Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

domingo, 15 de julho de 2018

Descobertas astrológicas e astronômicas: Quíron


PLANETAS EXTERIORES


A 1 de Novembro de 1977, o astrónomo americano Charles Kowal descobriu um pequeno planeta com uma órbita extraordinária. Umas semanas mais tarde, esse planeta foi nomeado Quíron. Existem centenas de asteróides no nosso sistema solar – muitos deles maiores que este novo objecto, com um diâmetro estimado em 160 km, no máximo. Todavia, a órbita de Quíron, localizada entre Saturno e Urano, é única. Quíron leva aproximadamente 50 anos para completar uma revolução inclinando-se por vezes em direção a Saturno e a Urano. O seu percurso é instável, tendo em vista que o percorre apenas há um par de milénios, e o manterá provavelmente por um par de milénios mais. Em 1991, Quíron foi classificado como um cometa capturado. Os astrónomos não concordam totalmente sobre o facto de Quíron ser um asteroide ou um cometa, daí este poder ser encontrado nos catálogos de ambos. A sua posição pode ser calculada com exactidão apenas para o período entre 1500 a.C. e 4000 d.C., para lá deste período qualquer cálculo deve ser considerado duvidoso.



A posição da órbita de Quíron, localizada entre Saturno e Urano, é bastante especial. Apesar de todas as tentativas de classificação, Quíron tem tomado o papel de um planeta. O seu percurso é rigorosamente excêntrico, como o de Plutão, de tal maneira que por vezes atravessa as órbitas de Saturno e de Urano. A maioria dos astrólogos considera-o uma espécie de "mediador" entre estes dois planetas e como um elo entre o "Guardião das Esferas" (Saturno) e os planetas exteriores. Consequentemente, diz-se que Quíron tem uma influência tanto Saturniana como Uraniana. Antes de ser definido como um cometa capturado, Quíron era considerado um asteróide errante, longe do "rebanho" ou cinturão dos outros asteróides entre Marte e Júpiter, um solitário rebelde, percorrendo o seu próprio caminho. O glifo em forma de chave representado acima tem sido amplamente aceite e faz parte da base para a sua interpretação – Quíron é visto como uma chave para os planetas exteriores, bem como para aquelas esferas da vida representadas pelo seu papel dentro da mitologia clássica.

 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores