Total de visualizações de página

Meus livros de Magia Astrológica no link

domingo, 10 de julho de 2016

O som e ventos barulhetos de Júpiter - Salve Xangô!


Imagem de Júpiter feita pela sonda Cassini
Imagem de Júpiter feita pela sonda Cassini

Juno Capta Som em Júpiter - A Missão de Juno em Júpiter

  Fonte do vídeo, Canal PoligoPocket

A missão Juno, da Nasa, está a poucas horas de entrar na órbita de Júpiter – e na história. De acordo com a agência espacial americana, após uma odisseia de cinco anos no espaço, Juno chegará ao planeta na madrugada entre esta segunda-feira (4) e terça-feira (5). Ao passo que se aproxima do gigante gasoso, a missão consegue captar dados incríveis – e inéditos – do planeta: Juno disponibilizou aos terráqueos o som captado pela sonda ao entrar no campo magnético de Júpiter, em 24 de junho 

 

 Juno – Após percorrer 2,8 bilhões de quilômetros, Juno sobrevoará Júpiter 37 vezes durante um ano terrestre, 5.000 quilômetros acima das nuvens do planeta. A sonda usará uma série de instrumentos, fornecidos por Itália, França e Bélgica, como parte de uma parceria com a Agência Espacial Europeia, para estudar o funcionamento de Júpiter e analisar sua composição. A nave orbitará os polos do gigantesco planeta, que, acredita-se, foi o primeiro a se formar, com massa duas vezes maior que a de todos os outros planetas do Sistema Solar juntos. A missão não é tripulada – mas viajou sob os “olhares cuidadosos” de bonecos de Lego de Galileu Galilei, do deus romano Júpiter e de sua mulher, Juno (que dá nome à sonda). Impulsionada por energia solar e avaliada em 1,1 bilhão de dólares, a sonda fará parte de duas experiências significativas para avaliar a quantidade de água que o planeta contém e determinar se “possui um núcleo de elementos pesados em seu centro, ou se é composto apenas de gás”, explicou Scott Bolton, principal cientista do programa Juno e membro do Southwest Research Institute em San Antonio (Texas). Outras missões – Júpiter começou a ser explorado nos anos 1970 pelas sondas Pioners e Voyagers – mas elas não orbitaram o planeta, apenas se aproximaram dele. Foi assim também com as sondas Ulysses, Cassini e, a mais recente delas, New Horizons, que passou próximo ao planeta em 2007. “A primeira a orbitar o planeta foi a sonda Galileo, que chegou lá em 1995. A Galileo tinha objetivos mais gerais, como estudo da atmosfera e magnetosfera de Júpiter, seus anéis e suas luas, principalmente as quatro maiores. Juno tem objetivos bem mais precisos e contará com tecnologia bem mais avançada”, afirmou Daniel Mello, astrônomo do Observatório do Valongo, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

 Comentário: os emocioantes sons de Júpiter, enviados a terra e imagens que receberemos de lá em breve, se dá quando Júpiter se alinha a Cabeça do Dragão, faz trígono com Plutão e sextil com o Sol, o qua passeia pelos portais do Carangueijo (Câncer) acompanhado de Vênus e Mercúrio. É assim os ventos do orixá da Justiça, somado ao poder de Oxumaré, Exu e Oxum. Desvendando-nos os mistérios do universo e a magia do movimento que sustenta a vida no cosmos. "Xangô Kaô Cabecilê, salve o orixá da justiça, salve a hierarquia dos deuses..." - E Salve Juno, a esposa que penetrou os mistérios de Zeus o Poderoso Júpiter...

 

Carlinhos Lima 

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores