Total de visualizações de página

A pombagira

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Ou a Umbanda volta a ser Umbanda e o Candomblé a ser Candomblé ou serão extintos!


Hoje em dia é difícil dizer o que é Umbanda! Na verdade tá difícil identificar os cultos afrobrasileiros como um todo. Não foi só no tempo em que a Igreja Católica perseguia os adeptos dos cultos aos orixás, que tudo foi desvirtuado, hoje, mais do que nunca a Umbanda está sendo dizimada, sufocada e transformada num novo seguimento que nem dá pra definir qual! Se o sincretismo dilacerou a Umbanda, por outro lado, ajudou a manter sua essência viva, apenas camuflando-a. Porém o que está acontecendo agora é mais grave, pois interferências mais graves estão ocorrendo. Em primeiro lugar, por causa do populismo, estão desvirtuando a Tradição Oral, e por isso acho que ela precisa ser decodificada ou vai se evaporar no esquecimento ou nas distorções. As pessoas por causa dos ataques e da pregação ferrenha dos sensacionalistas, se curvam ao cristianismo e abrem mão dos conhecimentos ancestrais. 

E isso vem por meio do espiritismo (que não tenho nada contra, mas, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa), por meio da influência de católico incubados que militam a espiritualidade com medo e fica chamando orixá de santo e por meio de tanta guerra de informação distorcida. Eu não tenho nada contra o Espiritismo, absolutamente nada! Apenas, vou continuar insistindo que ele não tem nada haver com Umbanda! Se você gosta do espiritismo, ótimo! Seja espírita. Mas, não diga que tem um terreiro que é ao mesmo tempo espírita. Não diga que é espírita e mãe ou pai de santo ao mesmo tempo. Uma coisa não tem nada haver com a outra.

Onde vamos parar? Terreiros que leem a Biblía antes da giras! Igreja evangélica que faz macumba! Pai de Santo jogando búzios em centros espíritas! Medium kardecista recebendo preto velho na Umbanda! Oxe... que patacoada é essa? Já tô cansado de receber email todo dia sempre com essas definições! Quando falo em espiritualismo, estou falando de busca espiritual, não confunda com espiritismo que é do Kardecismo. 

Quando falo com 9 em cada dez pessoas pra procurar a Umbanda, pode ter certeza que a resposta vai ser a seguinte: "estou frequentando um centro espírita, tomando passes e a mãe de santo..." Êpa! Mãe de santo em centro espírita? Que coisa estranha é essa! No Rio de Janeiro em especial é de onde temos mais essas notícias! Cadê as federações de Umbanda que não corrigem essas coisas? Umbanda não é espiritismo!

Quanto mais tempo passa, mas, tenho certeza que a Umbanda de verdade vai acabar, vão ficar apenas, bagunças dominadas pelo cristianismo e que usarão equivocadamente o nome dos orixás! Sabe porque? Porque o consulente hipócrita, ele não vai entrar num lugar onde está escrito "Terreiro de Ogum"! Mas, se tiver escrito "Terreiro de São Jorge", aaaaaaaaaaaaa, ai sim! Ele entra. Porque colocou na cabeça que Ogum é coisa de macumba e São Jorge é santo! 

Se colocar "Terreiro de Iemanjá", não vai atrair adepto como se colocar "Centro Espírita Nossa Senhora não sei das quantas...". Mas, os orixás e os ancestrais estão vendo toda essa ignorância e preconceito. Só que pra Umbanda de hoje o marketing é mais importante!

Se a pessoa vai no terreiro, toda assustadinha, toda cheia de dedos e preconceitos, se tremendo de medo, e a suposta mãe de santo, pega a Bíblia e lê antes dos trabalhos... Ufa, exclama o visitante: "nossa, não era macumba como pensei é coisa boa". Porém se ao invés de ler a Bíblia que nada tem haver com Umbanda, a suposta mãe de santo, cumpre a tradição e a sua ancestralidade, fazendo os rituais originais, imagina ai o que o visitante hipocrita e preconceituoso vai pensar!? Pois é! No Brasil e em outros países onde o poder midiático dos cristãos imperam, enfiaram goela abaixo das pessoas que a  "Bíblia é a verdade absoluta e a palavra de Deus", quando na verdade ela apenas guarda ensinamentos, fragmentos e que tem muitos mitos, muitas adulterações e muitas opiniões dos autores. Mas, como jogou com força a imposição até mesmo no inconsciente coletivo, as pessoas tem medo de contestar isso...

E assim fica. Tudo, os massacres, as chacinas e os absurdos políticos que tem em boa parte da Bíblia, jogados como se Deus assinasse embaixo, como se ele fosse o autor de tudo, quando qualquer estudioso sério sabe que não é bem assim. Na verdade, não se sabe nem quem escreveu cada um dos livros da Bíblia.

E enquanto isso, a Umbanda se esvai, se acaba e se transforma em mais uma adaptação sensacionalista dos novos tempos. Não se respeita mais os rituais, a magia sagrada, os sinais riscados, os pontos cantados e passam cada dia mais, pra agradar os visitantes e pagantes, a ler a Bíblia, a dar passes e a ignorar ou rejeitar as tradições originais. Agora todo mundo se diz "branco", não faz rituais, não faz pontos e daqui uns dias vão tá ouvindo músicas gospel nas giras, cantadas por Pombagira! Que rídiculo. Se quer ser evangélico ou kardecista, que seja, mas, não digam que são umbandistas.

To parecendo intolerante? Intolerante são os que fazem atos pra agradar e anulam as tradições originais. Que se sujeitam a pregação europeia, por achar que a Africa é primitiva ou atrasada, como já disseram alguns líderes espíritas e que outras "religiões europeias são mais avançadas"! Quando na verdade, a religião cristã, tá inserida nas bases dos sacrifícios, das barbáries e de guerras sangrentas. Mas, é fácil dizer que a crença dos outros é mito, mas, a nossa é "dogma de fé"!

Não existe Umbanda sem axé, seu ritual, sem ponto, sem orixá e não existe Umbanda Branca ou Negra. Na verdade a Umbanda vem de origens distantes, remotas, bem antigas e ancestrais e pertence a raça humana como um todo. Por isso não tem que se sujeitar ao cristianismo, muito menos combatê-lo. Apenas saber separar as coisas! A Umbanda e o Candomblé são bem mais antigos que o que conhecemos aqui no Brasil e são bem mais antigos que o cristianismo.

Na verdade o culto abramico e patriarcal é apenas uma ramificação da Umbanda Antiga de milênios atrás. Por isso o povo hebreu fazia muitos sacrifícios. Só na inauguração do Templo, Salomão matou milhares de cabeças de gato e queimou a carne em brasa para o sacrifício do Senhor.

Já que os que se dizem donos de faculdades de Umbanda e os que tem seus terreiros luxuosos, não defendem a Umbanda, eu cumpro minha missão e peço, que não descaracterizem a Umbanda. Não misturem com aquilo que só sufoca a tradição oral. 

A culpa dessas distorções da Umbanda é de livros mau feitos, onde supostamente psicografados, entidades do espiritismo, imprimi distorções na Umbanda. Agora tá na moda, romances, sendo vendidos como psicografias de entidades, só pra transformar Umbanda em um seguimento que é apenas espírita. Não se iludam com esses romances que dizem ser psicografados, aquilo não é Umbanda. A Umbanda Original tem que  ter seus oráculos, os búzios, o Ifá, a magia, os rituais sagrados e os orixás. O resto é invencionice. As lendas que temos que observar são as dos orixás, dos inkices, dos encantados, das linhas sagradas e dos odus de Ifá. E não do livro dos espíritos de Alan Kardec. O livro dos espíritos é pro kardecismo, assim como o Ifá é pros cultos afrobrasileiros.

Axé a todos e que Oxalá, Orunmilá, Obatalá, Odudwa, Nanã, Iemanjá, Oxum, Iansã, Obá, Oxumaré, Ewá, Xangô, Oxóssi, Ossaím, Ogum, Ibêjis, Obaluaê, Omulú, Logun-Edé, Exú, Pombagira e Iroko, abra a mente de todos vocês e que os códigos de Umbanda sejam respeitados e preservados. Axé

Carlinhos Lima

A mulher refinada e elegante - naturalmente


Tem pessoas que já nascem refinadas, ao que tudo indica, por ter aprendido bem o que lhe foi ensinado pelo Astral Superior e nas vivencias anteriores. Mas, há muitos tipos de refinamentos. Tem os refinamentos morais, intelectuais e físicos. Tem pessoas que mesmo sendo de uma classe social baixa, quando veste-se, tem um ar imperial, elegante como se já pertencesse a uma classe mais nobre! Enquanto outros mesmo sendo milionários, mesmo colocando uma rouba de marca, não lustra, não tem pinta e elegância! Da mesma forma tem os que trazem refinamento espiritual, que ao seguirem uma linha sacerdotal, tem autoridade, sendo que até os espíritos maus o temem, parece que suas bênçãos tem peso e suas palavras luz. Enquanto outros, são farsantes ou estão no caminho espiritual, por curiosidade, por confusão, fanatismo, sectarismo ou oportunismo. Tem ainda alguns religiosos da moda, que aprendem malandragens de indução as pessoas e assim adquirem poder, fortuna e seguidores. Mas, essas pessoas que trilham o caminho de Belial, de engano e de ganancia, mesmo que passem toda essa vida impune, sofrerá e muito num passo posterior de sua alma... Mas, voltando ao refinamento natural, vemos que isso se explica nos odús pessoais, no mapa natal e nos orixás, anjos ou planetas que regem uma pessoa. No entanto, uma boa bagagem moral, heranças ancestrais e bens espirituais, como muita sorte dada pelo Astral Superior, não é sinonimo de sucesso. As vezes mapas bem iluminados não dão em nada, pois as pessoas se acomodam, enquanto outros que tem que superar grandes barreiras, serão pessoas de sucesso, pois se moldaram no fogo das turbulências da vida. Mas, pra concluir, pessoas muito elegantes, como as filhas de Orixás fortes como Xangô e Oxalá, tem acima de tudo, quando não pertencem ao lado sombrio da vibração, uma elegância moral que é o que dão a elas maior carisma e firmeza. Axé a todos!

Mulher: o portal da vida


Mesmo tendo sido as relgiões patriarcais que tenham prosperado, não tenho duvida que a divindade sempre preferiu a mulher. Ela é mais elegante não só em beleza fisica, mas, tambem sua sensibilidade emocional e espiritual sempre a conectou mais facilmente a ser criador. Por isso, nela está o útero, a porta da vida e a maternidade. A mulher é tão poderosa que quando negativa pode causar grandes danos, por isso o medo do homem sempre foi grande, pois ela ao atingir seu apice de poder, pode ser invencivel. Temos os mitos como o de Lilith desafiando Deus e Adao, mas, também temos entre os orixás, outros desafios narrados, como os de Oxum, tanto com Oxalá, quanto com Orumilá e até Olorum. Quem estuda a mitologia dos orixás sabem bem o que eu estou falando. Mas, resumindo, esses embates, mostram o quão forte, esperta e corajosa pode ser a mulher e qual sua importancia até mesmo nos mitos da criação. Por isso quem tem Oxum, Lilith, uma poderosa Pombagira, Iansã, Obá, Iemanjá, Nanã, Odudua ou qualquer personificação feminina ao seu signo pessoal, como também anjos que defendem o feminino, como o Arcanjo Gabriel ou Anael, são guerreiras natas! Claro que tudo depende das configurações, mas, quem tem um orixá feminino muito forte, de cabeça, adjuntó ou como Mãe de Cabeça, será ardilosa, inteligente e incansavel. Salve a todas as mães criadoras... Axé

 - Carlinhos Lima

O amor e as relações, nas análises astrológicas


Quando se analisa relações, não leva-se em conta apenas o Sol, como muita gente tem o costume de perguntar "signo tal, combina com signo tal?", na verdade, o certo é perguntar "meu mapa natal, combina com o mapa natal de fulano?", isso porque precisamos analisar além da posição do Sol por signo, também, a posição dele por casa, os aspectos que ele forma com os ângulos e planetas, a relação dele com a Lua, onde a ela está por signo e casa, além de termos que analisar o peso dos elementos, os pontos derivados de uma composição, sinastria, como por exemplo, pontos médios, partes arábicas e outros pontos. Esses outros pontos que me refiro são por exemplo Quiron, Ceres, Lilith, entre outros. E se falando em partes arábicas, é importantíssimo avaliar a Roda da Fortuna, como também os Nódulos Lunares, que não é uma parte arábica, mas, tem tudo haver com o carma e missão na vida. E enfocando especialmente os elementos, porque por exemplo, uma pessoa que tem muita agua no mapa, é mais emotiva, sensivel, sensual e se apega mais fácil. Cada elemento tem uma caracteristica. Mas, lembrando que muita gente costuma analisar a posição dos planetas e diz: 'nossa não tem água no meu mapa!", mas, isso não é verdade! Temos todos os elementos, afinal de contas todos os signos e planetas estão lá, apenas, temos alguns mais relevantes do que outros.

Em matéria de amor por exemplo, ao casar, noivar, namorar ou se encontrar com alguém do signo forte em agua, lugares ligados a abundância desse elemento acabam marcando pra sempre aquela pessoa e acaba sendo marcante pros dois. A primeira transa por exemplo dentro d'agua, acaba sendo muito mágica, quase um batismo para o casal. Mas, certa vez alguém me disse: "sou de agua e meus encontros na praia ou na piscina foram horríveis meu relacionamento só me trouxe conflito nesses lugares!". Em primeiro lugar, ela tentou se relacionar com um cara que tinha muito mais foto do que agua no mapa, além disso, se envolveu num período onde Saturno fechava as casas e signos de agua, como também Netuno e Júpiter formavam desafios a Vênus Natal e um deles andava pra trás! Por tanto, não basta ter favorecimento de elemento, mas, saber se aquele elemento está bem favorecido naquela ocasião... Namastê a todos!

Carlinhos Lima

O poder da fé


O Papa João Paulo II, disse certa vez que "a fé tem que ter as asas da razão". Essas sábias palavras que definem bem o quão é burrice ser um cego sectário e fazer papel de trouxa, acreditando em mercenários e enganadores sem questionar, o porque disso ou daquilo! Mas, temos que dizer também que a fé tem que ter a força da ação! Ai lembramos bem do famoso ditado "faz por ti que te ajudarei", essas são palavras válidas tanto pra divindade, quanto pra qualquer mestre que tenta ensinar seus alunos. Ou seja, se um aluno não se presta a buscar aprender, seu professor pode cair a língua de falar ele nunca vai evoluir! Assim não é porque algum de nós nasceu com dons, proteção espiritual e signo favorável que tudo vai dar certo em nossa vida. A fé precisa de ação. Não basta apenas orar e ter fé! Muita gente acende velas todos os dias, reza, não perde uma missa, não perde uma novena, mas, não faz obras! Então lembramos de mais uma passagem, agora bíblica "a fé sem obras é morta!". Pesada essa afirmação não é! Chega a ser desanimadora, mas, é profundamente sábia! É por isso que nos cultos ancestrais, magisticos e afro, como também antigos de adoração, se buscou o magismo, a oferta e até oferenda de animais sacrificados, pelo fato de a divindade dá ao homem que a buscava, uma missão, uma provação e teste de coragem. E de certa forma as religiões, judaico cristãs, reconheceram o valor da oferta a divindade, primeiro por fazer o homem se desapegar e segundo por fazer o homem se esforçar. Mas, a pergunta que não quer calar: "o que um pobre animal, um bode, uma galinha ou sei lá o que tem haver com minha missão?" Eu creio que nada, mas, é uma questão de simbologia, pois a divindade tem afinidade com determinados axés, forças vibratórias e tudo tem haver com um arcano altamente magistico que só os mestres superiores sabem o que é. E então, antes de chamar tudo isso de demoníaco, primeiro tente responder, porque o Anjo do Senhor pediu a Moisés que mandasse seu povo matar cordeiros e passar o sangue na soleira da porta? Você sabe? Pra que Deus queria sangue, ele poderia agir sem elementos magistico não? Pois é amigos, antes de julgar o que nao conhece, tente primeiro entender o que conhece! 

Namastê - Carlinhos Lima

O poder da mulher

Ao ser subjugada nas religiões patriarcais, as mulheres pegaram lugares secundários nos templos, na magia e na vida social, a não ser quando agiam em clãs na selva, escondidas... Bem, no Tarô temos os naipes de taças, eles não representam apenas o lado romântico da vida e da mulher, mas, a receptividade. Essas cartas que são de certa forma arcanos do elemento água, não representa apenas do lado físico o útero da mulher, seu poder de gerar uma vida dentro de si, mas, também no plano espiritual essas cartas e arcanos sagrados, são a receptividade no mundo da magia do amor cósmico. Ou seja, ele é o vaso onde está nossa alma, mas, também pra onde pode ir nossa alma. A caixa que Pandora recebeu, pode ser simbolizado numa taça envenenada, tanto no plano físico, quando no emocional. Uma mente suja, cheia de ódio e de dor por exemplo, é o veneno mais mortal pra nosso espírito. Assim como as drogas, matam nossos neurônios e ferem mortalmente nossa alma. Dessa forma nosso vaso, nossa taça e nosso recipiente vital, é partido pelo mal. Mas, quando ela é bem límpida, bem cuidada e bem valorizada, é também a taça que o anjo carrega com a agua do rio da vida! Então, a taça que há em nós e que é a mais importante e que temos que doar a Deus (nossa mente), tem que tá sempre limpa e iluminada...

Carlinhos Lima.

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Não maltrate os animias, pois além de ser contra a lei dos homens, faz mal ao espírito

ão maltrate os animais, pois eles além de não merecer, tem sentimentos, amizade e são indefesos. Não maltrate nem os seus animais domésticos e nem os que você encontre pela rua. Pelo contrário. Dê amor, carinho, seja amigo, curta sua companhia e viva a vida com um amigo de verdade ao lado. Quem maltrata um bichinho de estimação, não tem luz na alma, não sabe o que é amor e é incapaz de amar também os humanos. Aquele que maltrata os bichinhos indefesos, torna-se indigno no amor e passa a ser merecedor de punições cármicas, dos anjos, dos orixás e será sinal de repúdio pelos próprios espíritos ancestrais. Viva o amor e faça o bem, não só a pessoas, mas, também aos animais... A representação do capítulo 41 do livro OS MENSAGEIROS escrito pelo espírito André Luiz com ajuda de Chico Xavier. É uma passagem que nos mostra diversas informações interessantes sobre a vida e a morte. Onde também nos fala como é negativo maltratar os animais aos olhos do mundo espiritual. E ainda como é importante sempre que possível ter contato com a natureza.

Shalom!

Carlinhos Lima.

Os Santos caridosos e curadores: Cosme e Damião


Muito provavelmente esses dois irmãos sofreram o martírio na Síria, em Ciro, mas não sabemos a época. É provável que tenha sido durante a perseguição do Diocleciano, nos inícios do século IV. A data de 27 de setembro corresponde à dedicação de uma basílica que o papa Félix IV (526-530) mandou construir em honra deles no Foro Romano. Muitas pessoas a visitaram por fé e devido a um belo mosaico que a ornamentava

Segundo se conta esses dois irmãos, médicos de profissão, "curavam todas as enfermidades, não só das pessoas, mas também dos animais, fazendo tudo gratuitamente por causa de sua fé em Jesus". Foram escolhidos como dois dos patronos dos médicos e farmacêuticos, juntamente com São Lucas. Foram condenados à lapidação, mas as pedras não acertavam e resvalavam contra os perseguidores. Nem mesmo com os dardos conseguiram ser mortos. Por fim, foram martirizados à espada, como cidadãos romanos que eram.

Em muitos lugares do Brasil é costume, nesse dia, oferecer doces às crianças como sinal de uma promessa, um voto. Em outros locais realiza a chamada mesa de inocentes: crianças carentes são convidados para um almoço por uma mãe, em sinal de gratidão a uma graça alcançada. De qualquer forma, resta recordar o carinho de nosso povo por esses dois irmãos mártires, fiéis a Jesus e virtuosos pela caridade. Que eles possam inspirar nossos médicos e enfermeiros, no mesmo zelo para com todos.

Oração:
Deus Pai de bondade, vós nos concedeis hoje a alegria de celebrar os santos irmãos Cosme e Damião. Que eles possam inspirar muitos de nossos jovens no seguimento de Jesus, que seus atos sejam de amor, sabedoria, caridade, justiça e paz. Amém!

Na alegria, buscai a Deus e na tristeza, buscai a Deus!


Há dias em que estamos tristes, cansados; outros em que estamos contentes, gratos. Pois nada melhor que fazer uma boa leitura nesses momentos, especialmente quando é extraída dos Salmos:

Na doença, os Salmos: 6, 38, 88, 102 - rogar ao Arcanjo Rafael que leve suas preces a Deus.

Pelas colheitas: 65, 147 - Rogar ao Arcanjo Anael.

Na acusação injusta: 5, 7, 17, 26, 35 - Rogar ao Arcanjo Saquiel.

Pela família: 127, 128, 133, 144 - Rogar ao Arcanjo Gabriel

Na viuvez: 71 - Rogar ao Arcanjo Cassiel

Na esperança: 16, 85, 123 - Rogar ao Arcanjo Miguel

Em ação de graças: 40, 66, 124, 126, 128 - Rogar ao Arcanjo Asariel

Na morte: 39, 88, 90, 143 - Rogar ao Arcanjo Azrael

No trabalho: 90, 104, 127, 144 - Rogar ao Arcanjo Rafael

Pela Manhã: 5, 63, 90, 103, 108, 143. Rogar ao Arcanjo Miguel

À noite: 3, 4, 134, 141 - Rogar ao Arcanjo Gabriel

Em perigo: 90 - Rogar ao Arcanjo Miguel

Sem ânimo espiritual: 26 - Rogar ao Arcanjo Saquiel

Na perturbação: 4 - Rogar ao Arcanjo Asariel

No arrependimento: 50 - Arcanjo Asariel

Sem coragem: 12, 32, 41 - Rogar ao Arcanjo Uriel

Na angústia: 7, 21, 31, 33 - Rogar ao Arcanjo Asariel

Na Solidão: 40 - Rogar ao Arcanjo Asariel

Sem saúde: 6, 26, 31, 40 - Rogar ao Arcanjo Rafael

Na desilusão: 4, 40 - Rogar ao Arcanjo Saquiel

Na tentação: 45, 55, 130 - Rogar ao Arcanjo Miguel

Na alegria: 97, 99 - Rogar ao Arcanjo Uriel

Em viagem: 120 - Rogar ao Arcanjo Saquiel

Na preocupação: 34 - Rogar ao Arcanjo Samuel

Na perseguição: 36 - Rogar ao Arcanjo Anael

Na felicidade: 33 - Rogar ao Arcanjo Miguel

Em penitência: 129, 130 - Rogar ao arcanjo Asariel

Na necessidade de refúgio: 45 - Rogar ao Arcanjo Samuel

Para agradecer a Deus: 135 - Rogar ao Arcanjo Saquiel

Luz na mente e paz no espírito - descanso e bem estar


Como eu venho dizendo aqui, todos nós precisamos de descanso, tanto da mente e do corpo, quanto do espírito. Por isso os antigos sabendo disso, sempre buscavam momentos, especialmente ao fim do dia como faziam Isaac, Jacob e Abraão, que meditavam, oravam e louvavam o Senhor, esvaziando a mente. Hoje em dia, em especial nas grandes metrópoles, as pessoas ligados a tecnologia, pouco fazem pelo bem estar, acham que tá com seu tablet na mão resolve tudo. Não se dão momentos de tranquilidade. Elas deveriam cuidar mais da alma do que somente do corpo em academias chiques e salões de cabeleireiro caros. Hoje em dia tem uma coisa que admiro muito, que são as clinicas, onde se pode relaxar, fazer uma massagem especial, meditar, usar bons óleos, aromas, incensos, cristais, ser acompanhado de bons fisioterapeutas e colocar a mente em ordem com o corpo. Tirem ao menos um dia na semana pra isso,pra cuidar da vida espiritual e da mente. Procure uma boa clinica pra entrar em harmonia e verá que sua vida vai melhorar... Shalom a todos!

Carlinhos Lima

O tarô não é joguinho de diversão. É arte divinatória e requer responsabilidade


O Tarô é uma arte divinatória sensacional, mas, nunca foi extraido dele, o que realmente é sua essÊncia. É um oráculo fantástico, mas, as pessoas abusam tanto, que acabam se cansando dele. Na verdade ele que se cansa dos abusadores, por isso se fecha e chega ao um momento em que não mostra mais nada. E ao contrario do que simplistas, escrevem livros, querendo explicá-lo como um joguinho de cartas que serve pra fazer consultas profissionais, na verdade ele é muito mais do que cartas, pois nos conecta ao inconsciente coletivo e individual. Ele é uma chave pra portais eternos. Nunca estará ultrapassado, pois seus ensinamentos são atemporais... Mas, há um erro grande em se acessá-lo todos os dias, com a metodologia praticamente inútil de "carta diária", ele não é um joguinho de celular, que se paga centavos pra ter uma mensagem todos os dias. É uma arte divinatória, merece respeito e só deve ser acessado, em momentos especiais, e quem não respeita o Tarô, acaba sendo penalizado! Ele não pode ser jogado todos os dias, assim como a Lua não é luminosa todos os dias, o sol não brilha sem nuvens todos os dias e as marés não estão altas todos os dias - Assim como o mar não tá pra peixe toda hora, as ondas não dão pra surfar todo momento e o vento não move moinhos, nosso consciente e inconsciente coletivo não pode ser acessado a nosso bel-prazer! Não temos que colocar nosso destino nas mãos dos arcanos, perguntando a eles a todo momento o que vem o que temos que fazer e o que tá acontecendo... A maior parte das respostas precisam ser buscadas.

No Purin do Templo, o sacerdote, nem sempre tinha resposta, nem sempre o oráculo do templo se iluminava... Não podemos tá investigando as pessoas pelo Tarô, tá prevendo tudo, pois tem regras, são postais muito poderosos e nem todo segredo deve ser buscado pois muitas mentes são verdadeiras caixaa de Pandora...

Desculpem-me os que vivem de consultoria, mas, meu dever é falar das regras oraculares, e como tal, sabemos que prudencia, respeito e outorga são necessariamente inprecindiveis sempre! Aqueles que tem a outorga, linhas ciganas fortes e uma ancestraldiade abençoada por Ifá ou Metatron, até podem acessar um pouco mais, mas, mesmo assim, tudo merece descanso e equilibrio! - Carlinhos Lima

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

O poder dos sonhos e a simbologia oculta da alma


Os sonhos são mensageiros da Alma para nos ajudar a viver melhor e direcionar os nossos passos para a LUZ MAIOR. Um sonho não compreendido é como uma carta não aberta. Todos nós sonhamos, algumas pessoas não se lembram dos sonhos. O sonho é responsavel pela nossa saúde mental, assim como o sono pela saúde física. Sem ele em pouco tempo adoeceriamos. Temos de 4 a 7 sonhos por noite. Os do inicio da noite são com coisas que vivemos durante o dia, os da madrugada são geralmente espirituais, que trazem mensagens para o nosso crescimento pessoal. Os sonhos do meio da noite tentam resolver os nosso problemas emocionais. Ex: sonhos de perseguição, de assalto, etc. mostram como a pessoa está se sentindo ameaçada. Deus tem nos sonhos a sua forma preferida de se comunicar conosco. 

O nosso consciente é uma parte muito pequena do nosso ser, a maior parte está no inconsciente. Os sonhos são janelas do nosso inconsciente. Você pode programar seus sonhos para resolver suas dificuldades. Ex: o inventor da máquina de costura, Elias Howe, estava trabalhando há anos neste projeto sem resultado. Uma noite sonhou com uma tribo de indios atacando-o, eles queriam espetá-lo com lanças. Ele percebeu, que para sua surpresa, que as lanças eram furadas na ponta., foi ai que ele colocou o furo da agulha na ponta e não na base e tudo deu certo. PROGRAMAÇÃO DE SONHOS: 1) relaxar; 2) Rever o dia de frente para trás; 3) Ter bem claro na mente o que se quer; 4) Formular uma frase curta e objetiva da programação; 5) Anotar o sonho no dia seguinte. Faça isto por um periodo de 2 meses, às vezes a resposta demora um pouco. Construa a sua vida harmonizando todo o seu ser. 

O trabalho com os sonhos ajuda a pessoa a administrar melhor a sua vida. Por isso é bom evitar leituras pesadas, ver noticiários e filmes de  terror antes de dormir. O bom é fazer uma revisão do dia a partir desse momento até de manhã, isto é, de frente pra trás. Ao acordar não se mexer na cama e relembrar o sonho, fechando os olhos e completando da melhor forma. Ex: se sonharmos com um episódio onde somos assaltados e acordamos com medo. Devemos completar o sonho dando final positivo, como: a polícia chega e tudo acaba bem. Se o sonho está completo, mas, foi um sonho ruim, faça a mesma coisa, transformando-o num sonho positivo. Se fizermos isto com seriedade, em pouco tempo iremos notar mudanças em nós mesmos, como uma maior confiança, segurança, alegria, etc. Assim estaremos direcionados para o amor, a luz e a perfeição.

Não tome os sonhos ao pé da letra. Se você sonhar com um cachorro, veja o que ele representa pra você: amizade ou agressividade. Ele representará um destes aspectos seus. Tudo que apareceu em seus sonhos, representa aspectos seus. Se você sonha com uma casa em reforma, certamente você estará num período de mudança em sua vida. A casa, de um modo geral, assim como o carro, representa você mesmo. Existem símbolos universais que tem o mesmo significado em todo mundo. Ex: mar, terra, lua, sol, pai, mãe, etc. Por esta razão os dicionários de interpretação de sonhos, são falhos e causam muita confusão. Para melhorar o acompanhamento dos sonhos, é bom comprar um caderno e fazer um diário dos sonhos. Onde anotaremos o sonho, que deve  ter um título, o sentimento observado no sonho, o assunto do sonho, questões como símbolos e significados.

O inconsciente traz mensagens a nossa alma, através de símbolos e figuras, mas, também nos são reveladas coisas através da espiritualidade e por meio de nossos guias, como anjos e orixás. Eles que navegam no Orun e se comunicam através da conexão Inconsciente-subconsciete = consciente, revelam aquilo que precisamos e não o que queremos saber.


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Os desafios de ser um consultor de oráculos e astrologo


Jesus surpreende a Samaritana com sua graça. No começo do diálogo, ela não entendeu, mas, até mesmo ironizou a Jesus. No decorrer da conversa, Ele atinge a trama de sua vida, e ela toma consciência de seu estado. O Mestre não se impõe, busca fazer com que ela própria se descubra e se surpreenda para a mensagem. Parte da realidade, das coisas de seu dia, para ir se revelando. O diálogo caminha do nível material para o espiritual e eis que a mulher se percebe e descobre Jesus como Água Viva. Dom de Deus, Profeta.

Um verdadeiro mestre, age assim. Sem se impor, sem fazer merchan de suas habilidades ou conhecimentos, sem vaidade, sem orgulho e sem fome de fama e sucesso. Ao contrário do que vemos hoje em dia, onde apenas poucos líderes espirituais, respeitam o tempo e a vontade do próximo. Não podemos tentar enfiar goela abaixo das pessoas nossas crenças, nossos dogmas e nossos ensinos. A pessoas tem que se identificar, tem que respirar, maquinar, meditar e se conseguir se identificar, que siga-nos! Muitos dizem que se Jesus pregasse hoje e não naquele tempo que certamente se valeria da mídia pra fazer pregações! Eu discordo completamente. Dúvido sequer que ele tivesse religião ou templos. Ele deu exemplos de liberdade. Sua pregação foi com o povo, sem arrecadações de dinheiro, sem projetos de poder terreno e sem poder político como vemos hoje em todas as igrejas do mundo.

Um verdadeiro mago, oraculista ou mensageiro por exemplo, não fica o tempo todo montando workshops, cursinhos e tentando agariar o maior número de adeptos a um seguimento. Na verdade, ele espera que venham. Assim acontece com os oráculos também. O Tarô, os búzios, o Ifá ou qualquer outro, não deve ser usado todos os dias, todos os momentos. Ele precisa descansar, precisa ter regras e acima de tudo, oráculo tem ética e não anda com mentira. Se viu, diz que viu e se não viu dispensa o consulente. Mas, como acreditar queridos irmãos em pessoas que atende todos os dias, todo tipo de gente e diz ter respostas pra tudo? Não somos nós que deciframos os oráculos e sim os oráculos que se revelam pra nós! Não somos nós que devemos converter ou convencer ninguém, mas, as pessoas que devem sentir o chamado.

Quando alguém vai a sua casa, pra que jogue o tarô, fazer um mapa astrológico, fazer qualquer coisa nesse sentido, primeiro conversamos, tentamos entender se ela tá apta e se merece ou precisa mesmo da consulta. Nunca devemos fazer uma consulta por curiosidade, por chacota, por teste... A magia e o oráculo divinatório é coisa séria e não é brincadeira. E também não é técnico como pregam alguns livros, pois sem o dom o oráculo não funciona.

Não pensem que fazendo um workshop de fim de semana, um cursinho rápido ou por ter estudado com um tarólogo que se acha o bambambam do pedaço que você vai se tornar um bom tarólogo não. Além disso, 90% desses tarólogos vips só tem pose, nada tem de dom, apenas aprendem a ler as cartas e só. Colocam um currículo extenso e cobram altas taxas, alguns cobrando preços exorbitantes, mas, não respeita nem o Tarô, não dá descanso, não olha os dias, não observa quem não pode penetrar os oráculos. As respostas não são pra todos!

Não há tarólogo no Brasil onde a consulta valha mais que cem reais (só pra responder a dezenas de emails que me perguntaram isso). Porém, tudo varia de preço pelo tarólogo e não pela consulta do Tarô. Tem gente que vive em bairro nobre e atende dondocas que acham que o cara sabe mais porque tem um bom escritório, ai é uma questão de gosto e apego ao tarólogo e não a habilidade dele com o Tarô. Da mesma forma, não há mapas astrais no país que valham mais de 100 reais! O que se pagar a mais é apenas pelo nome do astrólogo e não por sua técnica.

Porém, o que vemos são supostas terapias, onde se mistura de tudo e fazem um merchan danado, e cobra-se preços exorbitantes. Só que brasileiro prefere pagar caro, pelo status, não coloca fé naquilo que é barato. E por isso nunca acha respostas. No entanto, voltando mais uma vez a questão da técnica, sabemos bem que há dentro da astrologia, técnicas especializadas, difíceis que realmente não é pra qualquer um e assim como em qualquer área, tudo que é especial é caro. Eu estou falando aqui de oportunistas que usam mais o marketing do que o conhecimento.

E as pessoas se dividem em duas categorias. Aquelas que querem tudo de graça, querendo usar os argumentos de que "de graça recebeste e de graça tens que dar..." como se fossem elas que ditassem as regras. E do outro lado as que só acreditam nos bambambans caros do meio esotérico. Aqueles que escrevem pra revistas, jornais e TV ou internet. A verdade é que tem pessoas que tem dons e outras que não tem. E as pessoas não são obrigadas a doarem seu tempo, seus estudos e suas vidas de graça! Por acaso, ser um cientista bom, um médico ou qualquer outro profissional, não é um dom? Porque ele pode enriquecer e cobrar por seus serviços e alguém que faz consulta usando oráculos e terapias não pode? Houve tempos em que os magos de reinos poderosos eram tratados como ministros e levavam uma vida de luxo. Porque são habilidades de quem trata do espírito, assim como os que tratam do corpo e por isso devem ser sim remunerados.

O que acontece é que as pessoas precisam de ética, de honestidade e verdade. Nada de querer vender milagres ou querer extorquir as pessoas. Se viu diz que viu e se não viu da mesma forma. Mas, quem é que vive de abusar dos oráculos todo dia que devolve o dinheiro da consulta? Quase ninguém! Até porque devolver o que já está na mão é difícil. Por isso o bom é verificar antes e filtrar, ou seja quem os oráculos libera pra consulta, faz e quem não é bem vindo, seja franco. Eu dispenso muitos. E todo oráculista, capta na hora quem não deve ser feito estudos ou consultas. Especialmente os egoístas, que querem resolver seus problemas mesquinhos de amor ou de demandas.

Ainda voltando aos preços, nós sabemos bem que tudo vai de seu grau de importância ao o grau de insignificância. Ou seja, se o estudo a ser feito é para um homem muito rico que vai ganhar milhões, uma empresa que vai lançar um produto ou um grande político que quer se eleger. É claro que o valor da consulta passa a ser bem valiosa. Não se comparando a uma consulta para uma pessoa comum que quer apenas ver se vai arranjar um namorado neste ano... Cada caso é um caso. Porém, o contratante tão poderoso, já deveria ter a hombridade de ele mesmo querer remunerar bem, algo que será tão importante pra vida dele. Mas, poucos fazem e por isso poucos são agraciados ou estarão livres de punições futuras. Da mesma forma que se o consulente é humilde, o consultor pode nem cobrar a consulta, como forma de caridade. Mas, quando falo aqui em humilde, falo em humildade de alma, alguém que tem a alma boa e que não esta´ali apenas quando precisa pra tirar proveito e abusar do cara que faz a consulta. Pois ta cheio de gente que só procura ajuda e só lembra do consultor, quando tá ferrada. Quanto tá numa boa, até ajuda a falar mal e diz que tudo isso "é coisa do Diabo" ou até nega que já tenha se servido dessas coisas algum dia... Também tem aqueles que podem pagar mas, vem com chorumelas pra dá um "migué", a pessoa até ajuda, fica com pena e de repente vê que ela comprou um carro novo, viajou pra Europa, mudou de apartamento, mas, sequer nem pagou a consulta e muito menos agradeceu.

Tá cheio de gente também que paga consultas caríssimas num terapeuta, pra ficar desabafando suas mesquinharias, mas, quando vai no astrólogo ou no tarólogo, não quer pagar, alegando que é preciso fazer caridade. Tudo armação e mesquinharia... Tá cheio de gente que só quer tirar proveito de tudo. Tem ainda pessoas que primeiro faz amizade, pra depois ficar abusando, sendo que muitas vezes fala mal de você pelas costas. Pessoas que dão os olhos da cara em coisas supérfluas e choram pitangas pra não pagar uma consulta. Mas, se é tão mesquinho assim, não faça consulta e se feche em seu mundo avarento e materialista! Bem, mas, eles mesmo sem querer pagar, sem querer admitir que gostam dos temas, querem sempre tá abusando, pois querem entender como realizar seus desejos, algo os chama a tá buscando sobre o assunto... Mas, sempre na base da esperteza...

Tem também aqueles que tem a boa vontade de pagar, mesmo que você cobre caro. E que vai ficar o tempo todo insistindo que você faça a consulta deles. Mas, eu descarto por dois motivos. Primeiro, são quase sempre pessoas desnorteadas, que você fala uma coisa e ela entende outra. Segundo ela tem uma noção distorcida sobre esses assuntos e acham que virão todas as respostas, até mesmo os enigmas do universo, num estudo que ela compre! E isso, é ruim, pois não vai satisfazê-la em nada e só vai trazer frustração. Porque os oráculos são respostas a perguntas que precisamos saber e não ao que queremos saber. Eles só vão revelar o que precisamos e não o que queremos. E nem sempre o que queremos e achamos que precisamos, realmente é pra ser assim e nem mesmo nossos.

Só que as pessoas não se conformam, e vão ficar rondando até cair em algum lugar, onde alguem faça o estudo que elas querem. E depois de tempos elas voltam, ainda piores e mais desacreditadas, ainda insistindo numa resposta que elas jamais terão. E ai já mais decepcionadas, ainda menos elas acham que devem pagar. E tudo vira numa grande curiosidade apenas. Enfim... você tá achando muito pessimista isso? Acha que é mentira ou exagero? É, pois eu não! Eu pesquiso este mundo há quase vinte anos. Vejo gente que ganha uma nota preta, mas, quase sempre vendendo ilusões e subjetividade de forjada no marketing. E quem quer vivenciar com a verdade, nada consegue de concreto. No fundo o ser humano quer mesmo ser iludir, iludir muito também e se ele achar respostas, vai sempre criar outros questionamentos pra continuar insatisfeito.

No entanto, vamos ao lado bom desse meio. Bem o bom é que se conhece muitas pessoas legais, sinceras e verdadeiras, apesar de serem raras, mas, sempre encontramos. Além disso fazemos algo que amamos que é estudar o sagrado. Eu por exemplo amo astrologia, livros e pesquisar oráculos. Também nesse mundo cheio de contradição e pessoas de todos os tipos, sempre acabamos encontrando pessoas generosas também e vamos aprendendo a cada dia, a compreender essas coisas fantásticas. A astrologia, o tarô, o Ifá, a magia e muitas outras coisas, entre elas os anjos e os orixás, nos apaixonam a cada dia. Mesmo com os duros embates, críticas e guerras diárias. Eu contemplo as obras do Criador, através das ciências divinas que só ele me dá o dom de interpretar.

Carlinhos Lima.

A Lua e a Páscoa

Você já deve ter notado que na Semana Santa sempre tem luar. É que a Páscoa sempre cai em dia diferente. Não tem um dia fixo como o natal. Sabe por quê? Explico: É que o dia da Páscoa é marcado de acordo com a lua cheia combinada com a Primavera. A saber; o dia da Páscoa é sempre fixado para o domingo seguinte após a primeira lua cheia da Primavera no hemisfério norte. Por isso que na Semana Santa sempre tem luar. Aqui no Brasil (hemisfério sul), é claro a Páscoa cai no domingo seguinte após a primeira lua cheia do outono. E como as fases da lua sempre mudam de data, pois para as datas nos orientamos pelo sol, é claro que também a Páscoa cai em dia diferente todo ano. Sentido disso tudo: com a Páscoa (Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo), a plenitude da Vida Nova floresceu para todos nós. A lua cheia simboliza bem essa plenitude. E a Primavera, na qual os campos  tornam a florir, simboliza bem esta vida nova do Ressuscitado que vem transformar nossa história pessoal.

Não é apenas a Páscoa que tem relação com o movimento dos astros não. Na verdade todas as religiões antigas faziam comemorações, observando a lua, o sol e os signos. De tempos para cá é que o materialismo humano tenta apagar tradições sagradas...

A afinidade, amorosa, sexual e psicológica

" Quando te diriges ao pensar, leva junto teu coração. Quando te diriges ao amor, leva junto tua cabeça. Vazio é o amor sem pensar, ou o pensar sem amor."

(C.G.Jung, Livro Vermelho, p.253)

Ou seja, o psicológico está amplamente no comando dos sentimentos. Por isso que o desejo é quem comanda o amor inclinando o ser aos instintos sexuais. O que é diferente do amor maternal que é um amor puro e de alma. E aqui também está a chave para o amor verdadeiro e o amor espiritual. Ou seja, o amor aquele onde um se importa com o outro de verdade e sem fantasias ilusórias é um amor onde há uma pitada de amor maternal ou o amor que cuida. Para se ter um amor forte e verdadeiro, existe a necessidade do cuidado do compromisso. Assim o amor só se mostrará pleno quando mente e alma estão bem conectados harmonicamente.

O amor que é movido apenas por instintos e desejos não dura, mesmo que seja amplamente prazeroso por um tempo, acabará se dissipando pois acaba cansando a alma. O amor também sem um toque de erotismo e instintos movidos pelo desejo, também não pode durar muito, a não ser que seja um amor onde a troca de contatos não seja necessária. O amor que envolvem duas almas que precisam se entrelaçar, se complementar e se unir completamente, precisa do sentimento puro, mas sempre ter a pitada certa de desejo erótico e sensualidade. Tanto o grau de erotismo, quanto de pureza tem que ser na medida certa. Pureza demais, gera frieza e erotismo demais gera tensão!

Ao analisar um horóscopo temos que analisar partes importantes dos signos, como o psicológico e também a parte sentimental. Em se tratando da analise de odús e orixás também. Os odús responsáveis pelo coração e sentimentos é um dos mais importantes e vão revelar se o indivíduo tem sorte no amor e na vida sexual. E em Umbanda Astrológica, o orixá do amor também  tem uma importância especial.  As pessoas pegaram o hábito de se dizer filhos de tal orixá e quer ter todas as respostas pra suas características e dilemas, analisando apenas este orixá. Mas, é um engano! Ai tem pessoas que diz "sou filha de Oxum e tenho pouca sorte no amor, porque será?". Bem primeiro, porque nem sempre o orixá ou pai de cabeça também rege a vida amorosa. Ele pode demonstrar apenas seu caráter, seu  temperamento ou sua personalidade, ou seja, um dos três fatores e não ser ele que rege sua vida amorosa. 

Filhos de Oxóssi por exemplo, a tendência é que Oxumaré reja sua vida amorosa, filhos de Ogum que Oxum reja sua vida amorosa e assim por diante. E além do orixá do amor, ainda tem que levar em conta o orixá do sexo, pois tem gente que diz "eu amo meu marido, mas, não sinto prazer com ele...". Isso é mais comum do que se pensa, pois, pode ser que seu orixá se dê bem com o seu marido, mas, seu orixá do sexo, entrar em atritos com o orixá do sexo dele. Tudo é uma questão de afinidade cármica, espiritual e ancestral. Entre outras coisas... Por isso não avalie apenas a parte psicológica ou seus desejos, mas, a afinidade sentimental e sexual também.

Pra evoluir, a experiência de vida é que conta

Portanto, quem quiser conhe­cer a psique humana infelizmente pouco receberá da psicologia experimental. O melhor a fazer seria [pendurar no cabide as ciências exatas, despir-se da beca professoral, despedir-se do gabinete de estudos e caminhar pelo mundo com um coração de homem: no horror das prisões, nos asilos de alienados e hospitais, nas tabernas dos subúrbios, nos bordéis e casas de jogo, nos salões elegantes, na Bolsa de Valores, nos "meetings" socialistas, nas igrejas, nas seitas predicantes e extáticas, no amor e no ódio, em todas as formas de paixão vividas no pró­prio corpo, enfim, em todas essas experiências, ele encontraria uma carga mais rica de saber do que nos grossos compêndios.

Então, como verdadeiro conhecedor da alma humana, tomar-se-ia um médico apto para ajudar seus doentes. Poder-se-ia perdoar-lhe o pouco respeito pelas assim chamadas "pedras angulares" da psicologia experimental. Pois entre o que a ciência chama de "psicologia" e o que a práxis da vida diária espera da "psicologia" "há um abismo profundo".*

(Jung, Psicologia do Inconsciente, p. 112-3)

* Texto de 1912

Espiritualidade, as crianças e o nascer de novo

Nas escrituras lemos algo como "nascer de novo", recuperar a inocência como crianças ou voltar a ser crianças... Parte dos espiritualistas, em especial os kardecistas, tomam essas passagens como referências a reencarnação. Mas, não fica claro que realmente era nesse sentido que os Evangelhos revelam essas afirmações. O que fica mais fácil de captar, até mesmo pra quem não acredita em vida após a morte, reencarnação e na existência do espírito, é que o homem tem que se renovar, se livrar de sujeiras que vão se acumulando em nossa alma, como vícios, pecados diversos e maldades. Uma renovação que é mostrada simbolicamente através da inocência das crianças. Porque a forma de ver as coisas de uma criança é totalmente diferente. A visão de uma criança é mais fina, mais leve, mais alegre e mais penetrante. Os velhos sempre são mostrados, especialmente em crenças orientais como símbolo de sabedoria, pois simboliza a experiência de vida. Mas, quando se fala em experiências, sabemos que elas são formadas de boas e ruins. Já uma criança que não viveu nada ainda e tem a mente limpa, pode não ter experiência, mas, tem pureza... Além do mais, velhice só serve pra militar...

Busca espiritual se faz no silência e com harmonia

A espiritualidade e o contato com Deus, não requer barulho, pirotecnia, templos caros, vitrais importados e barulho ou aglomerado de pessoas. Na maioria das vezes nós nos conectamos a Deus, sozinhos, concentrados, em paz de espírito e na solidão, junto da natureza e com simplicidade.

Quando Jesus quis encontrar uma conexão mais direta com Deus, foi para o deserto, assim como todos os patriarcas. Vejam que toda religião do Oriente Médio, tem uma ligação com o deserto ou com grandes florestas e não com grandes templos ou aglomerados de pessoas. Isso porque sabe-se bem que tudo começa na unidade. Quando vemos pregadores muito barulhentos, pode ter certeza que quem fala por ele é a ganância, a sede de sucesso, a avareza e a manifestação plena da demagogia...

Mediunidade e afinidade afetiva

A magia, mediunidade e arte estão inteiramente interligados. Por isso até os bichinhos que tem um alto grau de sensibilidade, se sentirá atraído pelo belo, pela música e pelo artístico como um todo. As almas que tem um alto grau de sensibilidade artística acabam se atraindo. E os animais sabem captar muito bem o Chi de qualquer pessoa.

Você irá perceber facilmente que um animal numa casa com várias pessoas, vai se identificar e gostar mais de algum dos individuos que vivem lá. Ao mesmo tempo que terá menor aproximação com outros! Da mesma forma acontece entre as pessoas. As pessoas que tem mais afinidade, terão maiores chances de se apaixonar, de se amar e de se envolver. Aquele papo de os "opostos se atraem", até funciona em alguns casos, quando esses opostos estando juntos, se complementem. Mas, se geram choques e negatividade, a certeza do insucesso é enorme.

As pessoas tendem a buscar na outra aquilo que precisa. As vezes ela busca alguém bem humorada, outras vão buscar pessoas que mostrem sinceridade e seriedade, enquanto outros buscam pessoas artísticas, musicais ou com habilidades, como esportistas lutadores... E assim por diante. A regra é que nós temos inclinação a nos apaixonar por aquilo que nos encanta e nos preenche os desejos.

Por isso muitas mulheres carentes, que vivem um casamento ruim ou até mesmo as solitárias, tendem a se apaixonar por homens que se mostram compreensivos, apaixonados, que dão provas de amor e valor. Quando alguém supre suas carências, você ficará mais aberto a se apaixonar. Assim como os animais, que muitas vezes estando na rua faminto, abandonado ou ferido e você cuida dele, ele terá uma confiança e sentimento maior.

Todos nós temos almas, e essas almas refletem nossa essência e no fundo todos nós captamos a essência de cada uma ao nosso redor. Isso só não ocorre, quando no fundo nós queremos nos enganar, apostar que as coisas possam mudar, ser diferentes... Por isso muitos são enganados e se fazem de vitimas depois, mas, no fundo elas sabiam que estavam entrando numa furada, mas, por serem dominadas por seus instintos, egoísmos e paixões, elas tentaram apostar num milagre, numa mudança do outro. E ai se ferram...

Tem mulheres que tem pombagira forte, que só se envolve em casos arriscados, com homens compromissados, com aventuras e coisas excitantes... Isso porque sua protetora e mentora sexual, joga esses desafios em sua vida pra que ela seja iniciada, evolua e cresça. Mas, 90% delas caem...

A alma de uma pessoa se revela nas ações, mesmo que ela tenta disfarçar, que use uma "máscara" o tempo todo. Quem olha com os olhos do espírito e não dos desejos, sempre vai enxergar... o problema é que muitos enxergam, mas, tentam se enganar na espera de um milagre...

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

É preciso amar, como se não houvesse amanhã



A história de saber amar os outros, de cuidar de quem está perto, de saber que a recíproca é verdadeira, de curtir quem está vivo (enquanto está), de ter a exata noção de que ninguém é para sempre, de fazer bem a quem nos faz bem, enfim, todas essas obviedades... essa história só é óbvia lá entre nossos baús de conceitos. Na vida diária, no bate-estaca do cotidiano, o que fazemos é viver espirrando estilhaços nos outros e, principalmente, em quem está mais perto, mais abraçado, no convívio.

"É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã". É assim que começa uma canção da Legião Urbana que parou na minha cabeça. Ela sempre me vem, embora nem sempre transforme meus atos. E eu gostaria que essa e outras canções tivessem o poder de transformar meus comportamentos (e os de outras pessoas) com a mesma facilidade com que as canto.

O que quer dizer "amar as pessoas como se não houvesse amanhã"? Quer dizer sugar delas a melhor seiva que há, para então não se arrepender de tê-las perdido no coração; ou para não se lamentar olhando fotos que o computador perderá um dia; ou para não cansá-las com uma chuva de infelicidades diárias. Assim, nada vinga, de fato.
 E eu acho improvável amar as pessoas. Não havendo amanhã, restará um hoje do qual somos incapazes de nos aperceber. É quando ele se converte em lembrança que a gente exclama: era isso! Mas não deu tempo de ser direito. Muitos já se arrependeram assim com a morte de alguém e talvez ainda colecionem desses arrependimentos.

 Estou falando ainda de amar as pessoas amáveis, aquelas mais próximas, como pais, irmãos, filhos. Essas são as pessoas a quem provavelmente nos ligamos mais, numa espécie de aprendizagem que vem com gosto, cheiro, sol e chuva. Mas e quando o amor se refere às pessoas que nos surgem pela vida afora?

Você faz algumas tentativas ao longo da vida; começa ali pela adolescência, talvez a infância, e chega à vida adulta com um breve (ou não) catálogo de incompetências amorosas. Talvez conte algumas histórias de sucesso e talvez alguma delas seja duradoura. E suponhamos que você tenha, também, alguma ocorrência de casamentos, ou um ou dois ou três, que hoje em dia eles podem ser múltiplos. E suponhamos, então, que você, que nunca pensou nisso, encontre um novo amor quando estiver perto dos quarenta anos e que esse amor tenha filhos. É, ainda mais, preciso amar as pessoas.

 Ao meditar sobre amar as pessoas como se não houvesse amanhã, uma pessoa adulta já tendo passado por todas as turbulências da juventude, testes, agravos, desagravos, ilusões, paixões e atitudes, quase sempre imbecis, chega a muitas conclusões. Noves fora, você vai viver sua vida com o frescor que conseguir, mas terá um manual de sobrevivência bem mais completo e restritivo do que poderia antes. E então você não namora mais uma pessoa; você namora uma família, que, por sua vez, namora a sua família. Então você precisa saber como amar tantas pessoas que não faziam parte daquele desenho de árvore genealógica que você aprendeu na escola (e continua aprendendo). Ah, como aquilo é precário! Na era digital, na plenitude do link e das redes, as aulas de Biologia ainda insistem em desenhos lineares e unidimensionais.

Animais no altar: O Sapo, a magia sexual e o mal

Diferente da rã, o sapo sempre teve uma simbologia negativa, e aparece até com mais frequência nos quadros de catequese moral. Ele é símbolo de luxúria, e aparece muitas vezes nas pinturas devorando os seios de uma mulher ou órgãos sexuais de um homem. Ou, em contrapartida, diabos que enfiam sapos na boca adentro dos condenados. Outras vezes ele aparece como símbolo de ciúme e da inveja. E muitas vezes como símbolo do herege. O símbolo mais comum é o de representar o próprio demônio. Há quadros do Arcanjo São Miguel em que, em vez de lancear o dragão, lanceia um sapo. Houve pintores que, na Ultima Ceia, ao distribuir o Pão, a Judas dá um sapo, já que o Evangelista diz "E Satanás entrou em Judas" (Lc 23,3). Em todas as culturas o sapo se liga a símbolos do mal, apesar de benfeitor da humanidade.

O pelicano e a solidão

Volto a figura do pelicano. Ela ocorre uma única vez na Escritura, no Salmo 102,7, onde o Salmista se queixa de estar solitário como o pelicano no deserto. Desse verso do salmo nasceu a comparação com Jesus na solidão, seja durante o jejum de 40 dias no deserto, seja no Horto das Oliveiras, quando todos os apóstolos fugiram. Em telas que reproduzem esses dois momentos da vida de Jesus, não raro aparece a figura do pelicano para reforçar o sentimento de solidão e abandono. O pelicano aparece também como símbolo da Igreja, para dizer que ela é mãe dedicada, que se doa inteira para seus filhos, alimenta e faz reviver seus membros. Nesse sentido aparece nos portais da igreja e nas pias batismais. Muitas vezes significa ao mesmo tempo a Igreja e o Cristo misericordioso e eucarístico.

A solidão não é um tema importante apenas no cristianismo, mas também nas religiões espiritualistas como Budismo e Hinduísmo. Meditação e momentos de solidão são sempre importantes na busca espiritualista. Entre os orixás, temos os que mais estão ligados a solidão, como Omulú, Ossaím, Nanã e Iroko. E se a alegria parece ser boa pra alma, ela nem sempre é boa para a busca espiritual. As vezes quando o homem está mais triste, solitário e centrado em si mesmo, é que ele está mais iluminado.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Animais no altar: os quatro seres sagrados


O Apocalipse fala de quatro figuras em forma de animais (homem, águia, leão e touro) que cercam o trono de Deus e clamam dia e noite: "Santo, Santo, Santo é o Senhor Onipotente, aquele que é, que era e que será (Ap 4,7-8)". Os quatro animais passaram a ser símbolo dos quatro evangelistas, que narram a história da salvação de ontem, de hoje e de sempre. Já vimos que a águia acompanha a figura de João. O leão está ao lado de Marcos, porque começa seu evangelho com a pregação de João Batista no deserto. O leão tem dos significados contrários. Ora ele simboliza a soberania, ora a maldade. No Apocalipse (5,5) Jesus é chamado de "Leão da Tribo de Judá", isto é, o vitorioso, o senhor dos céus e da terra, dos vivos e dos mortos.

Para a astrologia, essa simbologia está relacionada aos signos fixos: Touro, Leão, Escorpião e Aquário. Para Umbanda, o simbolo desses quatro pilares cósmicos está relacionado a Oxóssi (o Touro), Oxalá (o Leão), Oxumaré (a Águia) e Orunmilá (o Homem). Eles representam os pilares: filosofia, religião, arte e magia sagrada.

Carlinhos Lima.

sábado, 8 de fevereiro de 2014

A essência da Umbanda e o segredo da magia dos orixás, não está apenas na Tradição Oral e sim nos códigos sagrados dos Ancestrais


Analisando bem à fundo os cultos africanos dos orixás, da busca da magia e da ancestralidade, é que podemos perceber como no Brasil esses cultos se perderam. A Umbanda em especial tá quase dissipada, extinta e sem axé. O Candomblé tem ainda a essência, mas, o cristianismo destruiu a essência que a Umbanda deveria ter. Na verdade o que temos hoje é uma predominância do sincretismo e um domínio de conhecimentos kardecistas que se impõe a Umbanda, mesmo sem nada ter de Umbanda.

Isso tudo tem haver com os grandes reformadores que tentaram embranquecer a Umbanda, o que na verdade não contra a todas as cores fazer parte da Umbanda, pelo contrário, acredito que as origens da Umbanda vão além do continente africano, muito além. Assim como também a mediunidade, magia e conhecimentos espiritualistas vão muito além dos conhecimentos que Kardec buscou. A Umbanda tem pluralidade e não é inserir conceitos do cristianismo ou qualquer outra religião que tá sufocando a Umbanda, mas, a sobreposição forçada. A ponto de vermos pais e mães de santo atendendo em centro kardecistas, com o Evangelho dos Espiritos como regra e uma mistura tremenda que tá dizimando a Umbanda.

A OICD que foi uma aposta de reavivar o movimento umbandista, se aprofundar nas pesquisas e buscar novos conhecimentos, além dos originais, parou no tempo e se prendeu na Tradição Oral, o que é ao mesmo tempo a herança do povo que cultua o orixá, mas, também sua dissipação. Em primeiro lugar por que dá margem a diversificadas interpretações e como sabemos, no meio dessa diversidade toda, entram mentiras e loucuras que só confundem, em especial o simpatizante que não sabe filtrar.

Outro caminho que a OICD tomou foi o de desviar-se do Caminho de Da Matta, que se aprofundou muito no olhar dos Upanishidas e doutrinas do Oriente, pra uma grande africanização. O que eu não sou contra, mas, que não pode ser apenas este o caminho, disso eu não tenho dúvida. A cultura Iorubá, seja ela no continente africano ou no caribe, não isenta das culturas orientas, e como a magia do mundo inteiro, tem influencias dos antigos vindos da Mesopotamia e culturas até mais antigas. Na verdade a magia se mistura, mesmo que adaptada a cultura de um povo e seus ancestrais, sabemos que toda ancestralidade surge de uma origem, as raizes partem de um princípio e por isso toda magia é interligada. Não podemos estacionar nem na forma orientalizada de Da Matta, nem numa unicamente africanizada que quer propor hoje alguns de seus sucessores.

A Umbanda vive de suas encantarias, santarias, rezas, mesclas, sincretismos e disfarces culturais, mas, não pode expurgar seu lado místico como o dos oráculos e a principal função que é a ritualística sagrada. Assim sabemos que o Ifá é uma das peças mais importantes para o culto do orixá, da mesma forma que os búzios e outros oráculos ainda mais esquecidos e profundos usados pelos magos iorubas e africanos. Mas, hoje se tenta fazer uma Umbanda, onde substitui-se os antigos oráculos apenas por rezas e isso não é positivo. Sem os caminhos apresentados por Orunmilá, não se evolui no caminho do orixá. As incorporações não substituem tudo, não revelam tudo e não preenchem as lacunas. Aliás, nem toda incorporação é confiável, não sabemos se o espírito que tá do outro lado é realmente o que diz ser, nem se ele realmente pensa o que revela. Se a incorporação pudesse suprir tudo, os próprios orixás, exus e magos babalaôs, não consultavam os oráculos.

Assim como os anjos não conhecem os projetos de Deus, os orixás não conhecem os planos sagrados de Olorum. Vivemos numa Umbanda de incenação onde o que conta é a pirotecnia, a arrecadação e não a magia sagrada dos sagrados ancestrais. Temos que reformular a Umbanda, não ser unicamente dependente da Tradição Oral. 

Percebam que toda religião que ficou a mercê apenas da Tradição Oral, sumiu do planeta. O que seria da Wicca sem seus estudos e livros? O que seria do Kardecismo sem o trabalho de Alan Kardec ou o que seria do cristianizo sem a Bíblia? E o Islamismo o que seria dele sem o Alcorão? E da mesma forma os cultos não existiram sem os mitos e a Tradição Oral, mas, já teria sido extinta se não fossem os conhecimentos de Ifá e búzios. Assim estudar os códigos e organizá-los adaptando a nossa época é preciso. E é um desperdício pra aqueles que tem seus institutos de pesquisas, material, especialmente material humano e para no tempo se rendendo a Tradição Oral, que no Brasil foi tão deturpada e quase engolida pelo cristianismo.

A magia não se faz apenas com incorporações ou com mitos vagos, repetitivos e incompletos. Ele tem pedaços como uma colcha distribuída pelo mundo. A magia nasce na grafia sagrada que não é a de Guiné e sim de uma Pemba muito mais profunda que é alinhada aos conhecimentos dos adivinhos, magos e bruxos. E essa grafia não se faz apenas com entidades menores, mas, com conhecimentos de Orunmila que é o que realmente conhece o destino, de Ifá que realmente nos revela esse destino, de Exu que movimenta a magia, de Oshoronga que conhece o lado mais sombrio e dos orixás que detém o axé distribuído por equivalência e obrigações.

Foi através da pesquisa de muitos anos que a inspiração me veio, dai surgiu a Umbanda Astrológica, a analise dos astros pelo prisma dos orixás e dos orixás pela visão astrológica. E cheguei recentemente a outras portas importantes que são: Astro-Odús, a soma dos odús pela data de nascimento, que é um método totalmente diferente do que temos na internet, pois usa outro calendário e metodologia; E a Ifá-astrologia, que alinha os signos zodiacais aos odus. Ambas as técnicas são avanços, pois puxa o conhecimento dos ancestrais as mãos do astrólogo. Sendo que o Orunmilá-Ifá e o Opon-Ifá, são para sacerdotes e esses outros métodos é para buscadores e iniciados. Abre o tempo a quem realmente precisa, aprofunda o conhecimento sobre si mesmo e abre o conhecimento sagrado a quem realmente quer encontrar seus orixás e senhores do destino.

Axé a todos.

Carlinhos Lima.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Alma Gêmeas, amor e a alquimia do relacionamento

A atração que outra pessoa sente por seu parceiro, raramente é tão simples como pensamos que ele seja, no momento que vivemos a fascinação inicial. Podemos admirar alguém de rosto bonito ou olhos encantadores com alma ou belo corpo ou forma graciosa de se mover. Ou podemos ser atraídos pelo seu senso de humor, sua inteligência ou o seu poder pessoal e auto-confiança. Mas o que primeiro registramos dela é apenas a ponta de um iceberg muito profundo e complexo.

Todo relacionamento contém muitos ingredientes, alguns conscientes e outros inconscientes, e por mais que analisemos a nós mesmos e aos nossos parceiros, temos, por vezes, aceitar alguma inteligência mais profunda ou mais no trabalho em nossos padrões de relacionamento. No entanto, qualquer que seja a natureza e o desfecho de um relacionamento, se - como diz Jung - qualquer coisa "acontece", ambos os parceiros mudam. Ainda mais misterioso é o efeito que essa nova entidade tem sobre o caráter e o desenvolvimento dos indivíduos envolvidos. Na melhor das hipóteses, cada pessoa pode crescer e florescer através do efeito transformador do relacionamento. Na pior das hipóteses, tanto pode sofrer. Ou a relação pode ser saudável para um parceiro, mas acaba para mal o outro. Algumas pessoas trazem à tona o pior em nós, e algumas trazem o melhor. E isso não está necessariamente relacionado com a forma como somos tratados pelos nossos parceiros. Podemos sentir profunda compaixão das fraquezas de um determinada pessoa e só desprezo ou raiva quando percebemos as mesmas falhas em outra pessoa.

As relações humanas são bem mais enigmático que culinária, para o psicólogo, ao contrário do químico, que observa as mudanças na estrutura molecular de ovos e farinha, nunca será capaz de reduzir completamente a nossa interação com os outros a uma fórmula racional. Há um profundo mistério no coração de cada relacionamento que sempre elude nossas tentativas de explicar por que estamos com esta pessoa e não aquela. No entanto, o princípio fundamental é o mesmo. Tome dois ingredientes humanos, distintos e separados, e colocá-los juntos na tigela de uma relação estreita. Mexa vigorosamente e aplicar calor - o calor do desejo sexual, da carência emocional, o conflito, a troca intelectual, os desafios do tempo e das circunstâncias mundanas, idealização e inspiração - e através de alguma alquimia extraordinária uma nova entidade é criada com a sua própria força de vida, a sua própria inteligência e visão, e sua própria identidade independente de e diferente das duas pessoas que a geraram.

Podemos nos encontrar capaz de explorar e expressar talentos e habilidades em um relacionamento que parece misteriosamente bloqueado ou impedido em outro - apesar de qualquer incentivo ou obstrução por parte do nosso companheiro. Às vezes até mesmo um grande amor não pode impedir a erosão gradual da confiança e entusiasmo em uma ou ambas as pessoas. Às vezes, um casal que sempre foram mal adaptados e infeliz com o outro, inexplicavelmente permanece relacionamentos para a vida toda, mas em outras vezes um casal que, de fato, têm muito em comum, bem como uma profunda ligação com os outros são forçados a se separar em Apesar de seus esforços sinceros e prolongadas para preservar o vínculo. Muitos relacionamentos fracassados ​​são devido às ações involuntariamente destrutivos de ambos os parceiros, e poderiam ser evitados e até radicalmente transformados com percepção e esforço conjunto.

A composição química dos ingredientes muda irreversivelmente, o bolo tem cheiro, aparência e sabor diferente de qualquer ingrediente único que colocou nele desde o início, e através de alguma magia que o químico poderia explicar, mas o cozinheiro geralmente não entende, uma transformação processo ocorreu que não é nada menos que um milagre. Alguns ingredientes, habilmente combinadas, fazem um delicioso. Outros produzem uma sobremesa razoável, mas sem muita graça. Ainda outros, mesmo que parecia maravilhoso no livro, criar um daqueles fracassos culinários que nos ensinam a procurar outra receita na próxima vez. E talvez ainda mais misteriosamente, pessoas diferentes, como alguns tipos de bolos e acham outros indigestos e ninguém realmente sabe o porquê.

Quando se misturam os ingredientes para um bolo, começamos por medir as quantidades adequadas de ingredientes distintos e separados: farinha, manteiga, ovos, açúcar, leite. Mas de alguma forma, quando estes são misturados em uma determinada ordem e cozido a uma temperatura particular, criamos uma entidade completamente diferente.

"O encontro de duas pessoas é como o encontro de duas substâncias químicas. Se acontecer alguma coisa, ambos são alteradas."
- CG Jung

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

O destino das coisas e dos homens - astrologia, arte divinatória

Tudo o que nasce ou é feito neste momento, tem as qualidades deste mesmo momento. (Jung)

É com essa crença e afirmação que o astrólogo levanta uma carta astrológica para um ser vivente ou um evento que se faz presente. Uma carta natal para astrologia, nos revela os efeitos dos astros não sobre as pessoas, mas, mostra-nos códigos importantes de energias em ação no cosmos, tanto naquele instante, quanto em que sentido ruma-se aquelas forças num futuro continuo...

A astrologia não é adivinhação, mas, é ciência divina que observa as energias que regem o movimento do universo e ação das vibrações sobre a ancestralidade humana. Se umindivíduo por exemplo, nasce leonino, ele terá sobre sua coroa, toda força de Oxalá, que direcionará sua vida rumo a atos pacificadores, artisticos, desportivos e de plena simpatia para com a vida. Mas, e os defeitos dessa pessoa e o lado negativo de Leão e Oxalá? Tem muitas perguntas que não se respondem com frases simples, mas, com filosofia, magia e arte. Ou seja, não há signo ou orixá negativo, mas, o contexto de uma configuração geral e os códigos que uma existência traz é que fazem uma carta e não um único signo serem considerados negativos ou positivos.

Por exemplo, quem nasce num signo onde o Sol se encontra atacado, aflito e fraco, sabemos bem que seu Orí e seu espírito não terá a força necessária pra defender suas ideias, seus ancestrais e sua própria existência. Por isso muitos morrem cedo, muitos sofrem de amor a vida inteiro, muitos estão constantemente doentes e fracos. E pra que ser ve as ciências divinatórias então? Serve para autoconhecimento. Assim como o treinamento de um soltado não pode garantir que ele não morrerá na guerra, conhecer seu signo não quer dizer que você vá anular os conflitos e viver uma vida de sucesso. Mas, assim como o treinamento de um soldado, poderá servir para sobreviver e se esquivar de perigos maiores, além de ampliar resistência, o conhecimento astrológico, nos servirá para nos conectarmos a forças auxiliares ou extras, para enfrentar os desafios.

Pois muito se debate se há destino, enquanto outros afirmam que o livre-arbítrio é soberano. Mas, a verdade é que os dois tem finalidades, princípios e duelam no jogo da vida o tempo inteiro. Além disso, apenas temos que decidir sobre aquilo que nos é dado, sendo que más escolhas, pioram nosso destino, boas escolhas facilitam nossa vida. O destino existe pra ser moldado e o livre-arbítrio pra ser usado com sabedoria.

Axé - Carlos Lima Pesquisas

A sombria Era de Aquário e o destino do espiritualista

"O ser humano, geralmente, encontra seu destino nos caminhos que tomou para evitá-lo". La Fontaine.

Essa frase de La Fontaine é profunda e muito sábia. Em se falando de espiritualismo por exemplo, a coisa mais comum é que as pessoas busquem evitar seus dons, teimem em remar em outras águas, buscar outros caminhos e além de ter preconceitos, pior que isso desenvolvem a maioria das pessoas o auto-preconceito. A maioria das pessoas, talvez 99% delas, que tem dom por exemplo em ser sacerdote de uma religião, passa grande parte da vida quebrando a cara, tentando fugir e evitando o máximo que pode assumir sua missão. Isso é justamente uma provação do destino. Como Jesus disse "eu vim para resgatar os pecadores e não os justos" quer dizer que as missões espirituais, quase sempre são dadas a quem detesta o tema. Geralmente foram materialistas em vidas passadas ou foram espiritualistas sombrios que achavam que eram donos de si e por isso retornaram com grande jugo e rédea curta.

Você deve tá pensando que isso não é verdade, pois conhece fulano ou sicrano que é espiritualista fervoroso e "adora o que faz". Bem, não é bem assim não. O que tem é muita espécie de espiritualistas e religiosos, ou seja, tem gente que não larga a repetição de rezas e oração, fala na Bíblia o tempo inteiro ou não sai no templo, mas, sua fé é falsa. Muitos fazem por obrigação, por obediência, achando que se desobedecer ficará mal. Outros fazem por fanatismo ou por que foi convencido que se seguisse teria mais sorte. Vemos isso o tempo inteiro nos meios cristãos, onde pessoas que pensam que se não pagarem o dízimo sua vida piora.

Então é comum pessoas que tem mediunidade, irem parar nas igrejas cristãs, justamente pra combater seus dons, quase que implorando a Deus para esquecê-la e carregá-la em seus braços, dispensando-as de seus deveres e carma. Pois é muito mais fácil colocar tudo nos ombros de Deus, assim se der errado é culpa do Diabo e se der certo é benefício do Senhor. Ou seja, ela não tem culpa de nada, sendo que os únicos pecados, seriam, não ir pra igreja, não rezar, não pagar o dízimo e se cair em algum vício. Além disso criam-se regras facilitadoras, tipo, "sexo é pecado, mas, casando pode", assim vemos pastores e padres que atacam o sexo o tempo todo, mas, tem gente lá dentro da igreja que pratica incansavelmente, chegando a encher a casa com seus rebentos. Sexo é tudo igual, não é autorização de um sacerdote e assinar um papel que vai santificar ou amaldiçoar o sexo. Casamento é invenção das religiões. Que até mesmo elas passaram batidas, pois se tivessem pensado direito teriam escrito uma cena do Gênesis, do Alcorão ou de outros livros, com Deus casando os primeiros seres criados. Mas, os autores não fizeram isso, pois Deus jamais inventou o casamento. Primeiro porque criou o homem livre pra casar e descasar quando quisesse. Segundo, esse papo de que 'o que Deus uniu, ninguém separa" é apenas mais um marketing da igreja, pois até o casamento das freiras e padres com a igreja, são quebrados o tempo inteiro e nem precisa falar como...

Há um exagero de liberdade nos cultos afros sobre a sexualidade e há um exagero de tentar aprisionar pelas religiões cristãs. Porque quando se tenta contestar o sim ou o não o homem sempre tende a exagerar.

Mas, voltando a encontrar o destino naquilo que se tenta negar. Vemos que muitos estão na igreja todo dia rezando, justamente por que não tem fé, não tem respostas e tenta passar a vida anestesiado em seus preconceitos ao invés de buscar conforme sue coração pede de verdade e seu espírito deseja.

Temos também aqueles que vivem no pé do santo o dia todo, fazendo promessa, ascendendo vela pro orixá e se dizendo zelador, mas, fazendo por obrigação e buscando poder, no fundo em nada acreditam, apenas tentam se convencer do que os outros disseram pra ele.

A fé, tem que nascer da alma, tem que ser suave como a brisa, nunca imposta e quando se luta contra o destino, ele lutará contra você. A resposta jamais virá na religião, mas, na sua vontade de ser pleno consigo mesmo e com Deus!

Outra coisa que atrapalha os espiritualistas é o inconsciente coletivo. Assim como não sentir preconceito dos cultos afro brasileiros morando no Brasil? Se o inconsciente conectado ao inconsciente coletivo, ouvem milhões de vozes gritando "isso é coisa do Diabo". Percebam o poder do inconsciente coletivo, agora se voltando contra a Igreja Católica, com milhões de vozes atacando a Virgem Maria, os santos da igreja e seus dogmas... Agora ela paga na mesma moeda, pois as seitas da moda, atacam com tanto poder, num tempo onde o clero e o Vaticano, não poderá usar armas pra atacar, como cruzadas, inquisições e domesticações, pra impor seu código canônico! Agora o inconsciente coletivo fica ainda mais confuso, maluco e distorcido com a internet, onde as pessoas querem tudo sincronizado, rápido e repetitivo. Onde baboseiras ganham dimensões gigantescas e onde se quer tudo simples, sem profundidade e apenas divertido. A palavra da nova era é DIVERSÃO! Tudo tem que ter jogos, tem que ter humor, nada de religião que medite, que jejuam que oram - é melhor fazer uma corrente no Facebook, compartilhar, pois segundo alguns isso 'tem o mesmo poder'. Enfim o sagrado, parece tá divulgado, mas não tá, tá se dissipando e apenas resiste apenas como negócio. Hoje em dia tem que ser CARISMÁTICO! Por isso os cultos cada dia mais barulhentos liberais e nada de ecumenismo ou sacramentalidade, tem pastor até cantando funk e padre dançando Anita nos cultos... Essa é a nova Era que parece progressão, mas, é apenas o fim da cultura, dos modos e do lado artístico da religião, quando o lado místico era apenas contemplar e não bagunçar.

Essa é a tão esperada Era de Aquário, da modernidade e tecnologia, mas, da falta de arte, de fé e de muita artificialidade. Como vemos na tecnologia 'inteligência artificial'. Tudo que tínhamos no eixo de Leão, agora no frio e cinzento polo aquariano se perde de vez virando uma grande bagunça.

Carlinhos Carlos Lima Pesquisas
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores