo: No Talmude, o gato só aparece cerca de 500 d.C., quando o livro sagrado louva brevemente seu asseio. Entretanto, uma antiga lenda hebraica conta que o gato teria sido criado em plena Arca, quando Noé, em desespero por que os ratos estavam se multiplicando e devorando todas as provisões, implorou à Deus que lhe enviasse uma solução. O gato então teria sido criado de um sopro do leão. Outra antiga lenda judaico-espanhola diz que Lilith, a primeira mulher de Adão, o teria deixado para se transformar em um vampiro, que sob o aspecto de um gato preto, atacava bebês adormecidos e indefesos e lhes sugava o sangue. 

Na China, estatuetas de gatos eram usadas para expulsar os maus espíritos, e havia dois tipos de gatos, os bons e os maus, que eram facilmente diferenciados por que os maus tinham duas caudas. No Japão, quando um gato morria, era enterrado no templo do dono, e no altar do mesmo era oferecido um gato semelhante, pintado ou esculpido, para garantir ao dono tranqüilidade e boa sorte durante sua vida. O Gato no Budismo: Nos cânones originais do budismo, o gato é excluído da lista de animais protegidos, devido ao fato de que, no momento da morte de Buda, quando todos os animais se reuniram para chorar seus restos, o gato haver não só mantido os olhos secos como comido tranqüilamente um rato, provando sua falta de respeito pelo acontecimento solene. Entretanto, apesar da lenda, o gato foi venerado pelos primeiros budistas por seu autodomínio e a tendência à meditação.
  
Conheça OS SENHORES DO DESTINO, por meio da UMBANDA ASTROLÓGICA. Compre o livro e saiba de várias informações novas sobre UMBANDA, MAGIA, ORIXÁS, EXU, POMBAGIRA, DESTINO, CARMA SEXUAL, MISSÃO ESPIRITUAL E ORÁCULOS. (Acesso e compre seu livro aqui)

Santa Gertrudes de Nivelles, por exemplo, é representada sempre com um gato, e, na França, dizia-se que Santa Ágata transformava-se em um gato enfurecido para punir os infiéis. Na Idade Média, entretanto, a imagem do gato começou a mudar. No século V, os gnósticos, que atribuíam igual importância a Jesus, Buda e Zoroastro, foram acusados de adorar o demônio na figura de um gato preto. A Igreja , no início de sua história, adotou alguns símbolos pagãos e rejeitou outros. Assim, Jesus se tornou "o Leão de Judá", e a serpente a égide do mal. Na seita dos coptas, surgida por volta do século I d.C., havia no evangelho gatos que julgavam os homens após a morte. A primitiva Igreja celta associou vários santos às tradições pagãs e ao culto ao gato. 

A associação da figura do gato ao culto ao demônio levou inevitavelmente à sua vinculação à feitiçaria e às artes mágicas. No século XV, na Alemanha, ressurgem cultos pagãos como o da deusa Freya. Em 1484, o papa Inocêncio VIII difunde a crença de que as feiticeiras veneravam Satanás encarnado em gato. Por toda a Europa, pessoas inocentes foram torturadas em nome de Deus. E, com elas, seus gatos. Em Ypres, na França, centenas de gatos eram atirados do alto de um campanário em um festival anual. Milhares de gatos foram sacrificados em rituais durante a Páscoa. A perseguição chegou até mesmo à América, quando, em 1692, várias pessoas foram executadas em Salem, no estado de Massachusetts. No ano de 1232, o papa Gregório IX funda a Santa Inquisição, com o intuito de descobrir heréticos que cultuavam o demônio, novamente na figura de um gato preto, macho. Em 1344, surge na França, o culto de São Vito, em Metz, queimando vivos anualmente 13 gatos em uma gaiola. Quando a Peste Negra atacou a Europa, dizimando quase um terço da população, inicialmente os gatos foram considerados culpados e perseguidos, ordenando-se a sua destruição. 

Com o passar do tempo, a perseguição foi recrudescendo, e a importância dos gatos como controladores dos roedores foi reconhecido. No século XVIII, são abolidas as leis sobre a feitiçaria, e até mesmo o papa Pio IX rendeu-se aos seus encantos. Entretanto, mesmo nestes tempos inglórios, os gatos foram também companheiros amados em alguns países, como na Rússia, onde eram comuns serem encontrados em conventos e mosteiros. O Cardeal Richelieu possuía vários gatos, entre eles um angorá preto chamado Lúcifer. No sul da França, corria a lenda dos gatos mágicos chamados matagots, que traziam fortuna e sorte a quem os acolhia e amava. 

O ideal numa casa é ter um cão e um gato, pois o cão vai ajudar o gato, pois ele vai atuar mais firmemente nas proteções das pessoas e dos ambientes. Os gatos são um dos maiores companheiros espirituais e através de seus poderes tem ajudado o homem cumprir suas missões desde civilizações antigas e até os dias de hoje. Umas das funções do gato é cuidar da família e do ambiente protegendo e transmutando contra energias negativas e se você tiver uma conexão muito forte com ele perceberá os sinais de premonições que tentará passar. 

Tire os pensamentos errôneos de que os gatos não fazem nada, que são preguiçosos e tudo que fazem é comer e dormir e que ficam sujando por aí, ao contrário de que muitas pessoas pensam, os gatos são muito limpos, se educado adequadamente. Os gatos vivem partes neste mudo e fora dele (no filme Constantine tem um trecho que fala sobre isso), os gatos pretos são muito mais resistentes do que os comuns (os cães pretos também), pois aguentam até trabalhos de magia e feitiçaria negra, por isso que as bruxas, magos etc, possuem gatos pretos para sua proteção, outra curiosidade são os ninjas eles imitam suas habilidades de andar e no kung fu tem uma técnica somente do gato. 

Os egípcios apreciavam de tal maneira seus gatos que sua exportação era expressamente proibida, mas os mercadores jônicos entregaram-se a um lucrativo contrabando que permitiu ao gato caseiro alcançar primeiro a Ásia Menor e depois Europa. Na Índia o gato foi, domesticado na mesma época que no Egito. Em diversas culturas da Antiguidade, em especial nas culturas orientais, o gato era considerado um guardião das almas dos mortos, detentor dos mistérios da vida e da morte, um condutor que as levava até o outro lado. Sob esta perspectiva, o gato era adorado como Divindade, e reverenciado como animal de grande poder místico. O gato imortal existe, em algum mundo intermediário entre a vida e a morte, observando e esperando, passivo até o momento em que o espírito humano se torna livre. Então, ele irá liderar a alma até seu repouso final. (The Mythology Of Cats, Gerald & Loretta Hausman) 

Na mente de muitas pessoas, o gato ainda é um animal misterioso, quase sagrado, de uma visão além do normal e uma percepção aguçada. Diz-se mesmo que teria poderes paranormais, que saberia muito mais dos segredos da vida do que nós. Qualquer pessoa que tenha tido a chance de conviver com um gato percebe facilmente que boa parte dessas características parece mesmo ser verdadeira. Os gatos realmente parecem ter uma percepção extrasensorial, uma visão diferenciada, além do normal. Quase sempre dão a impressão de pertencerem a uma esfera superior, a um nível mais elevado de consciência.

Considerados os mais antigos animais domésticos, os cães (Canis lupus familiaris) teriam surgido há mais de 100 mil anos. Cachorros foram domesticados pelo homem há pelo menos 33 mil anos. A ciência postula que a espécie é descendente direta dos lobos cinzentos asiáticos argumentando, inclusive, que a diferença genética entre cães e lobos é inferior a 0,2%. Ou seja, são de mesmo gênero e espécie, denominada Canis lupus . É nesse sentido que se acredita também que características caninas, como fidelidade ao dono e instinto de caça e de território, são herdadas do comportamento dos lobos nas alcatéias. O companheirismo do cão nas atividades de caça e de guarda na evolução do ser humano pode ter sido mais importante do que se pode imaginar. O animal teria auxiliado o homem no desenvolvimento da fala, o que teria levado nossa espécie à superação do Homem de Neanderthal. A ciência arqueológica atesta a existência de imagens de cães em pinturas pré-históricas em cavernas, bem como em utensílios como cabos de faca. A mitologia egípcia tinha o cão como um animal sagrado e por isso eles também eram mumificados. O convívio dos cães com os humanos ao longo dos tempos permitiu a criação das mais de 700 raças caninas, diferenciadas entre si por uma seleção baseada em aptidões, características físicas e comportamentos. 

Muitos povos acreditam que determinados animais são a manifestação de Deus no mundo dos homens. Consideram-nos algo sagrado e, a partir do momento em que se tornam num culto religiosos, deixam de ser temidos pelo comum dos mortais. Na verdade, estes animais, puros e invioláveis para as diferentes culturas, nada mais são do que verdadeiros símbolos religiosos que jamais devem ser profanados por aqueles que os cultuam. As vacas da Índia, os crocodilos do Egito ou as serpentes dos fenícios serão para sempre considerados pelos seus povos como a manifestação de Deus neste planeta. 

A vaca, na Índia, é chamada de “goru” e acredita-se que o seu culto se iniciou na Mesopotâmia há 6000 a.C., espalhando-se depois pelo noroeste deste país, sendo ainda mais influenciada pelo Jainismo, uma religião indiana que enfatiza a não violência. Estes animais são homenageados neste país uma vez por ano, em Gopastami, onde são lavadas e decoradas e oferecidas no templo, de forma a que os dons da sua vida continuem a ser transmitidos aos homens. Acredita-se que o cavalo tem uma alma pura e consegue através dos seus poderes mágico afastar o mal para longe de qualquer pessoa. É por isso ainda utilizado em muitas cerimónia tribais, pois é considerado a energia que gera o fluxo da vida. O cavalo, juntamente com o homem que o monta, representa o movimento harmonioso da natureza. Segundo alguns crentes, este animal é utilizado pela alma dos humanos para “cavalgar” para o outro mundo. O culto a este animal nasceu nas tribos índias, que o consideravam como algo misterioso e sagrado. Era chamado pelos seus devotos como “o grande cão sagrado” e em algumas culturas continua a ser considerado como um animal sagrado, usado para libertar alguém que entrou em contacto com um inimigo do mal. 

Segundo a lenda, o Búfalo Branco ofereceu à tribo Sioux um cachimbo onde guardava o poder do Grande Espírito, que concentrava em si uma mensagem divina: através da paz conseguiriam transformar as “tribos vermelhas” numa grande nação. Portanto, ainda hoje em dia, este animal representa para este povo um sinal de grande abundância. Os índios acreditavam que qualquer criança que contivesse no seu nome a palavra “Búfalo” seria em adulta bastante forte, pois absorveria toda a força desse animal. A águia continha em si o poder do grande espírito, era a ligação direta com o divino e, por isso, muitos curandeiros destes povos utilizam as suas penas para fins medicinais. Este animal jamais poderia ser profanado e apenas poderia ser morto por um “caçador especial” que soubesse e conhecesse as cerimónias apropriadas para que o espírito da águia não se revoltasse e se vingasse dos homens. Acreditava-se que quem utilizasse as penas deste animal na cura do corpo conseguiria permanecer ligado ao espírito, ao mesmo tempo que se manteria equilibrado dentro do domínio da Terra. 

Considerado pelos nativos americanos como um símbolo espiritual poderoso, o lobo era para muitos a estrela mais brilhante do céu no norte e o caminho para o paraíso, já que era entendido como o professor “descobridor trilhas”, ou seja, principalmente da trilha (caminho) divino. Com o passar dos tempos, este animal passou a ser entendido como concentrando em si as grandes forças da natureza. O seu uivo emocionava os crentes, que consideravam ser uma conversa íntima entre este animal e o mundo divino. O lobo era também considerado como um sábio que transmitia toda a sua sabedoria para aqueles que o cultuavam. Nos tempos mais remotos na Índia, acreditava-se que quando as aves voavam elas representavam o grande poder de luz do Sol, servindo então de uma grande fonte de inspiração. Muitos imperadores muçulmanos da Índia acreditavam que as aves representavam todo o poder divino e, portanto, mandavam vir várias espécies, de vários lugares do mundo, de forma a que os seus pintores e escultores as reproduzissem com o maior realismo. 


A verdade é que os animais, também são parte da mesma fonte cósmica de vida, parte do Criador e por isso maltratar um animal indefeso, não é bom nem pra mente e nem pra alma de quem vive abusando dos inocentes. Os animais também fazem parte do sagrado, do abençoado e da criação divina, por isso quem maltrata, animais, tá desagradando o Criador. 

Conheça a Umbanda Astrológica e meus livros OS SENHORES DO DESTINO e das Clavículas de Salomão: https://www.zoom.com.br/livros?q=carlinhos+lima&shortcut=1

O amor diviniza o sexo e o sexo valoriza o amor!

O poder do amor
O amor diviniza o sexo e o sexo valoriza o amor!

O poder do amor


Um assuntos de grande importância para o nosso estudo a cerca da espiritualidade e formação religiosa de Umbanda Astrológica, Esotérica ou Popular, e até no Candomblé, é a natureza ancestral do ser, masculina ou feminina e a opção sexual de cada um. Falar sobre natureza e opção sexual já não é mais um tabu, algo que não possa ser discutido entre nós, precisamos sim esclarecer algumas questões, que são debatidas e convividas todos os dias.

Meus livros de magia astrológica: Compre o seu - https://www.zoom.com.br/livros?q=carlinhos+lima&shortcut=1

Hoje o preconceito quanto à opção sexual de cada um não cabe mais. E os mentores de do Astral Superior conhecem a fundo as questões da natureza sexual e instintos naturais do ser humano, desconhecidos no meio dos cultos "dogmáticos - intolerantes", ignorantes da genealogia espiritual e da psicologia humana, que estuda mais a fundo o comportamento do homem e suas causas no mundo material.

Mas os inquisidores do passado, distante ou recente, hoje reencarnados, dizem que isso, a liberdade de opção sexual, é coisa do "mal", "do demônio", esquecendo que luz e trevas estão em nossa mente e na maneira como lidamos com nosso semelhante, com Amor ou Desamor. No entanto, assim como na magia, ou qualquer outro seguimento complexo da vida humana, não podemos jamais confundir liberdade com imprudência, com desordem ou com malignidade, pois, ao tempo que a liberdade quebra os limites da prudência, temperança e sabedoria, ela se torna loucura e estupidez. Desses desatinos anárquicos que a alma se propõe a experimentar em certas fases da vida, o homem acaba acessando coisas prejudiciais, desafia a ordem, a vontade ancestral e o equilíbrio. E dessa liberdade tão sonhada, mas, nem sempre bem usada, nascem doenças, tanto físicas, quanto espirituais. E assim muitos enlouquecem se afogam em vícios, drogas pesadas e acaba matando a alma e o corpo. Dessas libertinagens imprudentes e fantasiosas, nasceram a AIDS e outros males, como uma mensagem carmica importante enviada pelo Astral Superior que queria nos dizer: "vai com calma"!

Ao que sabemos Jesus não condenava as pessoas, indo inclusive contra a lei segundo o velho testamento, "quem nunca pecou que atire a primeira pedra", mas, antes os compreendia e auxiliava. No entanto, em certos momentos, as vezes até irado, como no episódio do Templo, em que expulsou vendilhões, ele também chegou a reprimir, dá conselhos e alertar. Ele chegou a dizer: "Ai daquele que vier ao escândalo,antes nunca tivesse nascido"! Parece preconceituoso, fanatismo religioso, exagero cristão, mas, costumo levar muito a sério as mensagens do Cristo, e acredito que ele só nos passou bons conselhos. Por um lado, defendo sempre a sexualidade plena, sei que o ser nasceu pra vivenciar, harmonizando sua missão e vida, sua sexualidade, afinal sem ela a raça humana, se extinguiria, mas, tudo tem que ser vivenciado com temperança.

Eu defendo sempre que o homem a não ser que tenha uma missão sacerdotal, viva sua sexualidade plena, eu em particular adoro sexo, não sou celibatário, pois, minha missão não pede isso, mas, tenho sempre em mente e sempre tive em minha rotina de vida, conceitos bem sólidos, aliados a prudência e amor a meu próprio corpo.

O que não pode haver é uma marginalização religiosa que pode até vir a alimentar um futuro desequilíbrio. Opção sexual não é crime, o que tem de ser evitado é o vicio no sétimo sentido da vida, um dos mais sublimes pelo qual o criador nos deu o dom de gerar, vida e energias.Estudando magia sexual, astrologia sexual, teologias, espiritualidade e outros seguimentos esotéricos, tenho plena certeza que o sexo é pra ser vivido, que a igreja contribuiu muito mais pra desequilíbrio e dores do que pra benefícios espirituais, mas, que por outro lado, muitos seres do mal, usou a expressão liberdade pra tornar muitas pessoas fantoches de seus joguetes demoníacos, por isso, queridos irmãos, vamos ter sexo, amor e prazer, sempre, pois é bom, tem energia e faz bem a nosso organismo, mas, sempre visando o bem de nossa alma e não simplesmente luxuria e malignidades.

Existem hoje muitas denuncias de comportamento que chega ao absurdo do atentado ao pudor e este sim deve ser tratado com o rigor da lei e sempre denunciado, pois, nada tem a ver com religião. O que já não implica em opção sexual ou natureza espiritual acontece todos os dias e os oportunistas de plantão se servem de nossa religião e de nossas falhas em apresentá-la à sociedade para cometerem crimes em nossos nomes, aqui voltamos aquele nosso chavão: ISTO NÃO É Culto Afro-brasileiro, é apenas demagogia demoníaca, quando pessoas insensatas usam nome de exus, pombagiras ou entidades orixás pra abusarem sexualmente de outras! Quanto à natureza do ser, não há nada pior que usar o Orixá ou o guia como bode expiatório para justificar seu comportamento.

Por exemplo, Logunedé, filho de Oxóssi com Oxum é visto na Umbanda como um intermediário entre estes dois orixás, portanto fruto deste "entrecruzamento", o que podemos chamar de um Oxóssi do Amor, natureza vegetal masculina voltada ao campo do Amor. Oxumaré fazendo par com Oxum, na Segunda linha de Umbanda, é o renovador no campo amoroso, amparando aqueles que têm frustrações neste sentido, trazendo mais cores e alegria a suas vidas. Ambos são Orixás, um masculino e outro femenino todos os meses do ano. E mesmo que não fosse nada tem a ver com o comportamento do médium, assim como uma mulher não se torna masculinizada por incorporar um guia ou Orixá masculino o homem também não se torna afeminado por incorporar guia ou Orixá feminino.

Homens podem Ter como Orixá de frente uma Orixá e mulheres podem Ter um Pai Orixá de frente que em nada desequilibra seu comportamento, nem influencia em suas opções. Quando digo isso, refiro-me a ter um dos pais de cabeça mais forte, por que todos nós temos na verdade pai e mãe de cabeça e não apenas um orixá. Na verdade nosso Orí tem energia tanto masculina, quanto feminina, com predominância mais pra uma por causa de nossa condição genética e carmica.

O estudo correto está no campo da natureza masculina e feminina que carregamos e claro de alguns desvios em outros casos. Quando somos gerados por Deus e enviados para o plano fatorial, recebemos uma natureza ancestral masculina ou feminina, doada por nosso Orixá Ancestral Dominante que junto ao ancestral Recessivo formam o casal ancestral.

No livro "Evolução em dois Mundos" - Pg.141 de Chico Xavier por André Luiz - Origem do Instinto Sexual: - Todas as nossas referências a semelhantes peças do trabalho biológico, nos reinos da Natureza, objetivam simplesmente demonstrar que, além da trama de recursos somáticos, a alma guarda sua individualidade sexual intrínseca (intocável), a definir-se na feminilidade ou na masculinidade, conforme os característicos acentuadamente passivos ou claramente ativos que lhe sejam próprios. A sede real do sexo não se acha, dessa maneira, no veiculo físico (corpo físico), mas sim na entidade espiritual (espírito), em sua estrutura complexa. No livro "No mundo maior", Pg.156 e 157: A sede do sexo não se acha no corpo grosseiro, mas na alma, em sua sublime organização. Na esfera da crosta terrestre, distinguem-se homens e mulheres segundo sinais orgânicos, específicos.Entre nós prepondera ainda o jogo das recordações da existência terrena, em trânsito, como nos achamos, para as regiões mais altas; nestas sabemos, porém, que feminilidade e masculinidade constituem característicos das almas acentuadamente passivas ou francamente ativas.

A natureza do espírito, podendo reencarnar em corpo "trocado" ou não afim com esta natureza ancestral. Desta forma entendemos que um ser é naturalmente masculino ou feminino, mas, que contem as duas partes em equilíbrio. Contudo, em muitas ocasiões, quando o homem tiraniza a mulher, furtando-lhe os direitos e cometendo abusos, em nome de sua pretensa superioridade, desorganiza-se ele próprio a tal ponto que, inconsciente e desequilibrado, é conduzido pelos agentes da Lei Divina a renascimento doloroso, em corpo feminino, para que, no extremo desconforto intimo, aprenda a venerar na mulher sua irmã e companheira, filha e mãe, diante de Deus, ocorrendo idêntica situação a mulher criminosa que, depois de arrastar o homem a devassidão e a delinquência, cria para si mesma terrível alienação mental para além do sepulcro, requisitando quase sempre, a internação em corpo masculino, a fim de que, nas teias do infortúnio de sua emotividade, saiba edificar no seu ser o respeito que deve ao homem, perante o senhor.

O que explica alguns casos que a psicologia e a sociologia vem estudando como comportamento humano e que para a maioria de nós se resume em "opções", que nem sempre são escolhas, mas apenas o cumprimento de uma natureza "lotada" na matéria. Não cabe a nós ditar normas, apenas respeitar e esperar o mesmo respeito em âmbito social e mais especificamente no religioso.

No campo das energias, a mulher tem um tipo de energia e o homem outro tipo, é naturalmente necessário à troca energética, para equilíbrio. Por isso as relações vão além do procriar, cumprem um papel no equilibrar e isto está ligado á natureza e ao corpo que carregamos. O importante é o sentimento de carinho e amor, para que a energia flua. Por isso não se deve se relacionar só por necessidades fisiológicas.

A vidente búlgara Baba Vanga e as visões sobre governo americano: Obama será ‘último presidente’ dos EUA, disse mulher que previu 11 de setembro e tsunami

  EUA, disse vidente que previu 11 de setembro e tsunami
Foto: Wiki Commons / Reprodução

Governo dos EUA

A vidente búlgara Baba Vanga deixou diversas previsões antes de morrer, em 1996. Com uma taxa de acerto de 85%, acredita-se que ela previu o ataque às torres gêmeas, a tsunami de 2004 e o surgimento do Estado Islâmico. Mas uma das premonições deixou as pessoas intrigadas. Conhecida como “Nostradamus dos Balcãs”, Vanga deixou ao menos três previsões relacionadas a Barack Obama: que o 44º presidente dos EUA seria afro-americano, que enfrentaria uma grave crise econômica e que ele seria o último presidente americano. Segundo o jornal britânico Daily Mail, a teoria não traz muitos detalhes, mas Baba teria dito que “todos vão colocar suas esperanças sobre ele até o fim, mas o contrário vai acontecer; ele vai levar o país para baixo e conflitos entre estados do norte e do sul vão aumentar”.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguir por Email

Seguidores

Marcadores

orixás (254) magia (251) espiritualidade (180) astrologia (162) (149) Umbanda (112) amor (109) umbanda astrológica (102) sexo (97) CONCEITOS (96) Umbanda-Astrologica (93) signos (91) religião (77) mulher (72) previsões (70) exu (64) conceito (58) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (54) signo (51) carma (50) comportamento (50) destino (50) pombagira (50) astral (48) candomblé (47) mediunidade (47) Cabala (44) rituais (42) UMBANDA ASTROLOGICA (40) Astrofísica (38) poder (35) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) ancestrais (30) arcanos (30) Livro (29) sucesso (29) espaço (28) fé religião (27) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) odus (25) sorte (25) estudos (24) oxum (24) Ogum (23) deus (23) magia sexual (23) vida (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) pombagiras (22) sexualidade (22) ifá (21) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) energia (18) magos (18) oxalá (18) Iansã (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) brasil (16) sagrado (16) Comportamento na vida (15) ano (15) atriz (15) axé (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) Xangô (14) carma sexual (14) dinheiro (14) oráculos (14) terra (14) magia negra (13) odús (13) vibrações (13) Guias (12) Júpiter (12) Yorimá (12) linhas (12) paixão (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) mapa astrológico (11) nova era (11) Estudo (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) conhecimento (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) planeta (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) OS SENHORES DO DESTINO (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciclos (8) ciência (8) cães (8) luz (8) mestres (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) homem (7) missão (7) obsessão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)