Total de visualizações de página

A pombagira

Meus livros de Magia Astrológica no link

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Energia: Mancha Vermelha em Júpiter é fonte intensa de calor, diz estudo

Energia: Mancha Vermelha em Júpiter é fonte intensa de calor, diz estudo
A Grande Mancha Vermelha de Júpiter, conhecida como a "maior tempestade do sistema solar', é uma região que tem cerca de três vezes o diâmetro da Terra onde a velocidade dos ventos chega a quase 500 quilômetros por hora. (Voyager 1/Nasa)

Pesquisa publicada na revista 'Nature' soluciona mistério sobre o planeta e pode ajudar a compreender fontes de energia em outros lugares do sistema solar


Conhecida por ser a “maior tempestade de todo o sistema solar”, a Grande Mancha Vermelha na superfície de Júpiter é também uma imensa fonte de energia. A temperatura na atmosfera acima dela é centenas de graus mais alta que em qualquer outro lugar do planeta, segundo um novo estudo publicado nesta quarta-feira, 27, na revista Nature. Além de resolver um mistério de pelo menos quatro décadas, a descoberta pode ajudar a compreender fontes de energia de todo o sistema solar.

Utilizando telescópios localizados na Terra, cientistas observaram emissões infravermelhas de Júpiter e descobriram que a temperatura na parte superior da atmosfera, acima da Grande Mancha Vermelha, é de aproximadamente de 1.300°C – centenas de graus mais quente que em qualquer outro lugar do planeta.
Os cientistas, liderados por James O’Donoghue, da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, afirmam que a tempestade gigante na Grande Mancha Vermelha pode ser a fonte de energia dessa parte excepcionalmente quente da atmosfera joviana. Segundo os autores, a Grande Mancha Vermelha produz dois tipos de ondas turbulentas de energia – ondas gravitacionais e ondas acústicas -, que colidem e aquecem a parte superior da atmosfera.
Os pesquisadores afirmam que a descoberta é a última peça de um quebra-cabeças que tem deixado os cientistas perplexos desde 1973, quando a nave Pioneer 10, da Nasa, sobrevoou Júpiter e fez as primeiras medições de temperatura de sua superfície. Na época, eles concluíram que sua atmosfera é muito mais quente do que o esperado caso o Sol fosse sua única fonte de calor.
Como Júpiter está cinco vezes mais longe do Sol que a Terra, de acordo com os cálculos dos cientistas, esperava-se que a energia solar que chega ao planeta deixasse a temperatura da parte superior de sua atmosfera em torno de 73°C negativos. Mas a temperatura medida, na época, foi de cerca de 570°C.
“Com o aquecimento solar descartado, nós desenhamos um estudo para mapear a distribuição de calor sobre todo o planeta, para buscar anomalias nas temperaturas que poderiam ajudar a explicar de onde vem essa energia”, disse O’Donoghue.
Os astrônomos mediram a temperatura do planeta observando suas emissões invisíveis de radiação infravermelha. O topo das nuvens que podem ser observadas sobre Júpiter está a cerca de 50 quilômetros de sua superfície. As emissões infravermelhas medidas vinham de uma região 800 quilômetros acima.
“Vimos quase imediatamente que as temperaturas máximas em grandes altitudes estavam justamente sobre a Grande Mancha Vermelha, que gira lá embaixo. Seria uma coincidência, ou uma pista importante?”, disse O’Donoghue.

Maior tempestade do sistema solar

Resolver o mistério da “crise de energia” em Júpiter tem implicações para todo o Sistema Solar e também para planetas de outros sistemas, segundo os cientistas. Eles afirmam que as temperaturas mais altas do que as esperadas apenas com a radiação solar não ocorrem apenas em Júpiter, mas também em Saturno, Urano, Netuno e provavelmente em todos os planetas gigantes da galáxia.
“A transferência de energia de baixo para o alto da atmosfera já foi simulada em modelos planetários, mas não havia sido sustentada por observações. As temperaturas extremamente altas observadas sobre a tempestade parecem ser a evidência concreta dessa transferência de energia, indicando que o planeta todo pode produzir calor e fornecendo uma explicação plausível para a ‘crise de energia'”, disse O’Donoghue.
A Grande Mancha Vermelha foi descoberta no século 17, depois que Galileu Galilei introduziu na astronomia o uso do telescópio. Com seu padrão de gases coloridos que giram, ela é frequentemente chamada de “furacão perpétuo”.
A tempestade tem variado em tamanho e cores ao longo dos séculos. Com tamanho três vezes maior que o diâmetro da Terra, a Grande Mancha Vermelha tem ventos que levam seis dias para completar uma volta. O próprio planeta Júpiter, com massa 300 vezes maior que a da Terra, também gira incrivelmente rápido, completando uma volta a cada dez horas.
(Com Estadão Conteúdo)

Show! O lado escuro da lua, iluminado pelo Sol, visto do Climate Observatory (DSCOVR)

This animation features actual satellite images of the far side of the moon, illuminated by the sun, as it crosses between the DSCOVR spacecraft's Earth Polychromatic Imaging Camera (EPIC) and telescope, and the Earth - one million miles away.
Credits: NASA/NOAA

Show! O lado escuro da lua, iluminado pelo Sol, visto do Climate Observatory (DSCOVR)
Pela 2ª vez na história, a Lua passou entre a Terra e o satélite DSCOVR, que observa o planeta e o clima espacial. Desta forma, pudemos enxergar o 'lado de trás' da Lua, iluminado pelo Sol.
EPIC maintains a constant view of the fully illuminated Earth as it rotates, providing scientific observations of ozone, vegetation, cloud height and aerosols in the atmosphere. Once EPIC begins regular observations next month, the camera will provide a series of Earth images allowing study of daily variations over the entire globe. About twice a year the camera will capture the moon and Earth together as the orbit of DSCOVR crosses the orbital plane of the moon.
These images were taken between 3:50 p.m. and 8:45 p.m. EDT on July 16, showing the moon moving over the Pacific Ocean near North America. The North Pole is in the upper left corner of the image, reflecting the orbital tilt of Earth from the vantage point of the spacecraft.
This image shows the far side of the moon, illuminated by the sun, as it crosses between the DSCOVR spacecraft's Earth Polychromatic Imaging Camera (EPIC) camera and telescope, and the Earth - one million miles away.
Credits: NASA/NOAA
The far side of the moon was not seen until 1959 when the Soviet Luna 3 spacecraft returned the first images. Since then, several NASA missions have imaged the lunar far side in great detail. The same side of the moon always faces an earthbound observer because the moon is tidally locked to Earth. That means its orbital period is the same as its rotation around its axis.
In May 2008 NASA’s Deep Impact spacecraft captured a similar view of Earth and the moon from a distance of 31 million miles away. The series of images showed the moon passing in front of our home planet when it was only partially illuminated by the sun.
EPIC’s “natural color” images of Earth are generated by combining three separate monochrome exposures taken by the camera in quick succession. EPIC takes a series of 10 images using different narrowband spectral filters -- from ultraviolet to near infrared -- to produce a variety of science products. The red, green and blue channel images are used in these color images.
Combining three images taken about 30 seconds apart as the moon moves produces a slight but noticeable camera artifact on the right side of the moon. Because the moon has moved in relation to the Earth between the time the first (red) and last (green) exposures were made, a thin green offset appears on the right side of the moon when the three exposures are combined. This natural lunar movement also produces a slight red and blue offset on the left side of the moon in these unaltered images.
The lunar far side lacks the large, dark, basaltic plains, or maria, that are so prominent on the Earth-facing side. The largest far side features are Mare Moscoviense in the upper left and Tsiolkovskiy crater in the lower left. A thin sliver of shadowed area of moon is visible on its right side.
“It is surprising how much brighter Earth is than the moon," said Adam Szabo, DSCOVR project scientist at NASA’s Goddard Space Flight Center in Greenbelt, Maryland. "Our planet is a truly brilliant object in dark space compared to the lunar surface.”
Once EPIC begins regular observations next month, NASA will post daily color images of Earth to a dedicated public website. These images, showing different views of the planet as it rotates through the day, will be available 12 to 36 hours after they are acquired.
DSCOVR is a partnership between NASA, NOAA and the U.S. Air Force with the primary objective of maintaining the nation’s real-time solar wind monitoring capabilities, which are critical to the accuracy and lead time of space weather alerts and forecasts from NOAA.
For more information about DSCOVR, visit:

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Ação da Oxum do Fogo, enquanto cinco planetas do Sistema Solar poderão ser vistos a olho nu durante o pôr do sol

"Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno alinhados" "Os cinco planetas não voltarão a se alinhar até 8 de setembro de 2040.."

 Nas próximas semanas, será possível ver da Terra o alinhamento de cinco planetas do Sistema Solar. O fenômeno será visível perto do pôr do sol. 

Nós já vimos no início deste ano, e veremos agora novamente: Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno ficarão alinhados por alguns dias antes de cada um deles tomar o seu caminho no céu.

A partir desta semana, e durante mais algumas, os cinco planetas poderão vistos a olho nu durante o pôr do sol - no fim de janeiro e início de fevereiro, eles podiam ser avistados apenas ao amanhecer.
Isso só será possível, segundo David Dickinson, do site de astronomia Universe Today, porque antes tínhamos todos os planetas à nossa frente.
"Agora, os vemos do nosso 'espelho retrovisor' porque Marte, Júpiter e Saturno estão na frente, enquanto Mercúrio e Vênus estão correndo para recuperar o atraso", escreveu Dickinson.
Se você estiver em um espaço aberto sem nuvens, a partir desta quarta-feira poderá ver os cinco planetas vizinhos ao sudoeste da Terra.

 

A última oportunidade em 24 anos de ver Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno alinhados

Por algumas semanas, cinco planetas do Sistema Solar poderão ser vistos a olho nu durante o pôr do sol.

Brilho e cor
Para identificar os planetas, preste atenção nas sutis diferenças que você verá no céu. Venus é o mais brilhante de todos, e Júpiter é o próximo na luminosidade. Ambos ainda são visíveis quando o sol está prestes a se esconder.

Marte, por sua vez, é avermelhado e Saturno, amarelado. Ambos brilham com intensidade semelhante.
Encontrar Mercúrio é sempre o maior desafio porque é o menor planeta e pode se esconder facilmente.
O truque do polegar
O astrônomo Jason Kendall, professor adjunto da Universidade William Paterson, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, publicou em seu canal do YouTube um exercício prático para saber se o que você está vendo é um planeta ou uma estrela.
"Feche um dos olhos. Estique o braço e coloque o seu dedo polegar para cima. Lentamente, passe-o de um lado para o outro do planeta ou estrela que você vê no céu. Se a luz se atenuar quando o polegar passar sobre ele, é um planeta. Mas se ela piscar rapidamente é uma estrela", disse.
O truque funciona melhor com Júpiter e Vênus, afirma o astrônomo, porque eles são mais brilhantes.
De qualquer forma, o que precisa ficar claro caso você decida "ir à caça" é que esses planetas são corpos celestes mais brilhantes vistos daqui da Terra - depois do Sol e da Lua, é claro.
Os cinco planetas não voltarão a se alinhar até 8 de setembro de 2040, quando estarão a 9,3 graus no céu.

 

A superfície de Vênus, em imagem computadorizada produzida a partir de fotos da sonda Magellan (Foto: Projeto Magellan/JPL/NASA)


Imagem feita pela sonda Juno mostra Júpiter e três das quatro luas do planeta (Foto: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS)

Esse alinhamento, começa com a conjunção Vênus/Mercúrio em Leão e termina com Saturno em Sagitario. Portanto, formando um arco de 120 gruas de fogo. O centro desse arco, está em Libra, passando a regência pra Vênus e revelando o poder de Oxum. É um bom prenûncio para a Olimpíada do Rio de Janeiro, que mesmo com tantos problemas e medo, recebe assim a bênção dos astros. Oxum estará favorecendo então a todos os filhos de Oxum. Poderemos ter mulheres que tem arte na alma e beleza no corpo se destacando muito. Pessoas encontrando amores, sucesso e dinheiro. Mas, em especial filhos de Oxum com Oxalá. E ainda filhos de Xangô com Iemanjá, terão mais energia vindas da Oxum do fogo, como também do Xangô da terra, do Ogum da água e do Oxalá do fogo. Todo atleta que estiver preparado espiritualmente, terá mais disposição e maior sorte nas competições.

Em termos mundiais, esse alinhamento, com esses signos, orixás e odus de fogo do sortilégio, é um bom prenuncio de uma maior harmonização nas próximas semanas e maior proteção contra o terror. No âmbito brasileiro é um bom prenûncio para os esportes do país e também de melhoras para a economia. Não há garantias que nosso futebol ganhe sua medalha com o masculino, mas, podem fazer uma boa competição. O ânimo dos atletas, será de mais importãncia até que o talento.

Leia: http://www.livrariacultura.com.br/p/umbanda-astrologica-42235585

Do lado das pessoas, os indivíduos que souberem acessar o axé de Oxum, nesses próximos dias ou semanas, poderão ter mais sorte de encontrar amores e conseguir realizar algum projeto importante. Mas, para aqueles que estão em debito com Oxum ou Oxalá, tenham cuidado pois podem ser cobrados... A Pombagira, também estará alvoroçada, influenciando na vida de muitas mulheres nessas próximas semanas. Muitas passarão por um grande teste de seu destino. Grande parte das mulheres que tem pombagiras ciganas, pombagiras de fogo e pombagiras de Oxum, sentirão aumento da libido, poderão engravidar e sentirão mais poder de conquista. Muitas mocinhas, decidirão perder a virgindade e liberar-se mais para os desejos e prazer. Claro que grande parte farão escolhas erradas - por isso, é importante está com o lado espiritual em harmonia, para serem tocados pelo "trevo da sorte" da Oxum do Fogo e encontrar apenas felicade e não dor de arrependimento... e Oxumaré também estará em ação, agindo contra o Estado Islâmico, mexendo com a libido das pessoas, especialmente dos homens e revelando amores escondidos. Muitos homens e até garotos, vão conseguir a noite de amor tão sonhada com a pessoa amada e desejada há tempos. E coisas fantásticas vão surpreender aos que conseguirem acessar o axé de Oxumaré e Oxum.

Axé a todos e fé sempre viva a todos!

sábado, 16 de julho de 2016

Os orixás não precisam da confirmação bíblica pra existirem e nem da clemência dos cristãos pra serem fortes

Os orixás não precisam da confirmação bíblica pra existirem e nem da clemência dos cristãos pra serem fortes
Os orixás não precisam da confirmação bíblica pra existirem e nem da clemência dos cristãos pra serem fortes


Não tente menosprezar os orixás usando a Bíblia - eles são anteriores aos personagens bíblicos.





http://folhashop.folha.uol.com.br/umbanda-astrologica-os-senhores-do-destino-e-a-coroa-astrologica-de-orumila-lima-carlinhos-9788598647067.html



Sempre vejo esses debates na TV, iguais os que de vez enquanto são mostrados no programa Superpop da Luciana Gimenez. Esses debates tem sempre o mesmo conteúdo e a mesma forma, como que evocando tolerância, misericórdia do cristianismo com os culturadores dos orixás e como se a Umbanda, Candomblé ou qualquer outro seguimento tivesse que pedir desculpas aos cristãos! Os Cristãos tem que lembrar que a Bíblia não é a verdade absoluta, nem é um livro único, como pregam os pastores e padres, senão não se chamava Bíblia - não se sequer quem realmente escreveu todos os livros, onde escreveu, quando escreveu e o que sentia na hora que escreveu. A verdade é que ala tem fragmentos espirituais, iniciáticos e revelações, mas, tem também um forte caráter político, cultural e a influência psicológica de todos os seus autores. Essa forma por exemplo, de ver os hebreus como a "raça especial que está acima de todas as outras" onde Adão, profetas, anjos, eventos, contatos com Deus, o Cristo e outras tantas maravilhas, é sempre alegado como sendo exclusivamente deles! Esquecem-se que a vaidade religiosa é o maior dos pecados, pois a vaidade é a mãe de todos os pecados e acaba corrompendo a função digna que deveria ter as religiões.

A Bíblia é repleta de metáforas, mitos, lendas e histórias de um povo catalogado por muito tempo. E se hoje com a velocidade da informação e acesso as notícias em tempo real, há distorções e enganos, imagina na forma que a Bíblia foi montada, acima de tudo, com interesses políticos e sede de poder, que tinham poderoso que dominavam a igreja primitiva no início, especialmente no ano 300 quando Roma era uma turbulência social, cultura e religiosa tamanha! Os umbanditas e cristãos ou qualquer fiel dos orixás, tem que entender que os orixás independem da Bíblia pra exisitr, pois são bem anteriores. Se dizem hoje que a Umbanda é brasileira e do inicio do século passado, na verdade, ela só ressurgiu pra uma nova era. Os orixás existem há mais de dez mil anos no continente africano, enquanto as histórias dos hebreus, não chega nem a 4 mil anos! E o deus Baal, como citou uma desinformada pastora nos vídeos acima, nada tem haver com a Umbanda. Ele na verdade, pertence muito mais as contos e histórias judáico-cristãs, é citado como um deus pagão ou uma demônio, mas, verdade, sabe-se que na verdae ele é sim um anjo caído que tentou se apossar de Canaã. 

O culto aos orixás, seja com que nome fosse feito, tem mais de dez milénios, sendo assim, Deus se manifestou no Continente Africano, bem antes de se manifestar no Oriente Médio. Afinal a África é o berço da civilização e não o Oriente Médio. Deus já se revelou em todos os tempos, a todos os povos e com diversos nomes. Se ele cumpriu como vimos na história de Moisés, todas as suas promessas, ele também agiu com todo seu poder em diversas outras culturas.  Mas, hoje a intolerância e perseguição, quer implementar uma "ditadura bíblica" no Ocidente, como se tudo que estiver fora da Bíblia fosse mentira ou do mal. Só que deveriam ver que as maiores atrocidades, inclusive a morte do Messias, partiu daqueles que tinham as Escrituras nas mãos. Se não fosse Caifás, Jesus não teria sido crucificado e perceba que ele era o Sumo Sacerdote, ocupando o lugar por direito de Aarão! Além de tantas cruzadas, inquisições e mortes "em nome de Deus" - e sem falar o tanto que os hebreus mataram sem dó e nem piedade, alegando ser órdem do Criador. 

Hoje os pregadores e arrebanhadores de dízimos, tentam desvencilhar o Evangelho do Pentatêuco, só usando-o quando achar conveniente. Mas, jamais vão poder esconder as contradições filosóficas, teológicas e históricas da Bíblia. Pois apesar de quererem colocar tudo na "boca de Deus', no fundo todos sabem que tem coisas nas Escrituras que Deus jamais diria. Portanto esse marketing de dizer que a Bíblia "é a palavra de Deus" só pra evitar contestação, já deu certo por muito tempo, mas, não cola mais hoje. O que sabemos é que ela é uma coleção de livros e histórias, que traz revelações. Mas, espertalhões querem usar promessas feitas ao povo hebreu pra se apossar do que é do próximo, como por exemplo, o dízimo. Deus instituiu o dízimo, para um povo que estava desnorteado, pobre e sem posses, exclusivamente para os levitas e não pra qualquer um que chege e registre uma igreja! Deus não precisa de dinheiro pra fazer sua obra, nem de emissários que querem mansões caras, carros importados e roupas de grifes pra estarem dia a dia na TV ou em cultos luxuosos. Deus sempre fez seus sumo sacerdotes, na humildade e todo aquele que adota o estilo de Caifás, apenas acaba matando o Cristo também com sua falsa fé! Deus é humildade e amor. 

Se a Umbanda acha que precisa da aprovação da Bíblia e do cristianismo pra existir, é uma escolha de seus adeptos, mas, os orixás, em seu seio ancestral, virginal e espiritual, não precisa da aprovação da Bíblia pra existir. Na verdade, ela está registrada no grande livro da vida que é o Cosmos, as estrelas e nos códigos do Zodíaco! Ela está registrada na grande "Escritura Sagrada" que á Gaia, ou a Mãe Natureza, com todos seus elementos, poder de transformação e vida orgânica em ebolição. Tudo isso, criado por Deus o Deus Supremo, que tem no livro dos ancestrais o Ifá, toda revelação que um sacerdote espiritualizado precisa, e não nos dízimos, nos cultos luxuosos e em programas de TV. 

E ao contrário do que um certo juíz disse, que "as religiosos afrobrasileira não eram religiões porque não tinham hierarquia e nem um livro sagrado..." na verdade, ele se engana muito! Apesar de a maioria dos sacerdotes e escolas de Umbanda, querem negar-se a aderir um código único, uma decodificação e uma pedra fundamental, a verdade, é que os orixás tem sim, fundando na raíz da ancestralidade, na coroa astrológica e na hierarquia sagrada, toda uma estrutura. O sagrado Ifá, é a organização de todo signário e todos os códigos dos ancestrais, com personificações, metas e deveres de cada ser enviado ao mundo. Além disso, temos o grande Deus Supremo e Criador, Olorun ou ainda Olodumaré e Zamby, que está acima de todos os orixás. 

Mas, como eu disse, os orixás são mais antigos que qualquer personagem bíblico. O culto aos ancestrais, tem mais de 10 milénios. Mas, mesmo se formos estudar a Bíblia com toda teologia aplicável e filosofia, vamos encontrar códigos iniciáticos, que atestam a açao dos ancestrais e a força das potestades, anjos e devas, como também orixás, agindo pelos poderes sagrados do cosmos e da Mãe Natureza. O que seria a linhagem de Abrãão se ela não representasse a força ancestral, se não focasse as estrelas do céu e se não cultuasse a vida em toda sua perpetuação acima de tudo? E assim como os orixás, os anjos também não precisam da Bíblia pra serem acreditados. Na verdade, incontáveis culturas, já conheciam o poder dos anjos, muito antes da Bíblia existir - com outros nomes e até com outras formas, mas, com a mesma natureza divina. 

Portanto, não tentem impor uma verdade, que sequer conhecem! Não tentem provar aquilo que não viram e não tentem desqualificar a fé dos outros, por causa de fanatismo, sectarismo e intolerância. Ninguem vivo nunca viu a face de Deus em nossa época, portanto, pregam apenas dogmas de fé. Não queram dizer que conhece isso ou aquilo e que tem certeza do que pregam, pois não podem garantir sequer uma data exata!
"E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labareda de fogo". Hebreus 1:7

Na verdade, foi um atentado ao poder ancestral, quando lideranças religiosas, pensando em manter o poder, tentou apagar todo o caráter iniciático da Bíblia. Tentou deletar todo caráter mediúnico e dar outras conotações teológicas aos escritos sagrados. Tentam levar a uma pratica litúrgica simples, quando sabemos que sem mediunidade Jamais Moisés ou qualquer outro profeta falaria com o Sagrado, seja com Deus ou com anjos. Além de ao observarmos suas vidas, percebermos fácilmente o caráter iniciático, o uso do tempo e eventos de provaão pra que cada um deles chegasse a revelação. Portanto, não pensem que apenas comprando uma Bíblia, ouvindo gritos de pastores inflamados em seus cultos e indo a igreja com frequência, que sua missão está pronta. Ou que a missão do homem é apenas pegar uma Bíblia e sair pregando pelo mundo. Cada um tem uma missão e nem todo mundo tem missão dentro de religiões, mas, na luta diária do dia a dia, como também ligação com a arte ou com a magia. Nem todo mundo nasceu pra ser relligioso mas, pra ser espiritualizado - o que é diferente. 

Dizer que aceitou a Cristo é fácil. O difícil é saber se Deus realmente nos aceitou! Como vemos na história da humanidade, pessoas que cultuavam o mal, também viviam felizes, sossegadas e sem aflição, mas, Deus só esperava o momento pra julgá-las. Não pensem que só porque comprou um carro novo e foi na TV contar o quanto ficou rico, que isso tem haver com espiritualidade, mas, com ganância, avareza e materializamo. A teologia da prosperidade, nada tem haver com a doutrina do Cristo.

Os orixás não precisam do aval da Bíblia, não precisam da tolerância dos cristaos e não precisam aderir a qualquer seguimento pra se firmar. O orixá existe a milénios na forma de culto. "Não te fatigues para enriqueceres; e não apliques nisso a tua sabedoria". Provérbios 23:4, porttanto, usar a Bíblia pra ficar rico, manipulando as pessoas, isso sim é blasfêmia e uso errôneo do poder de profetizar. 

É muito comum, ver um cristão contar uma história de pecado e dizer que "se converteu", na verdade, mudar de religião não é conversão, sair do pecaco é que é conversão. Não use uma nova religão pra jogar outra no lixo e dizer que agora encontrou o caminho certo, pois você não pode provar nada. Você pode até mudar de religião, se batizar de novo, mas, não foi no outro mundo, não conhece o sagrado por dentro, não viu o outro lado e não pode dizer que essa nova estrutura mundial sedenta de poder é a religião do Cristo! Cristo não fundou religiões, apensa deixou doutrina. A frase em que ele supostamente disse "Pedro tu és pedra e sobre essa pedra edificarei minha doutrina...", foi adultarada na tradução para "... edificarei minha igreja". Muito cômodo não? A doutrina cristão verdadeira, como a revelada nos sermões da montanha ou bem-aventuranças, são bem claras - são verdade, amor, justiça, humildade, fé e razão. Não tem nada haver com fanatismo, vaidade religiosa, intolerância ou perseguição. 

E não julgue o culto aos orixás, por seu lado primitivo, que é sempre usado de forma errada e equivocada por pessoas despreparadas. O culto verdadeiro vai além da ganãncia ou vontade desenvolver poder! O culto ao orixá não tem obrigação com ritos e incorporações. O rito principal do orixá é desenvolver a alma, o amor nessa alma e a luz da vida, embasada em verdade, justiça e fé iluminada. Não fique pasmado e abismado no que você vê em terreiros. O pai de santo faz o que ele acha que é correto pra ele, mas, sua verdade pessoa é única. O que o pai de santo faz pra ele, ele responderá por si. O que você tem que fazer, você ainda terá que descobrir. Não pense que o que o que pais e mães de santo dizem é a verdade que servirá pra sua iniciação e carma não. Na verdade, você tem um horóscopo e encarnação que condiz com sua ancestralidade individual. E nem pense que o ritual que o pai de santo faz no terreiro dele, sendo copiado, servirá pra você! Você tem seu caminho própria, sua verdade e suas metas. Não se prenda a estigmas e a dogmas populistas.

Carlinhos Lima - Axé a todos

Compre os últimos exemplares da Umbanda Astrológica - peça o seu aqui...


sexta-feira, 15 de julho de 2016

Ciclo astrológico atual - o carma pune poderosos que erram o caminho

Influências astrológicas na vida de Eduardo Cunha e Cláudia Cruz

O mundo vive um ciclo de transformações. Não me refiro apenas a essa escalada do terror na Europa, pois o ser humano de alma ruim, sempre se inclinou ao terror. Se podermos estudar história das civilizações em todas as eras, veremos que o homem sempre matou inocentes por ideiais distorcidos, ganância e abuso de poder. O ser humano, quando tomado por ódio, sempre é cruel com pessoas indefesas e inocentes. Enfim, de qualquer forma, esses ataques atuais de terror, também tam haver com as configurações astrológicas conflitantes ou transformadoras no Zodíaco. Como por exemplo, Urano e Plutão em signos conflitantes, assim como Netuno e Saturno, em desacordo por signos mutáveis. E só pra lembrar, que Urano e Plutão, atacam o Sol, nesse período de ataques na França, em especial o do caminhão que atropelou dezenas de pessoas. 

Mas, focando um pouco mais a ação dos astros exclusivamente na vida das pessoas e não apenas no lado político ou mundial, vemos que pessoas de poder, que usaram sua esperteza pra ficar muito ricos, em grande parte de forma desonesta, agora, sofrem com a polícia em seus encalços. E esses que sempre desfrutaram da impunidade, gerada por uma justiça lenta e ação de advogados caros, agora, sentem-se mais apertados. Claro que nosso STF e boa parte da justiça ainda os protege e tenta deixar tudo como está. Mas, estou puxando esse assunto, pra relembrar ao querido leitor, que o clima e astral é de mudança e reajustes no país. Prova disso é que o governo brasileiro caiu, por causa dessa nova fase e por ação astral exigindo reajustes. Cito novamente Plutão agindo no carma do país e Saturno agindo sobre o governo brasileiro, também filtrando o carma.

Na verdade, os senhores do carma estão dando uma nova chance a essas pessoas de se regenerarem e partírem para um novo caminho. O interessante é que grande parte desses envolvidos na Lava Jato, se dizem evangélicos, cristãos, católicos e "tementes a Deus"! Mas, não fazem nada pra saírem do caminho da ganância e avareza. Eduardo Cunha, por exemplo, em seus perfís nas redes sociais, se diz evangélico e até suas empresas fazem referências a Cristo. Ai eu pergunto: que tipo de fé ou cristianismo é esse? A questão é que em se tratando de fé e espiritualidade, as pessoas desemvolveram padrões ou ritos. Ou seja, se for de uma determinada religião, basta fazer o mesmo que os outros fazem. No caso dos cristãos - ir pra igreja, pagar dízimos, orar e cumprir uma rotina religiosa, já seria o bastante. Eles simplesmente ignoram que o homem é um ser individual. Esquecem que cada um tem um carma pessoal, inserido num grande carma coletivo. No caso os "100 pais-nossos " que serviria pra limpar o pecado de um, não servirá pra limpar o pecado de outro. Ou seja, cada um tem seu caminho, seu carma e seus deveres. 

Não basta simplesmente cumprir um rito religioso, igualzinho o que os outros fazem. Cada ser humano tem sua missão, seu compromisso individual com Deus e cada um tem um destino próprio. Essas pessoas esquecem de sua ancestralidade, de seus preceitos morais, éticos e de seus compromissos espirituais. Tem muita gente rica, que acha que seus cartões de crétido platinum internacional, resolverá tudo! Que suas contas recheadas de doláres e advogados de honorários caros, são sempre limpar sua barra! E quanto a Deus basta pagar o dízimo e ir orar umas horinhas nos finais de semana em algum culto na igreja! Mas, não basta não! Como eu disse e repito, temos nosso carma individual, que se soma ao carma familiar e ancestral. 

Muitos desses poderosos, hoje enrolados com a justiça, nunca usaram seu dinheiro pra cuidar de seu lado espiritual. Eles preferem o sistema comum de religião, porque eles estão acostumados a pagar por tudo e não ter problemas com nada e nem trabalho. Por isso, acham que pagando dízimos, estarão sempre em dia com o Astral Superior. Enquanto pagam dízimos, compram roubas de grife, carrões importados, imóveis em condomínios de luxo e vivem acima de todos e da lei. Mas, o carma cobra e por isso, em algum momento, caem na mira da justiça humana e do carma. Mas, é evidente que há evangélicos e católicos honrados, sinceros e que vivem sua fé com dignidade. Que não cometem pecados contra Deus e nem contra seus irmãos. Mas, saibam que estes jamais serão avarentos, vaidosos na fé ou orgulhosos. O fiel de verdade sabe reconhecer a misericórdia, o amor, a justiça e não se prente ao materialismo desenfreado.

E já que eu citei o deputado Eduardo Cunha, digo que eu o citei, baseado apenas no que conheço dele pela mídia. Na verdade, não sei até onde ele é culpado ou inocente. Mas, baseado no inferno astral em que ele e sua família está inserido no momento, podemos constatar que sua fase, é muito obscura, por no mínimo, erros que ele cometeu durante sua Ascensão social e política. Bem a coroa astrológica e ancestral de Eduardo Cunha, ao contrário do que escreverma diversos astrológos inclinados ao petismo e comunismo, não é de uma pessoa confusa, psicopata ou desnorteado sem caráter. Na verdade, o mapa dele é muito forte e tem muita proteção. Não é a toa que ele é brilhante em se tratando de estratégia e política. E certamente ai está sua decadência atual. Ou seja, o mapa dele é de uma pessoa que deveria zelar pela justiça, verdade e honestidade. Assim, ao se envolver com coisas obscuras, ele perdeu sua proteção e o carma sem dúvida irá punílo.

E por falar em carma, vemos que nesse momento, ou entre esse ano 2016 e 2017, Eduardo Cunha, vem sofrendo com a influência do Retorno de Saturno. Cunha é filho de Ogum com Oxum, com Xangô de Frente. Por isso tanta habilidade política, tanta frieza e porque ele sempre venceu seus adversários com estratégias. Mas, notem que esses orixás, são orixás de firmeza, que mantem a frieza, mas, prezam pela honestidade. Assim, ao abrir mão desses deveres morais ancestrais, ele juntou muito dinheiro, mas, rumou em destino as punições do carma. Inclusive agora, onde ele definha politicamente, Urano, vem macerando a Lua de Cunha. Como sabemos a Lua reflete o emocional das pessoas, mas, não só isso. Ela reflete o passado, a família, a ancestraldiade e também a popularidade. Por isso, ele vive o suplício de ver tudo que conquistou ameaçado. Também a dor de ser abandonado por aliados. E ainda de ver sua família sofrendo todos os medos de prisão e pressões psicológicas.

O estranho é que Urano ativa um importante triângulo ancestral, que é forte, já que ele tem predominância de fogo em seu horóscopo. Assim, ele dá tanto trabalho pra que seus inimigos o derrube. Mas, porque um triângulo tão poderosos e trígunos revelados por Urano tá ferrando com o Eduardo Cunha? Porque como eu já disse, ele perdeu benefícios espirituais e ancestrais, ao escolher seguir a ganância desenfreada e caminhos tortuosos. Além disso, Urano pressiona sua Lilith junto com a Lua. Essa pressão também pressiona a Pombagira familiar do Cunha, por isso a mulher e filha estão sob pressão. 

E mesmo com tanto dinheiro e poder que ele conseguiu, há fortes indicações para que ele passe momentos muitos tensos e de prisão, além de ter um baita prejuizo. Se ele tivesse ouvido mais seu lado espiritual, seus ancestrais e não confiasse apenas em seguir relligião de forma social, ele poderia ter alcançado muito poder e sem passar por esse perrengue que passa hoje. Ele tem orixás poderosos. E ele é muito cruel com seus adversários e tem toda essa frieza, não é a toa. Pois além de ter Plutão em desacordo com Marte, sendo que Plutão estão no Meio do Céu, ele também foi um chefe tribal de guerreiros muito poderoso em importantes vidas passadas. Outro sintoma que ele aparenta e que defende em sua vida política é o de grande conservador, intolerante e preconceituoso, mas, isso foi desenvolvido por influência religiosa, mas, que não é real de sua personaldiade ancestral. Inclusive, há nele até energias de homossexualidade! Além disso, apesar de até ter suas empresas com nomes cristãos, na verdade, a natureza de Cunha é bem mística e que ele recorre inconscientemente. E se recorresse como deveria, poderia ser ainda mais mortal com seus aversários.

Quanto a toda frieza que ele demonstra, na verdade vem do signo de Libra e da força que recebe de Oxum. Além disso, ele tem Oxumaré, como orixá que abre todos os seus caminhos, assim, ele conseguiu reprogramar sua mente, com o pensamento que sempre dará a volta por cima. E isso tem dado certo há anos, mas, agora, chegou num momento em que não tá mais dando tão certo e isso pode desesperá-lo. Os odus de Eduardo Cunha, são muito poderosos mas, bem exigentes. De frente ele tem regendo a vida material um poderoso odu chamado Ogbé'Gunda. Esse odú Ogbeyonu fala de um sucesso monetário iminente ou material. Uma oportunidade de negócio irá se apresentar sempre. Oportunidades de considerações sérias vai leva-lo sempre a um grande sucesso. E perceba que politicamente, financeiramente e até na vida sentimental, o cara se deu bem. O que ele pena hoje é por ter trilhado caminhos tortuosos e o próprio odu que deu tanto poder agora pune. E agora, o odú penaliza, pois diz ele: "O grande jardim, viver e desfrutar de todos os bens do Estado". E como vemos no noticiaro, desfrutou e muito!. "A grande desfalque de fundos públicos". Perceba, como o odú, define a vida material do Cunha com precisão! "O mal está em sua boca e afeta o estômago". E por falar em afetar o estomago, esse odu, mostra riscos de saúde, como punição, como por exemplo, Embolias, vírus, colite, operações, pressão, coração, pernas. doenças do estômago. epidemias de peste. E além disso, como as mulheres têm que tomar o seu tempo - e nesse momento, sua mulher e filha, são mesmo preocupações.

E já que estamos falando de Cunha, foquemos em sua esposa, a jornalista Cláudia Cruz, que também está enrolada com a justiça, já que usufluiu da grana vasta em suas contas. Cláudia, não tem uma personalidade explosiva e tão fria quanto a do seu marido. Ela tem uma alma realmente de jornalista, mas, ao aderir a ancestralidade de Cunha, tomou gosto a vida de luxo e deixou seu caminho ancestral de lado. Uma mulher bonita, elegante e que somou seu carma com o do marido. Filha de Oxumaré com Ewá, mostra-nos o porque seus olhos tem tanto destaque na sua imagem. Cláudia nasceu pra cumprir missões. E até começou quanto optou pelo jornalismo, mas, acabou deixando de lado, quando cruzou o caminho do seu marido.

Cláudia tem um vigor sexual forte, adora sexo e em vids passadas foi uma importante concumbina e sacerdotiza sexual em meio a poderosos reis. Mas, sua missão nessa vida era justamente usar os bens materiais, pra ajudar as pessoas e defender as pessoas mais carentes, especialmente usando seu dom de jornalista. Vemos ainda em sua coroa ancestral, que ela tem poder espiritual e dom de magia, já que foi sacerdotisa em vidas passadas, foi uma mulher que dominava a magia sexual. E agora, vive um momento complicado, onde poderia usar a magia pra se blindar, mas, como é de religião cristão, ela deixou seus dons de lado.

A verdade é que poderosos vive um momento de maior exposição a lei. Mesmo o marido da Luíza Brunet, o bilionário Lírio Albino Parisotto, um dos homens mais ricos do mundo, vive agora um drama que nunca pssou antes, que é o de exposição, acusações e justiça. Assim como o dono da Friboi, o dono da Itaipava e donos de grandes construtoras no país, que vivem um grande e terrível inferno astral. Isso, porque essas pessoas só se ligam em dinheiro e não cuidam de seu poder ancestral, com um prisma espiritual. Todos estamos sujeitos a cobrança do carma. Pensem nisso!

Carlinhos Lima



quarta-feira, 13 de julho de 2016

Astrologia nos mostra os caminhos e não solução de planos mesquinhos

Astral dos famosos


A astrologia sempre foi alvo de debate. Ao longo do tempo, ela auxiliou reis, auxiliou sacerdotes e pessoas comuns. Ela foi usada pela magia, para entender a alma humana numa forma psicoterapia ou simplesmente pra tentar desvendar o destino. Além de diversas outras formas. Pois o saber astrológico se adapta facilmente a qualquer seguimento. E ela resistiu ao tempo, mesmo com duros ataques. Ela é além de um saber ancestral, um saber divino, pois esse sistema fantástico que proporciona paixão a quem se empenha em compreendê-la melhor ou provoca deboche em quem se quer tenta entendê-la com humildade, não é apenas um saber criado pela mente humana. Seu sistema é tão fantástico, que só pode mesmo, como nos revela a filosofia oculta, por seres sobrenaturais - para alguns por demênios (que eu rejeito) e para outros por anjos (que eu acolho e creio). E para muitos outros, especialmente apaixonados pela cultura egipcia, a astrologia teria sido revelada por alienígenas. 

Enfim, seja lá como ela tenha surgido na nossa vida, pra mim ela é uma paixão, não algo comparado ao amor que tenho pelo Deus Supremo e Criador da vida, mas, como algo que eu gosto muito, pois além de tudo que eu considero como bom pra mim, ela também é uma terapia. Pois quando estou estudando astrologia, me desligo dos problemas e me sinto num estado elevado de espírito. Da mesma forma que fico totalmente entusiasmado no brilhante sistema do Ifá, um sistema de profundo saber, que só poderia ter sido pensado por forças poderosas com auxílio do sagrado. Da mesma forma que acho fantástico o I-Ching, as Runas, o Tarô que foi meu primeiro contato com o esoterismo, a numerologia (de todas as formas) a Cabala e muitos outros seguimentos que adoraria estudar e não faço por falta de tempo. 

Porém, para o materialista que se liga apenas no que vê, é difícil acolher esse saber fantástico e divinatório. Pois essas pessoas não sabem compreender que a astrologia não é para o homem tirar proveitos mesquinhos e usar para manipulação ou fugir de seu destino - muito menos adivinhar o futuro. Ela é mais um reflexo do que está em cima ou no sobrenatural, no cosmos e pode sim nos revelar a vontade de Deus, não se intrometendo na essência do Criador, mas, absorvendo códigos, deixados pelo próprio Deus em sua extrema benevolência, pra que compreendamos a vida e a nós mesmos. Deus mesmo se revela por meio de sua criação e essa é a principal função do mago - observar o mundo a sua volta!

Mas, eu aprendi que não devemos tentar convencer os outros. Apenas passamos nossa mensagem, pra quem se identifica e foi tocado pela luz do Astral Superior. Sem debates, sem brigas, sem intolerância e apenas buscando compreender nossa própria essência e o mundo em volta de nós. Além disso, compreender a vonta dos deuses, dos anjos, dos orixás e os caminhos que Deus quer que sigamos. Na astrologia ou no seu uso, quem erra é o astrólogo, pois os códigos astrológicos são fixados pela geometria sagrada e não há indecisão neles. E nós erramos, porque nossa mente é limitada, tanto pra compreender esse saber vasto, como nossas limitações diárias, nos faz ignorar as análises que deveriamos fazer. Por isso o bom astrólogo, tem que estudar, sempre, dia e noite, tentando acima de tudo, compreender a essência divinatória da magia e não apenas como ferramenta pra tirar proveitos mesquinhos.

Em análises recentes que fiz para famosos, eu consegui perceber potenciais, mas, compreender detalhes minunciosos, a limitação humana não nos deixa acessar. Mas, o que quero dizer aqui é que a astrologia, é mais para analisar o  todo, tendências e assim simular ou direcionar melhor nossas metas e nossos caminhos. Numa análise em especial que fiz para 3 craques de futebol, certamente os maiores da atualidade (Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo), fiz algumas ponderações. E sobre CR7 o grande jogador do Real Madrid, eu cheguei a conclusão de que ele estava num bom ano, mais favorecido que Messi e que Neymar. E fiquei feliz por ter captado essa energia, pois o português (gajo) foi campeão pelo Real Madrid na maior competição de clubes da Europa. Além de ser campeão da Eurocopa, conseguindo o maior título alcançado pela Seleção de Portugal. É claro que Messi foi campeão espanhol e vice campeão da Copa América, mas, vimos como terminou frustrado, inclusive dizendo não querer mais jogar pela Argentina. Neymar, também foi campeão do espanhol, mas, até agora, não alcançou o nível que poderia chegar na Seleção, esperamos que faça um trabalho maior na Olimpíada. E a nível pessoal, vimos que tanto Messi, quanto Neymar, tiveram problemas com a justiça. 

Mas, são jogadores talentosos que podem sempre nos surpreender. A astrologia, também nos falou nesse ano de risco de problemas físicos e lesões, em especial para o CR7, como vimos na final da Eurocopa, mas, como já citei, foram dois títulos maravilhosos que o Gajo já conseguiu, com uma supremacia maior que os dois concorrentes pela bola de ouro. E volto a lembrar. Nós astrológos, não temos a cabapacidade de mergulhar nos pequenos detalhes, até porque não vejo a astrologia como advinhação e apenas códigos de direcionamento. Mas, fico feliz, por poder contactar com o saber astrologico, por poucos detalhes que sejam. Eu também não tenho a capacidade de grandes astrólogos midiáticos, que tem cadeira nas associações e sindicatos de astrológoso ou que sejam donos de escolas de astrologia. Mas, uso a astrologia com amor, respeito e vontade de aprender sempre mais.

Veja as matérias dos jogadores nos links:




Carlinhos Lima

O poder do som sagrado! A história de Ayon: o Orixá do Tambor

O poder do som sagrado! A história de Ayon: o Orixá do Tambor
O poder do som sagrado! A história de Ayon: o Orixá do Tambor

Ogan de tambor


As religiões de matrizes africanas há tempos vêm resgatando alguns elementos que por ventura ficaram esquecidos dos meados do ano de 1830 há-te o ano atual. Orixá “ÀYÀN” orixá do tambor é um desses elementos. Observando por onde eu ando, a forma como alguns, pode chamá-los de: Ogan de tambor, abatazeiros, abatás, batedores de tambor, curimbeiros , atabaqueiros seja lá qual for à denominação que podemos chamá-los, mas algo nós chama a atenção; a preparação dessas pessoas especiais para a liturgia das religiões de matrizes africana. Assim bem como os seus segredos. Os segredos dos Tambores de Batá que é um elemento sagrado na cultura Yorubá, com rituais religiosos para sua construção, preparação e iniciação daqueles que irão tocá-lo. Os Batás sagrados são tratados como criaturas viventes, que devem ter cuidados específicos e uma variedade de regras para o seu uso. A força espiritual contida no tambor e que o consagra e é chamado de “Ayan” ou “Ayon” O Orixá do tambor. Para que alguém possa ser iniciado para Ayan e tocar o Batá, deve cumprir rígidos rituais religiosos. No Brasil essa tradição praticamente perdeu-se, mas foi mantida na Nigéria e Benin a Terra Yorubá e em Cuba. 


Compre o livro de Umbanda Astrológica na Amazon aqui...

O iniciado recebe a força espiritual necessária para tocar os tambores da forma correta, para que estes possam “falar” com os Orixás, chamando-os para as cerimônias a eles dedicadas. Ayan representa a expressão sonora das divindades; e o símbolo do tambor que serve como depositário dos poderes divinos e ele é o veiculo que Ihe da voz. A consagração de Ayan no tambor Batá e feita por meio de ritual e elementos litúrgicos sagrados, que ficam dentro do tambor, que e selado hermeticamente com as duas peles. Quando Ayan é fixado no tambor é chamado de “Eleekoto”. O ritual de consagração inclui a pintura do tambor com a assinatura de Xangô. Eleekoto e representado por uma miniatura de tambor Batá que não pode ser tocada, pois simboliza o “Ayan.”

FONTE: "Hamilton Santos"/via:  radiovinhadeluzcom/

Intolerância religiosa injustificável: Homem invade culto de umbanda em RO, chuta oferenda e coloca fogo

Local onde fiéis colocaram oferendas foi incendiado por morador (Foto: Marcelo Nery/Arquivo pessoal)
Local onde fiéis colocaram oferendas foi incendiado por morador (Foto: Marcelo Nery/Arquivo pessoal)

Caso aconteceu durante cerimônia em uma mata, em Cacoal.
Testemunhas dizem que homem ainda ameaçou as vítimas com madeira.


Um homem de 35 anos foi conduzido até a delegacia de Cacoal (RO) após interromper um culto de umbanda e chutar a vasilha de pipoca que estava sendo entregue como oferenda em uma mata. O caso aconteceu no domingo (10). Segundo a Polícia Militar (PM), a oferenda estava na mão de um adolescente, que acabou ficando com hematomas por causa do chute. Após invadir o local, o suspeito também ameaçou os fiéis com um pedaço de madeira e colocou fogo na vegetação para queimar a oferenda. De acordo com Cesar Torres, responsável pelo terreiro, a confusão teve início quando ele pediu para que um grupo fosse até a mata entregar as oferendas como agradecimento. Na ocasião, um morador do bairro resolveu interferir na cerimônia, iniciando uma discussão com os membros. "Quando o pessoal foi fazer a entrega, o homem apareceu na rua dizendo que não era para continuar com o ritual. Como eles disseram que não podia parar com a cerimônia, pois somos amparados pela lei, ele se revoltou e chutou as oferendas. Depois ameaçou a moça que estava no grupo com um pedaço de pau", relata. Na ocasião, o ainda colocou fogo na vegetação ao tentar queimar as oferendas. Após a ação, o grupo chamou a Polícia Militar (PM) para registrar a agressão e ameaças. Na sequência, todos os evolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil, a fim de prestar esclarecimentos. Durante confecção do boletim de ocorrência, o suspeito confessou que chutou as oferendas, pois segundo ele, o grupo estaria fazendo "macumba" na frente de sua casa e isso o teria irritado. Ele negou a ameaça e disse que apenas pegou o pedaço de madeira, mas não ameaçou ninguém com o objeto. O suspeito alega também que os rituais são realizados a qualquer hora do dia e na frente de crianças, o que lhe deixou revoltado. 
Restos da oferenda que grupo conseguiu retirar do local (Foto: Marcelo Nery/Arquivo Pessoal)
Restos da oferenda que grupo conseguiu retirar do local (Foto: Marcelo Nery/Arquivo Pessoal)

Cesar Torres nega as acusações e diz que a mata pertence a um conhecido da entidade religiosa e que eles teriam permissão para fazer as oferendas no local. "Sempre realizamos oferendas em forma de agradecimento aos Orixás. Entregamos alimentos e temos o cuidado de deixar na mata apenas o que a própria natureza poderá consumir, seja pelos pássaros ou pela própria terra. Não colocamos nada com fogo ou materiais que possam poluir o meio ambiente", explica. Cesar revela também que está movendo uma ação contra o homem por agressão, ameaça, intolerância religiosa. "Agora vou até fim com esse caso, pois as pessoas precisam aprender as respeitar o direito de culto das demais", aponta.

Fonte: g1.globo com/ro/cacoal

domingo, 10 de julho de 2016

O som e ventos barulhetos de Júpiter - Salve Xangô!


Imagem de Júpiter feita pela sonda Cassini
Imagem de Júpiter feita pela sonda Cassini

Juno Capta Som em Júpiter - A Missão de Juno em Júpiter

  Fonte do vídeo, Canal PoligoPocket

A missão Juno, da Nasa, está a poucas horas de entrar na órbita de Júpiter – e na história. De acordo com a agência espacial americana, após uma odisseia de cinco anos no espaço, Juno chegará ao planeta na madrugada entre esta segunda-feira (4) e terça-feira (5). Ao passo que se aproxima do gigante gasoso, a missão consegue captar dados incríveis – e inéditos – do planeta: Juno disponibilizou aos terráqueos o som captado pela sonda ao entrar no campo magnético de Júpiter, em 24 de junho 

 

 Juno – Após percorrer 2,8 bilhões de quilômetros, Juno sobrevoará Júpiter 37 vezes durante um ano terrestre, 5.000 quilômetros acima das nuvens do planeta. A sonda usará uma série de instrumentos, fornecidos por Itália, França e Bélgica, como parte de uma parceria com a Agência Espacial Europeia, para estudar o funcionamento de Júpiter e analisar sua composição. A nave orbitará os polos do gigantesco planeta, que, acredita-se, foi o primeiro a se formar, com massa duas vezes maior que a de todos os outros planetas do Sistema Solar juntos. A missão não é tripulada – mas viajou sob os “olhares cuidadosos” de bonecos de Lego de Galileu Galilei, do deus romano Júpiter e de sua mulher, Juno (que dá nome à sonda). Impulsionada por energia solar e avaliada em 1,1 bilhão de dólares, a sonda fará parte de duas experiências significativas para avaliar a quantidade de água que o planeta contém e determinar se “possui um núcleo de elementos pesados em seu centro, ou se é composto apenas de gás”, explicou Scott Bolton, principal cientista do programa Juno e membro do Southwest Research Institute em San Antonio (Texas). Outras missões – Júpiter começou a ser explorado nos anos 1970 pelas sondas Pioners e Voyagers – mas elas não orbitaram o planeta, apenas se aproximaram dele. Foi assim também com as sondas Ulysses, Cassini e, a mais recente delas, New Horizons, que passou próximo ao planeta em 2007. “A primeira a orbitar o planeta foi a sonda Galileo, que chegou lá em 1995. A Galileo tinha objetivos mais gerais, como estudo da atmosfera e magnetosfera de Júpiter, seus anéis e suas luas, principalmente as quatro maiores. Juno tem objetivos bem mais precisos e contará com tecnologia bem mais avançada”, afirmou Daniel Mello, astrônomo do Observatório do Valongo, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

 Comentário: os emocioantes sons de Júpiter, enviados a terra e imagens que receberemos de lá em breve, se dá quando Júpiter se alinha a Cabeça do Dragão, faz trígono com Plutão e sextil com o Sol, o qua passeia pelos portais do Carangueijo (Câncer) acompanhado de Vênus e Mercúrio. É assim os ventos do orixá da Justiça, somado ao poder de Oxumaré, Exu e Oxum. Desvendando-nos os mistérios do universo e a magia do movimento que sustenta a vida no cosmos. "Xangô Kaô Cabecilê, salve o orixá da justiça, salve a hierarquia dos deuses..." - E Salve Juno, a esposa que penetrou os mistérios de Zeus o Poderoso Júpiter...

 

Carlinhos Lima 

sábado, 9 de julho de 2016

Cuidado com os mercenários da fé - escute Deus em seu interior

Faça uma busca interior e não se paute por pregações oportunistas


Há muito tempo, não apenas hoje em dia, que a Umbanda, Candomblé e demais movimentos dos cultos afrobrasileiros, são envergonhados por causa de pessoas inconsequentes, sem moral e sem caráter. Gananciosos que usam o nome dos orixás, da religião e usam a boa fé das pessoas para extorquir, jogando o nome do culto aos sagrados orixás na lama. Pessoas que dizem trazer a pessoa amada em 24 horas ou até menos, como também outros farsantes que até dizem ter poder de matar inimigos do consulente. É uma ofensa aos orixás e ao Sagrado a atuação dessas pessoas. E o molde usado para enganar as pessoas, na verdade não é apenas do nosso país, na verdade é universal, como bem lemos no livro livro How to Cheat At Anything (“Como Trapacear em Qualquer Coisa”, na tradução literal) o autor americano Simon Lovell menciona “o mundo lucrativo da remoção de maldições, onde o ‘médium’ pode cobrar até US$ 14 mil para tirar uma praga de uma pessoa”. Assim, não engane-se o caro irmão de fé achando que é apenas em países subdesemvolvido que isso ocorre ou apenas com pessoas analfabetas. Na verdade, nos país ricos, como EUA e na Europa, pessoas bem cultas e ricas, também são enganadas. Até porque não ocorre apenas no meio dos cultos afrobrasileiros, mas, em todo tipo de busca, como por exemplo na Wicca, ciências herméticas e incontáveis formas de uso de magia.


As pessoas se irritam, quando nos falamos que boa parte da culpa é da própria vítima, dizendo sempre "a culpa nunca é da vítima", um argumento também usado quando se fala em estupro por exemplo. Sim, concordamos que a vítima, será sempre vítima, mas, o que queremos alegar é que muitas vezes ou quase sempre a vítima facilita, morde a ísca, vai a toca dos ladrões e sabe porque? Por teimosia, por fraqueza e por não refletir bem antes de agir. Quase sempre, pessoas movidas por desejos, ira e orgulhos, são as que mais caem em golpes. Nos casos de amor por exemplo, eu atendo dezenas de emails todos os dias de todos os cantos do Brasil, quase sempre com as mesmas alegações. As pessoas, quase sempre não querem aceitar a realidade, partir pra outra, querem dar um jeito de resgatar amores que já deveriam ter acabado e com psicológico confuso, sempre acabam sendo enganados com muita facilidade. Na verdade, dinheiro, busca por sucesso e sexo, deixa as pessoas cegas de consciências - elas abrem mão da prudência e temperança, pra tentar agradar seu próprio ego e acabam sempre se dando mal.

O pior é que engana-se que essas pessoas abrem os olhos rápido. Elas continuam insistindo! Tanto que os trambiqueiros tem diversas artes de convencimento, como também, elas nunca aceitam um não como resposta. Tem pessoas que gastam tudo que pode e o que não pode, batendo em diversas portas, atrás do que querem até desenganar! Quando na verdade, elas deveriam se conformar e partir para o caminho correto. 

No entanto, nem todo consultor, astrólogo, tarólogo, numerólogo, sacerdote, mago ou bruxo é enganador! Na verdade, há uma grande massa de pessoas que se respeitam e respeitam seus consulentes. O trágico é que os enganadores são mais astutos, mais sedutores e até conseguem mais atenção, mais clientes e mais dinheiro, que aqueles que trabalham com seriedade e dizem a verdade. As pessoas preferem escolher os que esbanjam mais, fazem pirotecnias, cobram mais caro e tem mais papo. Até porque as pessoas gostam de se iludir, não querendo encarar os fatos. Querem magia, pra não abir mão de seu orgulho.

Pra finalizar, voltemos a questão de dinheiro. Bem, ninguém é obrigado a trabalhar de graça. Jamais fui contra aos que cobram por seus serviços, afinal de contas todo mundo precisa sobreviver, ninguém come vento! Falsos buscadores no entanto, sempre vem com aquele papinho de que "a meu só acredito em quem trabalha de graça" ou "o Chico Xavier não cobrava nada". Bem amigo, o Chico Xavier tinha a missão particular dele, era opção ou missão dele. Não me consta que ele tenha passado horas e horas todos os dias estudando um oráculo, astrologia ou comprando um monte de livros caros ou pagando cursos de ciências esotéricas (tudo caro)! Ele apenas cumpria uma missão pedida por seu guia que estava ao lado dele.

Alguém procura só médicos que trabalham de graça? Psicólogos que só trabalham de graça? Ou qualquer profissional só se ele trabalhar de graça? Astrologia, Ifá e diversos outros oráculos, tem haver com dons espirituais, mais precisam de aprimoramentos, estudos e tempo. Não confunda a caridade cobrada pela espiritualidade, com sacrificios desnecessários. Até porque as pessoas tendem a ir em centros, consultas ou estudos, sempre que estão desoladas querendo satisfação e ajuda. Quando elas estão bem, elas jamais buscam atenção do sagrado. Até mesmo nas igrejas evangélicas, é só a cantilena que vemos de pessoas contando suas desgraças e "superações", mas, sempre dizendo que foram quando estava num poço sem fim! Cada espiritualista tem sua missão própria e já tem um carma pesado com sua família, consigo mesmo e com seus ancestrais, não tem obrigação (a menos que sua missão cármica exija) de passar fome, gastar de seu próprio bolso e ficar horas a fio, atendendo pessoas e pessoas de graça, quando estas apenas ao serem atendidas viram as costas, jamais volta, jamais reconhecem e quase sempre além de saírem falando mal da religião, ainda negam a todo custo que foram lá ou que acreditam nisso ou naquilo. A grande maioria apenas quer se apanhar servida. Portanto, o próprio astral e guias, quase sempre são os primeiros a mandar cobrar. Até porque muitos são pessoas que tem tudo, mas, querem por orgulho algo que seu ego não quer deixar passar.

Muitas pessoas também, querem achar tudo pronto. Muitos sonham em fazer um mapa, achando que a simples leitura lhe trará todas as respostas. Não se conformam e nem aceitam que a vida é feita de ciclos e constantes iniciações. Quando passamos banhos, magias ou missões, vão logo dizendo que não acham, que é difícil e se não podemos fazer por elas. Ainda mais hoje em dia, que tudo querem resolver com aplicativos. Assim acham que tem algum aplicativo pra baixar no celular pra "cutucar o santo" e conseguir o milagre que desejam! As pessoas precisam entender que tudo tem sacrifícios. Moisés o grande escolhido penou por décadas no deserto, não achou nada fácil. Além de outros grandes mestres que sabiam bem que nada na vida vem de graça.

As religiões da moda, alinhadas a Bíblia, querem passar uma ilusão as pessoas de que basta comprar uma Bíblia, enriquecer o líder espiritual e viver repetindo o nome de Cristo e ouvindo música gospel, que tudo ficará fácil e sem obrigações. É um mero engano. A ligeira aparência de que tudo vai tudo super bem, despenca no dia em que o carma cobra e a pessoa vê que a vida não é feita de truques e nem de fé magnífica, onde apenas pagando dízimo e vivendo em oração, as coisas acontecem com facilidade. Pois temos carma, odús, temos signos e temos missões a cumprir. Sabemos sim que o Cristo morreu pra nos dá exemplo e expiar pecados, mas temos nossa parte a cumprir, basta olhar o mundo e veremos que ele continua desafiador, como antes da crucificação. Deus requer que cumpramos o que viemos cumprir em nossa jornada. 

E é evidente que a fé é importante, que Deus, os guias de luz, os anjos, os orixás e nossa própria força interior conta muito e nos ajuda. Mas, há todo um contexto. A fé não altera nossa missão, anulando os desafios, ela apenas nos prepara pra enfrentá-los. É claro que temos também nossa missão de caridade, de humildade, misericória, serviço pelo próximo e inclusão nos grupos sociais, mas, não podemos banalizar a caridade. Fazer serviços só porque achamos que seremos recompensados por isso, ou achar que todo serviço que outras pessoas fazem terão o mesmo efeito pra nós. Perceba que cada um tem uma missão. Uns veiram pra ser bombeiros, médicos, policiais, dentistas, veterinários ou diversas outras atividades. Cada um pra servir da sua forma! Não basta se juntar todo dia pra dar sopa a mendigos (não que isso não seja importante), mas, a missão de cada um é muito mais! Tem  gente que passa o dia no trabalho e a noite vai se reunir em culto pra fazer serviços sociais lá, como caridade, sem se ligar que no que ele faz mesmo, pode agir com caridade! Tem profissionais que pensam que vai encontrar Deus apenas na igreja ou em cultos, sem saber que Deus está no dia a dia. Um médico pode atender pacientes pobres sem cobrar, assim como qualquer profissional, pode usar seus dons pra fazer o bem! Então porque só alegam que o médium, o astrólogo, o tarólogo ou o mago tem que atender de graça? Toda profissão é um dom dado por Deus! Entao porque vemos médicos gananciosos, advogados gananciosos ou qualquer outro profissional gananciosos, milionários que pensam que apenas cumprindo seu dízimo mensal ou indo a igreja, já estão cumprindo sua missão? Enganam-se! A missão pessoal é única, assim como o mapa astrológico de uma pessoa é único. Cada um tem sua missão própria. Não pensem que sendo seguidor do que os outros fazem ou falam que tá tudo resolvido. É muito fácil, seguir as igrejas cheias, achando que porque tem um grande número de pessoas naquele caminho, ele é o certo! A verdade, é que a porta estreita, onde tem menos gente, pode ser o caminho da luz!

É fácil seguir multidões, marchas pra Jesus, romarias gigantes e tá no meio de milhares de pessoas. Mas, não despreze o buscador solitário, pois o próprio Cristo se iluminou no deserto! Moisés encontrou Deus no monte do deserto! Nem sempre está em igrejas cheias e ouvindo líderes midiáticos falarem é sinal de que você encontrou a Deus! Deus está na natureza. Deus está em todo lugar e se manifesta de forma única para cada um de seus filhos!

A magia faz parte da alma humana. Quando o homem começou a pensar, logo ele se ligou nos mistérios, nos eventos sobrenaturais e na mágica da vida. Por isso a magia faz tanto sucesso no cinema, nos livros e na televisão. A magia faz parte de nossa vida, pois faz parte de nossa essência. O problema é que ela não é barata e nem banal. E por isso muitos mentem sobre ela. Por isso, quando estiver buscando respostas e coisas mesquinhas, pare pra pensar e saiba que precisa buscar aquilo que você precisa e não apenas o que você quer!

E apesar do livro que citei no início do texto, sobre os aproveitadores que lucram "tirando maldições", na verdade, tem sim pessoas que podem ajudar, podem curar, podem mostrar caminhos, podem orientar, podem usar magias, mas, são pessoas que se preparam pra levar conhecimento e não pra enganar. E a diferença é que elas sempre vão falar a verdade e mandar você mudar a rota de seu caminho se for preciso e se os orixás e guias pedirem. Os mestres de verdade, não vão apenas falar coisas pra lhe agradar, tentar ganhar o seu dinheiro sendo simpáticos, mas, sendo verdadeiros. Os verdadeiros mestres, vão falar o que for melhor pra você.

Sabemos sim que tem casamentos desfeitos com magia, como tem namoros que acabam por inveja, olho gordo e feitiço - e que arranjos e rituais podem quebrar macumba, afastar espíritos ruins e até restabelecer relações, a saúde ou trazer o sucesso de volta. Porém, tudo tem uma chave, um segredo, uma cobrança, um valor e precisa da compreensão correta. Precisa ser estudado e não no chute. Precisa da outorga dos mestres e senhores do destino e não apenas com magias negras ou encantos sujos. O mago de verdade quer restabelecer a órdem e não gerar dor e sofrimentos. O mago de verdade, não é movido pela ganância ou egocentrismos. 

Axé a todos!

Carlinhos Lima

Saber astrológico: Um hospital está usando astrologia para cuidar da saúde mental dos pacientes

Saber astrológico: Um hospital está usando astrologia para cuidar da saúde mental dos pacientes
Saber astrológico: Um hospital está usando astrologia para cuidar da saúde mental dos pacientes

O Hospital Pirovano escolheu uma abordagem fora do tradicional para ajudar seus pacientes: a astrologia. A instituição de Buenos Aires, na Argentina, desenvolveu um workshop chamado "Conheça a si mesmo por meio das estrelas" para aqueles que precisam cuidar de sua saúde mental. O workshop funciona desde fevereiro deste ano e conta com uma programação semanal que possui horários dedicados a "descobrir quais medos me limitam", "me descobrir por meio das constelações", "conhecer as emoções" e "como nos relacionamos com nossos filhos adultos". O programa é acompanhado por universitários que estagiam no programa de saúde mental do hospital e está aberto ao público interessado em astrologia. A astróloga responsável pelo workshop, Claudia Rico, faz o mapa astral dos participantes e conduz os grupos de discussão. Em entrevista ao Quartz, ela explicou que a ideia é usar a astrologia para ajudar os participantes a interpretarem suas próprias experiências. "A astrologia terapêutica tenta gerar um balanço dos aspectos físicos, mentais, emocionais e espirituais dos seres humanos", diz ela. 
(Foto: Flickr/Nicola Albertini)

Rico conta que muitas pessoas vão ao workshop em busca de respostas. Ela dá o exemplo de um participante que veio sozinho da Espanha para a Argentina aos 14 anos, passou por vários casamentos péssimos e cuja filha tinha morrido. "Ele buscou a astrologia para tentar entender o motivo de essas coisas terem acontecido com ele, para encontrar um pouco de paz", explica a astróloga. Nem todo mundo está contente com o desenvolvimento do workshop de astrologia no Hospital Pirovano. No geral, especialistas afirmam que a astrologia é inofensiva, desde que não seja utilizada para decidir tratamentos médicos ou como forma de combater alguma doença.

Fonte:  revistagalileu globo com/Ciencia/noticia/2016/07

terça-feira, 5 de julho de 2016

Religião, fé e espiritualidade: Umbanda e candomblé conquistam jovens descolados no Brasil

Religião, fé e espiritualidade: Umbanda e candomblé conquistam jovens descolados no Brasil
À esquerda, Andréa, artista plástica conectada a Iemanjá. Em casa, faz banhos e orações. À direita, Janaína, “filha de Omulu” e ativista pelos direitos da mulher negra (Foto: Rogério Assis)

Esqueça a imagem das pessoas angustiadas que procuram consolo para a dor da morte de parentes. Agora, jovens descolados deixam de ir à balada para celebrar os orixás, receber passes e fazer amigos. Conheça alguns dos novos frequentadores da umbanda e do candomblé


A artista plástica Andréa Tolaini não sabe o que fazer com sua bicicleta elétrica. O veículo foi um presente em forma de pedido de casamento e tem valor sentimental para a paulistana de 30 anos, mas a verdade é que ela prefere pedalar à moda antiga, sem a ajuda de motor. Do seu ateliê, no bairro do Butantã, em São Paulo, sai pelas novas ciclofaixas da metrópole para se reunir com os clientes que encomendam seus quadros, mandalas multicoloridas pintadas em telas grandes. Tem os horários fluidos, a rotina livre e uma profissão que parece lazer. Investe seu dinheiro em shows e viagens (a última para o Peru) e, nos fins de semana, recebe os amigos para uma feijoada vegetariana em sua casa, onde mora com um gato e dois cachorros. A porta ali está sempre aberta, já que Andréa não é adepta “da vibe portão elétrico e grades até o teto”.
À esquerda, Edi, o artesão que é “filho de Ogum”, orixá equivalente a São Jorge. À direita, Karen Keppe, 29, produtora cultural e “filha de Xangô”: “A umbanda é mais sincera” (Foto: Rogério Assis)

O publicitário Rafael Mota, 27 anos, se sente completamente levado pelo ritual que, até três anos, desconhecia por completo. “É impossível não sentir a energia”, diz ele.Sua fé não vem de berço. Como a maioria dos atuais adeptos das religiões afro-brasileiras, Rafael se encantou por ela depois de adulto. “Nasci numa família católica e gostava muito do convívio da igreja. Mas, com o passar dos anos, a missa foi perdendo intensidade para mim. Aquilo não prendia mais a minha atenção .”

Ele foi pela primeira vez ao centro de umbanda por curiosidade, a convite de uma colega de trabalho. Já havia visitado templos budistas, igrejas messiânicas e evangélicas, e imaginava incluir na lista a mais caricata de suas experiências religiosas. “Mas, logo que entrei, vi que tinha imaginado tudo errado. Não havia imagens amedrontadoras nas paredes, nem galinhas mortas pelo chão.” Três semanas depois, não conseguia esquecer a boa sensação de estar naquele pátio, e assim voltou uma, duas, dezenas de vezes, até se tornar parte do time da casa. Segundo a umbanda, qualquer pessoa pode desenvolver a capacidade de intermediar o mundo dos espíritos com o nosso, e foi o que Rafael fez. “Aqui as relações são mais horizontais que na igreja católica, onde a hierarquia é mais de cima para baixo. Lá, o máximo de contato físico que você tem é beijar a mão do padre. Na umbanda, é difícil não sair abraçando meia dúzia. É como se o seu ego se dissolvesse no meio do grupo.”

A umbanda e o candomblé, religiões que vêm atraindo o grupo, também têm um código moral amplo, baseado na lei do retorno: fazer o bem para recebê-lo e evitar fazer o mal para não sofrê-lo. “Nos cultos africanos, bem e mal estão sempre juntos”, diz a produtora cultural e artista paulistana Karen Keppe, 29 anos, que teve o primeiro contato com o candomblé aos 22, ainda na faculdade de história. “Acho essa visão sincera, mais conectada com a realidade”, conclui. Hoje, frequenta um centro umbandista em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, onde não raro encontra pessoas de seu meio de trabalho, como músicos com quem colabora em festas hypadas no Centro paulistano. O local é próximo ao apartamento que ela divide com o namorado e um amigo. Ela trabalha em casa, onde estuda novas maneiras de produzir música, a partir de objetos inusitados como rodas de bicicleta e pequenos ventiladores. Pelas janelas, estão pendurados outros aparelhos curiosos: são sensores caseiros de qualidade do ar, desenvolvidos pelo namorado de Karen para um projeto que mapeia a poluição da cidade. A criação dos sensores foi feita com um programa de computador “aberto”, ou seja, o projeto está disponível na internet e pode ser copiado e replicado por quem quiser. Estamos falando de uma turma para quem a vida colaborativa faz mais sentido que a corporativa. Esse comportamento é muito típico dos jovens do século 21, como já havia apontado o sociólogo Michel Maffesoli, que se dedica a entender a pós-modernidade. “O indivíduo, que era a marca mais forte da era moderna, perde valor para a comunidade, o nós vence o eu”, diz o francês no livro O Tempo das Tribos: o Declínio do Individualismo nas Sociedades de Massa (Forense Universitária, 338 págs., R$ 75).

Dentro desse contexto, é compreensível que a hierarquia horizontal da umbanda seja tão confortável para os novos adeptos. “Nunca me dei bem com chefe”, diz o designer paulistano Edi Marreiro, 33 anos, que, em suas palavras, optou por não fazer faculdade para “ter uma vida profissional mais variada”. No ano passado, deixou o trabalho como monitor de uma clínica de dependentes químicos para tornar-se designer e produzir objetos de decoração para a marca que criou com a namorada. Apesar do pouco tempo de empreitada, o casal já colhe os frutos e se sustenta com as vendas de seus produtos em um e-commerce, o Casa do Rouxinol.

Alto, com barba cheia e sete tatuagens espalhadas pelo corpo, Edi frequenta um terreiro no bairro do Morumbi, em São Paulo, e diz ter ampliado por lá até mesmo seus interesses mundanos. “Mudou a minha forma de encarar a música, os instrumentos. Antes, gostava só de rock e música eletrônica e agora gosto de percussão, de samba”, afirma. Seu envolvimento foi tão grande que se tornou ogã, um líder que canta e toca atabaque para que os espíritos possam trabalhar. Parte de suas tarefas é receber as pessoas que chegam pela primeira vez ao centro, e foi assim que conheceu a atual namorada, Raji Rajii, de 26 anos. Fora do terreiro, ele participa de um grupo de maracatu, o ritmo pernambucano que tem raízes na cultura dos escravos. Também é fã de músicos nacionais, como os rappers Emicida e Criolo. Edi se prepara para as giras com alguns rituais: nas 24 horas que antecedem os trabalhos, não tem relações sexuais, não bebe álcool nem usa qualquer substância que possa alterar a consciência, e não come carne vermelha. Também toma um banho de sete ervas. A dedicação causa estranhamento nos amigos de fora da religião. “Tem quem olhe torto, mas não ligo.”

A assistente social Janaína Grasso, 27 anos, adepta do candomblé, sabe bem como é driblar o preconceito e a intolerância religiosa. “Sou mulher, preta e baiana. Só por isso as pessoas já me chamam de macumbeira. Mas na minha religião ninguém orienta a amarrar marido ou fazer trabalhos para prejudicar os outros”, diz. Moradora do boêmio bairro da Vila Madalena, ela diz preferir as festas de rua que São Paulo oferece a locais que cobram entrada (“mais um jeito de segregar”). Na reta final do mestrado que analisa questões de gênero, ela ainda lidera o coletivo Em Alto e Bom Tom, focado no empoderamento de mulheres negras. Com uma amiga, ela monta exposições itinerantes de retratos de lindas jovens usando turbantes, cabelos afro, tranças e exibindo corpos suntuosos. As imagens visam dar mais confiança e suprir a falta de representação positiva de crianças e adolescentes afrodescendentes.

Nas semanas em que conversou com a reportagem, Janaína faltou a uma festa importante do terreiro que frequenta, com muita música, rezas e oferendas, por causa da dissertação. No candomblé, as cerimônias são guiadas pelo pai de santo e os cantos são em iorubá ou outras línguas dos antigos escravos. Diferentemente da umbanda, quem se manifesta por meio dos médiuns são os orixás – e não espíritos antigos. Por fim, se o praticante tem uma questão particular a tratar, pede uma sessão individual com o pai ou a mãe de santo, que fará perguntas aos deuses pelo jogo de búzios. São consultas que nada lembram as confissões e punições da igreja católica ou as expurgações dos evangélicos pentecostais.

Para o sociólogo das religiões Reginaldo Prandi, professor emérito da Universidade de São Paulo (USP), o aspecto lúdico coloca os cultos africanos numa posição atraente para esses jovens. “A umbanda, assim como o candomblé, tem três coisas boas da vida: música, dança e comida”, resume. Além disso, a estética de cores fortes e contrastantes, rendas e ornamentos ricos, e a conexão com folhas, ondas do mar e flores ajudam a atrair novos adeptos, afirma o estudioso. “O mundo está questionando sua relação com a natureza e, nos grandes centros urbanos, são raros os momentos em que você fica com os pés no chão, em contato com tudo isso”, analisa. Essa turma antenada mostra que, hoje, nada é mais moderno do que buscar a paz nas coisas simples da vida.

Fonte: revistamarieclaire.globo.com/Comportamento/noticia/2015/08/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores