Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

domingo, 28 de agosto de 2016

A astrologia funciona? Ela pode ser usada pra prever o orixá, o anjo, o destino e a magia?

A astrologia se alinha a magia e outras artes pra revelar o oculto


Todo mundo já deve estar cansado de ouvir as objeções clássicas à astrologia, especialmente vindas de fanáticos, intolerantes e bibliolátras, que sequer param pra analisar antes de criticar. Muitos que se baseiam numa visão geocêntrica do Universo; que não há nenhuma força física ligada aos astros capaz de produzir os efeitos alegados pelos astrólogos ou que os horóscopos dos jornais são vagos e genéricos. Outros tentam dar uma de cientistas e alegam que nenhum teste estatístico jamais foi capaz de confirmar, na população nascida sob um determinado signo, a predominância de características previstas pela astrologia. E assim por diante. Mas as maiores asneiras e ataques, vem com mais frequência de religiosos, que se apegam a livros sagrados, pra alegar que a Astrologia ou ciências divinatorias como um todo, são coisas do mal e que especialmente a Bíblia, não aprova.

Essas pessoas não querem nem saber se o que está na Bíblia é a opinião de Moisés, de rabinos que adulteraram ou tentaram interpretar muitas passagens das Escrituras ou se é realmente alguma afirmação do próprio Deus. Pra elas, o marketing muito bem sucedido das igrejas, que alega ser a Bíblia "a palavra de Deus" e que é a única fonte inquestionável, já basta. Elas só se esquecem de observar que Moisés não falava com Deus o tempo todo, não sabia todos os segredos, não tinha capacidade de decidir sobre tudo e em muitos momentos, também se sentiu fraco, confuso e inclusive foi castigado a não entrar na Terra Prometida, por ter fraquejado. Além disso, Moisés teve que criar muitos leis pra domar a fúria, incoerência e desobediência do povo revoltado que era de tribos cheias de imposições e rebeldia. E assim, Moisés colocou muita coisa que ele achava que não caberia ao povo praticar ou que ele própria achava que fosse ruim, mesmo que não tivesse certeza. Mas, nesse particular da astrologia e oráculos, duvido muito que tenha partido proibições de Moisés ou de Deus - na verdade, essas proibições absurdas, veio de rabinos radicais e ortodoxos que mexeram ou complementaram os textos das Escrituras, isso sem falar na Igreja que manipulou muito esses textos ainda mais em suas traduções falhas.

Mas, porque eu digo que Moisés jamais proibiria a astrologia ou diria que ela é do mal? Por causa de toda simbologia cabalística e astrológica por traz de toda cultura hebráica e do poder das tribos, como deixei bem claro no meu primeiro livro OS SENHORES DO DESTINO, quando citei em especial o oráculo hebreu usado no templo pelos levitas, os famosas pedrinhas de advinhação. Leiam o livro de Umbanda Astrológica e saibam mais sobre isso. Peça o seu aqui...

Além do sistema oracular que cito no livro, observem bem a ligação das doze tribos com os signos zodiacais e toda sua simbologia. Doze forças, mais pra frente bem representadas pelos 12 apóstolos do Cristo. Também, ao observar toda configuração do templo de Israel e das pedras no peitoral do Sumo Sacerdote Aarão, veremos bem fácil, a ligação cósmica com o Zodíaco. Assim, mesmo com tantas adulterações na Bíblia, ainda podemos identificar fragmentos sagrados, tanto dentro das Escrituras que contam a história dos hebreus, quanto nos livros sapiênciais, proféticos ou poéticos, como é o caso do livro de Jó! Vemos que o catecismo do Vaticano, se posiciona muito contra a astrologia, mas, não explica de forma clara o porque, apenas alerta por supostas proibições. E mesmo Santo Agostinho, talvez por não poder ou não querer contrariar a Igreja, deixou claro que a astrologia funciona, mas, que não deveria ser usada. Certamente, por causa de pressões da Igreja, que ele atestou mas, não indicou seu uso. Até porque há toda uma questão que envolve destino, livre-arbítrio e acaso, como debati no meu livro mencionado acima.

Talvez milhões – de pessoas tocam suas vidas confiantes na crença de que a astrologia, de algum modo, funciona - muitas delas, realmente se dão bem com a astrologia, tiram bom proveito e ensinamento. Eu em especial, não tenho nada a reclamar da astrologia. Sou um apaixonado pelo saber astrológico e quanto mais estudo, mais fico encantado com ela. Pra mim ela só pode ter sido criada por seres sobrenaturais, mentes divinas como anjos e até mesmo fontes sagradas vindas do próprio Deus. Da mesma forma que a sequência binária do sistema Orumilá-Ifá, é fantástica, ciência pura e sabedoria ancestral, valiosisima, que só poderia ter sido criada por mentes que não são deste mundo. Mentes essas que conhecem bem tanto a criação, quanto o homem e as forças tanto da Natureza, do Universo e de Deus. 

Essas pessoas, que fazem bom uso do saber astrológico, como milionários que investem na Bolsa de Valores e Mercado Financeiro, em sua maioria, desprezam os horóscopos dos jornais: para elas, a astrologia “verdadeira”, ou “séria”, é aquela baseada em consultas individuais com astrólogos e em mapas astrais e estão certíssimas! O bilionário Eike Batista invocou o mapa astral para mostrar que os tempos bicudos de suas empresas estavam perto do fim, como o caderno de economia de um grande jornal levou o argumento a sério e realmente, sabe-se lá como, ele realmente deu a volta por cima. Além desse momento em que superou a crise que enfrentou e quase perdeu tudo, o mega investidor, também fez uma ascensão fantástica para o clube dos ricos. Se teve maracutaias informais e tramas políticas pra chegar lá, de qualquer forma um homem precisa de sorte e só quem tem uma boa estrela, tem essa sorte toda. 

No entanto, os críticos, que tentam comprovar até se Deus existe ficam citando testes científicos envolvendo mapas astrais – por exemplo, se astrólogos são capazes de associar corretamente os mapas às biografias dos “mapeados”, ou se astrólogos diferentes interpretam um mesmo mapa do mesmo jeito – que segundo eles, tendem a produzir resultados “decepcionantes, no máximo pouco melhores que o esperado por puro acaso”, nas palavras do cientista e ex-astrólogo Geoffrey Dean. Na verdade, se esse tal Geoffrey Dean, realmente foi astrólogo, ele não chegou a entender nada da essência da astrologia, assim como qualquer outra arte divinatória. Ele deveria saber que a astrologia é uma ferramenta, para o homem tocar não só o que se conhece de uma pessoa, mas, pontos chave e até pontos cegos de um ser. Acessar segredos inconscientes e não pra dizer a ela o que ela é ou o que deve seguir. O certo é que a astrologia, visa mais a essência holística para vislumbrar e atingir o autoconhecimento. Mas, não o conhecimento formal e primário de uma pessoa, como por exemplo, dizer coisas que ela acha que realmente é, mas, ajudar a compreender pontos que ainda estão escondidos. Ensinando-a a seguir com maior segurança e compreensão de seus potenciais. Mas, saber dos potenciais não é saber como uma pessoa é? Sim, de certa forma. Porém, não dizendo como é o potencia consciente, mas, em maior parte alertando sobre aquilo que ela não se deu conta ainda! Por isso, sempre preferi usar a astrologia, muito mais pra assuntos espirituais, estudando a astrologia de uma forma mais filosófica, do que propriamente, querer ditar o destino de uma pessoa, nem buscar advinhar questões, que nós mesmos temos que aprender a lidar no dia a dia. 

É verdade, que muitos reis, já se utilizaram da astrologia e outras ciências pra obter poder e se nortear nos caminhos humanos e materiais, mas, entre o saber astrológico e o consulente, há uma pessoa. Então o que erra é o astrólogo, que é suscetível a erro e não a escrita sagrada dos astros. É o homem que erra ao interpretar e não os astros que revelam coisas distorcidas. Agora: se a coisa é assim, por que tanta gente insiste que astrologia funciona? Dean, diz que “a astrologia não precisa ser verdade para funcionar”. Um pouco de psicologia ajuda a desfazer o aparente paradoxo. Na verdade, Dean se equivoca, pois nada sem verdade, funciona. A astrologia, é tão verdade, que persistiu milênios, mesmo com tantos ataques, o saber astrológico, vai seguindo por todos os tempos e sendo repassado.

Apenas o que temos que ter convicção é que a astrologia não precisa ser comprovada em centros de pesquisas de universidades. Mesmo sabendo que há sim muitos centros de estudos no mundo que buscam fazer isso, o fato é que ela apenas precisa ser aperfeiçoada e usada por quem se identifica ou acha que precisa dela. A Bíblia também funciona pra muitas pessoas, mesmo grande parte de seu conhecimento transitar apenas no terreno dos dogmas, metáforas, lendas, poemas e da fé! Se fôssemos buscar comprovação científica pra diversos acontecimentos bíblicos, teríamos uma grande decepção, pois os eventos mais famosos e mais lindos da Bíblia, não poderiam ser comprovados em laboratório ou por pesquisas de doutores. Mas, a astrologia, assim como a Bíblia, funciona pra muita gente, pois não carregam em si, apenas a força da ciência, mas, do sobrenatural, do invisível, do lado oculto do homem e de segredos dos deuses.

Eu vejo muita gente fazendo piadinha sobre astrologia, orixás, magia e outras artes como o Tarô ou Ifá, mas, essas pessoas que preferem se apegar a estudos feitos por homens fracos e limitados, não se deram conta que as ciências divinatórias e astrológicas, foram criadas por seres de outros mundos, por isso, seus dados, nem sempre vão parecer harmônicos, fáceis de acessar ou de compreensão simples. O homem é complexo e o universo mais ainda. Por isso, a ciência ainda engatinha sobre as forças que dominam nosso Cosmos. E em todo esse mar que é o inconsciente, como também todas as portas que o subconsciente abre, a consciência só vai se encaixar numa porcentagem muito pequena do saber humano. Por isso, os sábios astrólogos, olham sempre para o alto e não pras escolas dos homens. Por isso os reis magos astrólogos, chegaram mais rápido ao Messias que os sacerdotes reis de Israel, que viviam embriagados em vaidade e intolerâncias, geradas por sua radicalidade.

"No caso da visita ao astrólogo, os princípios em ação são os mesmos de uma visita à cartomante: um pouco de simpatia e empatia, algumas generalidades, um pouco de bom senso, alguma leitura fria". Assim, descrevem os céticos e religiosos cegos. Mas, na verdade, tanto o cartomante, o sacerdote de Ifá, de Búzios ou o astrólogo, não age apenas por simpatia, enganação ou enrolação. Tanto o cartomante, quanto o astrólogo sério e que estuda, sabe muito bem que se busca acessar forças e segredos inconscientes, não apenas coisas que agradem o consulente. Porém tem sim, muitos falsos astrólogos, que apenas visam enganar e passar uma imagem de poder, que nunca teve - são esses que ao longo da história, jogaram o nome da astrologia no lixo. 

Outra pergunta recorrente é: "Se não precisamos de comprovação científica, porque há cursos e o astrólogo precisa estudar? Estudar o que?" Estudar os saberes astrológicos, cara pálida! Só que esses saberes não são acadêmicos normais como se estuda química ou biologia. Na verdade, os astrólogos, a exemplo de Leonardo D'Vinci e outros, também estudam a relação dos astros com o corpo, com a natureza e com os elementos. E portanto, biologia, física e diversos outros assuntos se encaixam a astrologia. A diferença, quando eu cito não ser "na forma normal", é que não é a astrologia que tem que comprovar as outras vertentes, mas, as outras vertentes que são encaixadas na astrologia, pra que possamos extrair um saber maior e mais profundo das forças ou símbolos zodiacáis - e mesmo espirituais. E foi justamente isso, que eu e outros astrologos pesquisadores fizeram ao associar o saber astrológico a conhecimentos ou revelações espirituais. Na forma como fez o grande Sant'Yves, também o Mestre Matta e Silva ou tantos outros.

O fato é que estamos falando de ciências divinatórias e não de conhecimentos ou teorias que precisam ser atestados pelo MEC ou por uma junta de professores formais. O que revelo aqui é que o saber astrológico se encaixa aos mistérios da vida e do inconsciente humano, assim como aos elementos da natureza. Por isso, ela se encaixa tão bem a descrição arquetípica do orixás, dos anjos cabalísticos, a Árvore da Vida na Cabala, a numerologia, aos santos, ao Tarô e mesmo ao corpo humano, como também ao Ifá, como demonstrei em meu livro, ao revelar o alinhamento com os odús. E especialmente ela revela a magia da vida. Até porque ela nos lembra do despetar todos os dias, quando o Sol nasce, como o Zodíaco está em movimento e como os elementos da natureza tem haver com as estações e com a órbita da Terra, do Sol e dos planetas.

E foi aproveitando esse magnífico saber astrológico, que fiz a minha versão mais atualizada e com o prisma da magia astrológica, das famosas Clavículas de Salomão, que tenho o prazer de apresentar aos estudiosos, por meio da edição especial, publicada pela Editora Anubis. É uma honra trazer elementos novos e uma releitura astrológica das famosas Chaves fantásticas do mago e rei famoso Salomão. Comprem o seu exemplar, leiam e avaliem bem, quão magnífico é o saber astrológico e como ele se encaixa tão bem ao poder da magia e da luz espiritual dos anjos ou seres sobrenaturais. Peça o seu livro aqui...

“Leitura fria” é uma técnica que certas pessoas treinam quase como uma arte marcial da mente, enquanto outras aplicam de modo inconsciente e intuitivo. Envolve, entre outras coisas, fazer o consulente fornecer informações não pra ludibriar, mas, pra orientar, descobrir códigos e chaves da alma que anseia por respostas ou direção. E este é o papel do verdadeiro astrólogo, mago ou oraculista. Por exemplo: Se ilude no entanto, quem acha que astrologo é advinho. Na verdade, ele é um interpreter das ciências divinatórias, que irá ajudar o consulente a se conhecer melhor. E essa fusão ou harmonia entre consulente e consultor, é que vai revelando a colcha de retalhos que está lá no inconsciente. O Astrólogo, não tem que adivinhar nada, ele apenas tem que ler os códigos. Assim como um médico que ao ler os exames, usará seu saber pra indicar o melhor tratamento ao paciente. Dessa forma o consultor, astrólogo, vai ao conhecer melhor a ligação da carta natal com o nativo, chegar a conexção exata do que ele sente e do que tá inconsciente, pra que possa chegar ao diagnóstico e aconselhá-lo a seguir os melhores caminhos.

Além disso, o mapa astral, com sua riqueza de símbolos e interpretações, sua ambiguidade intrínseca, funciona como uma tela de projeção, onde o astrólogo e o consulente veem não apenas o que querem, mas, o que precisam solucionar, ou esperam, ver, vindo de revelação dos códigos secretos da alma, escritos no Zodíaco. Só que para isso, o astrólogo, não basta ter capacidade e conhecimento da leitura de manuais. O fato é que o astrólogo, mais preparado psicologicamente, espiritualmente e que tenha o dom do aconselhamento, irá também perceber a vida e os símbolos de forma holística, divinatória e inconsciente. E é isso que muitos psicólogos, céticos, cientistas, críticos ou vendedores de cursos ignoram, repelem ou desqualificam. Pra eles, o saber tem que está contido dentro de um manual imutável. Mas, o ser humano é vulnerável as forças da natureza, ao tempo, as mudanças cíclicas e muitas vezes está atolado em enormes lamaçais de sentimentos que o aprisionam que só o consultor com uma mente ligada a magia e ao saber divinatória, irá saber desvendar isso tudo. E não apenas se achando o astrólogo estudioso dos manuais.

É por isso que correlacionar mapas a biografias, ou conseguir que dois astrólogos, atuando de modo independente, concordem na interpretação de um mesmo mapa, é tão difícil: sem informação de contexto – quem o consulente é, quais seus medos e esperanças – a carta funciona como um teste de interpretação de manchas de tinta no papel. Isso porque, nem sempre a leitura tem que ser pra interpretar o que é, mas, quase sempre ela tem que buscar entender o que tem que ser, o que tá por vir ou o que ainda não foi detectado. Dessa forma, tanto o astrólogo, quanto o consulente, ao fazer um mapa, quase sempre espera ver as respostas calculadas e desejadas, mas, quase sempre também o mapa poderá nos levar a outras respostas. Pois o bom oraculista e bom astrólogo, irá perceber ao longo de sua trajetória, que ele não tem que buscar ver o que quer captar, mas, está preparado pra interpretar aquilo que o céu e o oculto lhe mostrar.

Por isso a forma binária e dedicada de se ler o Ifá de Orumilá, é fantástica, pois a caída do oráculo irá trazer o odú e dicas com as ordens dos orixás, em conformidade com o que tem que ser e não com o que nós  queremos. Por isso, muitos se decepcionam e passam a vida desnorteados sem encontrar um caminho, pois passam seu tempo buscando as  respostas que quer e não as revelações que o Sagrado lhes revela. As pessoas quando fazem um mapa, quase sempre já querem as respostas que acham que farão ela ser mais felizes, sem se dar conta, que muitas vezes ou quase sempre, a felicidade está naquilo que ñao captamos ainda. 

Outro tipo de consulente difícil de se conformar, é aquele que busca o amor de volta, quer quer ter mais dinheiro ou quer saber os segredos da magia pra ficar mais poderoso. Ele não percebe que o caminho é justamente outro. Na verdade, o caminho é ir captando aquilo que lhe é revelado e não o que ele espera. Muitos vão a uma consulta, esperando saber como trazer seu amor de volta. Porém ao oráculo ou mapa revelar que ela deveria esquecer e buscar viver um novo amor, quase sempre ela ignora pra continuar insistindo. Por isso, muitas são vítima de golpes e depois vão se queixar. 

As ciências divinatórias e astrológicas são pra nos revelar o que precisamos e nem sempre aquilo que esperamos... Shalom e Namastê a todos - Axé!

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O seu signo na Astrologia Árabe

O seu signo na Astrologia Árabe
O seu signo na Astrologia Árabe

Você sabia que existe o Horóscopo Árabe? Isso mesmo, assim como no zodíaco, os signos do horóscopo árabe são definidos de acordo com a data de nascimento de cada pessoa.
Também divididos em 12 decanatos, os signos árabes são representados por armas. Eles são capazes de identificar importantes traços da personalidade e destacar características mais marcantes de cada pessoa.

Compre o livro especial: 

As Clavículas de Salomão - As Sagradas Magias Cerimoniais do Rei - peça já o seu aqui: 

http://www.saraiva.com.br/as-claviculas-de-salomao-as-sagradas-magias-cerimoniais-do-rei-9357238.html


 هل تعلم أن هناك الأبراج العربي؟ هذا صحيح، كما هو الحال في البروج، وتعرف علامات ابراج العربي وفقا لتاريخ ميلاد كل شخص.

ينقسم أيضا إلى 12 deaneries، يتم تمثيل علامات العرب بالأسلحة. وهم قادرون على تحديد سمات الشخصية الهامة وتسليط الضوء على الخصائص الأكثر لفتا للكل شخص.

Did you know that there is the Arab Horoscopes? That's right, as in the zodiac, the signs of Arab horoscope are defined according to the date of birth of each person.

Also divided into 12 deaneries, the Arabs signs are represented by weapons. They are able to identify important personality traits and highlight the most striking characteristics of each person.

¿Sabías que existe la Horóscopos árabe? Así es, como en el zodíaco, los signos del horóscopo árabe se definen de acuerdo con la fecha de nacimiento de cada persona.

También dividido en 12 decanatos, los signos árabes están representados por las armas. Ellos son capaces de identificar importantes rasgos de la personalidad y poner de relieve las características más llamativas de cada persona.

Sapevate che c'è il Oroscopo arabo? Proprio così, come nello zodiaco, i segni di oroscopo arabo sono definite in base alla data di nascita di ogni persona.

Diviso anche in 12 decanati, i segni arabi sono rappresentate dalle armi. Essi sono in grado di identificare importanti tratti della personalità e mettere in evidenza le caratteristiche più sorprendenti di ogni persona.

Saviez-vous que il y a le Horoscopes arabe? C'est vrai, comme dans le zodiaque, les signes d'horoscope arabe sont définis en fonction de la date de naissance de chaque personne.

Aussi divisé en 12 doyennés, les signes arabes sont représentés par les armes. Ils sont en mesure d'identifier les traits de personnalité importants et mettre en évidence les caractéristiques les plus frappantes de chaque personne.
 
 
 

A origem da astrologia árabe
Segundo historiadores, a astrologia árabe se expandiu entre os anos 750 e 1550 d.C.
Os primeiros registros relacionados ao horóscopo árabe foram localizados na Suméria, na costa do Golfo Pérsico. Neste local, por volta de 2700 anos antes de Cristo, foram encontradas tábuas que já continham assuntos relacionados à astrologia.
Os símbolos que representam os signos árabes
Os signos árabes são representados através de armas. Elas são classificadas em três diferentes tipos:
Armas curtas: faca, punhal, facão e punhal árabe.
Armas médias: maça de ferro, clava, machado e corrente.
Armas longas: espada, lança, funda e arco.
Identifique seu signo no Horóscopo Árabe
  • Áries: Punhal
  • Touro: Clava
  • Gêmeos: Maça de Ferro
  • Câncer: Facão
  • Leão: Espada
  • Virgem: Faca
  • Libra: Corrente
  • Escorpião: Punhal árabe
  • Sagitário: Arco
  • Capricórnio: Lança
  • Aquário: Funda
  • Peixes: Machado
Conheça um pouco mais sobre cada signo
Punhal – nascidos de 20 de março a 20 de abril
Honestas e diretas, as pessoas nascidas no signo punhal costumam ser extremamente leais com os amigos. Ambiciosos, sempre possuem uma meta, que farão de tudo para ser alcançada. Guiados pela emoção, os nativos deste signo costumam ser muito fiéis e bastante dedicados aos seus relacionamentos.
Clava – nascidos de 21 de abril a 20 de maio
As pessoas nascidas neste signo são, em sua maioria, fechadas e reservadas. Apesar de muito dedicadas à família e a todos que amam, não costumam demonstrar seus sentimentos. Apaixonados pela natureza, os nativos de clava adoram se exercitar e cuidar da saúde.
Maça de Ferro - nascidos de 21 de maio a 20 de junho
Os nascidos neste signo costumam ocupar posições de liderança. Práticas, realistas e bastante pragmáticas, são pessoas objetivas e dinâmicas. Mas possuem um defeito que desagrada a muitos: falam demais e possuem uma grande dificuldade para guardar segredos.
Facão - nascidos de 22 de junho a 20 de julho
Muito ligados à família e aos amigos, os nativos do signo de facão são pessoas bastante emotivas e sensíveis. Buscam construir relações duradouras e costumam ser muito felizes no casamento, pois prezam e lutam pela construção de um lar repleto de paz e equilíbrio.
Espada - nascidos de 22 de julho a 22 de agosto
Um pouco autoritários e arrogantes, os nascidos em espada costumam ter dificuldade para aceitar a opinião e os limites dos outros. Ambiciosos e determinados, não costumam desistir com facilidade. Apaixonados por aventuras, estão sempre em busca de algo novo que lhe traga prazer e adrenalina.
Faca - nascidos de 23 de agosto a 22 de setembro
Apesar de muito rígidos e severos, os nativos do signo de faca costumam ser muito cuidadosos e carinhosos com aqueles que amam. Um problema que enfrentam com frequência é a dificuldade na hora de dar o braço a torcer, sua possessividade torna isso quase impossível.
Corrente - nascidos de 23 de setembro a 22 de outubro
Um pouco infantis, os nascidos sobre o signo de corrente adoram chamar a atenção. Apaixonados por tranquilidade e equilíbrio, costumam ser pessoas românticas, tranquilas e bastante fiéis. Adoram receber muita atenção e carinho, venha de quem vier.
Punhal Árabe - nascidos de 23 de outubro a 21 de novembro
Intensas e muito intuitivas, as pessoas de punhal árabe são capazes de exalar sensualidade. Apaixonadas e intensas, não abrem mão de uma avassaladora paixão. Mas cuidado, podem ser pessoas extremamente vingativas se sentirem-se traídas.
Arco - nascidos de 22 de novembro a 21 de dezembro
Muito corajosas, as pessoas nascidas em arco são muito fortes e inteligentes. Amantes da liberdade, adoram sair por aí em busca do novo. Possuem uma incrível facilidade para se comunicar, por isso, costumam ser pessoas extremamente sociáveis e estar sempre rodeadas de amigos.
Lança - nascidos de 22 de dezembro a 21 de janeiro
Os nativos deste signo não conseguem ficar parados. Criativos e determinados, costumam lutar com unhas e dentes para conseguir tudo aquilo que desejam. Gostam muito de receber carinho, mas possuem uma grande dificuldade na hora de retribuir. Devido a isso, são vistos como pessoas tímidas e um pouco fechadas.
Funda - nascidos de 21 de janeiro a 19 de fevereiro
Grandes sonhadores, os nascidos no signo de funda costumam ser bastante criativos. Pouco ligados a dinheiro e a riquezas materiais, dão muito valor a inteligência e a capacidade criativa das pessoas que estão a sua volta. Exigência e busca por excelência são, sem dúvida, seus pontos fortes.
Machado - nascidos de 20 de fevereiro a 20 de março
Extremamente sensíveis, os nascidos no signo de machado merecem atenção redobrada. Sensitivas e intuitivas, costumam ser pessoas que se envolvem com facilidade no problema dos outros. No amor, costumam ser fiéis, mas um pouco paranoicos em relação ao parceiro. 

Fonte: horoscopovirtualuolcombr/artigos/astrologia-arabe

domingo, 14 de agosto de 2016

Excelente lugar pra morar e curtir a natureza: Chacara em Mairiporã a venda com nascente residencial



Pois é galera, nesses tempos de oscilações na economia, riscos no mercado financeiro e crescimento econômico baixo, nada melhor que investir em imóveis, que além der ser um bom investimento, ainda mais em se tratando de São Paulo, onde os imóveis mais se valorizam e prestes a adentrarmos no ano da Copa do Mundo, trago aqui uma ótima dica de imóvel! Trata-se de uma chácara com 3.200 mts. sendo 500 mts de área construida, com piscina de 10 mts. toda em mosaico, churrasqueira típica,campo todo gramado,bosque com árvores primitivas,lago com carpas coloridas,espaço zen todo em pedras,casa principal com piso todo em mármore do Iraque na sala 2 ambientes, cozinha ampla com despensa pra alimentos,home theater, lavanderia,andar superior piso todo em madeira com suíte de casal,closet,banheiro com banheira,escritório,sala anexa/intima/suíte solteiro/andar com lofth panorâmico/casa de hospedes opcional para salão de jogos,garagem coberta para 2 carros,toda gramada e murada em pedras, dista 8 km. do centro de Mairiporã,

Excelente lugar pra morar e curtir a natureza: Chacara em Mairiporã a venda com nascente residencial
Nos dias de hoje, onde o homem tenta cada vez mais, se integrar ao meio ambiente, vivenciar seu lado espiritual e ter paz, nada melhor que um lugar lindo como este, que é um paraíso pertinho de Mairiporã. Coim fonte natural e agua cristalina... Magnífica propriedade/chácara em Mairiporã -SP, localizada em excelente região residencial de altos padrões com casa principal totalmente rústica, acabamento em madeira de lei, pisos em mármore iraquiano e assoalhos em madeira. Área externa construída com tijolos centenários. Propriedade abastecida com água de nascente, localizada dentro do imóvel, totalmente potável, isenta de ferro e chumbo, com excelente olho d\'agua que proporciona um alto fluxo de abastecimento. Imóvel foi construído repeitando-se todo o espaço natural, sem cortes de árvores e sem modificações na topografia e terreno. Um verdadeiro santuário da Natureza.

Documentaçao com escritura e Habite-se. No local possui telefone fixo, internet, além do uso normal de telefones celulares. Excelente para quem procura conforto e segurança. Veja fotos e vídeos da casa.

Quem interessar-se pode entrar em contato direto com a proprietária no Facebook ou envia mensagem para:

sábado, 13 de agosto de 2016

A Chave de Salomão e o círculo mágico - aos estudiosos da magia cerimonial e aos magos



A construção do Círculo Magistico
A edificação do circulo mágico dentro da base e raiz magistica, serve para proteger o mago, assim também projetando e aumentando a potencialização do executor, local onde podemos nos comunicar com outro plano, o refugio dos invocantes e o lugar apropriado para os espíritos serem chamados e donde ordens e respostas são alcançadas por tal incumbência. Existem muitas formas de se manifestar círculos magisticos, cada tradição tem a sua receitas, porem o que poucos sabem e de onde se originou, uma fonte certa original aqui será retratada.

Os círculos podem ser feitos de farinha, pólvora, pedras, penas, sal, mercúrio, metal que é usado em muitas sociedades secretas ou mesmo de papel, como aqui será feito. Na chave de Salomão o circulo deve ser traçado com uma corda de 3 metros amarrada em um punhal ou athame da Arte, como que com um compasso, e mais dois círculo interno com 36 cm de diferença entre o outro, utilizando a recitação de uma oração e invocação, as Chaves colocam os Salmos II, LIV, CXIII, LXVII e LXVIII, cada escola ou tradição possui a sua, apesar de suas diferença o principio magistico prevalece. Usando a letra TAU do hebraico desenhada em cada ponto cardeal, do circulo interno, e no externo: Leste ALH que é Eloah Sul IHVH que é Tetragrammaton Oeste AHIH que é Eheieh Norte ALVIN que é Elion Outros nomes e símbolos podem ser utilizados desde de que respeite a hierarquia elemental das Torres e Pontos em questão, podendo ser utilizados os nomes da quadratura do circulo magistico que são: Leste AL (El) Sul IH (Yah) Oeste AGLA (Agla) Norte ADNI (Adonay).

Já que a descrição do circulo de Salomão utiliza a quadratura na maioria dos manuscritos que o Arsenal de Paris possue o mesmo principio, mesmo que se manifeste algumas variações. Dentro do circulo se deve levar em conta a direção de movimento, mediante a Obra do mago, em outras palavras movimentos horários positivos.

O ar deve ser purificado devidamente, antes de entrar no circulo, ou de qualquer inicio do rito. Seria acertado consultar algumas obras em relação a tais ritos, que sejam da mesma corrente como o Lemegeton, Grande Grimório ou mesmo o testamento de Salomão. Rito de Conjuração do Circulo. O rito de conjuração tem como finalidade a eliminação de interferências de entidades alheias ao rito que será empregado.

Sempre me lembro nos meus ritos, em apenas convidar as entidades desejadas, a elevação de um porteiro e muito importante, para impedir qualquer penetra que com a sua presença, estragarem o ritual, ou mesmo nos confundindo para nos levar ao erro, o que é mais comum que as pessoas pensam, já que a maioria absoluta e completamente incapaz de entender em profundidade o que realmente esta pedido.

As Chaves de Salomão nos dá vários banimento, colocarei dois abaixo, para poder contribuir com o caminho de cada um. Quando entramos aqui, chamamos com humildade, para que ao penetrar este circulo, o Deus Todo Podereso, conceda o prazer Divino, a prosperidade e a alegria, a caridade e a consideração. Que os anjos da Paz, possam ajudar a defender este circulo, que a discórdia desapareça dele! Com o sacerdote, mago, mestre, humildemente ajoelhado dentro do circulo, recita a consagração do circulo. “ Oh Terra ! Eu vos conjuro, pelo mais sagrado dos nomes, ASHER EHEIEH, com este arco, feito pelas minhas mãos!” “ Oh, Senhor nosso Deus, o Mais Poderoso e o Mais Clemente, vós que não desejais a morte do pecador, mas sim que ele se renegue o seu mal e continue a viver; dai-nos a vossa bênção e consagrai este circulo e este solo, que está aqui descrito e que contém o Mais Poderoso e Divinos Nomes.”

Você pode adaptar e criar o seu, utilizar da sua forma, perante as suas crenças, tradições ou dogmas magisticos, a grande maioria da magia Ocidental, tem como fundamento  as Chaves de Salomão, sendo está clássica ou a “neo-magia” que hoje se manifesta. A polaridade em relação aos deuses deve ser respeitada em relação aos quadrantes, porém permitindo-se a relação ampla dos Deuses principais a serem manifestados, isto é podendo ser uma Deusa, Deus, Casal Divino ou mesmo uma Trindade desde de que respeita a real associação dos mesmos. Virado para o Leste o mago/sacerdote munido dos necessários objetos da arte magistica em questão costurados na sua veste apropriada da arte, invoca a hierarquia, entidade ou Deus que será o fundamento do rito............. O objetivo aqui e que cada um manifeste a sua operação magistica mediante a tradição de cada. Já que os trabalhos clássicos existentes somente se tornam possíveis após muitos anos de praticas e realizações na área. Para um iniciante ou mesmo muitos “sacerdotes” e “magos”, varias praticas são inoperantes na maioria absoluta dos praticantes, não que não funcione, mas, porque a maioria não entende ou não tem energia o suficiente pra acessar tais poderes. Além disso, muitos não tem o dom da magia pra tal feito. Tem se aqui apenas uma pequena contribuição a ser somada pelos que assim desejam, e com espírito de um verdadeiro buscador, empreender o seu caminho realizador pessoal magistico.

Na magistica de Umbanda, o circulo também poderá ser montado, sem ser somente com as chaves de Salomão (mas, sempre temos os conhecimentos dos grimórios como base), mas, usando o poder do verbo contido no axé dos orixás. Riscando as palavras sagradas dos mantras dos elementais mágicos da natureza. No entanto este é um segredo para os grandes magos, e nem todo mago poderá fazer com sucesso este ritual. Por isso prudência acima de tudo. E por isso também dediquei um bom tempo, lendo, relendo e interpretando diversos grimórios, para aprimorar e firmar uma nova versão, das Clavículas de Salomão - tanto pra que se torne mais fácil de compreender, como com novas informações indéditas, inclusive para os praticantes da Wicca, magia astrológica, magia sexual e cabalistas que invocam os anjos do Senhor ou mesmo magos que evocam forças sobrenaturais. Assim buscamos interpretar os pantáculos e chaves, pelo prisma da magia astrológica.

Compre já seu exemplar, você que é amante da magia e da arte da ritualistica cerimonial sagrada. Compre seu exemplar aqui e se delicie com a leitura desse magnífico grimório: Peça o seu aqui...

 Ou peça aqui também...

Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador.

Em breve, meu livro sobre a magia de Salomão estará nas livrarias

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Existe perigo no uso da Magia das Clavicolas de Salomão?



Perigoso para os leigos e para os de intenções ruins


A Clavícula de Salomão Apesar de ser atribuído ao rei Salomão - que, segundo o folclore judaico, tinha o poder de controlar os demônios do céu, da terra e do inferno - ja para outros, o texto da Clavícula não tem nada a ver com o legendário soberano judeu. Eu também tinha essa opinião sobre ela de que era apenas um livro inventado sem a menor importância. Porém, ao trabalhar numa releitura de suas edições, nesse livro que lancei em 2016, percebe que as Clavículas são mais poderosas do que se pensa e é a fonte de muitos outros grimórios e círculos de magias ao longo da historia.

De acordo com os filólogos que estudaram a composição do texto, ele deve ter sido escrito por volta do sec. XII d.C., provavelmente na região do Império Bizantino, que herdou boa parte do conhecimento clássico e helenístico, inclusive no que se refere ao esoterismo. Como todos os tratados de magia medieval, a Clavícula descreve um procedimento ritualístico bastante complexo, com a utilização de toda uma parafernália cerimonial de robes, pantáculos, amuletos e talismãs, que devem ser confeccionados seguindo à risca as precisas instruções contidas em cada capítulo. E nessa versão que esrevi e trago ao caro leitor, pela Editora Anubis, foco realmente na magia astrológica e no momento mais adequado pra formar esses pantáculos e talismãs de poder.

E no que se refere a data, eu não concordo com os filógos, pois percebi ao estudar as Clavículas, que ela é bem mais antiga do que se pensa, tendo grande parte vinda da época de Salomão, mas, provavelmente foram redigidos textos complementares e colocados em órdem talvez por volta do século um da era cristã. Já o século XII, citado pelos pesquisadores, pode ter sido a data de seu ressurgimento.

Pode-se dizer o que for dos rituais seguidos pelos magos medievais, por exemplo, dizer que eles são práticos ou fáceis de compreender ou usá-los. Mas, a verdade, é que eles não são pra qualquer pessoa comprender, sem uma boa aplicação. Além disso, é necessário dom, vogação e trabalho para desenvolver esse conhecimento. E não ajudam nada as constantes advertências de que o menor erro pode fazer com que a alma do mago seja arrastada para o inferno pelas entidades que ele imprudentemente evocar. Mas não há motivo para susto. A razão pela qual a magia cerimonial antiga é tão abstrusa é a necessidade de mobilizar e canalizar as forças da imaginação, que são, afinal de contas, o único instrumento realmente necessário para a prática da magia. No entanto, sabemos bem que nas Chaves de Salomão, além da força mental, forças espirituais, muito fortes, trabalham nessas correntes de magias evocadas. Portanto, antes de mexer nessa fonte de poder, o mago ou iniciante, precisa se preparar muito e não mexer naquilo que não sabe.
https://www.zoom.com.br/livros/as-claviculas-de-salomao-as-sagradas-magias-cerimoniais-do-rei-lima-carlinhos-9788567855400

Todo o aparato que o mago é instruído a fabricar tem um significado acima de tudo simbólico, e espera-se que as dificuldades que ele vai encontrar ao fazê-los sejam suficientes para direcionar sua vontade em direção ao objetivo. Já no Renascimento, os criadores do que se tornou conhecido como magia hermética, compreenderam que uma capacidade de visualização bem-desenvolvida pode substituir com proveito essa tralha toda.

A Golden Dawn aprofundou ainda mais essa trilha do uso mágico da imaginação, que consiste na visualização de símbolos e interação com eles em uma esfera puramente psíquica (o astral, como se costuma dizer). E AOS pare e a magia do caos levaram a tendência a seu limite extremo, substituindo até o simbolismo tradicional por símbolos e imagens que fossem eficientes e adequados à psicologia individual de cada mago. Uma versão contemporânea da magia de Salomão que, embora eu não tenha testado na prática, me pareceu bem interessante e vale pelo menos uma olhada, apesar das horrendas ilustrações.

E assim como na Wica em que apenas poucas bruxas que tem um alto grau de mediunidade limpa, consegue extrair encantos lindos de magias cerimoniais iluminadas. Apenas uma minoria ou quase nenhuma fada consegue esses efeitos positivos nas cerimonias que utilizam Egregoras e circulos magisticos. Porque a maioria dos magos se deixam dominar pelo ego e pelos desejos. Então, em especial para os curiosos que querem tentar testar as forças espirituais, ou que de má fé tenta usar os códigos mágicos pra fazer mal as pessoas, é muito bom ter cuidado, pois podem ser punidos. Já para quem tem o dom e quer estudar com seriedade, podemos ver que as Clavículas, traz mensagens fantásticas e conhecimentos secretos.

Na Umbanda, quando se atinge o grau de Mago Branco trabalhando por auxilio e por regra da Filosofia dos orixas elevados, se opera coisas muito mais eficientes e beneficas. Mas, se forem feitas observadas as Leis da Tradição e usando a Lei de Pemba e grafia Sagrada dos Orixas, mesclada com a Magia Mantrica.

Compre a minha versão das Clavículas e se depare com muitas informações novas, releituras e complementos inéditos bem exclusivos. Compre e você vai gostar muito. Peça o seu aqui...

Carlinhos Lima - Astrologica, Tarologo e Pesquisador.

domingo, 7 de agosto de 2016

A força do Ascendente e orixá de Frente - identifique o seu

A força do Ascendente e orixá de Frente - identifique o seu
A força do Ascendente e orixá de Frente - identifique o seu

O poder e expressão dos signos e orixás


Áries – Com a energia de Marte, a força de Ogum. Dependendo da posição de Marte no mapa, essa pessoa terá um Ogum mais ou menos agressivo. Também dependerá das configurações, ou seja, aspectos ao Ascendente e a Marte, como  também se o Sol dessa pessoa, juntamente com a Lua é forte ou é fracaa. O primeiro contato desse ser é esfuziante. Áries pode parecer meio espaçoso, apertando sua mão com força ou abraçando com alguma intimidade. Alegre e falante, não tem cerimônia e faz você se sentir bem à vontade. Meio estabanado, tropeça e fala alto.

Touro – Com a força de Oxóssi. Também dependerá da posição de Vênus e os aspectos que este recebe dos outros planetas, da casa em que ele está posicionado e o signo que ele transita. O primeiro contato é elegante. Touro se apresenta de um modo meio lento e, aos poucos, vai se sentindo confiante. É atraente e delicado, discreto. É melhor você ir adiantando a conversa ou o taurino vai continuar se escondendo por trás de certa timidez.

Gêmeos – Com a força de Ibêjis de frente. Também dependendo da posição de Mercúrio e os apectos da carta natal. O primeiro contato é alegre. Gêmeos comenta sobre o tempo, a novela, a política… Bem humorado, faz você rir e ter a impressão que já o conhece há tempos. Vai fazer mil perguntas e adorar qualquer resposta que você dê! Tem jeito de estudante ou cara de professor.

Câncer – Com Iemanjá de frente. Dependendo ainda da posição da Lua e dos aspectos que a envolve na carta natal. O primeiro contato é afetuoso. Câncer abraça, chama de modo carinhoso e faz elogios. Você está diante de alguém com quem se sente à vontade. Vai pedir água ou cafezinho ou até oferecer para pegar ou fazer. É alguém que parece ser “da família” desde o primeiro momento.

Leão – Com a força de Oxalá. Dependendo da posição do Sol e dos aspectos relacionados a ele e ao Ascendente. O primeiro contato é majestoso. Leão se apresenta de modo imponente, com um porte que tem algo de nobre. Bem vestido, fazendo o gênero clássico, um jeitão de superioridade. Não vai falar muito, mas você vai recordar esse primeiro encontro por um bom tempo.

Virgem – Com Ewá, Ossaím, Obá ou Exú. Dependendo da posição de Mercúrio, um desses orixás poderá se apresentar de frente. Assim como nos signos anteriores, que também há outras opções, dependendo dos odús e da soma geral da carta de uma pessoa. Por isso, é importante observar além do Ascendente, pra ver qual é o orixá de frente de  uma pessoa. O primeiro contato é desconfiado. Virgem se apresenta lentamente, precisando de tempo para confiar e se sentir à vontade. Você terá a impressão que está sendo estudado, minuciosamente avaliado. Não é só impressão, é a verdade. Usa óculos e tem jeito de estudante.

Libra – Com a Força de Oxum. Observa-se também a posição de Vênus e aspectos envolvendo Ascendente, Sol e Lua. O primeiro contato é gracioso. Libra se apresenta com sorrisos e elogios. Você se encanta de modo natural. Elegante, gentil, educado, cheio de boas maneiras, sutilmente irresistível e, assim, o libriano entrou em sua vida!

Escorpião – Com a força de Oxumaré. Observando a posição primeira de Plutão e em seguida de Marte. Também os apectos e posições desses astros. O primeiro contato é intenso. Você não consegue descrever o que sentiu no primeiro olhar. Desconforto? Sedução? Só vai conseguir dizer que era um olhar profundo e que você ficou desconcertado. E precisou de tempo para o escorpião se abrir de verdade.

Sagitário – Com a força de Xangô. Mas, para outros podemos detectar Iansã, lembrando de observarmos claro, carta para um homem de uma forma e de uma mulher de outra maneira. Observa-se também a posição de Júpiter e seus aspectos no mapa. O primeiro contato é vibrante. Energia quente e positiva. Alguém que ocupa espaço rapidamente, fala bastante e olha direto nos seus olhos se expressando com sinceridade. Impactante, é muito estabanado e, às vezes, pode até cair sobre você.

Capricórnio – Com a força de Obaluaê ou Omulú. Observa-se a posição e envolvimentos de Saturno. Que também pode nos revelar Nanã, Iroko (que também pode se apresentar em Libra ou Virgem - dependendo da posição das casas e signos). O primeiro contato é cerimonioso. Capricórnio vai precisar de tempo para se revelar por completo. É educado e vai responder a tudo o que você perguntar. Discreto, bem vestido, previsível em palavras e atitudes… até que se sinta realmente seguro.

Aquário – Com a força de Orumilá, Odudwa ou mesmo Iansã e até Exu, dependendo da posição de Urano e seu envolvimento. O primeiro contato é simpático. Aquário é curioso e animado. Vai atropelar você com muitas perguntas e observações. Pode tirar o celular do bolso e mostrar algo interessante. Um furacão entrou em sua vida, um vento refrescante, mas que faz bastante barulho.

Peixes – Com a força de Olonkum. Também podendo apresentar Nanã, Iansã, Iemanjá e até Oxum ou Obá, dependendo da posição de Netuno, Lua e demais configurações por casa e aspectos. O primeiro contato é suave. Peixes se apresenta languidamente. Uma sereia, um elfo, um ser encantado. Olhos penetrantes e cheios de compreensão. Uma timidez simpática, risonha, esperando que você dê o primeiro passo e fale as primeiras palavras. Aí, então, o pisciano se revela.

Pra entender melhor esses conceitos de Umbanda Astrológicas, leia o livro OS SENHORES DO DESTINO - Compre seu livro aqui... últimos exemplares... 

E aos estudantes de magia, já está disponível meu segundo livro que trata da magia sagrada do Rei Salomão: Peça já seu exemplar aqui e estude novas informações inéditas. Peça o seu já...

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Ritualística: Saiba o que realmente é magia sexual e como usá-la

Ritualística: Saiba o que realmente é magia sexual e como usá-la
Ritualística: Saiba o que realmente é magia sexual e como usá-la

O poder dos magos e bruxos

Nenhum tema no mundo chama mais atenção do que seja, nem mesmo o dinheiro tem tanto ibope e gera tantas discussões, disputas ou interesse. E nas redes sociais, assim como em toda web, sexo é disparado o tema que mais chama atenção dos internautas. Mesmo a maioria querendo se passar por desinteressados, a hipocrisia na vida real já é grande, imagina onde as pessoas não mostram a cara... Bem, deixando de lado a as falsas afirmações e falsos comportamentos das pessoas, vamos falar de um assunto importante. Porque no mundo esotérico, religioso e afro-brasileiro, não tenha dúvida que seja é o tema também disparado preferido por todos. Tanto para os que dizem gostar, como os que querem combater. Mas, esse lado tem faces e pontos perigosos como todos sabem. Continue lendo o texto completo aqui...

Comportamento, abandonos e conquistas: A magia sexual e domínio das pessoas

Comportamento, abandonos e conquistas: A magia sexual e domínio das pessoas
Comportamento, abandonos e conquistas: A magia sexual e domínio das pessoas

O poder de atrair ou repelir pessoas...

Vemos pessoas com conceitos variados, em todos os sentidos. Na arte, na religião, na espiritualidade e nos esportes e por ai vai... Somos seres únicos, cada um pensa e sente a vida de uma forma. Por isso nada e nem ninguém é unanimidade. Assim cada um tem uma crença, preferência sexual, gosta de um esporte, torce por um time, um partido ou frequenta uma religião. Continue lendo aqui o texto completo....

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Espaço e Armagedom: asteroide chamado Bennu pode um dia atingir a terra


NASA pode salvar a Terra e responder à pergunta fundamental da humanidade?


Em 2135, o 101955 Bennu pode colidir com o nosso planeta. As chances de um impacto são pequenas e a agência espacial garante que a pesquisa não é apenas para 'evitar o Armagedom'. Cientistas querem analisar a rocha na esperança que ela contenha informações sobre a origem da vida.  
"A aproximação [do asteroide à Terra] no ano 2135 ajustará a órbita de Bennu, potencialmente o colocando em curso de colisão com a Terra naquele século", diz Dante Lauretta, professor de ciência planetária na Universidade de Arizona, citado pelo Independent.

Um asteroide chamado Bennu pode um dia atingir o nosso planeta. É possível que ele guarde o mistério da origem da humanidade.

Descoberto em 1999, o 101955 Bennu tem aproximadamente 500 metros de diâmetro e orbita o Sol a uma velocidade de 100.000 quilômetros por hora. Infelizmente, a órbita do asteroide coincide com a do nosso planeta a cada 6 anos, o que significa que ele pode, um dia, colidir com a Terra. Para se preparar melhor para este evento potencialmente apocalíptico, a NASA envia uma nave espacial OSIRIS-Rex para coletar uma amostra do asteroide.
"[A missão] é a chave para a nossa busca por produtos orgânicos no Bennu", disse Lauretta, de acordo com um comunicado da NASA.
Mas a missão é mais do que evitar Armageddon. De acordo com Lauretta, a missão OSIRIS poderia ajudar a humanidade a compreender melhor suas próprias origens.

Asteroide que poderá se colidir com a terra será explorado pela NASA

O asteroide que tem cerca de 500 metros, viaja no Sistema Solar a uma velocidade de 101.389 quilômetros por hora.

Não, ainda não é motivo para pânico. O asteroide Bennu descoberto em 1999, será explorado pela NASA, agência espacial norte-americana. De acordo com informações do jornal britânico The Times, a agência espacial pretende lançar em setembro deste ano uma sonda que recolherá amostras do asteroide. Em entrevista ao mesmo jornal, o professor de ciências planetárias na Universidade do Arizona, Dante Lauretta, ele explica que a passagem do asteroide entre a Terra e a Lua ocorrerá em 2135. 


O asteroide que tem cerca de 500 metros, viaja no Sistema Solar a uma velocidade de 101.389 quilômetros por hora e pode ser visto de seis em seis anos ao cruzar a órbita da Terra. O Bennu está listado na Tabela de Risco Sentry, que identifica os corpos celestes que tem potencial para atingir a Terra, ou seja, a longo prazo ele poderá vaporizar o nosso planeta. 
A maior preocupação dos cientistas é que a passagem deste asteroide pela Terra "vai alterar a sua órbita", fazendo com que o corpo celeste se coloque em rota de colisão com o nosso planeta. “Vamos tentar identificar as regiões do Bennu mais ricas em moléculas orgânicas, e recolher amostras com maior valor científico, que nos permitam estudar a composição geral do asteroide”, explica Dante Lauretta.

Para se preparar melhor para este evento potencialmente apocalíptico, a NASA envia uma nave espacial OSIRIS-Rex para coletar uma amostra do asteroide.
"[A missão] é a chave para a nossa busca por produtos orgânicos no Bennu", disse Lauretta, de acordo com um comunicado da NASA.
Mas a missão é mais do que evitar Armageddon. De acordo com Lauretta, a missão OSIRIS poderia ajudar a humanidade a compreender melhor suas próprias origens.
"Acreditamos Bennu é uma cápsula do tempo desde os primórdios de nosso sistema solar", disse a cientista ao canal ABC News. "Assim, a amostra pode potencialmente conter respostas para uma das perguntas fundamentais que os seres humanos fazem: ‘De onde viemos, qual a nossa origem?'"
Por enquanto, não há nenhuma razão de pânico. O Bennu tem apenas uma chance em 2700 de colidir com a Terra entre 2175 e 2196.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores