Total de visualizações de página

sábado, 14 de junho de 2014

A Lei de Pemba e a missão dos escolhidos


Em se tratando de mediunidade e missões espirituais, vemos que ao longo da história sempre houveram enviados ao nosso planeta pra cumprir a árdua missão de combater o mal, guiar os irmãos e liderar. No entanto, há diversos tipos de dons e alguns se destacam mais do que outros pois pra nós humanos, muitas vezes contam mais as aparências que o caráter real por trás de tudo. Além disso o Mal é ardiloso, não perde tempo e lança confusões e tentações. E assim grande maioria desses enviados caem.

Um dos grandes motivos pra que esses enviados especiais caiam é a ganância, aliada a ambições desenfreadas e avareza. E muitos desenvolvem egocentrismos, vaidades e soberba. E não é só no meio esotérico, espiritualista e místico que vemos isso não. Na verdade, no meio cristão essas entidades gananciosas são bem mais poderosas, escravizadores e escravas do poder material. Pregam o Reino do Céu, buscando o reino da terra mesmo. Pastores com seus carrões importados, relógio de ouro, contas bancárias e salários altos, não saem da TV, correndo atrás de dinheiro como abutres atrás de carne. 

Fala-se de um reino que nada tem haver com o que fazem. Basta ver também a história da Igreja Católica, sempre alinhada ao poder e ganância. Até porque a verdade é bem diferente do que pregam, pois a Bíblia não é a verdade absoluta. Ela tem fragmentos e não sabemos até onde ela não seria um plano dos anjos, pois foram eles que fizeram todo enredo.

Enfim, voltando a questão do escolhidos, sabemos que muitos vem a Terra com odus e signos voltados a cumprir missões. E nada os impede de enriquecer, afinal Deus dá dons ao homem pra que ele viva bem também. A questão é que não deverá desviar-se da missão primordial e não se escravizar pelo dinheiro. Será por exemplo que um líder espiritual que não sai da TV e da mídia e vive no seu luxo e conforto, de repente aparecesse um anjo lhe ordenando pra que abandonasse tudo e fosse viver em reclusão espiritual ele faria? Dificilmente! Após acostumado em tanto conforto, seria praticamente impossível. Vejam que a teologia hoje em dia é outra - é a tal da "Teologia da Prosperidade" como se houvesse alguma possibilidade de extraí-la da Bíblia! Na verdade temos que concordar que há um exagero nas pinceladas teológicas dos primeiros cristãos e na forma como a Igreja Católica usou o termo humildade em seus ensinamentos, pois o homem humilde, não precisa propriamente ser miserável pra ser bom, pois vimos que Abraão e seus descendentes eram homens ricos, assim como Melquisedec e outros reis de bom coração. Porém, há que se compreender duas coisas: a primeira é que essa riqueza vem do trabalho e segundo que essa riqueza não pode corromper a fé.

Nos terreiros e no meio espiritualistas, há uma enorme hipocrisia, quanto a consultorias e cobranças dos serviços, tudo causado por causa das pregações incompreendidas sobre espiritismo. Isso porque as pessoas vivem muito no inconsciente, querendo viver ao pé da letra das entidades. As pessoas precisam entender que não temos que obedecer entidades e sim ouvir seus ensinamentos que caberá a nós julgar. E por não julgar, é que idiotas, até cometem loucuras de sacrificar crianças, dizendo que ouviu algum espírito mandar fazer isso! As entidades muitas delas estão ainda num processo bem crú, inicial e sem noção também, portanto não vá fazendo tudo que as entidades  te dizem não, pois você pode se ferrar! Entidades mais elevadas não ficarão o tempo todo interferindo na vida das pessoas não. Temos que ter noção que o livre-arbítrio é nosso e não de entidade nenhuma. 

Então tem gente que faz consultoria por exemplo, que fica nesse blablablá, dizendo que não pode cobrar pela consulta, pois entidade fulana não gosta! Claro ela não precisa comer, beber e pagar contas! Entidade nenhuma tem que dá ordem a médium nenhum. O que você não pode é ser ganancioso, como muitos pais de santo que cobram preços absurdos por trabalhos que tem 99% de chance de não servirem pra nada. Não pode é ser mentiroso, quando não virem nada nos oráculos, precisam ser sinceros e não podem prometer nada daquilo que não podem cumprir. Mas, cobrar pelos seus serviços e estudos que muitas vezes se dedica anos e anos pra se preparar, claro que pode.

A caridade não é essa forma banal que querem pregar país a fora. Ela tem um contexto maior e mais elevado. As pessoas, muitas delas que sequer acreditam em espiritismo, pegaram a mania malandra de procurar consultoria espiritual de graça. Se enchem de problemas com suas ambições e quando se sentem ferradas, querem se aproveitar de máximas e pregações que sequer elas conhecem direito. Tem pessoas que querem soluções pra seus problemas, e sequer querem doar alguma coisa pra que as ajuda, achando que médium e espiritualista não precisa de nada. Como eu disse, o que não se pode é usar a mentira pra enriquecer, mas, um astrólogo, um tarólogo, um sacerdote de búzios, de Ifá, de Runas ou que atende com seu guia as pessoas, não vai ficar horas e horas, atendendo pessoas quase sempre egoístas de graça só porque ele é espiritualista! Não peguem as pregações de Chico Xavier pra querer carimbar todo mundo. O guia dele exigiu aquele tipo de doação de si mesmo, mas, cada pessoa tem um carma, uma missão e um propósito espiritual.

O guia tem apenas o caráter de orientador e não de ditar o que o médium faz da sua vida. E nem todo guia é sensato ou sábio o bastante. Como eu disse, muitos são imaturos e sem tanta experiência. Por isso parem de confundir caridade com esperteza ou vaidade. Tem muita gente que dá uma de espiritualista caridoso apenas por vaidade. O que você tem que fazer por caridade, é em cada momento que for exigido e não em momentos programados. Não adianta programar sessões com dias marcados na semana pra fazer caridade voluntária, pois o destino prova em momentos involuntários. Cada um é chamado dependendo do caminho que tenha que trilhar e na hora que tenha que trilhar.

Não pense que novenas programas e assistir milhares de missas ou giras de terreiro, vai te livrar o carma e que apenas cantar, pular e ler livros sagrados limpa o que tem que ser feito em sua missão de vida. Foi das distorções de livros como a Bíblia que surgiram os preconceitos, a exclusão de preceitos e imbecilidades irritantes.  Um mago por exemplo cumpre sua missão observando o tempo e não sendo escravo dele. 

As pessoas pegaram uma mania de ficarem inconscientes demais, dão valor demais a incorporações e não aos estudos e a própria consciência. Parem de ficar querendo tomar todo tipo de decisão só quando algum orixá disser ou os oráculos revelar. Temos que tomar decisões conscientes. Não devemos pensar como os novos cristãos que só porque compram uma Bíblia, uma boa roupa social, pagam o dízimo, estão na igreja em todo culto e mudam o comportamento, que Deus toma a direção de sua vida e que tudo que passara na sua vida é apenas a vontade dele! Na verdade Deus nos insere dentro de um projeto e nem sempre está ligado a Bíblia, mas, a milhares de outras coisas.

Não se incomodo com o que disse ou fez Abraão a milhares de anos atrás! Se importe com sua realidade, pois a dele já passou. Cada tempo é um e cada pessoa é uma história diferente. A Bíblia é iniciática e não escravizadora. Se não tivesse sido tão adulterada e montada pra domio das religiões, todos iriam perceber esse caráter iniciático, como bem percebeu Salomão e Davi.

Tem pessoas que são enviadas a este mundo pra cumprir missões importantes. Mas, como sabemos o mal não perde tempo e logo confunde a cabeça dessas pessoas desviando-os do caminho ou da compreensão. Assim infunde-lhes medo, preconceitos e dúvidas. Então temos uma realidade onde é mais fácil seguir a maioria e as pessoas seguem em rebanhos sem destacar-se nos seus dons e missões. É mais fácil concordar com os movimentos dominantes, com as religiões dominantes e rejeitar a minoria ou aquilo que é contra o poder estabelecido. Então é mais fácil orar as rezas de uma religião que tem milhões de adeptos, sentar-se no meio de uma multidão pra ouvir textos famosos como os da Bíblia e aceitar como verdades absolutas aquilo que é aceito por uma legião de pessoas.

É mais fácil ser mais um que ser apenas um. E por isso, escolhe-se o mais fácil. Como diz a própria Bíblia "muitos são chamados, mas, poucos são escolhidos"! Ué, como assim? Se a maioria segue o caminho que dizem ser o certo? Há pelo menos 2 bilhões de cristãos! É um número expressivo! E os que acreditam em Deus, juntando também outras religiões monoteístas como o Islamismo o número é muito maior... Então porque só poucos? Bem como o próprio Evangelho explica "a porta larga atrai maior número de pessoas...". Então tá explicado, ou seja, as pessoas vão por caminhos mais fáceis, esquecendo ou rejeitando suas missões e provas.

Por isso temos tanta confusão, tantas drogas sendo inventadas, tantos conflitos e tanto oportunismo religioso. Em se tratando de magia por exemplo, que é um dos principais pilares e está inserido na Leia Maior, também chamado como Lei de Pemba na Umbanda, aquela que trás a magia ancestral para combater o mal e revelar os poderes da luz, vemos que a maior parte dos terreiros, templos e adeptos, ficam com invencionices. Ou seja, rejeitam a magia ancestral e tentam imprimir magias midiáticas, inventadas, que nada tem haver com a Lei de Pemba. Muitos sequer acessam a magia, pensam que passes e rezas ou meditações são necessárias e suficientes.

Não temos mais praticamente Umbanda no Brasil, nem mesmo no Candomblé se preserva os preceitos necessários. São poucos os que resistem ao tempo e aos ataques cruéis dos preconceitos de nosso tempo. Já começa a idiotice, quando pessoas que se dizem de Umbanda, olham com ar de rejeição ao Candomblé, como se este fosse outra coisa. Quando na verdade são religiões irmãs. Mas, a preferencia é pra seguimentos que se curvam a Bíblia e a cultura europeia. De outro lado, há os que dizem que não são umbandistas, porque querem sentir o orixá na sua forma mais rústica. Ora, tudo evolui, até mesmo os orixás ancestrais. As forças cósmicas se adaptam ao nosso tempo, as eras e as missões.

Não podemos ser tradicionalistas demais, nem reformistas ao extremo. Tudo tem que vir de forma abalizada com as estruturas do tempo e do cosmos. Com a Era de Aquário, surgirão mais aberrações que inovações eficientes, mas, inovar é preciso de qualquer forma. Não podemos ficar presos a tradição oral e nem rejeitá-la. E aqui tá o grande desafio dos mestres que foram escolhidos pela Lei de Pemba no Astral Superior, pra trazer o conhecimento ancestral a luz.

Chega de sincretismo sensacionalista ou fetichismo exibicionista. A temperança é o que no recomenda Orumilá a Grande Testemunha da Criação. Parem de agir como se tivessem sendo orientados por um marqueteiro num programa eleitoral. O mago e o médium não podem ficar engessados ao costumes oportunistas ou limitadores. A estratégia dos movimentos new pentecostais é dizer que os cultos afro-brasileiros matam criancinhas, adoram o Diabo e que mediunidade é coisa das trevas. Ora, em primeiro lugar a Umbanda e o Candomblé, são muito mais antigos que o cristianismo. Elas apenas ressurgiram no Brasil e certamente tinham outros nomes em sua origem primitiva, mas, quando a mediunidade do homem surgiu, seja no Egito, Na Palestina Antiga, na Pérsia ou na China, ela surgiu da mesma forma. A mediunidade do homem e o pensamento mágico tem a mesma meta e função. Ela surgiu da observação do movimento em torno do homem, como o curso dos elementos na Natureza, os astros no céu e a busca de contatar o Sagrado. E a mediunidade primitiva dos ancestrais hebreus não é diferente da ancestralidade africana não. Muito pelo contrário. Na verdade, há uma ligação maior do que se pensa.

Pra algum pastor atacar a mediunidade e a ancestralidade africana, primeiro  teria que nos explicar de que forma ela se manifestou nos personagens mais importantes das Escrituras. De que forma, os patriarcas, conversavam com "Deus" ou com "anjos", de que forma tinham visão e o que é aquela patacoada que vemos em certos cultos, onde pessoas fazem seu showzinho pirotécnico, alegando estarem cheias de "Espírito Santo"! E só pra lembrar - na cultura ancestral, Lúcifer sequer existe, pois é uma entidade citada pelo povo hebreu ou pelos cristãos. Portanto Exu nada tem haver com Diabo. 

Muitos abdicam de seus dons e missões, por causa da pregação de outras religiões que afirma que aquilo é errado. Assim a Umbanda definha hoje, porque abriu mão dos conhecimentos sagrados da Lei de Pemba.  Ou usam de forma errada, adaptando-se a outras invencionices.

Tem forças malignas que só se combatem com muita força. E tem certas obrigações que só se fazem com os axés certos. Assim temos o Axé Branco, o Axé Preto, o Axé Verde e o Axé Vermelho. Dessa forma se na obrigação de iniciação de uma pessoa precisar de sangue, não adianta vir com demagogia ou invencionice pois outra coisa não vai substituir. E não estamos falando em matar crianças ou sacrificar pessoas, mas, o sangue pode ser colhido de diversas formas, especialmente do animal a que o odu se referir. Da mesma forma que quando precisar de esperma ou qualquer outro axé ligado a magia sexual, o mago terá que extraí-lo na forma ritualística necessária.

E não me venha com falsas teologias, sem antes me explicar o porque o Anjo no Egito, mandou colocar sangue de cordeiro nas soleiras da porta pra que os primogênitos não morressem! Ou porque Salomão inaugurou o Templo de Israel com tanto sacrifício de gado? Então antes de querer ser o dono da verdade e querer atacar aquilo que não conhece, comece estudando porque um Deus tão poderoso que manda na vida e na morte, teria que derramar o sangue do próprio enviado (Jesus) pra que se cumprisse uma missão de salvamento da humanidade? E porque a palavra sacrifício é tão citada nas Escrituras? Sabe porque sacrifício é tão citado e obedecido pelos patriarcas? Porque eles conheceram o valor e importância da vida e da morte. Os anjos sempre passaram ordens de magia sagrada e o axé vermelho sempre esteve presente nelas.

Não fique preso a invencionices, a amarrações religiosas e a manipulações. Sua família é de outra religião? E dai? Sua mãe não pode te salvar, cumprir a missão por você! Se você perder-se no carma pessoal, ela cumprirá o dela da forma dela. Cada um de nós temos uma missão. 

Não vá pelo que é aceito pela maioria, pois o que é aceito pela maioria foi imposto pelo poder. As igrejas cristãs tem o poder que tem hoje, por causa da espada. Muito sangue foi derramado no passado pra impor uma hierarquia religiosa. E este é o pior sacrifício que Deus jamais aceitará. E hoje dominam pelo marketing e pelo poder midiático. Se aglomeram em busca de prosperidade e não de crescimento espiritual. Ficarão séculos, lendo e relendo a vida dos patriarcas, as frases de Jesus e as opiniões de Paulo, mas, continuarão cegos no foco ao dinheiro e a filosofias de outras eras. 

Essa forma de pregar perseguindo minorias, como gays, lésbicas, bruxas ou outras religiões, é a forma mais antiga de dividir a sociedade e apenas um laço das sombras. Como disse Jesus "buscai o Reino do Céu e não os tesouros da Terra..." e ainda afirmou "meu Reino não é deste mundo". Assim essa tal "Teologia da Prosperidade" não passa de engodo e preparação pra uma criatura que está por vir! Como disse o Mestre "E virão falsos profetas, curando e pregando em meu nome..."

Lembremos do que diz o Apóstolo "Ele é sacerdote na forma de Melquisedec..." ou seja, sacerdote do Senhor, conhecedor da Magia Divina, aquela que transforma agua em vinho, pão em carne e morte em vida. A Lei Maior que quebra todo mal, que transfigura o rosto e que fala de amor e não de ganâncias desenfreadas.

Axé a todos!

Carlinhos Lima
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Google+ Seguidores

Seguir por Email

Seguidores

Marcadores

orixás (257) magia (253) espiritualidade (180) astrologia (163) (152) Umbanda (113) amor (113) umbanda astrológica (104) sexo (98) CONCEITOS (96) Umbanda-Astrologica (93) signos (91) religião (78) mulher (77) previsões (70) exu (64) conceito (58) pesquisas (58) 2016 (56) anjos (56) carma (51) comportamento (51) pombagira (51) signo (51) destino (50) astral (49) candomblé (48) mediunidade (47) Cabala (44) rituais (43) UMBANDA ASTROLOGICA (40) Astrofísica (38) poder (35) CONCEITOS DE UMBANDA - ASTROLOGICA (33) ancestrais (30) arcanos (30) Livro (29) sucesso (29) espaço (28) fé religião (27) oxumaré (26) pesquisa (26) busca (25) comprendendo o simbolismo (25) desejo (25) magia sexual (25) odus (25) sorte (25) estudos (24) oxum (24) vida (24) Ogum (23) deus (23) PESQUSAS DE UMBANDA ASTROLOGICA (22) pombagiras (22) sexualidade (22) ifá (21) proteção (21) anjo (20) horóscopo (20) protetores (20) energia (19) orixas (19) Umbanda-Astrologiaca (18) baralho (18) magos (18) oxalá (18) Iansã (17) 2014 (16) Caminhos da fé (16) INICIAÇÃO (16) Obaluaê (16) Saturno (16) UMBANDA ASTROLOGICA E MAGIA (16) astros (16) brasil (16) sagrado (16) Comportamento na vida (15) ano (15) atriz (15) axé (15) jesus (15) livro de umbanda astrológica (15) mapa astral (15) CONCEITOS DE UMBANDA (14) Lua (14) Omulú (14) Xangô (14) carma sexual (14) dinheiro (14) oráculos (14) terra (14) magia negra (13) odús (13) paixão (13) vibrações (13) Guias (12) Júpiter (12) Yorimá (12) linhas (12) ritual (12) 12 signos (11) Marte (11) Orumilá-Ifá (11) caminhos (11) mapa astrológico (11) nova era (11) planeta (11) Estudo (10) REENCARNAÇÃO (10) bem estar (10) ciclos (10) conhecimento (10) céu (10) história (10) numerologia (10) oração (10) Astrônomos (9) Horóscopo Chinês (9) OFERENDA (9) OS SENHORES DO DESTINO (9) anjo da guarda (9) clavículas de Salomão (9) estrela (9) poderes (9) umbanda-astrológica (9) vibração (9) 72 anjos (8) Caboclos (8) ciência (8) cães (8) homem (8) luz (8) mestres (8) oraculo (8) pemba (8) Astronomia (7) CATIMBÓ (7) Era de Aquário (7) Macaco de Fogo (7) busca espiritual (7) cientistas (7) cosmos (7) dons (7) missão (7) obsessão (7) solidão (7) agente do carma (6) arcanjos (6) astrólogos (6) chacras (6) essência (6) Câncer (5) EXU GUARDIAO (5) Escorpião (5) Mitologia (5) amarração (5) esquerda (5) feitiço (5) misterios (5) Linha do Destino (4) advinhação (4) ebós (4) era de Aquario (4) macumba (4) mapa astrologico (2)